BrasileirasPeloMundo.com
Inglaterra Sistemas de Saúde Pelo Mundo

Sistema público de saúde da Inglaterra, o NHS

O sistema público de saúde da Inglaterra, o NHS Choices (National Health Service) é oferecido a todos os cidadãos independentemente da condição social. Para se ter direito ao atendimento médico público e gratuito, você deve se registrar em um GP (General Practitioner) mais próximo de você.

Os GPs são clínicas locais, com atendimento médico diário, composto por médicos clínicos gerais e enfermeiros. Estes locais realizam consultas, exames mais simples e vacinação.

Qualquer atendimento médico que você necessite desde que não seja de extrema emergência ou acidente, será feito por um médico deste centro de saúde. Lá, o próprio clínico geral iniciará um tratamento ou fará um referral (encaminhamento) para um especialista, normalmente localizado em outro tipo de centro de saúde ou hospital.

Escolhendo o GP:

Ao se mudar, sugiro pesquisar os GPs perto de sua residência no site da NHS, onde através do seu Post Code (CEP) serão indicados os locais os mais próximos de você. Nesta pesquisa, o site lista as opções mais próximas e também apresenta a avaliação da clínica, desempenho e serviços oferecidos, bem como oferece informação sobre a disponibilidade para aceitação de novos pacientes. Tudo muito simples e prático!  

Como se registrar:

Para se registrar basta preencher um formulário fornecido pelo site da NHS ou mesmo diretamente na clínica de sua escolha. Você tem o direito de se registrar em alguma clínica diferente ou distante das opções sugeridas. Porém, pela própria dificuldade de locomoção até um local distante, esta opção não é a mais indicada. A melhor coisa é estar perto do seu GP.

Para fazer o registro de crianças deverá ser preenchido um outro formulário e poderá ser solicitado algum documento da criança, bem como o documento dos responsáveis, para o cruzamento de dados.

Segundo a NHS o registro não será recusado caso a pessoa não apresente documentos de identificação e/ou comprovante de endereço. Mas eu sugiro que sejam sempre levados, pois sei que na maioria das vezes eles pedem sim, pelo menos o comprovante de endereço.

Após a entrega do formulário, é enviada uma carta para seu endereço com o seu número de registro no NHS. Geralmente este número não nos é solicitado em consultas, sendo apenas para controle do sistema de saúde

Tudo pronto, quando necessário é só marcar a consulta online, por telefone ou pessoalmente. Vale lembrar que nem todos os GPs oferecem opção online de marcação de consulta. No GP em que estou registrada, se preciso de uma consulta de emergência para o mesmo dia, é só ligar, explicar a situação, que eles fazem um encaixe, pois, eles têm horários definidos por dia para atendimentos de urgência, o que é muito bom. Mas não posso afirmar que todos têm os mesmos protocolos de atendimento. O que posso dizer é que de uma forma geral, o atendimento é rápido.

Fora do horário da clínica você deve procurar por uma A&E (Acident and Emergency), que seria como um pronto-socorro. Existe também uma linha de telefone, onde através de uma ligação é feita uma triagem e você pode conversar com um médico que vai te dar as orientações ou mesmo marcar uma consulta no hospital. Este número é o 111. Isso ajuda bastante, principalmente quando se tem crianças, ou nos finais de semana, quando os GPs estão fechados e você precisa de uma orientação de como se proceder. 

Tudo o que você precisa saber para morar na Inglaterra!

Algumas observações sobre o atendimento no GP:

  • As consultas no GP nunca serão realizadas por especialistas e sim, por um clínico geral.
  • A decisão de ver um especialista é sempre deles, mas você pode solicitar um especialista, caso sinta necessidade, porém, não é algo muito fácil.
  • Os medicamentos prescritos são subsidiados pela NHS, porém é cobrado um valor fixo do paciente, em geral bem mais baixo do que o valor do medicamento, ao apresentar a receita em qualquer farmácia.
  • Em caso de gravidez, a mulher também será atendida pelo clínico geral, que vai fazer o teste, explicar alguns procedimentos, sugerir o hospital ou o centro de saúde para o Antenatal Care (pré-natal). Todo acompanhamento será feito pelas midwives (enfermeiras parteiras) e a gestante só será encaminhada para um médico especialista em casos especiais. A gestante recebe um cartão que dá direito a medicamentos prescritos e atendimento dentário durante toda a gestação e 1 ano após o nascimento do bebê e também um Record Book (livro de anotações) para o acompanhamento. 

É importante entender que o sistema de saúde, os procedimentos e os protocolos aqui são diferentes do Brasil. No entanto, há quem goste e quem não goste de algumas práticas. Como digo, é questão de costume e respeito às regras locais.

Related posts

Custo de Vida em Cambridge

Amanda Meneguetti

Sistema de saúde na República Tcheca

Isadora Costa

O sistema público de saúde finlandês – Parte 2

Maila-Kaarina Rantanen

2 comentários

Juli Valadares Agosto 25, 2017 at 2:18 am

Parabéns pelo post Natália! Estou fazendo um trabalho na faculdade e suas informações foram extremamente úteis e esclarecedoras. Muito obrigada! Me ajudou demais! Continue assim e que Deus abençoe você e sua família. Mil bjinhos 😉

Resposta
Natália Rodrigues Agosto 25, 2017 at 7:49 am

Ola Juli! Eu quem agradeço pela sua leitura! Que bom que o texto alcançou o objetivo de informar e ajudar alguém. Continue acompanhando o BPM, um abraço!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação