BrasileirasPeloMundo.com
Grécia Turismo Pelo Mundo

Dicas de turismo na Grécia

Dicas de turismo na Grécia. Imperdíveis!

Ah, Grécia, sua linda, quem nunca sonhou em conhecer a belíssima e romântica Santorini?  As praias e a vida noturna agitada de Mykonos? Ou mesmo a parte histórica de Atenas?

Pois é, nessa matéria vou compartilhar com vocês algumas dicas imperdíveis sobre a Grécia. É mesmo um país fantástico, sem contar a gastronomia deles, deliciosa! Sou fã número 1 de azeitonas e polvo, e lá com certeza é o lugar certo para encontrar os dois.

Fiz uma viagem de 8 dias por lá, entre Santorini, Mykonos e Atenas. Já quero voltar!

Começo dando uma dica bem valiosa: levem aquele sapatinho para entrar no mar, a maioria das praias é de pedras. E sem o sapatinho fica difícil aproveitar a praia.

Outra dica: vá durante o verão europeu (junho, julho e agosto). É mais animado e dá para aproveitar bem as praias. O verão lá é muito quente.

1 – Little Venice – Mykonos (foto da capa da matéria)

É o lugar mais charmoso que conheci pela ilha de Mykonos e fica no coração da cidade de Chora.

É uma praia mais para passeio do que para tomar banho de sol e entrar no mar. A praia não tem estrutura, fora que não tem areia, ela é toda de pedras.

Mas, é o tipo de praia em que estamos acostumados a passar o dia, cheia de restaurantes e bares com vistas incríveis, os famosos moinhos, lojinhas de roupas e acessórios.

Um ótimo lugar para almoçar ou mesmo tomar um vinho no final da tarde à espera do pôr do sol. Lindo, diga-se de passagem.

2 – Vida noturna – Mykonos

Aproveitando que estamos falando de Mykonos, não podia deixar de comentar aqui que a vida noturna em Mykonos é DEMAIS. Por essa razão, Mykonos é conhecida como “party island” (ilha da festa).

Bares e baladas são extremamente animados e cheios. Fui durante o verão, o que conta muito para ser assim também.

A Cavo Paradise é a balada mais famosa e a mais procurada durante o verão europeu. Vários DJs famosos passam por lá. Eu dei a sorte de assistir um dos DJs que mais gosto, e a balada foi realmente incrível.

No dia seguinte fui a um bar/balada chamado Skandinavian Bar Disco Club, essa também foi muito divertida, pessoas dançando em cima do balcão, só música eletrônica. Na mesma rua dela, há vários outros bares e as pessoas vão pingando de bar em bar. Eu tomei um shot em um bar e depois fui para a Skandinavian.

Leia também: Dica de turismo: Aráchova, a Mykonos do inverno grego.

3 – Bairro de Plaka – Atenas

Atenas é uma mistura diferente de cidade grande e moderna com uma cidade muito antiga. No meio dos prédios comerciais, é possível avistar monumentos antigos, e é isso que torna Atenas tão peculiar.

O bairro chamado Plaka é mais legal para o turismo. É famoso, cheio de lojinhas, bares e restaurantes. Muitos dos restaurantes têm vista para a Acrópole. As ruas são fechadas para os turistas, então o passeio se torna ainda melhor.

Mas preparem-se para negociar com os comerciantes, pois as lembrancinhas são bem caras. No entanto, é um dos melhores lugares para comprar essas coisas.

Foto tirada de dentro do museu com a Acrópole ao fundo

4 – Parte Histórica – Atenas

A parte mais histórica fica basicamente no mesmo lugar, então, em um dia é possível conhecer tudo.

Perto da Acrópole, há duas quadras do metrô estação Acropoli, é possível ver o Templo de Zeus Olímpico, e logo ao lado é o famoso Arco de Adriano, em homenagem ao imperador romano que completou a construção do templo por volta de 131 d.C.

Agora vamos falar do monumento que todos querem ver: a Acrópole.

Ela fica a 150 m acima do nível do mar e pode ser vista praticamente de toda a capital grega. Foi construída em 450 a.C, dedicada a Atena, deusa padroeira da cidade.

Quando chega na entrada, compra-se o ingresso para a Acrópole que inclui os monumentos sagrados: Propileu, Ericteion e o Partenon. E compra-se também o ticket para o Acropolis Museum, que fica do outro lado da rua da Acrópole. Esse museu é lindo e imperdível. O melhor dele é a entrada, piso todo de vidro, sendo possível ver as escavações embaixo dele.

Leia também: Custo de supermercado na Grécia

5 – Oía – Santorini

Casas branquinhas e vielas formam o vilarejo de Oía (se pronuncia “ía”). Um lugar delicioso para passear de noite, com muitas lojas, bares e restaurantes. Tudo com a incrível vista do mar Egeu.

A melhor dica que posso dar de lá é fechar um passeio de barco e conhecer as praias da ilha, muitas delas sem acesso de carro. A maioria dos tours já tem bebida e comida incluídas, com parada em várias praias.

No outro dia, alugamos uma scooter e conhecemos a outra parte da ilha, que também valeu super a pena.

** Fato engraçado (ou não – risos): quando forem alugar essas scooters e colocarem o capacete, a maioria deles com viseira, coloquem mesmo assim os óculos escuros de vocês. Por que eu digo isso?  Porque peguei conjuntivite lá, mas essa é uma outra história…

Nos vemos na próxima matéria.

Related posts

Calábria, terra do meu coração

Ana Patricia da Silva

Dez cidades italianas para visitar de inverno

Raquel Gonçalves

Turismo em Portland, Oregon

Lorena Nascimento

2 comentários

Vivian Setembro 12, 2019 at 5:43 pm

Que saudades! Acabei de voltar da Grécia depois de 10 dias em Atenas e Santorini, mas em vez de Mikonos fui para Paros, que é mais calma e tranquila. Vale muito a pena ir em setembro também. 🙂

Resposta
Carla Werder Setembro 13, 2019 at 2:17 am

Poxa que legal…na próxima vez, vou colocar Paros no meu roteiro 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação