BrasileirasPeloMundo.com
Armênia Turismo Pelo Mundo

Dez pontos turísticos de Yerevan

Yerevan é uma cidade surpreendente, bela em sua simplicidade, e com muitos pontos
turísticos. De alguns dos seus pontos turísticos, é possível ver uma paisagem panorâmica da capital da Armênia. Muito arborizada e cheia de parques, os monumentos históricos e
culturais estão espalhados por toda a cidade. Caminhando por Yerevan, há sempre um
cantinho lindo pra observar. Na primavera, tudo floresce. No inverno, a neve cobre prédios e parques. No verão, o sol brilha até 21h, e as temperaturas elevadas nos inspiram a aproveitar o espaço público. E, se a sede bater, é só aproveitar a água límpida que jorra das Tsaytagbyur, os bebedouros que estão por toda a cidade.

Cascade e Cafesjian Center for the Arts

O complexo Cascade foi originalmente concebido pelo arquiteto Alexander Tamanyan (1878 – 1936), que desejava conectar as partes central e norte da cidade com uma vasta área verde de cascatas e jardins. A obra, ainda incompleta, agora abriga o Cafesjian Center for the Arts, com admissão gratuita.

Praça da República

Durante o período soviético, a Praça da República era chamada Praça de Lenin. Considerada o principal espaço cívico da Armênia, a Praça da República fica exatamente no centro da cidade. Ela é formada por duas seções: uma seção oval, e uma seção trapezoide. Na praça, encontram-se cinco grandes prédios, construídos com pedra tuff, nas cores rosa e amarela, em estilo neoclássico. Estas construções abrigam a Casa do Governo, o Museu de História e a Galeria Nacional, o Hotel Marriott, o Ministério de Relações Exteriores e o Ministério de Transporte e Comunicação. A praça foi concebida por Alexander Tamanyan em 1924, e a maioria dos prédios ficaram prontos na década de 1950.

Museu de História da Armênia

Localizado na Praça da República, o museu expõe as mais diversas peças que datam desde o período paleolítico até a proclamação da república na Armênia; entre elas, carroças muito
antigas, obras de arte, e até mesmo as primeiras notas e moedas de Drams. Fundado em 9 de setembro de 1919, só passou a admitir visitas a partir de 20 de agosto de 1921, e o seu amplo acervo permite pintar uma figura integral da história e da cultura da Armênia. O Museu fica aberto de terças a sábados entre 11h e 18h, e aos domingos entre 11h e 17h. Agendando-se previamente, é possível fazer visitas guiadas em armênio, russo, inglês, francês, alemão e italiano. É proibido fotografar dentro do museu.

Ópera

Também projetada por Alexander Tamanyan, a Ópera de Yerevan é belíssima, localizada no
centro da cidade. Há concertos e apresentações na maior parte dos dias, com ingressos
disponíveis a preços muito acessíveis, e a experiência de assistir a uma apresentação em uma das duas salas do grande teatro é sensacional.

Complexo Tsitsernakaberd: Museu do Genocídio e Memorial do Fogo Eterno

O Museu do Genocídio Armênio foi inaugurado em 1995, ano em que os massacres
completaram 80 anos. O Museu oferece tours em inglês, francês, russo, armênio e alemão. O acervo conta a história da luta do povo armênio pela sobrevivência desde a época do Império Turco-Otomano. A visita é emocionante, daquelas experiências difíceis de explicar!

Museu Ararat

Produzido desde 1887 a partir de uvas brancas de cinco variedades diferentes, o cheiro do
conhaque armênio invade nossos sentidos no momento em que entramos na Fábrica do
Ararat, que fica num prédio monumental à beira do rio Hrazdan. A visita deve ser agendada
com antecedência, e estão disponíveis tours em armênio, russo, inglês, francês, alemão e
espanhol.

Parque da Vitória

Localizado na cidade alta de Yerevan, o nome do parque celebra a participação da Armênia
Soviética na Segunda Guerra Mundial. Com ampla área arborizada, um grande lago artificial, brinquedos, cafés, uma vista incrível para o centro de Yerevan, o Parque da Vitória também abriga um monumento em homenagem aos filhos da guerra, e a estátua da Mãe Armênia.

Mãe Armênia (Mayr Hayastan)

Acima do museu, em homenagem aos mortos de guerra, está a enorme estátua da Mãe
Armênia, que substituiu, em 1967, uma monumental estátua de Stalin, criada como memorial da vitória da Grande Guerra Patriótica. O design de Ara Harutyunyan personifica a mulher armênia, simbolizando a paz por meio da força, e relembrando os importantes valores atribuídos às mulheres mais velhas das famílias da Armênia, com papel relevante na sociedade.

Metrô

As estações de metrô de Yerevan são gloriosas, muito amplas e iluminadas, no estilo soviético. O metrô de Yerevan atende a toda a cidade e, em determinado momento da viagem o metrô deixa de ser subterrâneo e conseguimos avistar várias fábricas “abandonadas”, é uma paisagem interessantíssima.

Matenadaram

O Mesrop Mashtots Institute of Ancient Manuscripts, também conhecido como Matenadaran, é um museu incrível de manuscritos antiquíssimos e belíssimos! Os manuscritos e desenhos encantam com sua beleza, bem como as encadernações riquíssimas. O museu fica localizado no prédio antigo e original do instituto, com exibição de manuscritos, fragmentos de manuscritos, documentos, livros impressos antigos, encadernações preciosas, miniaturas individuais etc. O museu funciona de terças a sábados, entre 10h e 17h; não é permitido fotografar dentro do museu. É possível agendar visitas guiadas em armênio, russo, inglês, francês, alemão, italiano, espanhol, português e árabe.

Related posts

Opções gratuitas e baratas para ver Londres de cima

Giovana Bulgaron

Nove pontos negativos da vida na Armênia

Leticia Tostes Ortega

Guia de turismo em Copenhague

Camila Vicenci Witt

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação