BrasileirasPeloMundo.com
Cheguei e agora? Suécia

Dicas para quem vai morar na Suécia

As primeiras cinco dicas essenciais para iniciar o ciclo da vida nova, você pode ler clicando aqui. No texto desse mês, continuo com a segunda parte e mais cinco informações.

6) Trabalho

Para conseguir um trabalho aqui na Suécia, minhas colegas do Brasileiras Pelo Mundo (BPM) escreveram textos muito interessantes e bem pontuais. Então, aqui vai a minha indicação de leituras para você, uma compilação dos textos publicados no BPM sobre o assunto:

Informações sobre trabalho e dicas para recém-chegados na Suécia

Currículo, carta de apresentação e entrevista de emprego na Suécia

Emprego na Suécia

É fácil arrumar um emprego na Suécia?

Os salários e as ocupações mais comuns na Suécia

Visto de trabalho na Suécia 

Mestrado em inglês na Suécia

7) Mobiliar a casa

Se acontecer de você alugar um apartamento ou uma casa sem móveis, imagino que a sua preocupação sejam os custos para mobiliar a sua casa e transformá-la num lar. Já ouviu falar da loja chamada Ikea? Além de ser de origem sueca, é possível ir na loja e mobiliar a casa inteira, do chão ao teto apenas nesta loja. O preço dos produtos é relativamente baixo e a qualidade desses produtos varia de acordo com o design, material e outras características. Você pode ir na loja, comprar tudo que quiser e ainda por cima contratar um serviço de entrega, ou seja, não precisa nem alugar um carro (ou talvez um caminhão). Porém, fica a dica que os móveis do Ikea precisam ser montados, e se você quiser evitar colocar a mão na massa, é possível pegar o contato de empresas terceirizadas na própria lkea para fazer a montagem. Geralmente o orçamento é obtido na hora das compras.

Caso você não faça questão de móveis novos, o mercado do facebook é muito utilizado pelos suecos para vender produtos usados, assim como o site/aplicativo Blocket e o Tradera. É realmente possível mobiliar a casa sem gastar muito utilizando esta opção. Sem contar que há muitos brechós de móveis usados que arrasam. Já comprei móveis lindíssimos em brechós. Os suecos costumam chamar essas lojas de ‘antik’ ou ‘andra hand möbler butik’. Vale a pena dar um “google” na região e ver se você encontra uma loja assim perto da sua casa.

Caso você precise alugar um caminhãozinho para fazer o transporte da mudança, você encontra este serviço em postos de gasolina, por exemplo em postos Circle K ou OK.

8) Locomoção nas cidades

Nas grandes cidades suecas, o transporte público é muito eficiente para quem precisa ir para o centro. Na realidade, o planejamento urbano das grandes cidades suecas é todo voltado para a utilização do transporte público ao invés do privado. Existe um pedágio chamado ‘trängselskatt’ para entrar na região central das cidades, que é controlado por câmeras, com diferentes tarifas dependendo do horário, e o envio da fatura é automático para o endereço do proprietário do veículo. Além disso, o estacionamento nas vias públicas é geralmente cobrado, sinalizado e muito bem fiscalizado. Existem diversas opções de estacionamentos particulares, mas eles são geralmente bem caros. Conclusão disso tudo é que o transporte público na Suécia não tem classe social. Para quem mora aqui, vale muito a pena comprar o cartão com viagens e regiões ilimitadas, pois o custo das passagens individuais é bem caro. Por exemplo, em Estocolmo, a tarifa da região A, a mais limitada, custa 44 coroas suecas por adulto e dura apenas 75 minutos. Já em Gotemburgo, dentro da cidade, o valor da passagem é 27 coroas suecas, por adulto, com validade de 90 minutos.

Leia também: Do Brasil para a Suécia

O transporte público é bem planejado e segue um planejamento ambiental do país, que indicou que, num futuro próximo, as políticas públicas irão dificultar ainda mais a locomoção através transportes privados em zonas urbanas.

Listei abaixo os sites de transporte público das principais cidades da Suécia, que fazem a venda das passagens e o planejamento da sua locomoção. Você pode pesquisar o horário que quiser chegar ou sair do local desejado.

 9) Sistema de saúde semi público

Na Suécia, o sistema de saúde é semi público. Isto quer dizer que o paciente pagará as consultas, exames e outros serviços de saúde até chegar no teto máximo, que é estabelecido por região, entre 1.100-1-150 coroas suecas, dentro de um período de 12 meses. O controle dos valores gastos pelo paciente é feito por um sistema único utilizado pelas instituições de saúde. O paciente precisa apenas mostrar uma identidade com o ‘personnumer’ para que a/o atendente faça o registro do valor gasto no sistema.

Para consultar quais serviços não estão inclusos neste esquema, visite o site oficial da sua região. Há postos de saúde espalhados pela cidade inteira e deve haver um próximo da sua moradia. Quando o atendimento é emergencial, ou seja, realizado por ambulância, o paciente é levado ao hospital mais próximo do local onde foi socorrido.

Telefones úteis:

Para aconselhamento referente a um problema de saúde: 1177

Para emergências: 112

10) Embaixada e Consulado do Brasil na Suécia

A Embaixada do Brasil atende situações emergenciais de brasileiros no estrangeiro, como por exemplo prisões, acidentes graves envolvendo brasileiros, mortes entre outros. Já o consulado funciona como um cartório na jurisdição estrangeira para registros de casamento, nascimento, morte, divórcio, testamento, emissão de passaporte, voto entre outras questões. Além disso, é possível obter informações gerais da Suécia em português. Aconselho aos brasileiros que moram fora, que vejam a Embaixada e Consulado como uma instituição de suporte a brasileira no estrangeiro. A Embaixada e o Consulado do Brasil na Suécia estão localizados em Estocolmo. Aconselho a leitura das informações contidas no site oficial.

 Boa sorte e välkommen!

Related posts

Os efeitos e os cuidados com a pele no inverno

Vânia Romão

Porta 65 – auxílio para pagar aluguel em Portugal

Gabriela Monteiro

Ser ou não ser mãe na Suécia, eis a questão!

Verônica Ferreira Iwarson

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação