BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo EUA

Furacão na Flórida, e agora?

Furacão na Flórida, e agora?

Agora que eu vou contar para vocês como foi essa minha primeira (ou quase) experiência com furacão aqui na Flórida.

A primeira coisa que eu pensei foi: “Se todos os anos tem furacão aqui na Flórida, por que as pessoas se apavoram dessa maneira?”

Isso foi o que eu pensei quando faltavam uns 5 dias para a chegada do furacão Dorian, de acordo com a previsão.

Aqui na região do sul da Flórida, chegam muitos imigrantes todo ano e muitos deles não sabem como agir na primeira vez, e como uma amiga mesmo me disse, os americanos, de maneira geral, já fazem grandes compras e, nesses casos, acabam comprando o dobro.

Na manhã da quarta-feira, dia 28/08/2019, abri meu e-mail e a primeira coisa que vi foi uma mensagem do prédio onde moro com um PDF em anexo chamado: Hurricane Preparedness Guide (Guia de Preparação para Furacões). Nesse e-mail continham todas as informações necessárias sobre como agir nesse momento e as prevenções que o prédio onde moro teria. Aquilo já me deixou preocupada, pois se enviaram, é porque realmente algo grave estava por vir. Em seguida, cheguei ao trabalho e o assunto era esse, e as pessoas comentando sobre os últimos furacões. Acabei ficando mais preocupada ainda e a primeira coisa que pensei foi que precisaria ir urgente ao mercado comprar água e comida.

Aproveitei meu horário de almoço e fui ao Walmart. Quando cheguei lá, percebi o caos que a cidade de North Miami estava.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar nos EUA

Em primeiro lugar, não encontrava lugar para estacionar e as pessoas que vinham até o carro estavam com o carrinho transbordando de comida e bebida. Essas cenas de filme que vemos quando o mundo está acabando, pois bem, foi exatamente isso que me passou pela cabeça.

Ao entrar no supermercado, filas enormes para pagar, engradados de água acabando e prateleiras de enlatados vazias.

Peguei algumas coisas e fui embora. Voltei ao trabalho e comecei a acompanhar mais ainda as notícias. Quando cheguei na escola à noite, o assunto era o mesmo. E as pessoas me contando como foi o furacão Irma, e o que devo fazer e comprar.

No dia seguinte, quinta-feira, dia 29/08/2019, o caos ficou completo quando o governador da Flórida declarou pela manhã que estávamos entrando em Estado de Emergência. Comecei a pensar se eu teria comprado comida e bebida o suficiente para 7 dias como o indicado. Também me falaram para abastecer o carro, pois provavelmente não haveria combustível em poucos dias.

Cheguei na escola à noite e a sala já não estava cheia. Saí da escola e fui ao supermercado uma vez mais e fui abastecer o carro.

As filas estavam enormes nos postos, causando trânsito na rua e algumas bombas já não tinham mais opções de combustíveis. Consegui abastecer o meu carro, mas de três opções de combustível, só havia uma. Um cara que estava abastecendo o carro na frente do meu, além de estar abastecendo o dele, ele estava enchendo mais 5 galões para levar.

O trânsito já estava pior, pessoas impacientes, jogando o carro de qualquer jeito. Fiquei impressionada, de verdade! No dia seguinte, eu vi dois acidentes voltando do trabalho, sendo um deles com um carro na minha frente. Tudo o que eu queria era chegar em casa e não sair mais, e não era nem pelo furacão em si, e sim pelo caos na rua.

Muitas pessoas me falaram para viajar para algum outro lugar. Neste caso, não é muito indicado, pois devido ao mau tempo, os aeroportos fecham e os voos são cancelados. É mais um caos no meio do caos.

A mesma coisa na questão de pegar o carro e ir para outro lugar. As estradas ficam extremamente congestionadas, e com o risco de não ter combustível no meio do caminho.

A melhor opção é ficar em casa, deixar a casa preparada do lado de fora e não sair.

Veja abaixo algumas dicas do que comprar e o que fazer em caso de furacão ou tornados:

– Sacar dinheiro de caixa eletrônico, pois a energia pode demorar dias para voltar;

– Colocar a geladeira em alta potência;

– Estacionar o carro em áreas altas;

– Encher a banheira com água (usar para banho e descargas);

– Lanternas;

– Pilhas e baterias;

– Água;

– Fogão tipo de acampamento;

– Gás;

– Copos, pratos e talheres descartáveis;

– Comidas enlatadas ou que não precisem ser cozidas para comer;

– Encher a máquina de lavar de gelo para refrigerar o que pode estragar na geladeira;

– Medicamentos;

– O lugar mais seguro para ficar na casa é o closet ou dentro da banheira com um colchão na cabeça.

A previsão de passagem do furacão era para ser segunda-feira, dia 02/09/2019, feriado do “dia do trabalho” aqui nos Estados Unidos, mas, felizmente, o furacão foi mudando a rota gradativamente e acabou não passando pela Flórida.

Passou muito perto e foram vários dias de chuva e vento forte por aqui, sem estragos. Mas é muito triste ver o estrago que ele deixou por onde passou e ver as pessoas passando necessidade, perdendo seus bens e sem poder fazer nada.

É algo que está fora do nosso controle e a única coisa que podemos fazer é manter a calma e esperar até que passe, de acordo com as orientações.

Leia também: O furacão Harvey e eu

A evacuação é obrigatória para quem mora na praia, pois os danos podem ser piores. A cidade, de maneira geral, fica parecendo um deserto. Escolas e comércios fechados, nenhum carro ou pessoas na rua.

Bom, espero que tenham gostado das dicas dessa matéria e nos vemos na próxima.

Related posts

Meu primeiro ano dirigindo nos Estados Unidos

Mari Proença

Gravidez e Pré Natal em Nova Iorque

Debora L. Juneck

O que são Brocantes?

Lilian Moritz

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação