BrasileirasPeloMundo.com
Polônia

Como é morar na Polônia?

Muitos brasileiros me procuram com as mesmas perguntas e os mesmos anseios: Como é viver na Polônia? Dá para viver bem? Eu consigo um trabalho mesmo não domingo o idioma? E por aí vai…Como estou iniciando aqui no blog, resolvi responder 3 perguntas  mais questionadas em geral!

1. Viver na Polônia pode ser muito bom e prazeroso ou ruim e catastrófico… Como em todo país do mundo sua impressão com relação a um lugar vai depender das suas expectativas, e do que realmente é. A minha experiência ilustra mas não realiza. Somos diferentes como o velho clichê já disse umas tantas vezes por aí, e nós sabemos  que  ninguem viverá as mesmas coisas. Mas devo sugerir algumas dicas, então aqui vai: É interessante que antes mesmo de se decidir por este ou aquele país e em especial a Polônia, você busque a história e a cultura. Se puder visite antes… isso vai te ajudar a realizar uma idéia de como será viver aqui e depois mais se seguro para se decidir. Assim você minimiza algumas desilusões e ou frustrações.

2. “Viver bem” é extremamente relativo. Meu conceito de viver bem pode ser diferente do seu, portanto esta pergunta é muito difícil de responder por terceiros. Eu e meu marido somos felizes aqui. Temos menos violência, mais qualidade de vida, e mesmo o dinheiro polonês sendo pouco valorizado em relação à outras moedas, é possivel ter um poder de compra maior que vivendo no Brasil.  Isso deve­-se, acredito, por vários fatores, um deles os impostos e taxas absurdas que nosso país natal cobra do seu povo sob produtos e serviços. Aqui os mesmos produtos são comercializados de forma mais justa.

Por outro lado, aqui na Polônia é normal ter seis meses de frio intenso, neve, dias curtos e quase nada de claridade do sol… neste período é comum as pessoas se sentirem desanimadas, mal humoradas e muitas caem em depressão por dias ou até mesmo meses. O verão, só tem calor intenso por duas semanas, e o que restam são dias com calor ameno.

3. É possivel trabalhar só falando o inglês. Mas é necessário um inglês com fluência, afinal a maioria das empresas que contratam estrangeiros utilizam do inglês como idioma de comunicação geral. Desde a entrevista, treinamento, contrato de trabalho e dia a dia…portanto o básico não funciona. O polonês está no hanking dos 5 idiomas mais difíceis do mundo, e por isso não acredite que você vai em cinco ou seis meses já sair pelas ruas falando… No máximo vai conseguir dar bom dia e obrigado.

As vagas de trabalho aqui andam bem concorridas. Muitos portugueses, e polacos que já dominam nosso idioma. As ofertas para o nosso perfil, são call center, professores de Lingua Portuguesa e para os graduados em Tecnologia da Informação. Se você pensa mesmo em se arriscar cuidado. Não deixe de se informar sobre vistos nas embaixadas e consulados da Polônia no Brasil… afinal, se deixar para providenciar em cima da hora, pode perder a vaga oferecida de trabalho.

Bem é isso! Proxima publicação será uma continuação  deste mês, falando sobre vistos e suas burocracias. Te espero em Fevereiro!

Related posts

Mestrado em inglês na Polônia

Isadora Mendes

Documentos essenciais para morar na Polônia

Vivian Kulpa

O dia-a-dia de uma brasileira cursando mestrado na Polônia

Danielle Smagasz

35 comentários

Chris Janeiro 30, 2014 at 4:34 pm

Nossa, Regiane! com algumas poucas diferenças, quase tudo que você comentou pode ser aplicado aqui à Suíça também. rs Concordo com você, viver bem é super relativo, cada um tem suas prioridades.
Abs

Resposta
Regiane Iwanowicz Fevereiro 5, 2014 at 4:55 pm

Chris, obrigada pelo comentário e apoio! Na verdade acho que não importa mesmo para onde se vai, qual país se escolhe, a vida só vai ser boa e legal, ou ruim… se antes tivermos bem claro os objetivos e um pouco de conhecimento sobre a história e cultura daquele país escolhido! Beijo no coração! 😉

Resposta
Tati Sato Janeiro 30, 2014 at 9:13 pm

Oi Regiane! Concorco quando você diz que são conceitos relativos… Há pessoas que me perguntam o mesmo sobre as Filipinas, mas eu tenho que explicar o background para dizer como vivo… Quero dizer, tudo depende das suas expectativas ou do que você gosta. Quando morei na Irlanda, conheci muita gente que odiava o país porque era frio (uma semana de calor de 24o era o top do verão), a cidade era cinza, chovia e ventava muito! Sempre brinco que quem não sentiu o vento da Irlanda, não sabe o que é vento de verdade! Bem, eu AMAVA. Até a hora que senti que tinha que ir embora.
Em contrapartida, muita gente AMA viver em Manila. Porque, aqui, de fato, um estrangeiro pode ter uma vida de luxo. Alguns, inclusive, têm uma ou duas babás, ajudantes para a casa e motoristas, além de todos os pequenos luxos como manicure e spas a preços baixos. Eu não gosto. Disfruto dos luxos e viajo o que posso, mas acho que diferença social é enorme e não me sinto bem. Aproveito como posso e sou feliz sim, mas é uma cidade que me conquistou pouco a pouco (e, ainda assim, tenho minhas ressalvas em relação à ela).
Acho a Polônia um país bem interessante. Amo a comida e acho lindo o pouco que conheço. Mas acho que as pessoas, muitas das que conheci pelo menos, são fechadas e fazem perguntas. Muitas e muitas perguntas! 😉
Dziękuję (a única palavra boa que conheço e sei pronunciar bem! Haha! A outra é palavrão!)! Beijos

Resposta
Regiane Iwanowicz Fevereiro 5, 2014 at 5:04 pm

Tati Sato, amei seu comentário!!! Você me fez rir muito! Eu também conheço a Irlanda, e AMO este país! Antes de vir para Polônia sonhava viver lá! Conheci na minha lua de mel, porque tenho um primo muito querido que vive em Dublin. Realmente é um país cinza, frio, e além do vento, há muita chuva. Mas… como você eu também acho bem legal!
Quanto a “qualidade de vida”, em qualquer país acho eu, é assim! Aqui eu conheci um casal brasileiro que vieram para abrir negócio. A familia leva uma vida de rei e rainha, o que também destoa muito da realidade geral. Sim! O país tem uma herança comunista ainda muito forte. Um governo bem corrupto tal qual o Brasil, e canais de televisão que ou vinculam “desgraças” ou manipulam a informação para mascarar a realidade do país! Então… o povo de cara fechada, e parecendo mau-humorado, tem uma justificativa de ser… =)

PS. Embora nosso povo também sofre, mas está sempre FELIZ! Mas aí é outra história, e já entraríamos em um ambito bem sócio-economico e cultural! =) Beijinhos

Resposta
marcio silva Janeiro 31, 2017 at 5:49 pm

Olá Regiane.amei seus conselhos.estou tendo os primeiros contatos com uma mulher da Polônia.Porem estamos tendo um pouco de dificuldade na comunicação.pois ela não fala nada de português e eu nada de polones.Embora se ela falasse ao menos um pouco de inglês ajudaria muito ja qfiz curso de inglês.uma pena!pois apesar de vc citar em seus comentários de as pessoas serem um tanto fechadas ela pelo menos tem me parecido muito simpática.

Resposta
Ana Cristina Kolb Janeiro 30, 2014 at 10:09 pm

Otimos conselhos, e importante citar a questão da subjetividade e do frio do pais. A dica de ler sobre a historia cultura e de preferencia passear antes de tomar a decisão de mudar, é definitivamente o melhor caminho. Emigracao penso é um processo, no inibo em geral lua de mel, depois fase de comparacoes e birra com o pais estrangeiro, e depois se a pessoa não desiste e volta pro Brasil ela se integra e ai o dificil é querer voltar pro Brasil, rsrsrsr e como tudo ….. depende muito da capacidade de adaptação, planejamento e realização de cada um……..Parabens pelo texto Regiane! Namasté

Resposta
Regiane Iwanowicz Fevereiro 5, 2014 at 5:07 pm

Ana Cristina, somos “charás” de segundo nome! =) Pois é! Eu tenho cá um laço espiritual com este país, além do resquicio de sangue do meu bisavô materno que nasceu aqui! O fato é que, no meu caso, sinto falta da familia e de algumas poucas coisas do Brasil. Ainda pertenço ao meu país de origem, mas já não sonho mais em voltar a viver lá! Temos uma vida muito melhor aqui em todos os sentidos… além do amadurecimento individual que isso ninguém nos tira! Namastê! beijos

Resposta
Ana Carina Janeiro 31, 2014 at 7:48 am

Oi Regiane, parabéns pelo texto!
Adorei saber um pouco mais sobre a Polônia.Para nós brasileiras o frio já é bem difícil mas e em relação ao povo?Eles são acolhedores, abertos, interessados em conhecer o outro??
Beejos

Resposta
Regiane Iwanowicz Fevereiro 5, 2014 at 5:12 pm

Ana Cristina, obrigada pelo seu comentário!
O povo polones em geral gosta dos brasileiros e nos recebe bem. Mas por cultura e ou costume, eles inicialmente quando nos conhecem deixam claro uma barreira separando-nos. Fazem muitas perguntas! A mais comum é por que Polonia? Voces tem sol o ano todo, praias e lindas paisagens, por que vir viver no frio? Ahahahaha
Logo que percebem que podem confiar em nós, passam a ser mais simpáticos e menos defensivos! Agora o maior problema, ao viver aqui, é o idioma! Algumas pessoas, as mais velhas, não falam ingles, ou se falam não querem falar! É isso… então nós nos adaptamos!

Resposta
Polônia – Vistos e Burocracias Março 6, 2014 at 12:55 pm

[…] Leia mais sobre a Polônia! […]

Resposta
Bruno Maximo Julho 3, 2014 at 9:19 am

Ola, meus parabéns pelo texto. Estou vivendo na Polonia, em Konin (pequena cidade) expatriado pela empresa que trabalho no Brasil. Me ajuda, onde assistir os jogos ou encontrar coisas brasileiras em Varsovia? rs …. Obrigado! [email protected]

Resposta
Carlos Eduardo de Santi Janeiro 17, 2015 at 6:28 pm

Olá, Regiane, parabéns pelo espaço que criou para troca de experiências e por seus comentários bem oportunos. Estive duas vezes na Polônia, conheci Cracóvia, Auschwitz, Gdansk e Varsóvia. Em 2012 fiz um curso intensivo de polonês por um mês na capital. Meu objetivo, além de aprender um pouco o dificílimo idioma, era “viver” a cidade, sua cultura, conhecer sua gente e seu modo de vida. Isso porque desde criança sempre tive grande simpatia pelo país – e desejo morar na Polônia, um dia -, mas precisava conhece-lo melhor para não me decepcionar depois. Achei o sistema de transportes fantástico! Chega-se a qualquer lugar da cidade usando ônibus, bonde s, trens e metrô. A sensação de segurança é muito grande e o custo de vida parecido com o brasileiro. As pessoas são mesmo ressabiadas, mas só até ganharem sua confiança. Varsóvia tem uma infinidade de atrações (museus, teatros e inúmeros pontos turísticos) e Cracóvia é cosmopolita como a cidade que vivo (Foz do Iguaçu). Além disso, como você bem disse, vale a pena conhecer a historia do país, riquíssima e repleta de infortúnios, para entender o comportamento desse povo batalhador.

Resposta
jean sergio alves de souza Maio 11, 2015 at 3:55 pm

Olá bom dia .

Regiane adorei seu comentario de como viver na Polonia parabens, Gostaria de saber o seguinte no Carnaval do Rio de janeiro minha cidade Natal conheci uma Polonesa ficamos juntos na Praia durante a Copa do Mundo e foi rolando e rolando ate que se tornou uma coisa seria. Ela nao fala Português mais fala um pouco de Espanhol e Domina o Inglês eu por via nao fala Absolutamente nada em Inglês se comuinicavamos atraves do Google e eu entender o que ela falava em Espanhol e eu praticava o Portunhol.
minha pergunta eo seguinte em julho de 2016 vou tirar ferias no trabalho e estou pensando em visitala na Polonia ( Varsovia ) todos os dias se falamos trocamos de presente todos os meses eu envio ela me envia etc. etc o que devo fazer para que esta vizita aconteca ? tenho que ter visto ?? existe consulado da polonia no Rio de Janeiro ?? se poder me responder enviar minhas Respostas para [email protected] vou ser muito grato pois ainda tenho mais de 1 ano para poder me programar para esta viagem.

Resposta
Caroline Veiga Junho 3, 2015 at 4:32 pm

Oi Regiane, tudo bem? Sou brasileira e namoro um rapaz polonês à 9 meses, ainda estou no Brasil mas assim que eu finalizar minha graduação, eu e ele vamos morar juntos em Varsóvia. Enfim, pude ver que você é massoterapeuta e eu gostaria de saber se você conhece cabeleireiras brasileiras na Polônia, como ambas as profissões fazem parte da estética, imagino que você tenha contato com alguma. E como funciona a questão do visto? Quando fui pra lá não precisei, se eu for realmente morar lá, o visto é necessário mesmo?

Resposta
Sara Caroline. Junho 6, 2015 at 10:35 pm

Saúde, educação e segurança são de qualidades na Polonia? O sistema educacional da Polonia é melhor ou ruim se comparar com o sistema educacional brasileiro?

Resposta
LUIS CLAUDIO AMARAL Junho 9, 2015 at 6:44 pm

Olá! Regiane, Moro em Niterói-RJ, sou casado, tenho 2 filhas e pretendo ir para JMJ/16 e gostaria de saber se vc conhece algum brasileiro que poderia me abrigar durante a JMJ, pois pretendo passar 10 dias peregrinando e participando do evento. Infelizmente não tenho dinheiro para custear hotel, mas se vc souber de uma família que possa me acolher ficarei grato, pois reduzirá o gastos. Obrigado! Luis Claudio Amaral

Resposta
Katerina Petrova Junho 14, 2015 at 5:50 pm

É comum na Polonia pessoas irem fazer intercambio high school?

Resposta
LUIS CLAUDIO AMARAL Julho 30, 2015 at 1:57 pm

Senhora Regiane Iwanowicz,

Meu nome é Luis Claudio Amaral, 47 anos, moro no Bairro de Santa Bárbara, Niterói-RJ e venho por meio deste email verificar se a senhora ou algum conhecido poderia me ajudar a participar da JMJ/16, que irá acontecer de 20 Jul/16 a 2º Ago/16, na Cracóvia, Polônia.

No ano 2013 o evento aconteceu no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro na qual teve a participação de mais de 4 milhões de Jovens do mundo.

Pois bem, objetivo deste e-mail e verificar a possibilidade um empresário ou algum conhecido da senhora possa custear, ou seja, doar uma passagem de ida e volta para que eu possa participar da próxima JMJ/16 que será na Cracóvia/Polônia, mas infelizmente não tenho recurso financeiro, pois o valor fica em torno de 2 mil euros.

O meu objetivo é poder participar deste maior evento de evangelização e poder trazer para os jovens da minha Comunidade ou dos demais Grupos de Jovens de Niterói o aprendizado e a experiência vivida na Jornada Mundial da Juventude.

Atualmente sou o Assessor Adulto Leigo do movimento Jovem da Paróquia Nossa Senhora de Nazareth que fica localizada no Bairro do Caramujo a onde é dominada pelo tráfico e por ser um bairro de grande exclusão social.

O trabalha que realizo com os adolescentes e Jovens é de levar a palavra de Deus para os jovens afastados da igreja dando para eles o amor e carinho que muitos não encontram no seio de sua família, com isso acabando no mundo das drogas e violência, dando dignidades e esperança. Muitas das vezes esses jovens e adolescentes perderam o referencial dos valores morais e éticos, e também do carinho e amor do seio familiar.

Realizamos trabalhos em grupos com objetivos de desenvolver trabalhos social, humanos e a fé cristã, objetivando ocupar o tempo ocioso desses adolescentes e jovens através de nossas propostas. Contamos com apoio de voluntários da igreja e comerciantes do bairro.

Nosso lema é ser santo sem deixar de ser Jovem, sendo ”Um só coração e uma só alma” com Deus e com o próximo. Evangelizar os jovens numa linguagem acessível aos mesmos!

Certo de poder contar com sua ajuda e desde já agradeço de coração pela atenção.

Paz e bem!

Contatos: Luis Claudio Amaral – 97236-5544 / 2627-7857
Email: [email protected]

Desde já agradeço pela atenção

Resposta
Itamar Júnior Outubro 26, 2015 at 5:03 pm

Olá! Obrigado por esse post sobre a Polônia.
Tenho uma “namorada” aí na Polônia(num distrito de Tarnów) e quero passar alguns dias aí! Vai que, se der certo, eu até more aí por um tempo.
Até onde aprendi, não é necessário ter o ‘visto’ para entrar na Polônia, mas queria que vc me respondesse melhor sobre isso.
O dinheiro parece valer pouco(minimamente) menos que aqui, mas não sei.
Como é a questão de aluguel de apartamento na região de Tarnów e Cracóvia(caso saiba)….

Obrigado desde já!

Resposta
Cristiane Leme Outubro 26, 2015 at 9:10 pm

Itamar, lamentamos informar que a Regiane deixou a colaboração do blog. Recomendamos que você verifique o site do Ministério das Relações Exteriores do Brasil para informações sobre visto para a Polônia.
Obrigada
Edição BPM

Resposta
Itamar Júnior Outubro 26, 2015 at 5:04 pm

Enquanto comentava aqui, achei um video seu no youtube também haha
vou dar uma olhada também.

Resposta
Solange Camargos Moreira Beirigo Janeiro 4, 2016 at 3:49 pm

li todos comentarios, ja fui na Polonia duas vezes gostaria de morar la por algum tempo, meu espôso ja e aposentado, que devemos fazer me responda abraços

Resposta
Cristiane Leme Janeiro 5, 2016 at 9:57 pm

Olá. A Regiane deixou a colaboração do blog.
Edição BPM

Resposta
G Março 21, 2016 at 2:42 am

Regiane, assisti um vídeo seu esses dias no YouTube e achei ótimo, foi sobre o custo de vida na Polônia. Eu vi aqui que você é Esteticista, eu sou Maquiadora aqui no Brasil. Me tire uma dúvida se puder … Como é a área de beleza aí na Polônia, há vagas, ou é difícil de arranjar emprego ? Bj e obrigada, desde já.

Resposta
Cristiane Leme Março 21, 2016 at 11:24 am

Olá. A Regiane parou de colaborar com o blog. Entre em contato com ela pelo canal no YouTube.

Edição BPM

Resposta
Lenilson Abril 29, 2016 at 2:29 pm

Bom dia,

Gostei muito do que você falou, estive na Polônia por alguns dias este mês, exatamente para sanar algumas dúvidas de como seria uma possível mudança para a Europa. O estilo de vida, a organização, transportes etc. Para mim são um modelo. Em relação aos preços das coisas (comida, roupas), são realmente bem mais justos que os nossos. Fiquei muito interessado em mudar para lá.

Resposta
Felipe Netzel Maio 10, 2016 at 2:58 am

Muito bom, meu processo de cidadania está aguardando o real valorizar um pouco… Mas sem dúvidas é um sonho viver aí!

Resposta
Leonardo Varalda Julho 23, 2016 at 9:03 pm

Que sonho!!!! Um dia chego lá @), adoro ler comentários como esses de vccs!!! Que Deus nos abençoe sempre!

Resposta
Thiago Outubro 5, 2016 at 11:51 pm

Estive na Polônia em Cracóvia, e o que muitos falaram acima, que o povo é fechado e tal,pelo contrário achei todos muitos simpáticos e educados… engraçado que quase todas as pessoas ficam encarando vc,querendo saber de onde vc é? E ao conversar mostra um povo muito bacana,diferente de outros países do leste,onde são mais fechados,mais nem todos,toda regra tem suas peculiaridades,mais na Polônia de todos que conheci,achei super comunicativos e atenciosos.

Resposta
Wesley Outubro 12, 2016 at 2:25 pm

Ola boa tarde !
Eu gostaria de saber se a area da saude é boa para se trabalhar na Polonia. Sou formado em Tecnico de Enfermagem e tecnico em Patologia clinica.
Desde ja agradeço.

Resposta
Lilian Janeiro 31, 2017 at 8:04 pm

Olá!
Sou brasileira mas moro em Portugal desde 2004. Estou indo com uma amiga passear por Varsóvia agora em Março. Passaremos 4 dias apenas. Gostava de saber sobre a vida noturna por aí. Melhores disco e pubs.

Resposta
Diego Abril 12, 2017 at 5:34 pm

Este ano ja recebi duas proposta de trabalho na Polônia, mas não falo inglês fluentemente, isso me deixou muito apreensivo em prosseguir nos processos seletivos.

Resposta
Vivian Kulpa Abril 17, 2017 at 3:22 pm

Olá, Diego

Inglês é fundamental, minimamente um nível entre o intermediário e o avançado para trabalhar aqui na Polônia, uma vez que é a língua do mundo coorporativo. Prepare-se e não desista.

Continue nos acompanhando.
Abs,
Vivian

Resposta
Maria Angélica Maio 19, 2017 at 1:17 pm

Olá, vim em busca de algumas respostas. Meu marido está participando de um processo seletivo para trabalhar na polonia, entre todas as estapas pelas quais ele passou já faz um mês que esse processo está acontecendo, a última entrevista foi com a empresa, e já tem mais de uma semana e até agora eles não mandaram o Feedback, alguém sabe quanto tempo em média eles demoram para responder ?
Obrigado desde já.

Resposta
Laysa Albuquerque Agosto 25, 2017 at 2:25 pm

Olá Regiane, sou de pernambucana morando em Porto Alegre, indo morar com meu marido na Polônia em Cracóvia, vamos com tudo OK, ele vai trabalhar em uma empresa de TI, com tudo certinho, bem ‘amarrado’ kkk Lendo teu post me senti um pouco aflita, pois aqui no Rio Grande do Sul sofro um pouco com o frio, imagina aí. Apesar de que aí tem equipamentos para comportar o frio, aqui não, tem um deficit grande. Queria te fazer uma pergunta, os dias são sempre nublados no inverno ou fazem aqueles dias de sol bonito?
Obrigada desde já :*

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação