BrasileirasPeloMundo.com
Luxemburgo

Que país pequeno é esse na Europa?

Que país pequeno é esse na Europa?

Confesso nunca ter ouvido falar sobre Luxemburgo antes de receber a notícia de que a minha família estava sendo transferida. Um país de cultura riquíssima, encantador e com paisagens de histórias de
romances medievais. E eu acredito que, ainda hoje, existam muitos brasileiros que não têm esse país
como opção de turismo, intercâmbio, trabalho ou experiência de moradia no exterior por desconhecerem a sua existência ou importância no cenário Europeu.

Luxemburgo é um país bem pequeno que fica entre a Bélgica, Alemanha e França. Ele é tão pequeno que tem o tamanho de alguns dos menores Estados do Brasil. A capital, chamada de Luxembourg Ville, é
quase do mesmo tamanho do meu antigo bairro no Rio de Janeiro.

Luxemburgo ou Lëtzebuerg, em luxemburguês, possui três línguas oficiais: luxemburguês, alemão e
francês, mas a maioria dos habitantes se arriscam muito bem no inglês e, não raro, você poderá falar
muito português de Portugal devido a enorme comunidade portuguesa que habita o país.

Você deve estar pensando: isso é uma Babel! Sim! Aqui é uma Babel! Se você for uma pessoa que gosta
de desafios linguísticos, esse pode ser o país certo para você! A regra de etiqueta diz que você deve
introduzir a conversa com um estranho, dizendo: Moien! (que é Bom dia, Boa tarde e/ou Boa noite, em
luxemburguês – isso mesmo, uma palavra serve para tudo!) e aguardar que a outra pessoa lhe responda
em alguma das três línguas do país, o que lhe dirá em que língua a conversa se dará. Ou, ainda, a pessoa
pode pedir para que a conversa seja em inglês ou outra língua qualquer, já que vários habitantes do país
falam diversos idiomas devido a enorme quantidade de estrangeiros que habitam Luxemburgo. Mas fica
a dica: o comércio e os órgãos públicos têm como língua oficial de trabalho o francês.

Leia também: dicas para morar em Luxemburgo

Luxemburgo é um Grão-Ducado de monarquia constitucional parlamentar. O nosso Grão Duque
Henri age politicamente junto com o nosso Primeiro Ministro Xavier Bettel. Para que você participe da
vida política de Luxemburgo é necessário que você seja luxemburguês e a nacionalidade pôde ser
adquirida por muitos brasileiros pelas linhas de famílias até dezembro de 2018. Agora, as oportunidades
de se tornar luxemburguês são as provas de cidadania e língua que podem ser aplicadas às pessoas que
residem ininterruptamente no país há mais de 5 anos, além de outras condições especiais para quem tem
filhos nascidos no país, residência há mais de 20 anos e etc.

Falando em nascer, infelizmente, filhos de pais brasileiros nascidos em Luxemburgo não são luxemburgueses automaticamente. Há todo um processo para isso acontecer.

Quais são as formas de se morar em Luxemburgo sem ser luxemburguês?

Existem várias formas e a mais comum de chegada de estrangeiros a Luxemburgo é através de contrato
de trabalho. O país é um berço tecnológico, científico e bancário, e por isso recebe frequentemente
currículos de profissionais qualificados para ocuparem cargos nas diversas empresas que mais e mais
vêm descobrindo a potência luxemburguesa em inovações e investimentos.

As maiores empresas do mundo estão em Luxemburgo, como: Amazon, Microsoft, PWC e em pouco tempo a gigante Google também estará no país. Claro que a aplicação para as vagas de brasileiros com dupla nacionalidade ou cidadania europeia são mais interessantes para os empregadores, mas isso não significa que um brasileiro bem qualificado perca uma vaga por falta de um passaporte europeu. Na busca de bons
profissionais no mundo inteiro as empresas têm bancado os vistos de workpermit.

Leia também: como tirar carteira de motorista em Luxemburgo

Morando em Luxemburgo, toda a sua vida se dá após o seu registro na sua Comuna, que é o órgão que
regula as pessoas que moram em uma determinada cidade. Será a partir do seu registro na Comuna que
a sua vida de residente começará a existir para Luxemburgo, pois é através desse registro que você
consegue saber onde seus filhos estudarão, que você receberá as instruções sobre como a sua cidade
funciona com relação a direitos, deveres, cursos de línguas, coleta de lixo, estacionamento público,
saúde emergencial e etc.

Luxemburgo é realmente um país interessantíssimo que vale a pena a pesquisa.

Related posts

Mudei para Luxemburgo – mas, onde fica isso?

Patrícia Souza

Um ano morando em Luxemburgo

Patrícia Souza

ETIAS – A nova autorização para entrar na Europa

Mel Barbieri

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação