BrasileirasPeloMundo.com
COVID-19 Holanda

Pandemia e o Relaxamento do Lockdown na Holanda

Pandemia e o relaxamento do Lockdown na Holanda.

No meio de outubro de 2020 a Holanda entrou na sua segunda onda de restrições com o intuito de reduzir o avanço do COVID-19 no país. Essas restrições não começaram todas ao mesmo tempo, mas em certo ponto, tivemos:

  • banimento de voos vindos de diversos países (Brasil incluído),
  • proibição na entrada de turistas vindos de fora da União Europeia,
  • toque de recolher entre 21h e 4h30,
  • fechamento de todas as lojas consideradas não-essenciais,
  • fechamento de escolas e creches,
  • fechamento de bares e restaurantes,
  • fechamento de academias,
  • proibição da prática de esportes de grupo em geral,
  • distanciamento mínimo de 1,5m para pessoas de domicílios diferentes,
  • obrigatoriedade no uso de máscaras em locais fechados,
  • limitação do tamanho de grupos ao ar livre,
  • recomendação de limitação do número de visitantes em casa,
  • recomendação de não viajar para o exterior,
  • recomendação de quarentena após retornar de uma viagem.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

Notem que os itens em que eu menciono “recomendação” são exatamente isso, sem aplicação de multa no caso de não cumprimento. Por outro lado os itens obrigatórios eram (e ainda são) passíveis de multa de € 95 para a maioria dos casos. A descrição dos casos e multas pode ser lida aqui.

Além disso, está sendo discutida a implementação de uma quarentena obrigatória de 10 dias (5 caso a pessoa realize um teste de COVID-19 após esse prazo e este tenha resultado negativo) para pessoas retornando de países considerados de risco com multa de até € 435 (valor também ainda em discussão).

A Holanda segue a recomendação da União Europeia em relação a quais vacinas utilizar e atualmente temos aplicação de Pfizer, Moderna, Astra Zeneca (restrita apenas a pessoas maiores de 60 anos) e Johnson & Johnson/Janssen. Outras marcas estão em análise pelo grupo.

Leia também: Pandemia e a vida escolar no Canadá

Com o plano de vacinação sofrendo vários ajustes devido a mudanças no estoque prometido pelas farmacêuticas e as recentes preocupações com os efeitos colaterias de alguns fabricantes, ainda não está claro quando a população estará completamente vacinada.

A expectativa atual do governo é que até o início de Julho todos os adultos que desejarem ser vacinados terão a chance de sua primeira dose, e que até o final de Setembro todos terão a oportunidade de tomar a segunda dose. Mas digamos que eu estou pagando pra ver.

No intuito de começar a trazer o país de volta a normalidade o governo anunciou em Abril um plano de remoção das restrições em forma de fases, começando no início do mês e sendo concluído, espera-se, em Agosto.

O plano possui 6 fases e o início de cada uma é confirmado com cerca de uma semana de antecedência. Caso o plano atual seja mantido, ele funcionará da seguinte forma:

Pandemia e o relaxamento do Lockdown na Holanda: Primeiro passo (plano completo aqui)

26/04:

  • Alunos do Ensino Superior voltam a ter aulas presenciais uma vez por semana (creches e escolas de Ensino Fundamental e Médio já tinham voltado com certas restrições)

28/04:

  • Final do toque de recolher
  • Recomendação para máximo de visitantes em casa passa de uma para duas pessoas por dia
  • Bares e restaurantes autorizados a servir clientes em áreas externas (terraços) entre meio-dia e 18h para pessoas do mesmo domicílio ou no máximo duas pessoas de domicílios diferentes
  • Lojas não-essenciais permitidas a receber clientes sem agendamento prévio
  • Permitido o recomeço de provas teóricas para carteira de motorista, piloto de barco e de avião
  • Número máximo de pessoas em um funeral passa a ser 100
Lockadown, Holanda
Fonte: Photo by sabina fratila on Unsplash

Segundo passo (11/05 – a ser confirmado em 03/05)

  • Zoólogicos e parques similares com área externa autorizados a reabrir
  • Liberação para participação de esportes indoors
  • Aulas de arte e música autorizadas a recomeçar

Terceiro passo (26/05)

  • Recomendação para máximo de visitantes em casa passa de duas para quatro pessoas por dia
  • Grupos de pessoas ao ar livre passam de um máximo de duas para um máximo de quatro pessoas
  • Zoólogicos e parques similares com área interna podem reabrir
  • Bares e restaurantes autorizados a servir clientes em áreas externas (terraços) com menos limitações
  • Organizações culturais autorizadas a reabrir

Quarto passo (16/06)

  • Recomendação para máximo de visitantes em casa passa de quatro para seis pessoas por dia
  • Grupos de pessoas ao ar livre passam de um máximo de quatro para um máximo de seis pessoas
  • Bares e restaurantes autorizados a servir clientes em áreas externas e internas
  • Eventos autorizados

Quinto passo (07/07)

  • Recomendação para visitantes em casa passa de seis para oito pessoas por dia
  • Grupos de pessoas ao ar livre passam de um máximo de seis para um máximo de oito pessoas

Sexto passo (sem data definida)

  • Remoção de todas as restrições

Além disso, está sendo discutida a criação de um “passaporte” que permitirá que pessoas vacinadas entrem na União Europeia como turistas e a expectativa é que isso entre em vigor em meados de Junho. Não existe clareza para quais países isso será válido, no entanto a especulação inicial gira em torno de México, Estados Unidos e Canadá.

Pandemia e o relaxamento do Lockdown na Holanda

Uma das perguntas mais frequentes é: “E o Brasil? Quando brasileiros poderão entrar novamente como turistas?” ou, como eu diria “Quando eu vou poder receber visita da minha mãe e da minha avó?”.

Pelas notícias que eu tenho acompanhado, isso ainda não está em pauta. Somado ao fato que os números no Brasil estão fora de controle, eu me arrisco a dizer que o mais cedo seria por volta de Agosto, e apenas para quem estiver vacinado. Mas eu tinha achado que isso ia acontecer em Agosto do ano passado, então a minha previsão não vale muito (risos).

Quer saber mais sobre o BPM? Siga-nos também no Instagram e no Facebook

Related posts

Minha experiência ao mudar de Amsterdam para o interior

Priscilla Sobral

Visto de trabalho e permissão de residência na Holanda

Paula Dalcin Martins

Sustentabilidade na Holanda

Melissa Alfeu

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação