BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Au Pair Pelo Mundo

Experiência como Au Pair na Alemanha

Experiência como Au Pair na Alemanha.

Eu fui para a Alemanha em janeiro de 2015, fui atrás do sonho de morar no país e por isso eu fui ser Au Pair. Morei em uma cidade chamada Wuppertal, que fica perto de Düsseldorf. A minha família tinha três crianças, uma menina de 6 meses, mais uma menina com 2 anos e um menino com 4 anos. Elas falavam português e alemão, na verdade falavam mais alemão do que português porque tinham mais contato.

Eu cheguei no inverno e foi maravilhoso, logo de cara eu já conheci a neve. A minha cidade era montanhosa, então nevava muito mesmo. Eu fiquei apaixonada pela paisagem no inverno, era uma coisa que eu nunca tinha visto antes porque sou do Rio de Janeiro e o máximo de frio é 18°C, ou seja, nem é tão frio. Na Alemanha o inverno foi realmente rigoroso, amanhecendo por volta das 8/8h30 da manhã e escurecendo já às 16 horas da tarde. Eu sou muito frienta, e por isso eu sentia muito frio, até hoje não me acostumei e acho que isso nunca vai acontecer.

Nos meus primeiros três meses, eu não senti realmente saudades de casa, apesar de ser muito ligada à minha família. Eu acho que era o êxtase de estar vivendo o meu sonho e de tudo ser novidade para mim. Era um outro país com paisagens, cultura, costumes e pessoas diferentes. Eu tinha uma família com quem morava e me fazia sentir realmente parte da família, eu fiz amigos (brasileiros e estrangeiros) que estavam sempre comigo, eu comecei um relacionamento, mas mesmo assim alguma coisa me faltava e aí vi que o que eu sentia era saudade. Depois desses três meses, eu comecei a sentir saudades de casa, da família, dos amigos e de coisas simples como: comer feijão, ir à praia, poder andar de Havaianas, chegar na casa de um amigo de surpresa, curtir o sol (depois que nós moramos num país que tem pouco sol, nós começamos a dar valor) e tantas outras coisas. Em julho, eu tive a oportunidade de rever a minha família, os meus amigos e o meu país.

Leia também: Dicas para trabalhar como Au Pair na Alemanha

Na Alemanha, eu aproveitava muito cada tempo livre que eu tinha. Viajei e conheci outros países e novas cidades. Passei tempo com a minha Gastfamilie também, gostava de viajar com eles e de sair para passear com as crianças. Eu aproveitei cada oportunidade que eu tinha de falar alemão, porque esse era o meu objetivo, falar alemão e aprender mais para melhorar cada vez mais. E fazer esse intercâmbio foi crucial para que isso acontecesse. Eu tive a chance de conhecer os alemães e acabar com esse preconceito de que os alemães são frios. Não, eles não são, eles são reservados e diretos. Todos os alemães que conheço são simpáticos, alegres, têm um coração enorme e são calorosos, talvez menos do que os brasileiros, mas eles são.

É claro que eu tive algumas experiências ruins, a vida não é e nunca vai ser um mar de rosas. Mas acho que elas servem para te mostrar que você pode crescer com isso. Ser Au Pair é: às vezes não ter tempo de falar com a família ou amigos no Brasil por causa da diferença de horário; é ver as crianças que vivem com você crescendo e não ver as suas sobrinhas avançando; é ter que lidar com os seus problemas e com os problemas da família com a qual você mora; é ter uma rotina que às vezes fica chata. Não vá achando que você vai só viajar, se divertir e ser feliz, porque não é assim, mas isso não é por causa do intercâmbio e sim porque a vida é assim. É vida real com alegrias e tristezas, não é a vida somente feliz, com sorrisos e boa que as pessoas pregam nas redes sociais.

Leia também:  Dicas de presentes para a Gastfamilie da Au Pair

Aprendi algumas coisas nesse período longe de casa, tornei-me uma pessoa melhor, com a mente mais aberta e com o coração mais aberto também. Eu aprendi a dar valor às pequenas coisas da vida. Além disso, aprendi que nunca estamos sozinhos, mesmo que a gente ache que estamos. E acredite: sempre vai ter alguém para te ajudar. Aprendi a me virar sozinha e não depender de ninguém. Aprendi também que algumas amizades sobrevivem à distância e ao tempo, e que outras não.

Eu não me arrependo de ter trancado a faculdade e ter ido para a Alemanha na cara e na coragem. Eu aprendi muito, não só sobre a língua e cultura, mas também sobre mim, sobre família e amor. E recomendo muito que você também tenha essa coragem, se o teu sonho é conhecer a Alemanha. Vá ser Au Pair, vá ser feliz, vá correr atrás dos seus sonhos e do que você é ou quer ser!

Related posts

Da Grécia para Alemanha

Clarissa Gaiarsa

Dicas para quem pretende morar na Alemanha

Allane Milliane

Um ano morando em Berlim

Raquel Muniz Barreto

2 comentários

Ingrid Freitas Junho 20, 2019 at 3:33 pm

Adorei! Também sou formanda em Letras, no meu caso, Inglês, mas aprendo alemão por conta própria e meu sonho é poder ir passar um tempo na Alemanha! Sou apaixonada pelo país. Amei seu relato. Bjs!

Resposta
Gabrielle Moura Junho 25, 2019 at 4:44 pm

Olá Ingrid,
continue investindo no alemão, é uma língua fantástica e o país é lindo.
Espero que seu sonho se realize!! Agora você já tem um caminho, que talvez pode seguir, o de ser Au pair por um tempo lá.
Tudo de bom pra você!! Obg pelo carinho!
Bjs

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação