BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Turquia

A cultura do ouro na Turquia

Hoje eu vou falar um pouco de um dos artigos mais valorizados na cultura turca: o ouro. A primeira vez que eu vim para Istambul, fiquei chocada com a quantidade de joalherias espalhadas pelos bairros de todas as classes sociais. E não demorou muito para eu descobrir de onde vinha a demanda para essa opulência toda.

Para os turcos e turcas, o ouro tem basicamente 3 finalidades:

Adorno/status social – a mulherada aqui adora comprar e ser presenteada com alguma peça feita de ouro – geralmente braceletes, anéis e cordões, e as mais extravagantes vão a festas com quase todo o seu estoque de jóias sem medo de ser feliz!

Economia – Os turcos amam guardar dinheiro em forma de ouro dentro de suas casas, num lugar escondidinho onde eles pensam que nenhum ladrão encontrará. O problema é que, às vezes, ele encontra. Em Istambul não é incomum a ocorrência de arrombamentos de apartamentos justamente por causa desse hábito.  Hey, meu povo! Vamos ficar espertos!

Presente – essa utilidade é uma faca de dois gumes e eu já explico o porquê.

Quem mora na Turquia há algum tempo já deve ter visto as famosas medalhinhas de ouro que são dadas nos casamentos e nascimentos e depois vendidas em qualquer joalheria por quem as recebeu.

Funciona da seguinte forma: quando alguém é convidado para um casamento, espera-se que esta pessoa dê dinheiro ou uma medalha de ouro para os noivos; na minha opinião, é por isso que os turcos, quando se casam, convidam Deus e o mundo, pois dependendo da sorte do casal, ops, da quantidade de convidados generosos, o dinheiro arrecadado com essas medalhinhas pode pagar a festa e ainda sobrar para a compra da casa, lua de mel, etc. A coisa é séria, minha gente!

Essas medalhinhas custam em média 100 liras turcas (cento e poucos reais); multiplicando isso por uns 300-400 convidados vocês terão a ideia da bonança. É claro que nem todo mundo dá a bendita medalha, mas mesmo assim o número é alto, MUITO alto.

E onde está a desvantagem desse negócio reluzente? Está na obrigação moral de retribuir essas medalhinhas TODA VEZ que um parente, amigo, vizinho, gato, cachorro, papagaio, piriquito se casar. Aí vem a treva! Muitas famílas fazem até anotações para lembrar quem deu e quem não deu as medalhas. Chato né? E como aqui é intolerável viver junto sem casar, não tem para onde correr: a sua parentada vai casar um dia e você vai ficar um pouco mais pobre toda vez que isso acontecer. É melhor rezar para eles esquecerem de te convidar ou para você não poder ir.

O mesmo se aplica ao nascimento de bebês na família ou entre amigos mais chegados. O ideal é que, ao visitar o bebê, a pessoa leve uma medalhinha de presente. E novamente, a expectativa pelo ouro recebido é enorme, pois é com o dinheiro arrecadado que muitas famílias pagam o enxoval da criança, pois aqui não existe a cultura do chá de bebê. E eu achando que brasileiro era consumista….

Bom, por um lado essa tradição torna tudo mais prático. Ninguém precisa quebrar a cabeça pensando em qual presente comprar para os noivos ou para o recém-nascido. Por outro lado, eu acho essa exigência um pouco perigosa. Não gosto da obrigação de ter que dá um presente assim tão caro, ainda mais publicamente. E nem preciso mencionar que a pessoa desprovida de meios para presentear o parente ou amigo será colocada em uma situação constrangedora, será apontada como aquela que não cumpriu sua parte como convidada. No Brasil, a mesma cobrança acontece na forma de presente e eu também acho um exagero. Mas cultura tem dessas coisas e o jeito é contornar como puder.

Related posts

Mitos e verdades sobre a Russia

Giulianna Louis

O mate e a roda no Uruguai

Rafaella Manfrenatti

Mercado de trabalho, salários, e emprego para estrangeiros na Turquia

Rubiana Ozturk

20 comentários

Viviane Filgueiras Abril 7, 2015 at 12:51 am

Legal Aline! Parabéns! Por aqui , Brasil, até já dei ouro de presente, (primas que ganharam bebê) e já ganhei de pretendente, mas nada será comparado a esse costume! Alguma loja virtual para indicar para se ver os modelos de peças que circulam por aí? Um braço, mais uma vez Parabéns!!!!

Resposta
Aline Sahin Abril 17, 2015 at 8:03 pm

Pois é, Viviane. Aqui essa cultura é fortíssima. Segue abaixo o link de uma joalheria bem popular em Istambul para você dá uma olhada. Beijão! https://www.altinbas.com/en

Resposta
Fátima Fevereiro 5, 2016 at 5:39 pm

Olá Aline,boa tarde/ BRASIL, boa noite na Turquia.
Adorei seu comentário sobre a cultura da Turquia, gostaria de saber mais , principalmente sobre os relacionamentos, emfim,,, estou namorando um turco , ainda não nos conhecemos pessoalmente, mas ele quer vir ao Brasil me conhecer, já falamos de casamento. A minha dúvida é: como me comportar ao me apresentar a família dele aí na Turquia, já que são países culturalmente diferentes.
Beijos,
Fátima

Resposta
Cristiane Leme Fevereiro 5, 2016 at 8:33 pm

Olá Fátima. A Aline parou de colaborar com o blog mas tem um texto dela ótimo aqui no blog, falando sobre relacionamento com turcos e os perigos de relacionamentos pela internet. Procure para dar uma lida a respeito.
Abraços
Edição BPM

Resposta
Packing my Suitcase Abril 7, 2015 at 9:31 am

hahaha adorei Aline, não tinha ideia de que era assim na Turquia! Como qui na Alemanha há muitos Turcos, eles também fazem esses casamentos de 300-400 pessoas… estou aqui pensando que aqui eles também devem manter essa tradição do ouro! Ai ai ai, já imaginou se no Brasil fosse assim? Ninguém mais ia reclamar que não foi convidado pro casamento 😀

Resposta
Aline Sahin Abril 17, 2015 at 8:04 pm

Hheehehhhe. Verdade. Prejuízo puro. 🙂 🙂

Resposta
Christine Marote Abril 9, 2015 at 1:28 pm

Muito legal Aline.
Como amo ouro (hehehe) iria adorar morar aí. E os preços? são viáveis ou é caro demais?
E achei engraçado que na China o cosume em casamentos e nascimentos é o mesmo, mas com o dinheiro vivo (ou seja, o povo nem tem o trabalho de ir trocar ouro por dinheiro vivo, ele já vem no pacote!) e a família também anota quem deu e quanto deu. E a questão da retribuição é a mesma saga da Turquia… No final culturas tão diferentes com tanta semelhança. Beijo

Resposta
Aline Sahin Abril 17, 2015 at 8:06 pm

Bom, como os Turquia e China são países asiáticos, é comum haver semelhanças. E eu acho os preços do ouro ok. Nada muito absurdo, e como a concorrência é enorme, dá para barganhar bastante. Beijos!

Resposta
Cristina Souza da Rosa Abril 11, 2015 at 7:47 pm

Aqui na Catalunha toda vez que alguém casa o presente é dinheiro. E valor tem que ser mais ou menos o que o casal gastou por pessoa na festa. Se o jantar foi 50 euros por pessoa, beleza! E se for 200 euros por pessoa?? Roubada! kkk

Resposta
Aline Sahin Junho 26, 2015 at 8:27 am

Nossa! É uma roubada mesmo rsrsrs. Mas como os convidados ficam sabendo do valor certo a ser dado?Os noivos falam abertamente: olha, você me deu uma despesa de X euros?Heheheheh

Resposta
Glauco Fattore Abril 20, 2015 at 7:16 am

Estou morando em Izmit a 2 meses e fiquei mesmo muito espantado com tanto ouro pra tudo o quanto é lado! Eu nunca pesquisei, mas imagino que comprar ouro neste pais seja mais barato do que lá fora, devido a grande procura e oferta? Talvez investir em ouro seja uma boa forma de guardar dinheiro aqui?

Resposta
Aline Sahin Abril 20, 2015 at 12:53 pm

É rentável, sim. Muitas pessoas fazem isso. Você só tem que ter cuidado com a medalhas de ouro porque elas desvalorizam de um ano para o outro. Então, é melhor investir em braceletes ou outras peças sem validade.

Resposta
Jeferson Perez Maio 14, 2015 at 11:54 am

Aline, bom dia, vou para Turquia em julho e gostaria de comprar um par de alianças pois pretendo ficar noivo em agosto. Na verdade nem sei se existe essa tradição de alianças de ouro em países islâmicos, então me perdoe se estiver falando besteira. Você poderia, por favor, me recomendar locais com uma boa relação custo benefício em Istambul? Lojas de grandes redes de joalherias eu sei que lá existem aos montes mas, aí perderia o charme. O Gran Bazaar é boa opção? Você tem algum lugar específico para recomendar? Desde já, obrigado.

Resposta
Aline Sahin Junho 26, 2015 at 8:34 am

Olá, Jeferson. A aliança de ouro é usada para noivado, sim. Jogue no Google nişan yüzüğü e você verá os estilos mais comuns. Daí é só saber o gosto da sua namorada e escolher uma. E o Grand Bazaar, como todo ponto turístico, é um lugar complicado para fazer compras porque os riscos de você ser passado para traz por ser turista são enormes. Abraços!

Resposta
Gisele Maio 26, 2015 at 5:14 pm

Oi Aline, muito bacana seu post! Gostaria somente de tirar uma dúvida…o ouro comercializado na Turquia é o mesmo que no Brasil? Tipo 14k, 18k, 24k etc…porque o custo do ouro quando comparado entre a Turquia e o Brasil é muito, muito diferente. Porque acontece essa diferença gritante de valores você sabe? Obrigada e abraços!

Resposta
Aline Sahin Junho 26, 2015 at 8:38 am

Sim, Gisele. Aqui também têm essas divisões de quilates. Dá para encontrar de 8, 14, 22, 24 quilates. E eu acho que aqui é mais barato por que há muitas lojas por toda a parte. Já no Brasil, a procura e a oferta são menores. Beijos!

Resposta
juliana Ribeiro Abril 19, 2016 at 3:07 am

Oie Aline,

Gostaria de enviar um email para você, pode me passar seu endereço eletronico?

Obrigada

Resposta
Ann Moeller Abril 19, 2016 at 10:18 am

Ola Juliana, a Aline não colabora mais com o BPM.

Resposta
Andrea de Souza Maio 12, 2018 at 6:28 pm

Boa Tarde,

Estou indo para Istambul e gostaria de saber se tem problema de ouro falso.. e se recomenda algum lugar para comprar joias de ouro mesmo?
obrigada

Resposta
Liliane Oliveira Maio 14, 2018 at 1:26 pm

Olá Andrea,
A Aline Oliveira parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Turquia qua talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação