BrasileirasPeloMundo.com
Turquia

Boas maneiras na Turquia

Hoje eu quero dividir com vocês algumas informações preciosas de boas maneiras para o encontro com turcos, principalmente na casa de uma família turca, pois cultura é algo que muda muito de lugar para lugar, e uma grande parte dos costumes praticados na Turquia tem origem na religião muçulmana, o que dificulta bastante a vida de um estrangeiro ocidental que quase sempre vem de um país de raízes cristãs.

Para contextualizar bem as minhas sugestões, eu vou tomar como situação uma visita a uma casa turca.

Então, vamos às dicas!

Perfil da família

A Turquia, assim como o Brasil e qualquer outro país, não é uma “massa homogênea” – ou seja, existem níveis diferentes de religiosidade, conservadorismo e modernidade. E para não fazer feio, é bom saber se a família é composta por pessoas muçulmanas praticantes – aqui existem muçulmanos que não praticam os mandamentos da religião, tais como jejuar no Ramadã, não beber álcool, rezar cinco vezes ao dia, etc., e que se consideram seguidores do Islã apenas por questão cultural e tradição familiar.

Em geral, nas famílias mais religiosas, as mulheres cobrem a cabeça com véu. Não que o fato de a mulher andar sem o véu signifique que ela seja super moderna, mas o inverso é sim uma constatação de que ela é mais conservadora.

Vestimenta 

Escolha roupas discretas. Mulheres, não usem decotes e roupas muito curtas e marcadas mesmo se a família for moderna, pois Turquia não é Brasil rs. E se a família for religiosa, evitem:

  • cruzar as pernas
  • olhar os homens diretamente nos olhos
  • beijar os homens no rosto

f3

Na dúvida, imitem os anfitriões ou esperem por uma sinalização dos mesmos para saber o que fazer.

Quando são convidados para ir na casa de alguém, os turcos geralmente levam algo para comer, um prato caseiro ou alguma gordice de padaria ou confeitaria. Siga o costume e não chegue de mãos abanando. E cuidado com bebida alcoólica, só leve uma se você tiver CERTEZA de que a família consome.

Se for usar sapato fechado, lembre-se de escolher uma meia apresentável, pois você terá que exibi-la durante o encontro – os turcos não entram em casa com o sapato de rua. Sendo assim, a visita chega, retira os sapatos na porta e ganha um par de chinelos ou pantufas para usar dentro de casa.

Cumprimentos

Em algumas famílias turcas é super comum chegar e dar dois beijos no rosto tanto de homens quanto de mulher, já em outras isso é uma gafe tremenda (no caso de serem bem religiosos, principalmente). Então é bom você deixar os anfitriões tomarem a iniciativa.

 

Refeição

Quem avisa, amigo é. Quando for convidado para comer em uma casa turca, vá COM FOME, MUITA FOME. Comer é com eles mesmos e os turcos são como avós: não adianta dizer que está satisfeito, eles vão insistir para você continuar comendo até explodir!

Outra dica é colocar pequenas porções de TUDO que tiver na mesa e ainda separar um espaço extra para o que pode vir da cozinha rs. Às vezes, eles servem tanta comida que nem tem espaço para colocar tudo sobre a mesa e vão trazendo aos poucos.

E você pensa que a comilança acaba por aí? Imagina!

Depois ainda tem a sobremesa e a hora do chá. Nesse momento, todos vão para o sofá e as mulheres rapidamente trazem o chá turco (chá preto bem parecido com o mate) acompanhado de alguma gordice. E se você continuar na casa por mais algumas horas, TENHA CERTEZA de que as comidas vão brotar no seu prato o tempo todo. Não tem jeito, meu povo!

Bom, existem muitas outras dicas para compartilhar, mas acho que já deu para ter uma ideia de como funciona. Os turcos são extremamente hospitaleiros e generosos com suas visitas. Aproveite o encontro!

Related posts

Como é a segurança na Turquia?

Rubiana Ozturk

Os gatos de Van (Van Kedisi)

Cristhiane Mutlu

Sistema de saúde na Turquia

Cristhiane Mutlu

10 comentários

Marina Junho 1, 2015 at 11:51 am

Aline,Otimas dicas!!Que curioso,por que nao é adequado cruzar as pernas?Fiquei curiosa…rs Um abraço 🙂

Resposta
Marina Junho 24, 2015 at 5:24 pm

Oi Aline,eu fiz uma pergunta…você não costuma responder?

Resposta
Aline Sahin Junho 26, 2015 at 8:23 am

Olá, Marina. Eu não sou mais colunista do blog porque voltei a estudar e o tempo está escasso demais. Respondendo sua pergunta, a cruzada de pernas tem conotação sensual, por isso quem é mais conservador acha inadequado. Beijos!!!

Resposta
Marina Junho 27, 2015 at 2:20 pm

Nossa,nem tinha passado pela minha cabeça!Realmente quanto mais sabemos sobre a cultura local,melhor “figura” faremos,né?!rs Obrigada pela resposta e boa sorte nos estudos!Beijos

Resposta
ALEJANDRA Junho 9, 2015 at 3:32 pm

É SEMPRE MUITO BOM LER SEU ARTIGOS. EU GOSTO MUITO. APRENDO MUITO. UM GRANDE ABRAÇO E MUITO SUCESSO PARA VOCÊ!

Resposta
Aline Sahin Junho 26, 2015 at 8:24 am

Muito obrigada, Alejandra!Também é sempre bom te ver por aqui ou pelo meu blog. Beijos!

Resposta
Sergio Lom Julho 24, 2015 at 10:21 pm

Oi Aline! Parabéns pelas dicas. Você fala turco? Realmente é muito difícil de aprender?

Resposta
ceciilia Setembro 25, 2016 at 10:37 pm

Oi Aline pelo os dois vídeo que assisti achei muito prestativo, me encanta a Turquia.Neste mes de setembro/16 tinha me planejado para ir conhecer realizar meu sonho, mas como as coisas politicamente não estavam boas, a agencia deixou ao meu critério ir ou não, meus familiares acharam melhor eu deixar para uma próxima vez.espero de coração que melhore a situação e que eu possa em setembro do ano que vem conhecer esta terra que me encanta muito, onde comecei a gostar assistindo as novelas turcas.Continue por favor nos presenteando com seus vídeos.
Abraços
Cecilia

Resposta
Eulália Vieira Outubro 20, 2017 at 4:36 pm

Olá Aline, como vai?

Meu nome é Eulália, trabalho numa consultoria de treinamentos interculturais – Global Line.
Nós treinamos expatriados de diversas empresas.
No dia 06/11 atenderemos um colaborador que será transferido para a Turquia em breve; gostaríamos de saber se você pode colaborar com o que chamamos de ‘Testemunho’, explico: usamos uma hora do treinamento para conectar virtualmente o participante com alguém que tenha experiência no país de destino, para que você compartilhe um pouco da vivência no país.
Brevemente é isso. Se você achar que se enquadra nessa proposta te passo informações mais detalhadas, bem como o valor da remuneração.

Obrigada.

No aguardo,

Resposta
Liliane Oliveira Outubro 22, 2017 at 3:09 pm

Olá Eulália!
A Aline Sahin parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Turquia.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação