BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo Luxemburgo Quanto custa

Quanto custa morar em Luxemburgo?

Luxemburgo tem um dos maiores salários da Europa, mas em compensação é um país bem caro para se morar. Os valores dos aluguéis não são nada convidativos. Mesmo assim, é quase impossível se deparar com aquelas questões do Brasil na qual um imóvel fica meses a espera de um inquilino. O setor imobiliário cresce a cada ano.

A questão é: ganha-se bem, mas o custo de vida é alto. Pode-se dizer com tranquilidade que boa parte do salário das pessoas vai embora apenas com o pagamento do aluguel ou das parcelas de crédito bancário da compra de um imóvel.

Não passa desapercebido na conta…

Algumas pessoas reclamam dos valores dos alimentos, mas conhecendo melhor os lugares e tendo boas dicas, você pode perceber que esses valores variam bastante de supermercado para supermercado e de marcas para marcas. Eu arriscaria dizer que, a maior parte dos produtos alimentícios que se encontram no país, mesmo que de marcas bem baratas e vindas de supermercados bem simples, podem vir a lhe surpreender. A qualidade dos laticínios é incrível e existe a possibilidade de se adquirir desde produtos que custam centavos até produtos exclusivos. É tudo uma questão de prioridade, escolha e bolso.

Vestuário passa pela mesma história do supermercado. Depende do que você consome. Um gasto diferente do que temos no Brasil é a roupa que as crianças usam para a escola. Aqui não existe uniforme escolar e portanto o gasto com a compra e manutenção das roupas aumenta. No Brasil você sabe que o uniforme é uma calça, short, saia, blusa, casaco, meias e tênis. Aqui, a roupa pode ter quantas peças a sua criança e você desejarem.

As escolas são gratuitas e de ótima qualidade de ensino, porém, pode ser bem desafiador correr atrás das três línguas e da matéria para uma criança que chega com mais idade no país. No sistema educacional de Luxemburgo nem todo mundo que cursa o ensino público vai para a faculdade. Existem algumas divisões, mas isso é assunto para outro artigo. A saída para essas crianças que não querem arriscar a ida para  a universidade e que chegam com idade avançada são as escolas privadas e estas são bem caras.

Leia também: Que país pequeno é esse na Europa?

O transporte fecha uma conta interessante

O transporte público tem um valor muito acessível e cobre todo o país. Claro que um lugar por ter menos habitantes possui o transporte com um intervalo maior entre um e outro. Recentemente, tivemos a notícia que os ônibus serão gratuitos. Hoje, pagamos 2 euros por 2 horas de uso de bilhete.

A maior parte das pessoas que se locomovem de carro preferem como combustível o diesel, que é bem mais barato do que os outros. A compra de carros não é tão cara como no Brasil, mas isso não significa que carro seja barato por aqui.

As bicicletas elétricas estão por todos os lados e você pode andar em uma por trinta minutos gratuitos. O valor mensal ou anual é acessível a todos.

O que nós amamos!

Para quem gosta de usufruir de serviços de estética, o país dispõe de produtos com preços bem acessíveis e de ótima qualidade. As atividades relacionadas com a beleza são mais caras do que estamos acostumados a pagar no Brasil, mas para quem gosta de ter essa rotina de cuidados não é algo que você não terá acesso. A dica é não converter do Euro para o Real. Os valores praticados são vistos como o preço justo a se pagar a esse setor.

Leia também: Quero morar em Luxemburgo – como faço?

Saúde

Os hospitais são muito bons e o sistema de saúde é de coparticipação. Dependendo da demanda, o pagamento deve ser feito integralmente na hora do atendimento e depois o paciente solicita o reembolso ao órgão que corresponde ao “INSS” deles. Esse reembolso, na maioria das vezes, não é integral, mas dependendo do caso, pode acontecer o recebimento total do valor pago.

Alguns casos especiais como o de pessoas de baixa renda comprovada, doenças graves e de tratamento contínuo, têm acesso ao sistema de saúde gratuitamente.

Por final, você conclui que os salários são justos e proporcionais às atividades; e estes são consumidos, também, de forma equivalente. Como dizemos no Brasil: “Sai elas por elas.”  Ganha-se bem, mas se gasta bem, também!

O que me encanta em Luxemburgo é saber que se você quiser morar em locais mais afastados dos centros de trabalhos, ainda assim, você terá qualidade de vida. Talvez você gaste um pouco mais do tempo que poderia ser o seu tempo livre em algum deslocamento, mas nada comparado aos engarrafamentos que temos rotineiramente no Brasil. Ultimamente as pessoas têm reclamado um pouco do trânsito, mas eu tenho certeza de que com o incentivo ao uso dos ônibus 100% gratuitos, essas pessoas que hoje se sentem afetadas na sua qualidade de vida terão esse problema resolvido.

Related posts

Custo de Vida na Suíça em 2014

Christiane Lima

Custo de vida em Moscou

Renata Rossi

Supermercado na Alemanha

Clarissa Gaiarsa

1 comentário

Cristina Março 14, 2019 at 7:56 am

Texto muito bem escrito e com boas dicas para quem vem morar em Luxemburgo e não sabe como funcionam as coisas!! Parabéns!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação