BrasileirasPeloMundo.com
Dicas de onde esquiar Dicas para passar o inverno Noruega Suécia

Atividades ao ar livre durante o inverno na Escandinávia

Atividades incríveis ao ar livre durante o inverno na Escandinávia.

Se você conhece um pouco da Escandinávia, você deve ter pensado como é possível fazer “atividades incríveis” durante o “inverno” “na Escandinávia”, e ainda por cima “ao ar livre”, não é?! Talvez você tenha pensado que foi um erro de digitação e, provavelmente, relido a palavra “inverno” algumas vezes. Acredite ou não, é isso mesmo.

Depois de 8 anos escutando praticamente a mesma pergunta, desde que me mudei para a Suécia, “como você faz com o frio?”, resolvi dividir o que eu penso quando a escuto.

“Primeiro, ver uma aurora boreal. Depois descer uma montanha de ‘snow racer’. Não, não… depois de ver a aurora boreal tem que fazer o safari de baleias, e só depois de descer a montanha. Não, não… tem que fazer o passeio de trenó com os cachorros depois de ver a aurora boreal…”

Enquanto estou ocupada, tentando organizar meus pensamentos para elaborar uma lista perfeita do que fazer no inverno, geralmente a pessoa que me fez a pergunta, deduz, após aguardar longos segundos sem uma resposta: “ah, você deve ficar em casa, né?!”.

Resolvi escrever este texto para finalmente responder uma das perguntas mais escutadas na minha vida nórdica. Só que desta vez, eu tive a oportunidade de elaborar melhor a minha resposta e escrever uma lista contendo as minhas 5 atividades de inverno favoritas na Suécia e Noruega. Nelas, o contato com a natureza é mágico e a experiência magnífica! A minha lista foi elaborada com a seguinte ordem de prioridades: 1º) beleza natural; 2º) nível de felicidade materializada em risos; 3º) nível sentimento de gratidão; 4º) nível de conforto da temperatura do corpo; e, por fim, preço.

Então aqui vai a minha proposta de 5 atividades de inverno ao ar livre que irá mudar a sua vida. Ah! Sim… antes que me esqueça, não se preocupe com o frio ou o medo da temperatura demasiadamente negativa do inverno nórdico, o segredinho para combater o frio é utilizar as roupas adequadas e outras formas de aquecimento, estas que explicarei abaixo, em cada atividade recomendada.

Leia também: Como se vestir no inverno na Suécia

1) Aurora boreal

Em 8 anos de Suécia, vi 3 auroras boreais, sendo 2 delas na mais pura sorte do dia-a-dia de quem mora por aqui e está sempre andando e olhando para o céu. Já a outra, eu fiz uma viagem com a intenção de ver a aurora boreal novamente, acompanhada dos meus pais e sobrinha, que vieram do Brasil para fazer uma visita. É sob esta experiência que darei as dicas a seguir.

1ª) se um dos principais motivos da sua viagem para qualquer um dos países nórdicos é tentar ver uma aurora boreal, planeje tudo no período certo. Pense que as suas chances aumentam na mesma proporção em que aumentam o frio e a escuridão. O período da aurora boreal é a partir de outubro e vai até meados de março-abril, dependendo da intensidade do inverno. Para evitar um frio muito extremo, talvez seja melhor não vir em dezembro, em janeiro e começo de fevereiro. Porém, nada é garantido quando se trata do clima.

Leia também: Principais acontecimentos na Suécia em dezembro

2ª) separe algumas noites para que você aumente as suas chances de ver a aurora boreal. Marcamos uma viagem de 4 noites para Kiruna (Suécia) na última semana de março. Muito embora o tempo estivesse nublado quando chegamos, no dia seguinte o tempo abriu, e conseguimos ver a aurora boreal mais incrível da minha vida, verde e vermelha, sendo a vermelha a luminosidade mais rara. Foi incrível! O legal de termos ido neste período é que a temperatura estava relativamente amena, em torno de zero grau.

3ª) escolha uma cidade turística em qualquer um dos países nórdicos[1], porque nessas cidades você encontrará, facilmente, diversas agências de turismo vendendo pacotes de ‘aurora safari’, com jantar, com pernoite e uma série de outras experiências turísticas, que valem muito a pena. Veja qual pacote é mais atraente para as suas expectativas, bolso e planos. Em Kiruna, compramos o pacote da aurora safari com jantar típico dos locais, e foi incrível, tanto o jantar, quanto a aurora.

As agências de turismo querem agradar ao máximo seus clientes, por isso elas, geralmente, têm correspondentes em diversas cidades na região, para alertar qual lugar está com as melhores condições climáticas para assistir ao espetáculo, que é deslumbrante! Se houver necessidade, a agência fará o deslocamento dos clientes para outra cidade, mas verifique sempre se este serviço está incluído no seu pacote. Além disso, as agências sabem que os turistas não estão acostumados ao frio extremo e sempre incluem outras formas de aquecimento, sendo elas: bebidas não alcoólicas quentes (ex.: chá, café e chocolate quente, chamados ‘hot drinks’), uma fogueira ao ar livre, fornecem cobertores e até mesmo roupa polar (‘polar suit’). Veja o que está incluso no pacote antes de realizar a reserva. Às vezes, um pacote mais barato tem menor quantidade de auxílio ao turista, por exemplo, deslocamento do hotel à agência ou ‘hot drinks’, enfim.

Reflita e avalie que ao não contratar uma agência, você terá que providenciar tudo, por exemplo: locomoção, ‘hot drinks’, fogueira, cobertores, roupas polares e ainda descobrir o lugar e horário ideal para assistir a aurora.

Quando vimos a aurora com a agência de turismo, ficamos em torno de 2 horas observando esse espetáculo da natureza, porque estávamos sentados ao redor de uma fogueira grande, bebendo chá, conversando com as outras pessoas e sentados sob tapetes quentes, que bloqueavam o frio do chão, coberto de gelo e neve. Tudo providenciado e organizado pela agência.[2] Quando vi as outras duas auroras, só consegui observá-las por 10-15 minutos, já que eu estava apenas vestida com roupas de inverno. Acredite, até mesmo para uma aspirante a viking, ficar parada observando a aurora, num frio abaixo de zero, é uma experiência um tanto quanto congelante, muito embora seja incrível.

4ª) se houver a possibilidade de contratar uma fotógrafa, contrate, a não ser que você tenha uma câmera muito boa e seja fotógrafa também. Eu não tenho nenhuma foto legal da aurora boreal, porque achei que não precisava, e eu me arrependo desta decisão até hoje.

2) Passeio de trenó puxados por cachorros

“Coitadinhos!” muitos devem estar pensando. Pois bem, eu pensei o mesmo e como ativista e pesquisadora ambiental, resolvi fazer minha pesquisa sobre o assunto. Não quero convencer ninguém de nada, mas, o que eu descobri lendo sobre o assunto e vivenciando esta experiência, por duas vezes, é que os cachorros A-M-A-M correr. Na realidade, esses cachorros precisam correr em torno de 100km por semana!!! Quando fiz o passeio de trenó com os cachorros, eu fiquei chocada ao constatar que eles estavam extremamente eufóricos e ansiosos para sair correndo. O passeio de trenó inteiro é simplesmente incrível, regado de muitos rabinhos chacoalhando de excitação, uma alegria tão contagiante, que eu ri de felicidade, do início ao fim. Amei a experiência e por isso a recomendo!

Os cachorros são super bem cuidados e amados pelos seus donos. É o estilo de vida dos donos desses animais que fizeram disso uma possibilidade de um turismo e de preservação de sua cultura, que vale a pena ser valorizada e vivida, mesmo que por um passeio. Esses passeios estão disponíveis na Noruega, Suécia e Finlândia e são chamados de ‘dog sledding’.[3] Verifique no local as condições em que os animais vivem, a fim de garantir que seu passeio não estará ajudando uma indústria de maus-tratos de animais.

3) Safari de baleias

Na costa da Noruega, com os fiordes de cenário de fundo, é possível ver de pertinho as baleias em seu habitat natural. Este passeio é simplesmente incrível! As baleias são animais extraordinários, magníficos e tão inteligentes, que mesmo com aquele tamanhão todo, elas pulam e mergulham ao lado dos barcos sem sequer tocá-los. As agências que oferecem este passeio, geralmente oferecem a roupa polar (‘artic suit’) e outras regalias, para fazer deste passeio algo ainda mais mágico.

Fiz esse passeio em Tromso (Noruega), na primeira semana de janeiro, num catamarã, com direito a um jantar típico, servido a bordo.[4]Uma experiência incrível! Porém não recomendo o catamarã para crianças pequenas, pessoas com idade mais avançada ou dificuldades motoras. Para observar as baleias do catamarã, era preciso ir para o centro do barco, utilizando uma segurança em torno da cintura, que prende num cordão de aço ligado ao barco. A proximidade das baleias causa ondas que chacoalham o barco, exigindo um equilíbrio extra, força e agilidade para se locomover pelo barco. Há outras opções melhores de barco, para quem quiser viver esta experiência, sem adicionar “emoção extra” ao passeio.

Fica essa super recomendação, já que não há nada mais magnífico do que ver baleias em seu habitat natural, dando um show de pulos e ‘splashes’, com os fiordes de fundo. É o melhor Sea World que existe no mundo, com o benefício de não precisar colocar animais selvagens em cativeiro para o nosso próprio benefício. Já pensou nisso?

4) Esquiar e outros esportes de inverno

Esta dica esquentará o seu corpo, sem sombra de dúvida. Esportes de inverno são divertidíssimos e, muitas vezes, fácies de aprender. Se a cidade tiver uma estação de esqui, você pode alugar esquis ou ‘snowboards’, na própria estação.[5]Algumas estações oferecem os equipamentos de segurança para alugar, por exemplo, o capacete. Quem nunca praticou nenhum desses esportes, pode verificar se há aulas para iniciantes disponíveis na estação. Geralmente essas aulas são pagas.

Uma dica importante é que na Suécia os ‘lifts’ (teleféricos) não são cadeiras e sim ‘drag lifts’ (uma corda com um disco ou um T invertido para colocar entre as pernas). Para quem nunca utilizou este ‘lift’, prepare-se, pois parece simples, mas decididamente não é, pelo menos não para amadores. Se você não está disposta a se aventurar neste nível, então recomendo verificar no seu hotel se é possível emprestar ou alugar patins de gelo e peça indicação de um lago congelado para patinar. É incrível! E não precisa ter medo, pois na Suécia segurança é sempre prioridade, então recomendo seguir as orientações dos locais.

Verifique também se o hotel oferece tapetes, ou trenó ou ainda, carrinho de neve. Qualquer coisa que deslize, inclusive, se for o caso, até um tapetinho de borracha de carro serve (não me julguem, diversão é lei na minha vida). Procurem uma ladeira, vejam quais condições do final dela (bem importante, pois você não quer descobrir isso durante a descida), suba até um ponto que você ache seguro e…. ‘hej då’ (tchau)!!!!

5) Pesca no gelo

A Suécia é um país muito visitado por pessoas que amam a pesca. Na minha casa, até a minha filha de 2 anos herdou do pai a fissura pela pesca. Já pescamos tanto na Suécia, como na Noruega. Do norte ao sul desses países, a maioria dos lagos congela, o que abre a oportunidade para a pesca no gelo. Contudo, essa opção não é muito oferecida por agências de turismo, mas a boa notícia é que hotéis que oferecem atividades ‘outdoors’ (ao ar livre), geralmente oferecem o equipamento para pescar no gelo e de graça. Veja se o hotel oferece um guia para ajudar nesta experiência.

Aconselho levar uma garrafa térmica com chá ou café para esquentar o corpo por dentro, bem como um tapete ou cadeira que isole o frio do chão. A pesca é um esporte meditativo, então aproveite esse momento para relaxar, respirar fundo e contemplar a natureza, enquanto você aguarda a fisgada do peixe. A natureza é perfeita!

[1]As cidades mais famosas para ver a aurora são: Tromso, Lofoten e Bergen (Noruega) e Kiruna (Suécia).

[2]Gastamos em torno de 950 reais por pessoa.

[3]Os passeios variam de 200-1000 reais por pessoa, dependendo da distância do passeio e local.

[4]Gastamos em torno de 600 reais por pessoa.

[5]O preço varia muito entre as estações e depende da quantidade de horas ou dias.

Related posts

Atentado terrorista na Noruega

Wendy Dantas

A temporada da caça na Suécia

Semida Silveira

Escolas na Noruega: do norueguês ao ensino médio

Michele Silva

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação