BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Maternidade Pelo Mundo

Batizado na Alemanha

O batizado é muito importante para as pessoas religiosas na Alemanha. Normalmente é celebrado com um almoço após a missa ou um Kaffee und Kuchen (bolo e café). Tradicionalmente, a criança, seja menina ou menino, usa um vestido branco de batismo, que é repassado de geração em geração. Mas, atualmente, os pais compram trajes elegantes, como um belo vestido para as meninas ou um pequeno terno para os meninos. Os convidados são os mais próximos da família. E o presente pode ser de uma lista de desejos dos pais, da criatividade dos convidados ou em dinheiro dentro de um cartão de felicitações.

Planejamento da cerimônia

Antes de mais nada, os pais têm que escolher em qual religião a criança será batizada. A maioria alemã é protestante (luterana) e católica. Sobre essas religiões que escreverei a seguir.

Se os dois forem da mesma religião, a decisão é clara, porém quando um dos pais é protestante e o outro católico, é necessário entrar em consenso.

Leia também: Como obter o cartão azul para morar na Alemanha (EU Blue Card)

A cerimônia do batizado não custa nada na Alemanha, já que as pessoas residentes que fazem parte de uma religião pagam um imposto para a sua igreja mensalmente, descontado no contra-cheque. Isso vale tanto para a católica como para a protestante. As missas não costumam acontecer todos os dias e nem todas elas são abertas para o batizado. Portanto, para organizar o batizado, tem que verificar com a igreja do local onde se mora em quais dias dos meses são celebrados os batismos. Então é só conversar com o pastor ou padre e pedir para marcar a data.

Padrinhos e Madrinhas

É possível escolher apenas um padrinho ou madrinha ou dois. Tanto faz se será um casal, se serão duas madrinhas ou dois padrinhos. Importante é que pelo menos um deles seja da religião escolhida, o que deverá ser provado por um documento que explico mais embaixo.

Algumas igrejas fazem diferença entre “padrinho um” e “padrinho dois”. O “um” normalmente segura a criança na hora de batizar. A Igreja Católica da minha região havia exigido que a “madrinha um” fosse católica, podendo ser a “madrinha dois” católica ou protestante. Já a igreja protestante que escolhi não fez essa diferença. O “padrinho/a madrinha dois” segura a vela de batismo.

Documentos

Como mencionei anteriormente, os padrinhos terão que apresentar um documento (Bescheinigung) provando que estão na igreja local. Nada mais é que uma declaração de apenas uma folha que se consegue da igreja do bairro informando que você é da religião, está naquela comunidade e de que está apto para ser padrinho ou madrinha.

No meu caso, escolhi para o meu filho uma madrinha alemã e uma brasileira (minha irmã mais nova). A minha irmã foi até a igreja do bairro onde vive no Rio de Janeiro e pediu uma declaração nesse formato, mas foi informada de que não seria possível a não ser que ela frequentasse um curso de batismo.

Na época, pesquisei se era um procedimento habitual no Brasil e li que muitas igrejas exigem um curso de batismo de pais e padrinhos/madrinhas. Feito isso, ela conseguiu um certificado do curso, que indica o nome completo da criança a ser apadrinhada e uma validade de dois anos.

Enviei uma cópia por e-mail ao pastor da declaração da madrinha alemã e desse certificado da madrinha brasileira (em português, mas com uma tradução para o alemão no e-mail).

Precisei também enviar a certidão de nascimento do meu filho e dar nome e endereço completo das madrinhas. Ficou tudo certo!

Leia também: Festa de casamento na Alemanha

Visita

O pastor costuma fazer uma visita na casa da família e lá explicar o andamento da missa e cerimônia. É tradição da Igreja Protestante pedir uma passagem da Bíblia favorita dos pais para ser tema do batismo da criança. Hoje em dia, a Igreja Católica está aceitando dos pais essa menção da Bíblia também. É algo a ser perguntado na igreja católica escolhida. Não sei dizer se o padre também faz uma visita como realizada pelo pastor.

Nome de Batismo

Antigamente as duas igrejas não aceitavam fazer o batizado de uma criança que não tivesse o nome cristão. Em alguns casos, os pais colocavam um segundo nome cristão para que o batismo pudesse ser realizado. Pelo menos na igreja protestante do meu local não teve problema algum quanto ao nome escolhido para meu filho, mas quando entrei em contato também com a católica, eles pediram o nome e disseram que verificariam se era cristão. Portanto é importante verificar se a igreja escolhida tem algum problema com o nome da criança.

Na religião católica, há um dia do ano para cada nome cristão. É uma comemoração ao Santo que originou o nome da pessoa batizada. Tradicionalmente na Alemanha, esse dia é tão importante quanto o aniversário. Ainda é possível ver o interesse de algumas pessoas nessa tradição no sul e oeste do país.

Sabendo desses detalhes, é hora de aproveitar a cerimônia junto à família e pessoas mais próximas! Pode acontecer de haver mais de um batizado na mesma missa, o que pode ser mencionado pelo padre ou pastor antes da data. Também sugiro verificar se é permitido fazer fotografias ou filmagem no local. Cada igreja e comunidade têm suas diferenças.

Related posts

Playlist para o inverno

Bárbara Poplade Schmalz

A consciência ecológica dos alemães

Bárbara Zimmermann

Cinema alemão. Por onde começar?

Larissa Wittig

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação