BrasileirasPeloMundo.com
Alugar/Comprar Imóvel Pelo Mundo Israel

Dicas para alugar apartamento em Israel

8 dicas de ouro para alugar apartamento em Israel.

Se tem uma diferença gritante entre as culturas brasileira e israelense, essa diferença certamente é a informalidade.

O israelense é muito mais informal que o brasileiro na maioria das coisas que faz. Certas atividades que, no Brasil, necessitariam de advogados, cartórios, contratos e muitas assinaturas são facilmente acordadas com um amigável aperto de mão e a assinatura de um contrato genérico, comprado em papelaria, cuja assinatura raramente será checada.

Abaixo, enumero 8 dicas para ajudar a quem está procurando um apartamento para alugar, mas não sabe bem por onde ou como começar:

1 – Em que áreas procurar

Israel é um país muito pequeno. Tem aproximadamente o tamanho do estado do Sergipe. Você pode muito bem viver no norte ou sul do país e trabalhar no centro ou vice-versa. Alguns fatores que poderiam influenciar a sua escolha a respeito do local em que você vai morar seriam seu estilo de vida: cidade grande ou campo, família, pessoa solteira ou casal sem filhos, ter uma vida social bastante ativa ou ser mais caseiro e ter ou não um automóvel são alguns dos itens a serem levados em consideração, além do seu orçamento.

Quanto mais central e cosmopolita for a área que você escolher, mais caro será o apartamento. O valor que se paga num studio em Tel Aviv pode ser o mesmo de uma casa para uma família em um kibutz, por exemplo.

2 – Evite corretores

Aqui em Israel há basicamente duas formas de se encontrar um apartamento para alugar: através de um corretor ou pelo “jeitinho israelense”.

Eu, pessoalmente, não indico procurar apartamento com a ajuda de um corretor. A não ser que você não tenha muito tempo, realmente não conheça a área em que deseja alugar e esteja preparado a pagar o preço do corretor.

Leia também: dez curiosidades sobre Israel

Muitas vezes, o que os corretores fazem aqui é simplesmente achar imóveis listados em websites abertos a todos e te cobrar o equivalente a um mês de aluguel como taxa de corretagem. As chances de você encontrar o mesmo apartamento sozinho e alugar sem precisar pagar a taxa são enormes.

3 – O jeitinho israelense

O jeito israelense de se achar imóveis para alugar deixa claro meu primeiro parágrafo, onde falei sobre a informalidade. Os israelenses encontram apartamentos em listagens na web, grupos de Facebook, através de amigos e colegas de trabalho.

Alguns dos websites gratuitos para procurarmos apartamentos que eu já usei e indico são:

No Facebook, grupos como o Secret Tel Aviv e o Looking for Apartments in Israel são ótimos para encontrar tanto apartamentos quanto roomates.

4 – Vá a open houses 

Open houses são muito comuns, pelo menos nas grandes cidades. O dono do apartamento anuncia um horário em que o apartamento estará disponível para visitação. As pessoas interessadas devem ir na janela de horário especificada e visitam o local junto com outras pessoas que estão lá pelo mesmo motivo. Ao final da visitação, se preenche uma espécie de lista de chamada onde você deixa seus dados de contato ou, se você gostar muito do lugar, já pode fechar negócio e deixar um depósito.

5  – Vá preparado para fechar negócio

Principalmente em cidades como Tel Aviv e Jerusalém, onde a demanda é muito maior que a oferta, a máxima “Se você não quer, tem quem queira” vale muito.

A cada visita a apartamentos, vá munido dos seus documentos e talão de cheques. Caso haja interesse em alugar o local visitado, muitas vezes já se recomenda deixar um depósito como garantia da assinatura do contrato. Já aconteceu comigo de adorar um apartamento e ir para casa pensar a respeito por umas horas. Liguei no mesmo dia para o dono e o local já não estava mais disponível.

6 – Tenha um fiador, qualquer um

Ao alugar um imóvel aqui em Israel, é de praxe pedir o contato de um fiador. Algo bem informal e, dependendo da pessoa que está alugando o apartamento, o fiador nem chega a ser checado. Eu, por exemplo, quando aluguei o meu primeiro apartamento, dei o telefone de um amigo que não tinha renda e era imigrante novo assim como eu.

7 – Cheque caução

Aqui também se costuma pedir um cheque caução para cobrir eventuais danos ao imóvel e falta de pagamentos. O usual é pedir um cheque no valor de um mês de aluguel, mas esse valor pode aumentar dependendo da duração do contrato e caso o locatário não possua fiador e referências.

8 – Baixe suas expectativas!

A não ser que você tenha um super orçamento, o que não é o mais comum de acontecer, os apartamentos disponíveis nas grandes cidades são muito diferentes do que estamos acostumados a ver no Brasil.

Apartamentos renovados, paredes recém-pintadas, fiação escondida e encanamento funcionando perfeitamente? Esqueça! Principalmente em Tel Aviv, paga-se pela área para morar em um buraco apertado e caindo aos pedaços. Você dará sorte se conseguir alugar sozinho, sem precisar dividir com roomates. Os prédios mais antigos costumam ter fachada velha e malcuidada e muitos não possuem elevador nem garagem. Mas, quer saber? Os melhores anos da minha vida até agora foram vividos em alguns desses cafofos, rodeados de móveis e vinhos baratos e muitos, muitos amigos queridos!

Se tiver mais dicas para alugar apartamento em Israel, deixe nos comentários!

Related posts

Natal em Israel

Karla Tanos

A saga para alugar um imóvel na Suíça

Christiane Lima

Como alugar um imóvel na Alemanha

Monique Abbehusen

3 comentários

Rute Julho 1, 2018 at 7:16 am

Oi Aline
Eu e meu marido estamos pensado em Israel como opção para viver.
Os sites que você deu para procurar casa estão em hebraico e nós não sabemos hebraico. Assim, como procurar?
Quanto pode custar um apartamento ou casa com 2 quartos?
E o nível de vida?
Pode responder para o meu e-mail sff.

Resposta
Sonia Frida Schmidt Janeiro 7, 2019 at 12:29 am

Pretendo fazer aliá, assim que meus documentos estejam prontos e remetidos para a Sochnut. Sou solteira, 77 anos e vivo sozinha. Em Israel tenho irmão e sobrinhos. Meu objetivo é estar perto deles. Eles moram em Bror Hayl. Eu não quero morar lá. Quero alugar um Studio ou um flat, em qualquer lugar, cujo aluguel não seja exorbitante. Tentei um site, mas está tudo em hebraico. Não entendi nada. O que podem me sugerir?

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 8, 2019 at 8:56 pm

Olá Sonia,
A Aline Rod parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação