BrasileirasPeloMundo.com
Egito

Privilégios da vida de expatriado no Egito

Viver fora do seu país de origem é sempre desafiador. Trata-se de exercitar o desapego de uma gama de bens, sejam eles materiais e/ou sentimentais, abrindo espaço para o novo. Isso significa nos desenraizarmos de alguns valores que até então mantínhamos como sendo invioláveis, abrindo espaço para o valioso saber do ser.

Sair da nossa zona de conforto, ou renunciar à comodidade é sempre trabalhoso e muitas vezes nos leva a momentos de inquietações, incertezas e angústias. Esse turbilhão de emoções, uma vez bem direcionadas, poderão e deverão se transformar em amadurecimento e autoconhecimento através da superação do nosso próprio eu, dos nossos limites e de nossas crenças. Isso mesmo: o sofrimento faz parte do nosso crescimento e é ele que nos impulsiona a criarmos estratégias de sobrevivência e nos mostra o quão resistentes somos. Assim, nossos medos são facilmente derrotados pela arte de viver o novo e de nos redescobrirmos.

11101155_2005391202932781_843853707_n

Viver em um país estrangeiro requer também a habilidade de desenvolver um plano de vida, tendo diretrizes e metas traçadas para viver num mundo de diferenças sociais e culturais. É nesse contexto que enriquecemos o nosso saber, dadas tantas oportunidades para crescermos e amadurecermos num plano pessoal e/ou profissional.

11117655_2005392816265953_722774236_n

Diria que nossas vidas de expatriados são norteadas pelo desapego da saída e renovação da chegada ou vice-versa. E é aqui que está o grande diferencial das pessoas capazes de enfrentar essa realidade. Conseguir se moldar ao novo, ao desconhecido e recriar uma nova vida a cada mudança, fazendo disso uma experiência grandiosa, é para mim o mais valioso de tudo e é exatamente aqui que nos diferenciamos.

11263858_2005393079599260_207867970_n

Essa mutação nos proporciona vivermos como cidadãos de um mundo globalizado, sem fronteiras para o conhecimento, para o saber e para o viver. Nos tornamos desbravadores de um universo que é de todos e para todos e deixamos nossas marcas e nossa história a cada passagem.

 

Somos impulsionados diariamente à dedicação do aprender. Aprender uma nova língua, novos costumes, novos hábitos. Aprender a se relacionar com pessoas que talvez tenham pensamentos e experiências semelhantes às nossas, mas saber também que é enriquecedor conhecer e conviver com outras tantas que têm ideias e vivências completamente diferentes.

11297672_2005393219599246_699474359_n

Dessa forma carregamos e acumulamos lições de vida que automaticamente nos fazem sermos indivíduos diferenciados, com uma mente constantemente preparada para mudanças e novos desafios.

11289954_2005392902932611_747750982_n

Agora vivemos num novo ritmo de vida, numa constante aceleração do conhecimento. Nesse processo de aprendizagem, já não caracterizamos e enfrentamos os problemas como antes. A facilidade de adaptar-se e adequar-se ao novo nos lança a sermos confidentes e potentes de nós mesmos. Lidar com o imprevisível já não nos amedronta; ao contrário, nos estimula e nos encoraja a seguir!

Fotos: Acervo pessoal

Related posts

Conheci um árabe na internet, e agora?

Michelle Bastos

Como a família do meu marido egípcio me recebeu

Michelle Bastos

Homossexualidade no Egito

Michelle Bastos

9 comentários

Marta Grazziotin Junho 8, 2015 at 2:09 pm

Lindo Mauren!!! Realmente admiro você, por saber lidar com o desapego, a vontade de aprender e saber adaptar-se a uma realidade totalmente diferente do seu país de origem. Tudo é passageiro em nossas vidas , mas saber lidar com nossas emoções , ultrapassa os limites do nosso EU. Se tiver que voltar….volte …sendo diferente , por ter vivido ao lado de pessoas que mesmo falando outra língua, trazem no seu íntimo a bondade de receber bem. Como mãe, adoro a hora da chegada, mas choro ao ver partir um pedaço de mim….não é uma punição, mas uma preparação . Sinto orgulho de você!!!!

Resposta
Mauren Junho 10, 2015 at 6:34 am

Mãe, muito obrigada pelo apoio e compreensão de sempre! Beijos, beijos!

Resposta
cristiane Junho 8, 2015 at 4:45 pm

Mauren li seu artigo e percebi que todos nos indiferente de sua situação sócio econômica pode ver o mundo de diferentes formas, basta no esforçarmos pois nada é fácil nem aqui e menos ainda fora basta correr atrás de nosso desafios e garantir a vitória tao sonhada tmb sou orgulhosa de te conhecer desde pequena e conhecer sua verdadeira trajetória . BJ Cris

Resposta
Mauren Junho 10, 2015 at 6:32 am

Obrigada Cristiane! Abraços!

Resposta
Maria Luiza Barsé Foppa (Mari Foppa) Junho 8, 2015 at 9:11 pm

Muito bem descrita a gama de sentimentos que envolve, quando se opta por viver em outro país de povo e cultura tão diferentes dos nossos. Estar longe das pessoas amadas. Mas por outro lado, pela amostra que vi pelas fotos, país belíssimo de tanta história e a grande oportunidade de aprendizado. Seja feliz Maurem com tua linda família e seja bem-vinda todas as vezes que retornares ao nosso.

Resposta
Mauren Junho 10, 2015 at 6:30 am

Querida Mari, muito obrigada pelo carinho! Forte abraço!

Resposta
Ivanir Teresinha Peroni Junho 11, 2015 at 12:50 am

Mauren seja muito feliz, te adoro.

Resposta
Deise Grazziotin Junho 11, 2015 at 1:00 am

Muito bacana Mau! Parabéns!

Resposta
Karina Julho 26, 2017 at 9:20 am

Parabéns pela coragem de estar no Egito. Estou aqui por dois meses por conta do trabalho do meu marido e duas filhas.
Eu simplesmente não gosto desse país , não me adaptei e conto os dias pra voltar pra Espanha aonde moramos. Realmente viver aqui com toda essa cultura e modo de viver diferente não é para os fracos. Mas o que não dá pr negar é que uma experiência como essa nos modifica .

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação