BrasileirasPeloMundo.com
Austrália

Roteiro de belas praias do sudoeste australiano

Roteiro de belas praias do sudoeste australiano.

Se tem uma coisa que Deus caprichou na Austrália foram as belezas naturais. Eita país lindo. Da cidade que é cruzada por um rio que nunca ninguém quis canalizar mas construir a cidade em volta, dos parques naturais e da vegetação tão diferente que estamos acostumados no Brasil, ao interior desértico e finalmente, às praias.

A Western Austrália tem uma paisagem muito bonita e diferente. Meia hora para o interior: o deserto. Quinze minutos para costa: as praias. A proximidade do deserto faz com que Perth seja uma cidade muito quente. Agora, saindo da cidade indo para o Sul de WA a temperatura fica bem mais amena. Já para o Norte, é o oposto (assunto para um próximo post).

As praias são lindíssimas, até as mais próximas da cidade são lindas. Limpas, com areia (para quem conhece praias na Europa essa é uma informação importante), o mar lindo, azulzinho….

Cada praia que eu conheço mais acho o litoral lindo. E olha que o Brasil é lindíssimo naturalmente. Nesse quesito, beleza natural, acredito que Brasil e Australia estão empatados. Eu amo o litoral brasileiro. Amo o mar verde, as praias com muita areia, e a água quente. E ai esta, para mim, o grande defeito do litoral na Australia: a temperatura da água.

As praias são lindas, o calor é insano e aí você decide mergulhar. Coloca o pé na água super gelada e….. desencana. Juro, várias praias do Sul são assim. Entramos em poucas, mas por honra e porque estávamos lá do que por vontade mesmo.

Canguru vermelho na estrada

As praias da cidade são bem legais e tem de tudo. Praia com ondas para quem curte surfar, praias com muito vento para praticar esportes, praia para cachorro (juro!), praias sem ondas para ir com crianças, até piscinas naturais tem.

A minha favorita é Cottlesloe. Tem onda perto da areia, mas mais para o fundo é um piscinão. E eu adoro o público, é bem família, e ainda para completar tem uma espécie de pier de pedra que faz a praia ser mais linda ainda. Scabrough é conhecida aqui entre nós como a praia dos brasileiros, pois tem muito brasileiro que mora por lá. Um pessoal mais novo que vem fazer inglês e sonha em morar na praia.

North Fremantle é ótima para família também. Mais para Norte, Marmion Pools perto de North Bridge é linda com uma parte de pedras que com os sapatos correto dá para caminhar por lá e ver até polvo. Para quem quer fazer snorkling é a praia perfeita, com umas piscinas naturais cheias de peixes.

Saindo da cidade e indo para Sul de WA, Mandurah é uma outra cidade lindinha e chamada de ‘Veneza Australiana’. Um lago artificial com canais e as casas construídas nos canais, pessoas chegando de barcos em suas casas, super fofa.

Busselton (nós, muito maduros, chamamos a piada que nunca acaba) é uma cidade pequena mais ao sul onde esta localizado o segundo mais jetty (pier) do mundo com quase 3km. Tem um trenzinho que leva até a ponta e lá no final tem um aquário vivo que dá para ver o mar como ele é.

A próxima região é o litoral de Yallingup até Augusta com Margaret River no meio tem diversas praias lindas. E o bacana da costa de WA é que mistura pedras e rochedos com praias lindas e paradisíacas. A que mais gostei dessa região é a ‘Canal Rocks’.

A maioria dessas praias são em parques nacionais, super protegidos e bem cuidados. Conforme descemos mais por Sul a vegetação muda completamente. É mais frio e úmido. As árvores vão ficando mais altas, a vegetação mais verde.

Walpole é a próxima cidade que vale a pena visitar, mas a sua principal atração não são as praias, mas as florestas de árvores gigantes ou Karri Forest.

Denmark é lindinha e com uma das mais visitadas do Sul de WA: Greens Pool (que como o nome diz, é uma grande piscina de água salgada), Elephant Cove (com pedras gigantes que parecem um Elefante) e a minha preferida: Waterfall beach. Dá para acreditar que tem uma cachoeira na praia?

Cachoiera na praia? Sim

No caminho de Denmark para Albany tem a remota Shelly Beach. Água azul, perfeita para camping. Albany tem um dos lugares mais diferentes que já visitei. Torndirup National Park é um parque nacional com uma costa cheio daqueles rochedos e o marzão. The Gap e Natural Bridge são um daqueles lugares de tirar o fôlego, sentar nas pedras e pensar na vida. É um lugar que venta muito, e já tiveram pessoas que foram ‘sugadas’ pelas fortes ondas.  Agora está em reforma.

Só assim para se livrar das moscas

The Gap é literalmente um vão entre duas pedras, bem rochas e Natural Bridge é uma ponte natural de pedra. Dá para imaginar?

E o melhor e fantástico parque nacional….. Two People Bay Nature Reserve. Lembra daquelas praias com areia branquinha e mar azul? Uma atrás da outra mas a melhor: Little Beach. Uma praia pequena com o que a Austrália tem de melhor.

Quase na divisa de WA com o Sul da Austrália e muitos e muitos quilômetros de Albany, tem Esperance. A cidade é pequena, e logo pertinho do centro da cidade, o Pink Lake (que não é tão pink assim). Por conta da alga betacaroteno que solta a cor rosa, a cor do lado as vezes é rosa.

"pink lake"

O mais lindo em Esperance é o parque Cape Le Grand National Park . Aqui é difícil escolher a mais linda. Areia branca, mar de cores lindas intercalando azul escuro com o turquesa. A mais famosa é a Lucky Bay, aquela praia que vimos em cartões postais que tem o canguru deitado na areia. Quando eu fui o dia estava nublado e ela era tão linda que ficamos encantados mesmo assim.

Esse foi o roteiro de uma viagem que fizemos em 2013, mas existem vários diferentes. As belezas naturais da Austrália nos encantam. Deus só poderia ter sido generoso com a temperatura da água também, aí sim, seria o paraíso.

Related posts

Dicas para arrumar emprego na Austrália

Mariana Camargo

A Vida em Sydney

Ana Carolina Burlamaqui

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

8 comentários

Francisco Nobre Março 15, 2016 at 1:08 pm

Acabei de fazer o roteiro de vocês, só que pelo GoogleMaps. Caramba, que jornada fantástica. Realmente, lugares maravilhosos. Coloquei na minha lista de coisas a fazer antes de morrer (e também achei hilário o nome da cidade Busselton, além da beleza local).

Resposta
Aline Arruda Março 20, 2016 at 9:48 am

Francisco, é maravilhoso mesmo.
As praias são lindíssimas.
Abracos
Aline

Resposta
Janaina Março 15, 2016 at 11:36 pm

Olá Aline! Faz algum tempo que leio seus posts e adoro! Sou mãe de três pimpolhos queridos, brasileira, do estado de SP e sou prof de educação infantil aqui no Brasil. Meu marido deseja ano que vem, ingressar em um mestrado na área dele em Perth. Estamos muito motivados, ele está estudando para prestar as certificações em inglês e temos nos preparado para essa mudança.
Infelizmente, não consigo uma informação coerente sobre os custos/bolsas de educação para crianças em Perth. No site studyinperth a informação é que alunos internacionais que cursem pelo menos 2 anos em universidades como Edith cowan, curtin, western… Tem direito a bolsas de estudo integrais para seus filhos durante o período em que estuda. Mas, a notícia que recebemos aqui no Brasil, é que as escolas públicas de ensino primário e secundário são muito concorridas e que não sobram vagas p estudantes internacionais bolsistas…
Essa informação é importantíssima para minha família, pois afinal temos 3 crianças e sei, que o custo da mensalidade é bem alto. Você saberia me informar algo sobre este assunto? Você conhece alguma família que têm a mesma situação que a minha? Você concorda sobre a afirmação de falta de vagas em escolas de Perth?
Desde já, agradeço qualquer contribuição de dicas ou informações!
Muito obrigada!

Resposta
Aline Arruda Março 21, 2016 at 1:22 am

Oi Janaina, tudo bem?
Olha, sinceramente eu não sei. A informação que sempre tive foi que filho de estrangeiro paga escola até pública. NUnca ouvi essa que se vc fizer MBA tem bolsa.
Conheço familias que estao aqui com filhos, mas estudando inglês e tenho até um casal que a esposa faz Doutorado e paga escola para pequena deles, que esta com 8 anos.
Até onde sei, o governo é obrigado a oferecer vaga em escola para as crianças porque a partir dos 5 anos é obrigatório ir para escola. Talvez não seja a escola que vcs queiram, ou a que tem bolsa, mas uma escola eles terão vaga sim.
Meu melhor conselho para você é procurar uma agência. Eles te darão todos esses detalhes que eu não sei.
Boa sorte,
Abraços

Resposta
Fabio Março 22, 2016 at 4:12 pm

Oi, Aline. Tudo bem? Sou de São Paulo, mas vivo na Inglaterra desde 2000. Tenho acompanhado as suas postagens porque sou casado com um australiano de Perth. Vivemos em Londres e ultimamente ele tem tentado me convencer a irmos viver aí por um tempo. Eu comecei a pesquisar sobre Perth e não sei se conseguiria me adaptar a uma cidade onde a sociedade tem a mentalidade interiorana, como ele mesmo diz que tem, por isso estou pesquisando e quero poder fazer uma avaliação mais próxima da realidade antes de tomar esta decisão. Parabéns pelo blog. Você tem alguma intensão em criar um canal no you tube e passar a publicar videos sobre a vida de vcs em Perth? E vc conhece alguns canais de you tubers de Perth que vc pode me recomentar? Agradeço desde já!! Abraços.

Resposta
Aline Arruda Março 23, 2016 at 9:06 am

Oi Fábio, tudo bem?
Obrigada por ler o blog :-).
Perth, tem uma mentalidade mais interiorana sim. Comparado com Sidney e Melbourne então….. Mas vale a pena. Não é interior, tipo interior do Maranhão, se é que você me entende.
Não tenho canal de youtube, e não pretendo ter. Tem um grupo no facebook “BRasileiros em Perth”, talvez o pessoal de la saiba se tem.
Pensa com carinho, seria legal sair um pouco da chuvosa Londres para a ensolarada Perth :-).
Boa sorte,
Abraços
Aline

Resposta
Larissa Vilches Abril 7, 2016 at 6:33 pm

Oi Aline,

Acabei de achar seus textos e já li quase todos e adorei, é muito bom o fato de você ser realista para que não tenhamos esperanças maiores do que as possíveis. Tenho uma dúvida e resolvi postar aqui por ser a publicação mais recente. Não sei se você poderá me ajudar, mas já fico feliz pela atenção. Gostaria de saber se você sabe se para aplicar o Visto de residente é preciso, necessariamente, ter um diploma reconhecido? Vi você dizendo isso em alguns dos textos e fiquei confusa, se puder ajudar eu agradeço.

Obrigada, por isso e por compartilhar sua experiência!! 😀

Resposta
Aline Arruda Abril 8, 2016 at 8:47 am

Oi Larissa, tudo bem?
Acredito que depende se você irá aplicar para o PR baseado na profissão que você é qualificado no Brasil ou outro país. Se estudou por aqui, não.
Uma agência de imigração consegue te ajudar mais.

IMagina, fico feliz em ajudar. Obrigada por acompanhar o blog 🙂
Aline

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação