BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Singapura

Singlish, o inglês falado em Cingapura

Quando eu e meu marido recebemos a proposta de mudança para Cingapura, pouco sabíamos sobre o país e nunca havíamos planejado morar na Ásia. Com pouca informação sobre a ilha, logo nos perguntamos, e o idioma? Para nossa tranquilidade, pesquisamos sobre o assunto e descobrimos que Cingapura possui 4 idiomas oficiais: mandarim, malaio, tâmil e inglês, sendo o último adotado para comunicação geral. Porém depois de algumas semanas no país já pudemos sentir que o idioma falado entre os locais, apresentava algumas particularidades, e então descobrimos o famoso Singlish !!

Durante 140 anos o país foi colônia britânica e desenvolveu-se com base no comércio livre, sendo considerado um porto importante de rota comercial. Isso atraiu as mais diversas etnias, principalmente chineses e indianos. Após este período, fez parte por dois anos do território da Malásia, e por fim, tornou-se independente em 1965. Atualmente é o maior centro financeiro do sudeste asiático, o que faz com que diversas empresas das mais variadas nacionalidades fixem escritórios e filiais aqui, trazendo com elas funcionários de toda parte do mundo.

Esse breve resumo histórico explica um pouco sobre os grupos étnicos que compõem a população: chineses (76%), malaios (15%), indianos (6%) e outras etnias (3%). Com este mix de nacionalidades e 4 idiomas oficiais não é de se admirar que o inglês falado tenha influência direta das outras línguas, principalmente mandarim, hokkien (um dialeto chinês) e malaio.

É muito comum ouvirmos conversas entre os locais misturando duas línguas: inglês e alguma local. Desta forma surge este “idioma” que pode ser comparado ao ‘’ portunhol’’ usado pelos brasileiros quando tentam falar espanhol. O singlish utiliza-se de palavras inteiras em outras línguas bem como de interjeições e sufixos ao fim da frase, muito utilizados no mandarim. Regras gramaticais do inglês muitas vezes são ignoradas e repetições de verbo são comuns com o intuito de deixar mais “polite” a resposta ou frase.

unnamed

Let’go Lah! Sim, você vai ouvir muito este “lah” no fim das frases com o objetivo de adicionar emoção ou persuasão. O mais utilizado é este, porém pode vir de outra forma com o mesmo significado: “leh, meh ou lor”. Adicionalmente a esta palavrinha no fim da frase, temos que considerar o sotaque que é caraterizado pela mudança de tom na voz, o que para nós brasileiros, acostumados com o sotaque americano ou no máximo o britânico, pode parecer outro idioma.

Ouras expressões presentes no dia a dia dos cingapurianos são as de surpresa ou espanto, “Alamak!”. Equivalente ao “Oh my gosh”, tem origem malaia, e é muito comum no singlish. Também utilizam a expressão “where-got”, que se traduzirmos ao pé da letra, faz sentido para nós brasileiros. Por exemplo, alguém pergunta se você pode fazer caridade pra determinada entidade, a resposta seria: “where got time?”. O significado seria: onde arrumar tempo? Sempre neste tom de surpresa, a expressão é usada de diversas maneiras: where got money, time, fun…

Poderiam por favor, me ajudar com este texto? Can can. Outra expressão que você ouvirá muito por aqui! Principalmente em restaurantes quando for pedir algo, a resposta certamente será um “can can”. Apesar de não ter encontrado a origem, imagino que pode ser influência da língua chinesa que em determinados casos, repete o verbo para deixar a frase mais “soft”.

Apesar do Governo de Cingapura não incentivar o uso do Singlish, pelo contrário, ele promove campanhas para encorajar todos os cidadãos a falar e escrever o inglês em sua forma tradicional, o popular dialeto é uma tradição e muitos dos souvenires fazem referência a ele. Particularmente, acho interessante a mistura dos idiomas e logo já incorporamos os lah e mah em nossas conversas rotineiras. Mas vale ressaltar que as expressões citadas são as mais curiosas, porém existem muitos erros de concordância e gramática, e por isso certamente o país não é o mais recomendado para fazer uma imersão em inglês ou intercâmbio com o objetivo de aprimorar língua.

Related posts

Polícia Religiosa na Arábia Saudita

Carla Ferreira

Como funciona a gorjeta nos Estados Unidos

Natália Baldochi

Expressões portuguesas que você precisa aprender

Gabriela Monteiro

7 comentários

Lucilene Setembro 6, 2016 at 4:45 pm

Muito legal…

Parabéns!!!!

Me senti um pouco aí e pude imaginar como deve ter sido difícil no começo.

Bjs e sucesso com seu blog????????????????????????????

Resposta
enilson Fevereiro 4, 2018 at 1:29 pm

boa tarde ,estou pencando en sair do brasil trabalhar tentar uma vida nova en outro paiz ,vi esse exemplo de singapura q concelho vc me daria?

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 4, 2018 at 5:18 pm

Olá Enilson,
A Ana Paula Cariello parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista em Cingapura chamada Fernanda Froimtchuk.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Inês A N Garcia Fevereiro 19, 2018 at 3:20 am

Gostei de ter alguma informação sobre Cingapura. Estou pensando em mudar mas para trabalhar.

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 19, 2018 at 4:00 pm

Olá Inês,
A Ana Paula Cariello parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista em Cingapura chamada Fernanda Froimtchuk que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
rubens Fevereiro 15, 2019 at 1:20 pm

Olá,
Gostaria de informações para passeios em Singapura. Estamos planejando viajar em férias e conhecer o pais, nosso inglês é intermediário. Quinze dias quais seriam os roteiros?
Será que conseguimos nos fazer entender?

Obrigado

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 15, 2019 at 2:26 pm

Olá Rubens,
A Ana Paula Cariello parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação