BrasileirasPeloMundo.com
Culinária Pelo Mundo Tailândia

Por que a comida de rua da Tailândia é tão especial?

Sawadee kaa!!!

Essa expressão é usada para saudar as pessoas, como o nosso “Oi, bom dia/boa tarde/boa noite”. As mulheres costumam usar a palavra KAA no final das frases “sawadee kaa”, e os homens KRAP, como em “sawadee krap”. É a frase que você mais escuta por aqui na Tailândia! Você coloca as mãos juntas e abaixa a cabeça, como uma forma de gratidão e respeito.

Moro em Bangkok há quase 5 anos e um dos lugares que não me canso de ir é na região de Chinatown. Eu amo aquele lugar! Lá se encontra uma das partes mais antigas de Bangkok, onde tudo começou. Uma mistura de cheiros, cores, pessoas… casas no estilo chinês, hotéis antigos que dividem espaço com barraquinhas de comida, templos, tuk-tuks, feirinhas de frutas, peixes, farmácias chinesas, vendedores de antiguidade e uma série de coisas diferentes e exóticas.

Lógico que o que eu mais gosto de fazer por lá é comer, e é lá que ficam as mais famosas comidas de rua da cidade!

Na Tailândia, milhões de pessoas de diferentes estilos de vida se deliciam nas barraquinhas de rua ou nos mercados de comida. As barraquinhas se transformam em cozinhas improvisadas e as calçadas são ocupadas com cadeiras e mesas de dobrar.

Entre tuk-tuks, táxis, moto-táxis, camelôs, feiras, e tudo mais, você encontra estas barraquinhas de comida, uma ao lado da outra. Uns fazendo pad thai (macarrão de arroz frito com camarão), outros frutos do mar, sopa de noodles, o cheiro fantástico de cada prato deixa a dúvida do que escolher para comer.

Tudo é feito de forma simples e rápida, uma das características da cozinha tai! Costumo ir em uma barraquinha bem especial onde um senhor, já bem famoso, vende um curry tailandês sensacional. Um prato custa R$6,00 e todo dia tem uma fila gigante para comer o curry desse lugar.

Leia também: custo de vida na Tailândia

acervo pessoal

Muitas vezes a comida dele acaba antes do horário do almoço, de tanta gente “brigando” pelo curry desse senhor. Ele tem opções com carne, porco, frango, vegetais e TODAS são maravilhosas!!! Faz a gente suar muito também!! Não de calor, mas, de pimenta!

Apesar dos estrangeiros acharem que a pimenta é o ingrediente que os tailandeses mais gostam, o açúcar é na verdade o queridinho! As comidas são sempre bem doces e eles adoram encher de açúcar, como se fosse tempero! Na verdade o açúcar, a pimenta, o molho de peixe (que é o sal deles) e o vinagre estão presentes em praticamente 80% dos pratos da cozinha tailandesa.

São eles que representam as quatro importantes bases da cozinha tailandesa. Os curries, esta mistura de especiarias são sempre apimentados – e saborosíssimos! Nestas horas nada como um chá gelado local (cha yen) pra ajudar com a pimenta.

A sobremesa mais popular entre os turistas é a famosa manga com arroz grudento (sim, grudento!) e leite de coco. Mas uma das que eu mais gosto é uma sobremesa chamada “Bua Loy Nam Khing”. É uma sopa de gengibre com bolinhas feitas de farinha de arroz e recheadas com uma pasta de gergelim preto. Ela não tem uma boa aparência, mas é muito gostosa e reconfortante!

Em Chinatown é muito comum você ver a mistura das cozinhas chinesa e tailandesa, e esta sobremesa é uma dessas misturas.

Leia também: cores da sorte na Tailândia

Gosto de observar também nestas barraquinhas de rua os utensílios usados e ficar namorando para ter um em casa (hoje tenho vários). O mais conhecido por aqui é a famosa panela Wok – é nela que é feita o “Pad Thai”, aquele macarrão de arroz que comentei ali em cima. A panela Wok é pau para toda obra na cozinha tailandesa. Ela é indispensável para estes Chefes de rua.

Outro utensílio que você vê bastante é o pilão de pedra ou de madeira. Ele é usado para fazer muitas coisas, como a salada de papaia verde e as pastas de curries.

A diversidade e abundância dos ingredientes neste país são incomparáveis. Com equipamentos simples, estes Chefes de rua transformam seus ingredientes básicos em pratos inacreditáveis!

Se você quiser aprender sobre a cultura tailandesa, o melhor caminho é comer como os locais – ou
seja, na rua. Com certeza você vai ser recompensado com uma experiência gastronômica maravilhosa!

Cozinhar é uma arte na Tailândia! Um país riquíssimo e que preserva muito sua cultura local. Todos os dias a gente aprende algo novo, seja comendo ou simplesmente dando um passeio por estas calçadas aromáticas.

Related posts

Gulodices holandesas

Cintia Beatrice

Frutas típicas e exóticas da Colômbia

Jamille Morais

Culinária e temperos do Quênia

Daniela Milani

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação