BrasileirasPeloMundo.com
AlemanhaProfissões Pelo Mundo

Profissão na Alemanha: Analista de Comércio Exterior

Profissão na Alemanha: Analista de Comércio Exterior.

Inicio a partir desse mês uma série de textos sobre as profissões na Alemanha. São dados informativos para quem tem o sonho de um dia trabalhar no país.

Decidi iniciar com um artigo sobre a minha profissão: analista de comércio exterior.

Para explicar melhor, sou formada em Relações Internacionais pela Universidade Estácio de Sá e pós-graduada em Analista de Relações Internacionais pela UFRJ. Ainda no Brasil trabalhei por seis anos na venda de produtos siderúrgicos importados.

Nesse mês completei 8 anos trabalhando na mesmíssima área, exportação e importação de produtos siderúrgicos, em uma firma na Alemanha. Respondarei a seguir algumas dúvidas frequentes sobre a área de Comércio Exterior.

Qual é a formação para trabalhar com Comércio Exterior?

Os alemães costumam fazer um curso profissionalizante na área de venda ou administrativo.

O curso de Correspondente de Língua Estrangeira (Fremdsprachenkorrespondent/in) dura por volta de dois anos e o formado pode trabalhar em uma empresa na área de comércio exterior ou mesmo se tornar um intérprete profissional.

O curso de Especialista em Gestão de Atacado e Comércio Exterior (Kaufmmann/frau für Groß- und Außenhandelsmanagement) dura três e é o mais parecido com a nossa disciplina de Comércio Exterior.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

O estudo é dual, uma fase dentro da escola profissionalizante e outra fazendo um estágio em uma empresa.

Ao finalizar, o estudante é praticamente empregado pela empresa onde estagiou, se tudo ocorrer bem. O foco do ensino é na gestão de compra, venda e estoque.

O curso de Comerciante Industrial (Industriekaufmann/frau) é para aqueles que gostam de se envolver na administração, na rotina de funcionamento da empresa, no contato com clientes e fornecedores.

Alguns seguem na área de Marketing das grandes empresas. Dura aproximadamente 3 anos, sendo possível encurtá-lo para 2 ou 2,5 anos, com muitas boas notas.

Como trabalhar em Comércio Exterior com diploma brasileiro?

O bom dessa área é que você não precisa de reconhecimento de diploma. Na realidade, as empresas buscam pessoas com boa experiência.

Entretanto, é importante falar inglês e alemão fluentes e de preferência mais um idioma. É possível conseguir uma vaga sem falar muito alemão (com inglês fluente), mas é mais difícil. A comunicação dentro da empresa se dá na maioria das vezes em alemão, é claro.

Leia também: Dicas para entrevista de emprego na Alemanha

A pessoa formada em Comércio Exterior no Brasil pode se candidatar às vagas, enviar currículos de forma iniciativa ou voltar alguns passos e tentar um curso profissionalizante.

Para o curso é necessário um bom conhecimento de alemão, afinal, o aluno terá que entender as aulas e as provas.

Eu indico sempre tentar vagas em empresas semelhantes às que se já tem experiência. Se é na indústria farmacêutica, siderúrgica, comunicações etc. Nós vamos aprendendo com o tempo e isso pode ser acrescentado na nova vaga.

Vale a pena trabalhar com Importação e Exportação na Alemanha?

De acordo com a estatística do Serviço de Informação do Instituto da Economia Alemã (iwd), em 2017 um a cada quatro vagas de trabalho dependiam direta ou indiretamente da exportação.

Ainda falando de números, a Alemanha é o terceiro maior país exportador mundial, atrás apenas da China e EUA. Portanto, respondemos a pergunta. Aqui são oferecidas muitas vagas ligadas a essa área.

A média do salário mensal de um Gerente de Importação e Exportação é de EUR 4.700 na Alemanha. O salário inicial de um especialista de atacado e comércio Exterior fica entre EUR 1.800 e EUR 2.300.

Se esse continuar os estudos e finalizar um mestrado, o salário pode chegar a EUR 6.000 por mês. Um comerciante industrial ganha em média EUR 2.600 e um correspondente de língua estrangeira ganha em média entre EUR 2.200 e EUR 3.100.

Os salários aumentam com os anos de experiência e formação acadêmica extra.

Onde procurar?

Nos sites das empresas há quase sempre um e-mail do Departamento de Recursos Humanos para envio de currículos. Não tenha medo de arriscar. Uma boa ferramente para procura de empregos é o LinkedIN.

É só escrever o nome da vaga e a região na busca. Muitos aceitam a candidatura diretamente através da rede social. Mantenha sempre seu perfil do LinkedIn atualizado. Ainda é possível procurar no site da Agência de Trabalho na Alemanha

Related posts

O que aprendi com os alemães – parte 1

Nathalia Vitola

Recomeçar aos 40

Monique Abbehusen

Turismo na região de Turíngia, na Alemanha

Nathalia Vitola

1 comentário

Adriana February 5, 2021 at 11:53 am

Oi Karina!
Moro na Alemanha há quase 2 anos, e também sou Analista de Comércio Exterior =)
Seu post caiu como uma luva no meu atual momento: estou na fase da procura de emprego.
E, com isso, muitas dúvidas e insegurança…
Por gentileza, vc poderia me passar seu e-mail, ou entrar em contato comigo, para me ajudar?

Muito obrigada!

Resposta

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação