BrasileirasPeloMundo.com
França

É impossível ficar triste na Primavera em Paris

Morar numa cidade que tem muito bem marcadas as quatro estações do seu ano tem lá as suas vantagens. Com a chegada da nova estação não é só o tempo que muda: É hora de vestir outras roupas, de comer comidas diferentes e fazer programas especiais que só acontecem naquela época do ano.

Mas a Primavera em Paris é realmente um caso (de amor) à parte. Os dias vão ficando cada vez mais longos e claros, o sol volta a brilhar no céu azul e é possível descobrir a cidade inteira de bicicleta agora que o frio de cortar a nossa alma parece ter ido embora de vez.

As mesas vão ocupando seu lugar nas calçadas e os bares de repente ficam l-o- t-a- d-o- s de Parisienses felizes querendo aproveitar até o último raio de sol enquanto se deliciam com suas ostras deliciosas acompanhadas de uma bela taça de Vinho Rosé. Ah, a Primavera em Paris!

A estação começa com a floração das Cerejeiras, que podem ser encontradas em diversos pontos da Cidade Luz. Alguns bons lugares para ver e fotografar são o Jardin des Plantes (no 5eme), ou em Versailles, ou na praça em frente à Catedral de Notre Dame e se você procurar bem é possível encontrar Cerejeiras até em frente à Torre Eiffel.

Esse fenômeno espetacular que leva turistas do mundo inteiro todos os anos ao Japão acontece também por aqui.

Quando menos espera, de repente você olha pro seu lado e dá de cara com a ela: Uma árvore magistral, cheia de vida e de cor, que encanta adultos e crianças com suas flores em tons de branco ou rosa e que são um espetáculo à parte. Ainda mais durante essa estação, com esses dias lindos e iluminados que fazem as fotos ficarem tão coloridas que a gente se sente numa cena romântica do Cinema Francês.

A estação muda também o humor da cidade – Na Primavera, nem mesmo o mais mal humorado dos Franceses consegue passar um dia inteiro sem sorrir.

É hora de encontrar os amigos depois do trabalho, de curtir shows de jazz ao ar livre e aproveitar o sol se pondo cada vez mais tarde. Época de perder a hora falando pelas ruas e ficar feliz porque descobriu um novo bistrô super charmoso que abriu a duas quadras de sua casa, ao lado daquele verdureiro que você sabe o nome e vende as frutas mais lindas que você já viu.

Os casacos vão dando espaço aos vestidos soltos e os parques vão sendo ocupados por adolescentes apaixonados e casais jovens com suas toalhas coloridas e as suas cestas de piquenique conversando animados enquanto as crianças correm por aí.

Visite Paris na Primavera, sempre que puder. É sua a chance de alugar uma das milhares de bicicletas públicas espalhadas – as famosas Velib’ – e descobrir o que a cidade esconde além das suas torres e catedrais. Porque se são os belíssimo prédios, parques e pontes que fazem Paris ser uma das cidades mais lindas do mundo pra se visitar, é a vida das pessoas que moram nela que fazem da cidade um dos lugares mais legais pra se viver – pelo menos na Primavera. Mas, pra você conseguir vivenciar isso, é preciso sair um pouco do turismo óbvio e descobrir os cantinhos da cidade que só são frequentados pelos moradores locais.

Aproveite pra acordar cedo e visitar um mercado de rua – É lá que o verdadeiro parisiense vai estar. Se existe algo que os franceses valorizam são os prazeres da vida e, no que diz respeito à Gastronomia, isso é sinônimo de comida local, boa, fresca e, se possível, orgânica – aqui chamada de Bio. E os mercados de ruas – aqui chamados de Marché – são os lugares perfeitos para isso.

Perca tempo passeando entre as dezenas de barracas de flores, legumes, frutas, queijos e vinhos. Observe como se comportam os moradores locais – o que compram, o que comem, como se relacionam. Aceite aquele pedacinho de queijo que o dono da barraca te oferece e imagine como ele combina perfeitamente com aquela baguete quentinha que você vai comprar mais tarde pra comer assistindo o sol se pôr na beira do Sena – um clássico da Primavera em Paris.

Deixe um pouco seus compromissos de lado e aproveite esse passeio com calma. Conhecer os mercados de rua da cidade é um dos programas mais autênticos e legais que você vai encontrar na cidade, na minha opinião.

E, na volta para casa, faça um caminho diferente do planejado e descubra ainda mais um cantinho escondido naquele bairro que você pensava conhecer como a palma da sua mão. Observe o casal de velhinhos que passeia de mãos dadas em silêncio e entenda que o Parisiense é uma pessoa igualzinha a você, talvez só precise de um pouco mais de sol.

Porque, mesmo para o mais mal humorado dos Parisienses, é praticamente impossível ficar triste na Primavera em Paris.

Related posts

Relato de uma brasileira depois do atentado em Paris

Carolina van Heesewijk

Aula de Francês

Ana Guida

Seis dificuldades de adaptação na França

Fernanda Libardi

4 comentários

Cristiane Maio 2, 2017 at 1:51 pm

Sou sua fã. Adoro seus textos, objetivos e reais, o q nos proporcionam vários devaneios, pois é como se estivéssemos ao vivo e a cores vivenciando as emoções.

Resposta
Gardênia Maio 2, 2017 at 9:29 pm

Luana, que delicia! Escreva sempre ♡ muah!

Resposta
Malu Diegues Maio 5, 2017 at 9:42 am

Que delicia de texto, da pra sentir o clima através de suas palavras! Adorei! Beijos e bons textos!!!!

Resposta
vera Julho 6, 2017 at 8:49 pm

vou passar 4 dias em Paris em Setembro. sugestoes?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação