Crise e os Imigrantes Brasileiros em Portugal

108
3924
Advertisement

Crise e os Imigrantes Brasileiros em Portugal.

As estatísticas frias dos noticiários sobre a crise econômica em Portugal, por mais duras que possam parecer, não são capazes de fazer-nos avaliar a realidade que estes números representam na vida da população.

Num país onde, em média, 35 empresas fecham  as portas por dia e a taxa de desemprego está em torno de 15,6%, tornou-se comum passarmos de carro pelas ruas e a cada semana repararmos que mais uma loja foi fechada, mais uma empresa deixou de existir, fazendo com que um número enorme de famílias perdesse o seu sustento.

A taxa de desemprego dos imigrantes brasileiros representa o dobro da taxa de desemprego da mão de obra portuguesa, apesar da proporção de trabalhadores com ensino superior ser muito semelhante nos imigrantes dos PALOP (Países de Língua Oficial Portuguesa), CEEC (Países da Europa Central e  de Leste) e Brasil, com os brasileiros registrando uma menor proporção de pessoas com nível educacional muito baixo e uma maior percentagem de trabalhadores com nível de escolaridade médio.

De acordo com o Relatório de Maio de 2013,  de Imigração, Fronteiras e Asilo elaborado pelo SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, órgão responsável pelo controle de imigração no país, sobre os dados referentes ao ano de 2012, o Brasil representa cerca de 25,3% da comunidade estrangeira residente em Portugal, totalizando 105.622 indivíduos, sendo a nacionalidade brasileira claramente considerada como a nacionalidade preponderante em Portugal.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Uma em cada nove crianças que nasce em Portugal tem mãe estrangeira e 36,4% destes bebês têm mãe brasileira. No entanto, mais de seis mil brasileiros deixaram Portugal, de acordo com o último relatório apresentado, não somente devido à crise  no país mas também devido a grande veiculação de que o Brasil vive um bom momento de crescimento econômico.

Ainda não temos os dados de 2013, mas os dados de 2012 revelam que mais de 120 mil portugueses deixaram o país num só ano, sendo este número maior que o de nascimentos, que foi de 90 mil. Por certo, a taxa de brasileiros que deixaram Portugal em 2013 é consideravelmente maior que a do último relatório apresentado.

Podemos avaliar a diminuição do  número de brasileiros em Portugal, quer nos cafés e restaurantes onde sempre existiram muitos empregados do Brasil, quer numa simples ida ao Consulado do Brasil no Porto, por exemplo, onde há pouco tempo para emitirmos um passaporte tínhamos que chegar de madrugada e pegar uma fila que virava a esquina da Rua de França, a espera do horário de distribuição das senhas. Hoje em dia podemos ir ao Consulado tranquilamente, dentro do horário de expediente, e somos atendidos. E não acontece isso por melhora no atendimento e sim por falta de brasileiros.

No Consulado, também observamos que o número de portugueses interessados em vistos para viver no Brasil tem grande procura.

Leia também: como tirar o visto D7 para morar em Portugal

Portugal tem a terceira maior taxa de desemprego da Europa. O desemprego em massa devido ao fechamento de milhares de empresas fez com que o número de suicídios e de consumo de antidepressivos aumentassem assustadoramente, com a média de 84 casos de suicídio por mês, associados aos sentimentos de angústia e falta de esperança.

A população jovem, na grande maioria qualificada, tende a abandonar o país à procura de melhores condições de vida, observando-se um grande fluxo migratório inverso para o Brasil.

Com este triste cenário, é esperado que os brasileiros imigrantes atingidos diretamente pela crise, principalmente pela perda dos empregos, retornem ao país de origem. Apesar de muitos saberem que o Brasil não apresenta a facilidade de reinserção profissional muitas vezes imaginada e que o custo de vida está muito alto, o fato é que o Brasil ainda transmite esperança, sentimento este tão em falta na vida de muitos portugueses.

108 Comentários

  1. Adriana bem vindo ao BPM, assunto muito atual e com certeza importante, pois o acho que no Brasil ainda rege a ideia de que emigrar é solução de vida, principalmente pra pessoas sem qualificação. O que gera um problema enorme no processo de integração profissional no exterior, principalmente em Portugal, devido a barreira da lingua ser menor que em outros países, alem da cultura não ser tao diferente. Imagino o sentimento de tristeza e depressão, pois os portugueses ja não são como cultura uma cultura alegre, o fado reflete as musicas tristes devido a saudade dos parentes que saiam de barco nas expedições e não sabiam nem sequer se voltariam ao pais um dia. Me lembro sempre dos portugueses em Lisboa falarem que nós, brasileiros éramos a alegria deles. Imagino o problema enorme inclusive dos brasileiros, nesta época de alto nível de desemprego, e sem qualificação entao… Otimo post! Parabens Namasté 🙂

    • Obrigada pelas boas vindas e pelas palavras gentis.
      Neste início de ano já podemos ver que alguma coisa está melhorando. Onde vivo, por exemplo, estão abrindo algumas lojas, acabando um pouco com a triste visão de estabelecimentos encerrados. Mas Portugal neste momento está muito longe de ser um bom país para a imigração, principalmente não qualificada.
      Mas tenhamos fé. Eu tenho de que Portugal vai superar esta crise.

    • Olá, Adriana. Queria tirar uma dúvida. Na minha linha ascendente não tenho parentes portugueses, enfim, eu poderia me tornar cidadão português, ou para isso, teria que ter algum parente português para me tornar cidadão? Desde já agradeço!

      • Nao é necessario ter nenhum parente português, basta ficar a viver em Portugal os anos suficientes para ter dupla nacionalidade. Nao sei ao certo quantos anos sao necessarios mas penso que seja a volta dos 5 anos, peço descupa se nao for. So sei que passado esse tempo, vc ficará cidadao de Portugal e ao mesmo tempo cidadao do Brasil.

  2. Boa tarde, sou português e encontrei este blog por acaso, no entanto, não pude deixar de ver com mais atenção, e foi para mim uma agradável surpresa, acho muito interessante e um local de partilha de informações, que mesmo que sejam básicas, são de uma utilidade extrema para quem necessita.
    Estive particularmente, atento ao que se fala sobre Portugal, e dou os parabéns pela forma como caracterizam o estado do País, sendo uma realidade incontornável, esperamos que, para o bem dos Portugueses e daqueles que aqui procuram uma melhor vida, a retoma económica seja uma realidade, no menor tempo possível.
    Muitos Parabéns a todos(as) que aqui participam.

    • Paulo,

      Apesar do artigo ser recente, hoje já podemos ver que as coisas estão realmente melhorando.
      Portugal está longe de ser um país dos sonhos e o desemprego ainda está altíssimo, mas aos poucos as pessoas estão conseguindo se recuperar e apostar em novas oportunidades.
      Espero chegar o dia em que eu poderei escrever sobre a prosperidade deste país.

      • Olá Adriana.
        Meu nome é Wagner. Tenho tios e primos em Portugal, residentes em Cascais.
        Estou de partida para Portugal na segunda quinzena de setembro.
        Depois de algumas idas e vindas, pretendo me estabelecer definitivamente em Portugal.
        Com a ajuda de meus parentes, estou em busca de alguma oportunidade de realizar algum negócio por lá.
        Meu ramo aqui no Brasil sempre foi na área de bares e restaurantes,dos quais fui sócio, mas não desejo mais continuar a exercê -la.
        Caso possa, seria para mim de grande valia, sua indicação de brasileiros já residentes em Portugal, que se interessassem em um contato comigo para a troca de informações sobre negócios.

        Desde já agradeço sua atenção.

        Wagner

  3. Prezada Adriana,
    Sou Brasileira e Portuguesa por naturalização, moro em São Paulo, quero a cidadania de meus 2 filhos Beatriz 10 anos e Carlos de 16 , mas há uma clausula que diz : A não comprovação, pelo interessado, de ligação efectiva à comunidade nacional; pode ser indeferido o pedido, pode me explicar o que significa isso???? abraços

    • Olá, Soraia.
      Os filhos menores dos naturalizados podem adquirir a nacionalidade portuguesa. No entanto, se não comprovarem que vivem em Portugal podem ter o processo indeferido.
      A ligação efetiva à comunidade portuguesa é a comprovação da ligação à sociedade, através de estudos em escolas portuguesas e apresentação de cartão de vacina, por exemplo, tendo em vista que um menor é limitado na apresentação de mais documentos.
      Veja mais informações em http://www.assessoriajuridica.eu/ligacao-efetiva-comunidade-portuguesa/

      • Olá Adriana, parabéns pelo seu texto, muito interessante, principalmente para pessoas que nem eu que tem Portugal como plano de vida. Gostaria de aproveitar seu conhecimento para ver se pode me ajudar. Estou adquirindo minha nacionalidade portuguesa através de meu avô, e estou cursando direito em uma faculdade particular de minha cidade, já tentei contato com as principais universidades e as respostas não foram muito claras, as dúvidas são as seguintes.. Você acha que é possível transferir minha graduação e me formar por uma universidade portuguesa ? Durante a graduação é muito difícil conseguir trabalho ( como estágios) na área ? Espero que me ajude 😀

        Obrigado pela atenção 😉

        • Olá, Roberto.
          É possível continuar o seu curso em Portugal. No entanto, os requisitos variam de faculdade para faculdade.
          Você deverá entrar em contato com a faculdade de vossa escolha para saber se as matérias são compatíveis.
          Quanto ao estágio, lamento informar que não são remunerados.
          Qualquer dúvida, se eu puder ajudar, informe.

  4. Olá, estou no Brasil e pretendo voltar à Portugal e provavelmente precisarei de uma advogada para arrumar toda a papelada. Entre , por favor, em contato comigo através do meu e-mail. Obrigada.

  5. Portugal não é um pais bom para emigrar para quem tem estudos e para quem não tem estudos. Os valores que apresentam do nível de desemprego é pura enganação pois como é que num pais que todos os dias fecham empresas o numero de desemprego não aumenta é mesmo dar palha para os burros comerem. Quem tiver disponibilidade ou interesse em pesquisar na internet pode verificar que uma pessoa que entra para o desemprego em Portugal mesmo inscrito no centro de emprego depois de verificar inúmeras vezes que não tem trabalho para si, e como o sistema esta feito dessa maneira passado um certo tempo a inscrição automaticamente deixa de ser valida e deixa de constar no sistema para que os valores não se tornem muito violentos (Portugal sempre a arranjar uma forma elegante de esconder a realidade e fazer bonito na comunidade europeia). Conheço muito boa gente que é formada e mesmo depois de terminar a universidade teve que recorrer a trabalhar numa worten por isso não me venham falar que tirar formação é sinonimo de emprego antes pelo contrario eu acho que é uma forma de manter as pessoas ocupadas e criar esperança para não entrarem em depressão. Enfim cada vez se trabalha mais e se ganha menos porque o cidadão tem que aceitar se não não consegue arranjar trabalho eu sou Português residente no estrangeiro e infelizmente sou mais um jovem que teve de emigrar a ferros pois no meu pais não tinha chance de uma boa carreira profissional muito triste o que o nosso pais se tornou.

    • Manuel,

      Boa tarde.
      Entendo o seu descontentamento com o país porque de fato muitas coisas não são mostradas da forma que realmente são.
      As estatísticas não são tão reais como deviam ser.
      Mas é fato que as coisas estão a melhorar. Aos poucos, mas estão.
      Já vemos mais empresas serem abertas nos últimos tempos, que é sinal de que a economia está a crescer. A passos de tartaruga, mas está.
      Desejo que Portugal cresça ainda mais e você possa retornar brevemente para perto dos seus.

    • Manuel disse tudo! Isso que eles dizem sem realmente vive lo é tudo treta.. Tem que sentir na pele, não há ajudas p ninguém, ao menos que tenha uma ” cunha”

  6. Boa tarde,

    Meu nome é Gustavo Tenho 18 anos e estudo Comex no brasil mas tenho Nacionalidade portuguesa tbm e com isso estou pensando seriamente em ir estudar em Coimbra ou alguma faculdade publica de Portugal, Vocês acham que vale a pena pelo ensino portugues? é bom? e caso eu opte por isso será que há alguma chance de conseguir algum emprego na cidade do porto ou em coimbra, sei que nao encontrarei nenhum bom emprego igual tenho aqui no brasil porem para mim esta valendo algo como garçom ou algo do tipo, pois precisarei para me manter em portugal,

    Att

  7. A minha dúvida é sobre conseguir um visto de trabalho por lá.
    Vou dar um exemplo de situação:

    Se um turista ou estudante (pode me responder sobre os dois) procurar por um emprego em Portugal (mesmo um que não requeira diploma universitário) e conseguir um trabalho em uma empresa legalmente reconhecida (ou seja, que possua o equivalente ao CNPJ brasileiro) e que dê ao estrangeiro um comprovante de que quer contratá-lo, ele pode solicitar o visto de trabalho na SEF? Ou toda a situação seria ilegal?

  8. Boa Noite Adriana!

    Curso Direito no Brasil e gostaria de saber se é preciso revalidar o diploma para atuar na área de Direito Comercial, pois ouvi uma vez que não seria preciso. Obrigado!

    • Bom dia. 🙂 Se você quiser atuar na área do Direito, mas não como advogado, deverá fazer a equivalência do seu curso para que em Portugal seu diploma de curso superior tenha validade.
      Se quiser atuar como advogado na Ordem dos Advogados Portugueses, desde que devidamente inscrito na OAB, sem processo disciplinar e com anuidades em dia, não precisará fazer equivalência.
      Deverá dar entrada no processo de inscrição com os seguintes documentos:

      1. 2 Registos de nascimento (validade 6 meses)
      2. Registo de antecedentes do Brasil (validade 3 meses) = Registo criminal
      3. Fotocópia do processo completo de Inscrição na OAB
      4. Certidão passada pela OAB, com a indicação de que a inscrição se encontra em vigor
      5. Certificado de curso (se não constar do processo de inscrição)
      6. Carteira de Identidade de Advogado (só exibir)
      7. Bilhete de Identidade ou Passaporte
      8. 3 Fotografias (tipo passe a cores – 3×4 cm)
      9. Certificado de Residência em Portugal (1)
      10. Registo Criminal Português
      11. 300,00 € (dinheiro, cheque ou M.B.) (Delib. Do Cons. Geral de 16/07/1999)

      (1) “Os advogados brasileiros não carecem da apresentação de título de autorização de
      residência desde que um advogado português devidamente inscrito se responsabilize e indique
      o seu domicílio profissional como o do advogado brasileiro.” – DELIBERAÇÃO DO CONSELHO GERAL DE
      8 DE NOVEMBRO DE 2003

      NORMA DO REQUERIMENTO

      F… que também usa o nome abreviado de …, estado civil, Advogado(a) inscrito(a) na
      OAB, com a carteira de identidade de Advogado nº …, morador(a) na …, C. Postal, (telefone),
      portador(a) do B.I. nº …, passado pelo Arquivo de Identificação de …, em (data de emissão),
      contribuinte nº …, (Bº Fiscal ou Repartição de Finanças), encontrando-se no pleno gozo dos
      seus direitos civis e (vidé notas das alíneas A) e B)), requer a sua inscrição como Advogado(a),
      pela Comarca de …, indicando como seu escritório …, C. Postal …, ou provisoriamente a sua
      residência.
      Nota: Deve fazer sempre referência ao telefone do escritório.
      Pede Deferimento
      Assinatura (reconhecida)
      Assinatura do nome abreviado (s/ reconhecimento)

  9. Vi seu blog sobre imigrar para Portugal. Sou brasileiro vivendo nos EUA e desde o ano passado descobri Portugal para passar as ferias. Estou adorando. Penso em passar uns tres meses por ano em Portugal quando me aposentar daqui a oito anos (tenho 54). Tem alguma facilidade para aposentados pedirem residencia em Portugal?

  10. Moro no Brasil e meu marido esta a procura de lugares para investir e morarmos em Portugal, porém confesso estar um pouco receosa!Gostaria de uma opinião: é muito diferente a vida em Portugal da vida no Brasil!?Ele já morou na Itália e na Suécia mas nunca foi para Portugal…tenho medo dele se iludir querendo “fugir” dessa violência e impunidade que tem no Brasil e em Portugal ser parecido com aqui! Ah! O Blog é muito legal!parabéns!e antecipando.. Obg pela dica!

    • Lais, existem diferenças culturais com Portugal, mas as diferenças acrescentam em nossas vidas.
      Quanto à segurança, obviamente que não podemos dizer que Portugal é um paraíso, até mesmo porque não acredito que estes existam, mas não existe qualquer comparação neste sentido com o Brasil.
      Não existe aquele medo a todo instante de ser abordado nas ruas e de não poder caminhar com tranquilidade.
      Para criar os nossos filhos com segurança, Portugal está muito melhor do que o Brasil.

  11. Tenho 58 anos, sou Arquiteto e Artista plástico com atuação na arte de MANDALAS. Gostaria de passar um tempo em Portugal divulgando meus trabalhos e fazendo um curso de escultura. Sabe onde posso me informar de Como posso conseguir autorização e de quanto o governo me obrigaria ter em conta bancaria para passar 12 meses em Portugal? Portugal seria um ponto para poder levar meu trabalho a outros centros em feiras livres de arte.

    • Nanal, para permanecer 12 meses em território português você precisará de um visto.
      Se a sua intenção é a de divulgar o seu trabalho, o visto adequado é o de residência para exercício de atividade profissional independente.
      No entanto, na sua área de artes plásticas não é fácil conseguir este tipo de visto.

      • Prezada Adriana,
        Desconheço a diplomacia entre Portugal e Brasil a fundo, portanto conto com a sorte para tua resposta. Atualmente o Brasil volta-se aos tempos da inflação, com os desvios constantes praticados com Mensalão, Petrolão e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social) “obrigando” o governo a sacar dinheiro do FGTS para cobrir os rombos de muitas negociações “secretas” que não trazem benefício algum ao país, por exemplo. Portugal, por outro lado, neste Mercado Comum Europeu sofre demais quando as expectativas desta “união” trouxe poucas mudanças práticas positivas à longo prazo na economia local. O Brasil é um mercado promissor para várias empresas brasileiras, e o Mercado Comum Europeu para alguns nichos brasileiros, que atendem às exigências locais.
        Pois bem. Diante de tamanha crise assolando ambos os países, quais os esforços realizados por ambas diplomacias para ELIMINAREM restrições mútuas e facilitarem instalações de filiais mútuas? A internet facilita e reduz os custos da comunicação nesta “aldeia global”, além de língua comum, portanto a criação de “Centros de Incentivos Econômicos Estrangeiros” de lado a lado seria muito promissor PRINCIPALMENTE para criar pólos de emprego de alto nível em ambos os lados. Creio até que para Portugal, mediante tamanha quantidade de empresas no Brasil, isto seja MUITO mais promissor percentualmente do que para o Brasil. Para o Brasil todo capital que entre é bom, pois reativa nossa economia, com opor exemplo auxiliando empresas portuguesas a venderam a nações vizinhas, do Mercosul.
        Fraternalmente,
        Tesla di Murbox

  12. oi Adriana ,sou pensionista e tenho 55 anos , penso em me mudar para Portugal com meus filhos ,estou pedindo a cidadania portuguesa pois minha mae era portuguesa, como posso fazer pois nao vou trabalhar em Portugal mas tenho renda ,sera q recebo visto de moradia?

    • Regina, se você tiver a nacionalidade portuguesa não precisará de visto e poderá entrar e sair do país a qualquer tempo.
      Após o seu processo, transmita a nacionalidade portuguesa para os seus filhos e assim todos poderão viver em Portugal a qualquer tempo, sem necessidade de qualquer visto ou autorização de residência.

  13. Olá Adriana, gostei muito do seu Blog! Bem, já morei em Portugal em 2002 por 9 meses e amei, só retornei ao Brasil por causa da Família. Hoje tenho pensado seriamente em em imigrar com marido e filho. Sou Bacharel em turismo com Especialização Latu Senso em Engenharia Ambiental e Saneamento básico, onde eu poderia iniciar uma busca por oportunidade de emprego( existe algum site bom onde possa cadastrar meu CV ??)

    • Olá, Daniele.
      O Blog não é meu. Apenas dei um contributo com o texto, que perto dos diversos temas existentes é muito diminuto.
      Mas agradeço a leitura.
      Se você quiser trabalhar na sua área deverá em primeiro lugar procurar realizar a equivalência do seu diploma.
      Somente depois que o seu diploma de nível superior for reconhecido é que você poderá encontrar um emprego na sua área.
      Quanto ao site para cadastro de currículo, deve ser sincera e informar que não tenho como indicar porque não conheço este tipo de trabalho aqui em Portugal.
      Mas se você buscar no internet por agências de emprego em Portugal aparecem muitos sites onde você pode se cadastrar. Só não posso indicar um porque realmente nunca utilizei o serviço e não conheço quem o tenha utilizado.
      Desejo sorte. 😉

  14. Olá, Adriana! Tudo bem?
    Adorei seu texto! Estou pensando em passar 1 ano em Portugal e gostaria de saber como estão as coisas por ai. Sou jornalista recem formada e tenho 26 anos. Não tenho reais pretensões de trabalhar na minha profissão, mas gostaria de estar envolvida minimamente com cultura e arte. Você sabe se os investimentos na área estão bons? Os teatros, museus, galerias estão sobrevivendo? Obrigada e parabéns!

  15. Olá Drª Adriana, tudo bem?
    Estava em busca de informações e cheguei até seu site. Gostaria de fazer algumas perguntas, por gentileza se puder me ajudar ficarei muito grata. Sou me casar com português em janeiro de 2015, e sou pedagoga atuando no Brasil na área de educação infantil e ensino fundamental a 9 anos. E minha duvida é a seguinte, quero revalidar o meu diploma( reconhecimento/equivalência de qualificações estrangeira) em Portugal, sei que no momento a classe dos professores passa por um momento delicado(desemprego). Você acredita isto seria um motivo para meu pedido ser indeferido pelas autoridades acadêmicas, meu trabalho de conclusão de curso foi um artigo cientifico com 15 páginas, e não uma (tese/monografia) com nos demais cursos, lembrando também que fiz o curso EAD( educação a distancia). Você acredita isto seria motivo para ser indeferido. Pois estive a pesquisar cheguei a conclusão que valor gasto será em torno de 1000,00 Euros, um valor bem elevado para se indeferido. Também gostaria de dar continuidade aos estudos, já estarei a morar em Lisboa, porque não unir o útil aos agradável, gosto muito de estudar, então pensei nesta possibilidade. As Universidades de Portugal, podem negar minha matricula em cursos de pós- graduação ou mestrado caso meu diploma seja indeferido, sendo assim não teria validade para dar continuidades aos demais cursos. Gostaria de tentar um trabalho, sei que no momento é difícil, porém nada nesta vida é impossível. O que Drª me orienta? Desde já agradeço muitíssimo pela oportunidade e pelo serviço prestados aos internautas . Obrigada

    • Bom dia, Rosana.
      Antes de dar entrada na sua equivalência, verifique se os seus documentos estão em conformidade com o exigido pela faculdade onde correrá o processo.
      Se não estiver, será sempre melhor que você busque outra Instituição que os aceite.
      Costumam sempre informar se os documentos são suficientes ou não.
      Não pague tanto dinheiro sem certificar-se antes, porque se indeferirem o seu pedido, você terá de entrar com novo pedido em outro local para que possa dar continuidade nos seus cursos de especialização da sua área.

    • Há empregos para médicos em Portugal, provavelmente terá de ser em zonas do interior, pequenas cidades afastadas do litoral (Portugal tem 200 km de largura máxima, pois isso não é muito e a rede de autoestradas é excelente, uma das melhores da Europa).
      Por exemplo, o pediatra do meu filho, no Algarve, é brasileiro

  16. Hoje tem como ir a Portugal trabalhar? até que sou formado em técnico em radiologia médica, tem esta opção para trabalhar em Portugal? ou se não trabalhar em outras áreas…

  17. Olá Adriana.
    Meu companheiro acabou de tirar nacionalidade e passaporte portugueses. Temos dois filhos pequenos (um de 3 anos e o outro de 10 meses). Ele vai tirar a documentação também para os meninos.
    Eu estou querendo muito ir morar por aí. Sou professora de ballet e ele produtor cultural. Sei que não será fácil conseguir conquistar tudo que já conquistamos por aqui, mas creio que criar os filhos aí é muito melhor do que no Brasil.
    Aqui morro de medo da violência urbana, já fui assaltada à mão armada em plena luz do dia com meu filho mais velho no colo. Além disso não temos educação nem saúde de qualidade e nossos gastos são absurdos!
    Gostaria de saber com você se há realmente a possibilidade de os meninos estudarem em escolas públicas e toda a família não gastar com plano de saúde e poder usufruir da saúde pública. Só aí já economizaríamos bastante. Além disso uma conhecida que mora em Lisboa me disse que tem achado o custo de vida aí muito mais baixo. É isso mesmo?

    • Camile,

      É totalmente possível que seus filhos tenham educação com qualidade estudando em escolas públicas.
      Quanto ao plano de saúde, também é possível viver sem este gasto.
      Temos alguns problemas em Portugal, mas nunca o sistema de saúde poderá ser comparado com o o público brasileiro.
      Eu, particularmente, acho que viver em Portugal é muito mais acessível do que no Brasil.

      • Na constituição brasileira existem alguns itens que dão ao cidadão português, quando no Brasil, alguns privilégios em relação a cidadãos de outros países, visto que Portugal é considerada uma pátria irmã. Bom, os brasileiros em Portugal tem alguma facilidade para obter visto de trabalho ou residência permanente? Ou como no Brasil (em relação aos portugueses), os brasileiros podem participar de concurso público em Portugal?

  18. Olá!

    Sou professora de ed. Infantil, fiz o curso normal aqui no bradil. Nao sehui com a graduacao. Mas tambem abandonei a profissao desde 2010 quando trabalhei em navio de cruzeiro.Conheci a europa, fiquei encantada pela Itália! Agora é ideia fixa voktar mas oara morar em terra no velho continente. Como meunitaliano nao e tao fluente assim, iniciei uma busca cultural e de adaptação e Portugal chehou ao tooo da minha lista por diversos fatores. Sabe se é muito difícil emprego para não graduados em Portugal? Por onde devo começar? ! Preciso de um advogado oara dar entrada na papelada? desde ja agradeço

    • Carla,

      Emprego, em Portugal, está difícil para graduados e não graduados.
      Se você pretender entrar no país para permanecer e de forma legal, deverá ter um visto de trabalho válido.
      Caso não ingresse no país com o visto adequado para a permanência, convém consultar um advogado para não correr o risco de receber uma notificação para abandono voluntário do país, em virtude de ter entrado no país com o visto de turismo quando deveria ter entrado com o visto adequado.

  19. Boa noite, Adriana.

    Li seu texto e gostei muito da sinceridade, apesar de mostrar uma realidade nada agradável (pelo menos na época que foi escrito) a quem pretende morar aí.
    Sou brasileiro do Rio de Janeiro-RJ, com 51 anos, bisneto de portugueses da região de Trás-os-Montes, porém meus avós não tiraram a cidadania. Portanto, não conseguirei me tornar um cidadão Português pela ascendência e sim pela naturalização (após imigrar, é claro). Estou certo?
    Tenho nível superior, mas não na área da saúde. Sou profissional em Medicina Tradicional Chinesa (MTC), legalmente, há 17 anos e outras Terapias Complementares, como Reiki, Alinhamento de Chácras, etc. Não sei se nesta área o desemprego também está grande ou se meus diplomas serão aceitos aí. Em Portugal, a validação de diplomas nessa área é difícil? Pesquisando achei cursos de Naturopatia em algumas cidades como Porto, Coimbra e Lisboa e já entrei em contato para saber como me inscrever em algum deles, pois gostaria de continuar trabalhando no ramo. Seria possível você me falar algo a respeito?
    Vivo maritalmente há 20 anos com minha mulher que é funcionária pública estadual que irá se aposentar em breve. Será que ela também conseguiria viver aí, já que terá renda própria na condição de aposentada?
    Posso adicioná-la no meu perfil do Facebook? ([email protected])
    Atenciosamente,
    Bruno Gaspar Filhagosa.

    • Bruno,

      Bom dia.
      Sendo bisneto de portugueses, não existe possibilidade de conseguir a nacionalidade diretamente.
      Para adquirir a nacionalidade, no seu caso, somente por naturalização, por tempo de residência legal (mínimo de seis anos) ou através do casamento com cidadão nacional, sendo casado há pelo menos 3 anos e comprovando a ligação efetiva com a comunidade portuguesa: http://www.assessoriajuridica.eu/ligacao-efetiva-comunidade-portuguesa/
      Existem profissionais na sua área de trabalho. No entanto, não sei informar como está o mercado de trabalho nesta área.
      Convém que entre em contato com o Centro de Terapias Chinesas em Portugal: http://ctcportugal.com/
      Não basta ter meios de subsistência para viver em Portugal. O interessado deverá ter o visto válido para este fim.
      Se a sua esposa não tiver um visto válido, poderá viver no país desde que você esteja legal e peça o reagrupamento familiar.
      Pode adicionar-me Facebook. https://www.facebook.com/adrianasilvacouto

      • Boa noite, Adriana.

        Muito obrigado pela sua resposta e orientação. Vou pesquisar nos links, com certeza, e também sobre a novidade da Ministra da Justiça de Portugal sobre os judeus sefarditas. Talvez seja menos complicado.
        Gratidão.

  20. Oi Adriana , boa noite . Bacana suas respostas ! Obrigado por nos ajudar.
    Sou medico , moro no Brasil e tenho nacionalidade Portuguesa , assim como meus 2 filhos ( de 7 e 11 anos).
    Estou programando um ano sabatico para mim em 2016, morando ai no Porto. Qual escola privada vc indicaria para meus filhos?. Tem ideia de valor da mensalidade? Eles sao bons alunos por aqui , vc acha que teriam dificuldade de adaptacao escolar ?

    Abracos.
    Marcelo Gomes.
    Varginha-MG

  21. Boa Tarde Adriana, sou engenheiro civil e estou pretendendo imigrar para Portugal, como está a situação das empresas do setor de construção e existe alguma forma de validar meu diploma em Portugal? tenho uma esposa e um afiliado de 14 anos quais as providencias que posso ir tomando. Desde já agradeço a atenção.

  22. Olá, Adriana!! Boa tarde!!
    Sou casada, ma~e de dois filhos pequenos. Meu marido é militar aposentado e gostariamos de estabelecer residencia em Portugal. Sabe se existe algum tipo de permissão para tal coisa? Agradeço sua atenção.

  23. Olá Adriana, gostei muito do seu blog e da objetividade das suas respostas.
    Sou brasileira formada em Direito (não tenho OAB) e gostaria de saber que oportunidades de emprego eu teria na minha área (Direito) aqui no Porto. Já possuo autorização para trabalho. Desde já agradeço a atenção.

  24. Boas

    Me chamo Anderson e vivo em São Paulo, vivi 5 anos ai em Portugal voltei para o Brasil por conta da crise, mas o Brasil é um país que esta muito longe de ser o pais ideal para alguém viver, pois com tanto escândalo que agente vê na tv nos deixa envergonhado de ser brasileiro, tenho planos em voltar a viver ai pois por mais que Portugal ainda esteja se recuperando aqui esta tudo perdido, não temos segurança alguma por aqui, nessa semana entraram em duas casas na rua da minha sogra e fizeram um limpa por dentro…resumindo está muito dificil de viver aqui!

  25. Olá, Adriana. Sou brasileira e advogada, tenho nacionalidade portuguesa, assim como meu marido que também é advogado. Estamos querendo fazer um mestrado em portugal na Universidade de Lisboa, porém estou receosa com a crise…as coisas melhoraram? Como está o mercado de trabalho para advogados? Temos consciência de que precisaremos trabalhar ai para nos sustentar e estou com receio de ter dificuldade de conseguir emprego em nossa área. Desde já, obrigada.

  26. oi Adriana, sou casada 3 filhos uma tem 15 anos, minha vo e espanhola, será q consigo ir para Portugal com meus filhos ?, tenho uma tia que vive em porto, tem emprego para técnicos em enfermagem ?, meus filhos podem conseguir bolsas para faculdade?, vc acha loucura eu ir pra Portugal com meus filhos,? meu marido e vigilante, será que consegue emprego ?, agradeço sua atenção e dedicação

  27. Olá Adriana,
    Sou brasileiro e tenho visto que Portugal esta se erguendo da crise. Tenho pretensão em sair do Brasil para tentar uma nova vida em Portugal, sou formado e trabalho na área de informática. Gostaria de saber como está as oportunidades para esta área e se indica sites para procura de trabalho.
    Estarei casando em Agosto e para o ano que vem não quero ficar mais no Brasil.
    Infelizmente vivo num país que poderia ser uma maravilha mais com a quantidade de corrupção que esta acontecendo e as impunidades que está visível para o mundo fica difícil a vivencia aqui.
    parabenizo a sua ajuda que esta dando a todos.
    Obrigado.

  28. Ola! Adriana navegando pela internet encontrei esse blog e desde já quero parabeniza-la pelas respostas sinceras.
    Me chamo Gilson, tenho 37 anos atualmente trabalho como técnico de informática, mas sei fazer de tudo um pouco, do comercio a construção civil e por aí vai. Tenho muita vontade de ir embora pra Portugal, minha esposa é cabeleireira e também sonha junto comigo de um dia podermos ir pra esse lugar, pois aqui no Brasil está muito difícil de se viver, devido a violência, a insegurança, a falta de saúde, educação dentre outros problemas, gostaria de saber de você como está o mercado de trabalho nessas áreas que citei pra mim e minha esposa.
    desde já meu muito obrigado e um forte abraço. fica com Deus!!!!

    • Boa tarde Gilson. Vim morar em Portugal com meu marido e minha filha de 7 anos. Chegamos neste Julho. Sou cabeleireira e esteticista. Cheguei em 28 de julho e em 30 de julho já estava trabalhando em um Cabeleireiro. Felizmente nedta área o trabalho do brasileiro é muito procurado. Sugiro q ao se aproximar da data de vinda, que sua esposa vá fazendo buscas em sites e já vá contatando, marcando entrevistas e testes.

  29. Olá Adriana, tudo bom? Sou médica dermatologista, meu noivo é engenheiro de produção. Estamos pensando em nós mudarmos para Portugal. Você saberia me dizer se a validação do diploma médico é um processo muito burocrático e demorado? Teria alguma dica de onde posso me informar melhor sobre o assunto? Obrigada, Renata.

  30. Oi Adriana,

    Sou Engenheiro, carioca, 50 anos e 30 de exp. na indústria, tenho nacionalidade portuguesa, bem como meus dois filhos, sou casado a 23 anos, e minha esposa tem 47, informata com 27 de exp. porém não tem a nacionalidade, pergunto:

    1 – É complicado para ela adquirir a nacionalidade pelo casamento?
    2 – Caso ela não obtenha a nacionalidade, pode ocorrer dela ser notificada para abandono voluntário?
    3 – Tenho buscado uma colocação em Portugal a partir do Brasil sem sucesso. Seria mais fácil conseguir um trabalho morando em Portugal ou teríamos a mesma dificuldade?
    4 – Não consegui identificar e por isto, gostaria de saber como esta o mercado para profissionais seniores?
    5 – Dentro das regiões de Portugal, qual a que melhor equilibra oportunidades profissionais e qualidade de vida?

    Conforme os post anteriores, o objetivo é poder prover a nós um lugar com mais decência para viver, longe da violência do RJ e dos absurdos que estão em construção no Brasil.

    Desde já agradeço

    Marcelo Lopes

    • vou dar minha visao pois eu estou negociando minha ida se Deus quiser em breve.
      voce precisa antes de mais nada contactar as pessoas que voce conhece lá, pede indicacoes de empresas e empregos. atualize seu curriculo, entre no Linkedin, veja se tem vagas pra sua área. lembre que ela é regulada, engenharia é um campo meio complicado pelas regulacoes assim nao sei, voce possivelmente terá de se certificar lá pra exercer essa profissao!
      dito isso, boa sorte!

  31. Adriana Couto, boa tarde.
    Sou aposentado, 62 anos, minha esposa é aposentada, 60 anos, temos renda e imóveis aqui no Brasil. Gostaríamos de informações sobre mudarmos legalmente para Portugal, sem atividade de trabalho.

  32. Olá, Adriana! Estou cogitando a possibilidade de me mudar para Portugal, inclusive achei este blog fazendo buscas por informações sobre brasileiros que vivem lá.
    Eu e meu marido temos curso superior porém em nossa cidade não temos muitas ofertas de trabalho na nossa área, ambos estamos trabalhando sem ser na nossa formação. Meu marido tem família em Portugal, e eles vivem nos chamando para ir para lá. Minha cunhada tem empresa e já nos ofereceu um contrato de trabalho.
    Estive em Lisboa e Algarve há pouco tempo, gostei muito, mas como fui a passeio acho que não da pra comparar passeio com residência, mas enfim fiquei impressionada com o peço das coisas, como por exemplo combustível e compras de supermercado, com 100 reais aqui quase não se compra nada,com 100 euros lá comprávamos bastante coisas e o combustível também é bem mais barato.
    Se formos mudar não é com intuito de ganhar dinheiro (como maioria dos imigrantes) mas sim para tentar um padrão de vida melhor do que temos aqui (pois o custo de vida é alto e inflação só cresce) e ficar longe da violência que aumenta a cada dia.
    Você acha que para a minha pretensão que é de apenas viver em Portugal com o padrão de vida melhor e mais segurança, compensa eu me mudar?

  33. Parabéns pelo excelente texto, Adriana!

    Sou Engenheiro Civil e minha esposa Doutorando na área de Enfermagem. Ela deseja prestar concurso público para dar aulas em Universidades de Portugal. Já no meu caso, acredito que terei de procurar emprego em empresas provadas mesmo. Você sabe se existe demanda para estas duas carreiras, apesar da alta taxa de desemprego em Portugal?

  34. Olá Adriana, tomei a liberdade de te enviar um convite no Facebook. Sou corretor de imóveis e em Outubro deste ano irei a Lisboa para o Congresso Imobiliário Internacional, que ocorrerá entre os dias 11 e 17. Porém depois de ouvir de várias pessoas que eu vou gostar de Portugal e até desejar me mudar para lá, estou pensando seriamente em uma possível imigração, por isso gostaria de conversar sobre alguns detalhes sobre o processo de legalização e da necessidade de adquirir um advogado para o mesmo. Abraços e espero poder fazer parte da sua rede de amigos.

  35. Olá Adriana
    sou brasileira e vou me casar com um português e pelo que pesquisei posso depois de três anos dar a entrada na cidadania portuguesa, gostaria de saber como é o mercado de trabalho para brasileiros naturalizados atualmente tenho nível técnico no Brasil
    grata

  36. Boa noite! Meu nome é Ana Paula e sou pedagoga formada. Gostaria de saber se posso trabalhar na minha aréa em Portugal.Serâ que minha licenciatura tem validade ? Desde já agradeço a colaboração.

  37. Olá Adriana…
    Há algum tempo tenho vontade de procurar uma nova vida, nem tanto por questões financeiras, porque tenho uma vida estável aqui no Brasil, mas por buscar uma vida diferente, num lugar diferente. Pela questão do idioma, tenho pensado muito em Portugal e comecei uma investigação da situação econômica e financeira e possibilidades de trabalho e cheguei até teu site. Como vi que o seu post é de início de 2014, penso em te perguntar como anda a situação atual e também como anda a questão profissional, no meu caso, que tenho qualificação no setor de design gráfico, com grande experiência nesta área… Agradeceria muito a tua ajuda.
    Francisco Caldas

  38. Prezados, bom dia!

    Sou Marcus, moro no Rio de Janeiro e li agora este relatório publicado pela Adriana Couto.

    Tem um tempo que venho amadurecendo a ideia de me estabelecer em Portugal. Estou correndo atrás de minha nacionalidade portuguesa via Consulado Geral de Portugal do Rio de Janeiro e, conseguindo, creio que seja “meio caminho andado” para efetivar a empreitada.

    Este post é de 2014 e, segundo relatos posteriores de outras pessoas, parece que a situação na terrinha melhorou um pouco. Mil dúvidas vêm à tona. Já conheço Portugal, mesmo que pouco (apenas algumas cidades) e, de outras cidades que visitei na Europa, simplesmente é em terras portuguesas que desejo viver.

    No Rio de Janeiro sou servidor público (professor nas redes federal e municipal de ensino). Parece loucura mas, objetivando “respirar novo ares” queria me dar esta oportunidade de viver em lugar diferente. Hoje o Brasil passa por uma situação braba e que, a olhos vistos, toda esta corja política e a ganância têm prejudicado muito os trabalhadores brasileiros, que tocam o país pra frente e, infelizmente, ficam de mãos atadas diante disso. Não muda. E uma hora cansa.

    Não tô dizendo que tudo é perfeito na Europa. Vemos uma crise fatídica nos diferentes países europeus, principalmente no que tange à chegada de tantos refugiados de guerra e a confusão das nações europeias em controlar esta situação. Mas mesmo assim penso em arriscar.

    Estou na metade da graduação em Psicologia e a pergunta é: como anda em Portugal o mercado de trabalho para professor (ensinos básico e universitário), para biólogo/biomédico pesquisador e para psicólogo? Tenho formação e experiências nas áreas e pretendia legalizar meus diplomas junto às universidades portuguesas.

    Fico no aguardo. Desde já parabéns pela postagem e estimo bons e promissores ares na terrinha. Até porque quero estar aí em breve eheheh!

    Abraços. Saudações.

    Marcus Jr.

  39. Oi Adriana, por favor, faça uma postagem mais atualizada sobre a situação de crise, emprego e afins para nós brazucas que desejam ir para a terrinha!!!!! MUITO MUITO MUITO GRATA!!!!

  40. Olá Adriana, também sou brasileiro com descendência portuguesa, porém eram meus bisavós e já faleceram todos, mas eu gostaria muito de migrar para Portugal, de preferência Lisboa ou Cascais.
    Vendo que seu testo foi escrito em 2014, e que estava em meio à uma crise bem complicada, minha pergunta é a seguinte: Como está a situação hoje, próximo ao final de 2015. Li em uma reportagem que a economia estava caminhando para estabilizar novamente, ou seja, estava voltando a crescer.
    Mas nada melhor do que a opinião de alguém que reside e trabalha aí diariamente, assim como você.
    Desde já muito obrigado!!

  41. OI, Adriana, parabéns pelo seu blog, pois que, através dele, podemos ter uma visão mais realística de nossa Pátria Mãe, Portugal. Na realidade, o mundo todo tem problemas. Há aqueles cuja mídia não sofre censura (ou não o sofrem absolutamente!) e, por isso mesmo, divulgam todas as mazelas com as quais o povo, compulsoriamente, tem de “entubar”; na contramão, há aqueles cuja imprensa quer amordaçada, quer cônscia de que escancarar os problemas do país não é bom nem para o povo nem para sua imagem, omitem tal, em suas publicações, e assim, as mazelas ficam devidamente escondidas em baixo dos tapetes da enganação . . . É o exercício arbitrário das próprias razões!
    Sou colega advogado, aqui, no lindo e agora violento Rio de Janeiro e estou me aposentando (como também já sou, há anos, aposentado de um banco estatal). Tenho vontade de passar uns três meses, por ano, em Portugal (Lisboa, Porto e outras cidades). Mas as diárias de hotel estão, como se diz aqui, “pelo olho da cara” para os padrões da moeda brasileira, inda mais em euros! ESTOU TENTANDO ACHAR ALGUM SITE (e não estou encontrando) QUE FACILITE A SEGUINTE OPERAÇÃO: tenho uma casa de praia em um município que fica a 60 km do Rio; a 50 km de Angra dos Reis; a 100 km de Parati, cidades históricas e conhecidas no mundo. A casa possui 2 andares; 4 quartos (2 suítes); 2 salões; 2 quartos de serviço; 4 banheiros; sauna; lavanderia; mesa de sinuca; totalmente mobiliada; área contígua com frutíferas e espaço para 6 veículos ou prática de algum esporte. Gostaria (o português de Portugal não tem este facilitador tempo condicional de verbo) de encontrar algum proprietário de residência em Portugal que quisesse passar uns tempos no Brasil (1, 2, 3 meses, por exemplo). Então, eu iria para Portugal no verão daí e a pessoa ou família viria no inverno (que é como o verão europeu). Seria uma “troca” de residência por determinado período, contratualmente celebrada. Ambos, poderíamos deixar nosso veículo à disposição, também. Eis aí um nicho, Adriana, bom para penetrar (ou até inaugurar), com possibilidade de auferir comissão de ambos as partes!!!

  42. Bom dia,
    Em média, um casal com 2 filhos um de 5 anos e outro de 15, quais são as despesas mensais? Não me refiro a vestuário,cinemas. refeiçoes fast food etc.., mas sim a um apto de 2 dorms ( t2 ) , na regiao do Porto ou Lisboa, considerando , luz, gas, agua ,tv por assinatura, compra média em supermercado , transporte ..Obrigado
    Ricardo

  43. Se alguém casado trabalha em Portugal.
    Sua esposa ao marido não trabalha eles podem ainda assim permanece em Portugal legalmente? Ou os dois te de trabalhar para poder ficar?

  44. Adriana!!! Excelente artigo. Meu bisavô é português e meu pai está para entrar com o processo para adquirir a nacionalidade portuguesa, esperando a regulamentação da nova lei. Sou advogada no Brasil, na área tributária e de licitações e contratos. Atuo também na área cível(contratos, consumidor e sucessões). Saberia dizer se é fácil advogada brasileira advogar em portugal? Os mestrados em Portugal são muito caros? Há escritórios interessados em advogados brasileiros? Obrigada!!! Parabéns pelo texto.

  45. Olá!
    Estou pensando em imigração e deixar o Brasil. Sou da área de tecnologia, programador generalista, trabalho com PHP, Java e .Net. Tenho nível superior e inglês básico – intermediário. Gostaria de ir para Portugal devido ao idioma, então pesquisando achei este blog e fiquei aterrorizado em saber da taxa de desemprego. Será que ainda é uma boa ideia deixar meu país e ir viver em Portugal? Acho Portugal um país lindo, mas, meu conhecimento é limitado e não sei ao certo o que ocorre no país.

  46. Olá Adriana boa noite me chamo Efraim muito prazer queria tira uma dúvidaCom Vc. minha namorada tem parente lá e. Eu final do ano tô querendo ir pra Loulé onde ela está queria sabe se como tá de emprego na parte de mão de obra minha área e mecânica eletrônica mas se tiver qualquer serviço eu trabalho queria saber se eu teria chance para trabalhar na área de construção civil mão de obra obgd pela atenção muito mesmo abraços n

  47. Sou separada tenho 55 anos uma filha de 17 e sou depiladora.Quero me mudar para Lisboa tem campo de trabalho nesse ramo em Lisboa .Para alugar um imóvel e complicado.

  48. ola adriana meu nome e wenderson sou marceneiro dentre outras profissoes que aprendi no correr dos anos tenho 48 anos vc acha que ainda consigo trabalho em portugal

  49. Olá Adriana,
    Tenho dupla nacionalidade e estou de mudança para Lisboa.
    Gostaria de saber sobre como tentar emprego na embaixada do Brasil em Portugal. Será que precisaria de visto de trabalho por ser a fonte pagadora brasileira?
    Poderia me passar alguns links sobre isto?
    E sou formada em Turismo. Posso também tentar esta área. Teria algo para me passar?

  50. Falar é muito fácil… principalmente no meu caso que fiz o procedimento pelo consulado, o mesmo cometeu um erro e ao que parece não vão assumir o erro que cometeram.
    Agora estou cá em Portugal com esta tal notificaçao aí que nao sei se posso reverter sem advogado.
    Tenho TODOS OS REQUISITOS básicos e necessarios ao artigo 88, tentei ingressar e ainda assim recusado.
    Não é justo o SEF fazer esse tipo de marmota, não somos criminosos.
    Penso em ter meu filho aqui e aí sim quero ver me expulsarem, nao podem expulsar quem tem filhos menores.

  51. Ola boa tarde Ana me chamo talice moro no Brasil em Brasilia sou separada e tenho uma filinha de 4 anos e pretendo ir norar em portugual com ela e trabalhar em fim formar familia em portugual mais nao sei como faco em questao de ter uma filha quero muito leva-la comigo me ajuda por favor Ana eu necessuto ir morar em portugual

  52. Ola boa tarde Ana me chamo talice moro no Brasil em Brasilia sou separada e tenho uma filinha de 4 anos e pretendo ir norar em portugual com ela e trabalhar em fim formar familia em portugual mais nao sei como faco em questao de ter uma filha quero muito leva-la comigo me ajuda por favor Ana eu necessuto ir morar em portugual tu meu número (61)994225295

  53. Olá, será que vocês poderiam me falar sobre a política de incentivos/subsídios de Portugal para quem deseja ir morar/trabalhar lá, pois, diante da situação atual daqui do Rio de Janeiro, estou avaliando seriamente essa possibilidade…Penso em morar em Portugal, mas tenho dúvidas e receios sobre a questão do emprego. Sou professor de Educação Física concursado do Estado (RJ) e município (Maricá-RJ). Como é a questão de oportunidades de emprego para professores em Portugal?

    • Eduardo, a Lyria parou de colaborar conosco. Ela escreveu diversos textos falando a respeito de vistos e trabalho também. Dê uma procurada. Na dúvida sobre mais informações, tente consultar um consulado português mais próximo ou a página deles na Internet, ou pergunte para uma das novas colunistas de Portugal. Para achar as novas colunistas, procure pelos textos mais recentes publicados sobre o país.
      Boa sorte!
      Equipe BPM

  54. Olá Adriana, eu tenho prazer de dizer que Deus abençoe vc e sua família. Adriana eu tenho planos de ir a sintra para trabalhar más não tenho visto e gostaria de ir para trabalhar e queria estudar. Sou uma costureira de roupas finas e também tenho experiência em restaurantes e vendas, gostaria de pedir um favor se pode fazer contato comigo para me ajudar em orientação. Agradeço muito se me corresponder. Deus abençoe.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.