3 dicas para quem vai enfrentar o frio pela primeira vez

2
2448
Advertisement

Sabe aquele frio na barriga, a sensação de borboletas voando? Muita gente se sente assim quando vai encarar alguma situação da qual nunca se deparou, não necessariamente que esse friozinho na barriga tenha que ser ruim, pelo contrário, pode ser de excitação, certo?!

Certíssimo! E aqui eu vou falar exatamente disso!

Você finalmente vai fazer aquela viagem tão esperada, vai sair do seu país com destino a desbravar outra terras, outras culturas, outros povos, outros climas. Saiba que é preciso toda uma preparação para tal, mente aberta, esperar que tudo e nada aconteça. E se você estiver indo para um país de clima frio, na época do inverno, se cuidar para não sofrer…

Vou listar abaixo 3 dicas essenciais, indispensáveis daquele jeito que você vai agradecer por seguir à risca ou, pelo menos, considerado seguir, vai por mim!

DICA 1 – Invista em casacos

A dica aqui é para investir em casacos bons, de material que esquentem e de preferência uma numeração maior do que a sua normal, é que ele vai ser usado por cima das tuas roupas normais, então um número a mais garante um conforto maior, tirando o fato de que, sim, você vai parecer um barrilzinho, mas isso não é nada se você, por acaso, sentir um pouquinho do frio que faz fora da tua “bolha”, ACREDITE.

Dê preferência também a casacos com capuz, além de esquentar toda a parte da cabeça, pescoços e ouvidos, também te protege de ter algum problema de saúde. Lembro de uma vez, minha primeira em países frios, que estive na Polônia com temperatura beirando zero graus, saí toda protegidinha, mas esqueci a cabeça. Resultado: passei mal, pois a temperatura do corpo não condizia com a temperatura da cabeça, e olha, não é uma sensação das melhores. Pense também em levar algum casaco mais longo que cubra a bunda, ou vá até os joelhos, para te proteger mais um pouco.

DICA 2 – Use e abuse dos cremes e óleos

Não é coisa de fresco, nem muito menos de mulherzinha, isso é mais importante do que você pensa. Se você não quiser causar acidentes ou ter sua mão cortada o tempo todo, sim, porque a secura deixa elas muito finas e fáceis de cortar, pense duas vezes e coloque de lado o tal do “não gosto de creme”.

De fato, eu não gosto, mas aqui aprendi que além do gostar se faz necessário para evitar alguns pequenos acidentes e de ter a pele machucada quase que constantemente. Então sim, é bom usar e abusar deles, lembrando que pode usar em qualquer parte do corpo! Em lugares frios hidratação é vida! E outra coisa, vai se depilar e o método não é a cera?
Dica: usa creme hidratante ou óleo no local, se tiver curiosidade de saber o porque, faça uma vez sem.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

DICA 3 – Não se esqueça dos itens de proteção

Na verdade essas 3 dicas acabam se transformado em mais, por isso, essa última parte aqui vou falar sobre alguns itens que são indispensáveis, inclusive se você for uma pessoa que ama o frio, mas ainda assim, é sensível a ele, como eu.

As LUVAS protegem suas mãos e dedos de congelarem, principalmente se você estiver na neve e quiser brincar com elas. Pesquise bem sobre os tipos e pra que cada uma delas servem, sim, elas tem funções diferentes! Não façam como eu que fui brincar na neve com uma luva de lã; acabei queimando os dedos, não façam isso!

Se você já comprou os casacos e não prestou atenção nos detalhes que falei acima, não se desespere, pois ainda há os CACHECÓIS, ECHARPES E LENÇOS que podem proteger o seu pescoço. Procure os de tecido mais grossos. GORROS e EARMUFFS (protetores de orelha contra o frio) também ajudam a proteger sua cabeça e orelhas.

Lembre-se também de levar ROUPAS TÉRMICAS, ou roupas de segunda pele. Quando vim pra cá, não as procurei em lojas roupas térmicas, pois geralmente elas são MUITO caras. Fiz o seguinte: separei leggings, meias-calça fio 60 ou 80 (de tecido mais grosso, ou polainas), camisas de malha quentinha sem manga e com manga, e acredite, você vai saber quando usar cada uma delas.

Dica de ouro: nesses casos, é o seu conforto quem manda, e não a moda ou o fashionismo.

Já cheguei a sair de short de lycra, legging, calça jeans, regata de malha, uma camisa de manga longa também de malha, casaco e bota cano médio, sem falar nas luvas, etc., realmente alarguei de forma fenomenal, um barrilzinho, mas no final, tava tudo certo, aproveitei o passeio. Não caiam na besteira de achar que só a calça jeans vai esquentar.

ÓCULOS ESCUROS. Fiquei doida? fiquei nada! a neve pode cegar você, se não estiver protegida, e mesmo que não cegue, vai causar danos em alguma parte do seu olho, então, nada de achar que vai parecer ridícula porque está de óculos escuro, pensa em você primeiro!

Leia também: sistema de saúde na Holanda

Geralmente os SAPATOS que devem ser usados em climas frios são os de solado de borracha, sem salto, cano de médio a alto e, de preferência, de um tecido impermeável para mantê-la aquecida e sequinha. Os mais comuns são as botas, porém, muita gente também usa tênis.

Outra dica: não é porque não está nevando que você deve descartar o uso dos sapatos com essas características. Em climas frios, geralmente, há uma geada durante a noite em que, no dia seguinte, ficam camadas de gelo no chão. Se você tiver a “sorte” que eu tive e pisar numa delas, vai escorregar e levar um mega tombo! Bem, do tombo eu me livrei, mas balancei na base e o solado de borracha ajudou a segurar, só não segurou a risada!

E pra finalizar tenho uma dica que considero boa: lembre-se de que o frio está na rua, mas locais, como dentro de casa, hotel, restaurantes, etc. têm aquecedores, ou seja, vista-se para encarar o frio da rua, mas lembre-se de colocar por baixo do casaco roupas apresentáveis, pois internamente a temperatura estará bem agradável, e você fatalmente vai acabar tirando o casaco, devido ao calorzinho “incomodante”. A não ser que você vá a um supermercado e volte logo para casa.

No mais, internet a fora é possível encontrar muitas outras dicas, vale a pesquisa, mas aqui eu reuni as que achei mais importantes e pelas quais eu pequei e me dei mal. Há muitas dicas falando de hidratação, de colocar bolsa térmica com água quente embaixo do cobertor pra aquecer a cama fria, enfim, são inúmeras, vale muito a pesquisa antes de viajar!

Espero ter contribuído de alguma forma a fazer tua estadia pelos países gelados um pouco mais confortável!

Deixem seus comentários aí embaixo contando das experiências que você teve, estou curiosa pra saber.

Beijos viajados e até o próximo artigo!

Leia – dicas para passar o inverno na Holanda!

2 Comentários

  1. Caramba, adorei as dicas!!! Vou viajar em janeiro para uma cidade com temperaturas negativas (que sorte a minha por escolher a viagem em pleno inverno – sqn) e desde já pressinto o frio que passarei. Do Brasil levarei alguns moletons básicos e talvez um casaco mais quentinho, espero que seja o suficiente para chegar lá e comprar/arrumar algo mais quente, nem que seja necessário andar com milhares de camadas de roupas – tipo uma cebola mesmo haha, tô ferrada.

  2. Dev obrigada pelo comentário!
    Pensa que é uma experiência única saber como é o inverno de verdade, se você estiver precavida sua viagem só tem a ser excelente e com várias boas impressões, realmente deixa pra comprar os casacos por aqui, porque além de serem mais baratos são próprios pra enfrentar o clima daqui. Se a cidade for na Holanda se prepara também pra muita chuva e vento, material impermeável deve ser levado em consideração! Fico feliz que tenha gostado das dicas e quando se vive, ou passa um tempo qualquer em cidades muito frias ‘cebola’ vira meio que um estilo de moda hehehehe… Abraços e boa viagem para você!!!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.