BrasileirasPeloMundo.com
Polônia

Os Poloneses e o futebol

Mês de Copa do Mundo e acho que eu não poderia deixar de escrever sobre este assunto que está aqui, ali, em todo canto deste planeta.

Os olhares atentos e entendidos sobre futebol estão voltados para o Brasil e arrisco dizer, até mesmo os desentendidos no assunto também! Eu sou uma destas pessoas “desentendidas” que se inclui nesta lista. Sempre fui aquela brasileira que torce por tabela! Devo ser sincera, minhas torcidas sempre foram em Copa do Mundo pelo meu país e acompanhando o meu marido na torcida do São Paulo Futebol Clube, por pura parceria e companheirismo.

Daniel Miglioli - Marido da Regiane, torcendo pra Polônia com o coração no Brasil
Daniel Miglioli – Marido da Regiane, torcendo pra Polônia com o coração no Brasil

Mas e a Polônia e o futebol? A Polônia não foi classificada para participar da Copa do Mundo para a tristeza dos poloneses que adoram futebol tanto quanto nós brasileiros. Mas toda a publicidade nas ruas nos lembram o Brasil. São outdoors e vitrines com roupas verde e amarelas! Até um supermercado (de origem alemã), trouxe a preços bem camaradas uma marca de cerveja brasileira! É,  mas todos comentamos que por não se tratar da melhor cerveja brasileira, e por termos cervejas muito melhores, não faria qualquer diferença esta novidade!

Os brasileiros já estão organizando festas com comidas típicas do nosso país e o melhor, reunir a galera toda para assistir aos jogos!

Nossa experiência com o futebol aqui na Polônia começou em quando morávamos em Varsóvia, meu marido logo fez amizades com poloneses que nos apresentaram o Legia e o Polônia Warzawa. Dois times tradicionais na cidade com uma certa rivalidade embora o Legia leve mais vantagens por ser um time forte tanto com jogadores quanto financeiramente apoiado por grandes patrocinadores.

Passamos a nos simpatizar mais pelo Polônia Warzawa e meu marido logo se tornou sócio-torcedor! Eu estive com ele em alguns jogos, e o clima aqui, mesmo com as famosas “rivalidades” é muito melhor em estádio do que no Brasil. É possível ver familias inteiras assistindo aos jogos, torcendo e vibrando sem que aconteçam violências ou coisas parecidas. Ouvidos casos isolados de alguma violência mas aí é necessário que se leve em conta alguns fatores associados, como o fanatismo e o álcool. O máximo que nos eram recomendados ao pegar o metro ou ônibus em dia de jogo, era não expor a camisa do time ou aquele cachecol típico com a logomarca do time.

Mas, ao mudarmos para Cracóvia, as informações e orientações foram muito mais fortes de que não se deve em momento algum expor qual time torce em público! Pois os times aqui são muito rivais, e há gangues comparadas a Hooligans que atacam em grupos, batem, espacam e até matam. Sim! Isso parece mesmo incrivel porque eu sempre comento a todo canto que vivemos na Polônia com sentimento de tranquilidade e segurança. Porém quando se fala em futebol a coisa muda de figura.

Regiane e Daniel no jogo do Polonia Warszawa
Regiane e Daniel no jogo do Polonia Warszawa

Alguns arriscam em dizer que aumentaram demais os fatos e que não precisamos ter medo. Mas antes de arriscar, melhor previnir. Não nos interessamos ainda por nenhum time polonês cracoviano, e acredito que não vamos nos interessar. Sabemos que os “grupos do mau” possuem um esteriótipo específico de aparência; são polacos grandes, fortes e carecas. E alguns dizem que eles são conhecidos como cabeças de beterrabas. O nome é até engraçadinho, mas as histórias não tanto!

E antes que nós possamos comprovar se é só uma lenda urbana ou se é verdade mesmo, preferimos continuar no nosso anomimato total e torcer mesmo só para o Brasil nesta Copa do Mundo!

Related posts

Como alugar apartamento em Cracóvia

Juliana Cavalher

O verão em Wroclaw

Danielle Smagasz

Imigrar e viver legalmente na Polônia

Vivian Kulpa

2 comentários

Cleo Vassiliou Junho 24, 2014 at 9:09 pm

Oi Regiane,
Estou morrendo de pena dos polacos… rs… tadinhos, não foram para o copa, principalmente por serem tão fanáticos do futebol. Para uma pessoa que não não dava muita importância ao futebol, me parece que virou frequentadora assídua de estádios…rs…
XOXO

Resposta
ackolb Junho 25, 2014 at 8:32 pm

Oi R6e que legal que seu marido se enturmou e achou um time loca pra torcer. Ë sempre uma pena termos pessoas que se tornam fanáticas, mas como voce bem disse, o consumo de álcool exagerado com certeza é também um fator problemático quando se fala de violência nos estádios. Não saia que os Poloneses se interessavam tanto por futebol, eu tenho acho muito interessante de ver como futebol realmente é um esporte que une as nacos e toca todos ao redor do mundo! e é isto ai, aproveitem muito e vamos torcer pra ganhar esta copa, vai la BRASIUUUUUUUUUUUUUUUU! Bjus 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação