BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Textos coletivos

O Brasil visto de fora

Quando moramos fora e falamos em Brasil para os nativos do país onde estamos as respostas e comentários são diversos. A maioria menciona futebol e Carnaval, mas e os políticos corruptos será que são conhecidos também, a culinária, as belezas naturais..

Vamos saber por algumas colunistas o que os “gringos” sabem sobre o nosso país!

Narister – Escócia 

A receptividade dos escoceses me enche de alegria. Em todos os lugares onde respondo ‘Brazil’ à famosa pergunta ‘Where are you from? ‘ eu recebo sorrisos largos, e até tentativas de falar um ‘Obrigado’. Meus filhos também são muito queridos na escola por serem brasileiros.Todos que conheci sabiam alguma coisa sobre o Brasil. No ano passado muitos falavam do Brasil também devido às Olimpíadas. Além do famoso futebol, todos têm muito interesse sobre a nossa música. No Celtic Connections, festival de música que ocorre todo ano em Glasgow, 6 músicos brasileiros se apresentaram. Fui ao show de Baby do Brasil e Roberta Sá, com casa lotada, e a maioria eram escoceses. A comida brasileira também é muito apreciada pelos escoceses em Glasgow e em Edinburgh. Fiquei surpresa t quando vi um documentário sobre Brasília (Brasília : Life after design) no Glasgow Film Festival 2017, e com plateia na maioria escocesa. Eles costumam ficar surpresos quando falamos dos motivos que nos fizeram mudar de país : corrupção, violência, baixa qualidade de vida, educação ruim. Eles só conhecem o lado bom do Brasil.

Fabíola – Argentina 

O Brasil, terra de praias “hermosas, é o lugar dos sonhos da maioria dos argentinos. Já imaginou morar e trabalhar no Rio de Janeiro? É o que todos se perguntam quando estão divagando sobre planos e futuro. Pensam que a vida seria mais alegre, mais fácil e mais prazerosa. Estar perto do mar, comer feijoada, dançar samba são convites irrecusáveis para quem quer ser feliz. Como um brasileiro pode NÃO viver no Brasil? Foi a pergunta que mais escutei quando me mudei para Buenos Aires. E sobre os brasileiros: somos todos cariocas, afinal todos nós vivemos ou viemos do/no Rio de Janeiro. Somos os melhores dançarinos do mundo, graças à nossa prática quase que diária de samba. E justamente por isso não engordamos, porque comemos feijoada todos os dias. Falamos “cantando” e cantamos bossa nova. Somos negros ou então bem bronzeados.

Ana – Áustria

 Médica que conheceu o Brasil, em especial, o Rio de Janeiro quando mais jovem lembra de o povo ser maravilhoso e sempre sorridente. Contou que ao cair no colo de uma senhora,  dentro do ônibus, a passageira foi extremamente gentil e bem humorada, rindo as duas da situação. Após a estadia no Brasil, ao voltar à Viena, se deu conta de como os austríacos podem ser mal humorados e carrancudos. Corretora de imóveis abre um largo sorriso quando fala no Brasil, pois recorda do povo amável e hospitaleiro, sempre bem humorado e disposto a ajudar. Entretanto, refere que sempre que era marcado um compromisso, os nativos não ligavam muito para horário ou pontualidade. Técnico de som, em uma festa brasileira em Viena, é perguntado sobre quando o evento iniciaria. A resposta dada é nada menos que hilária, pois ele informa que se tratava de uma festa brasileira e pontualidade não seria o grande forte, por isso, ele tinha condições apenas de assegurar que a festividade começaria ainda naquele dia.

Tati – China

Estar na china e dizer que você Eh do “Brazil”, não basta! É preciso responder mesmo “baxi”, em mandarim, ou ninguém entende nada mesmo! A partir desse momento, geralmente escutamos a retruca: “baxi? Kaka? Ronaldo?” Junto com os gestos de futebol! Não deve ser novidade ter este conhecimento mundo afora! Porém, resolvi perguntar a dois amigos meia chineses, que falam inglês e convivem com estrangeiros aqui (de forma moderada) o que eles acham do Brasil…..  E a resposta? Tudo o que nós amamos e orgulhamos em ser brasileiros: Campos belos, linda e linda praia, homens e mulheres bonitas, música, dança, pessoas às vezes amigáveis as vezes emocionais, paixão, desejo, sol, calor humano, o lindo verde e amarelo! E por fim, uma declaração de amor a nossa nacionalidade!  Por vezes acho que isso falta em muitos de nós!

Melissa – Holanda

Por que você veio morar aqui? Essa é a primeira pergunta que ouço ao falar da minha origem brasileira a um nativo holandês. E na sequência, a curiosidade pelo clima e a comida brasileira entram no diálogo.  Na minha percepção  os holandeses enxergam o Brasil como um belo e quente país que tem mazelas sociais como pobreza e corrupção, mas a nossa alegria supera tudo. No centro comunitário onde faço voluntariado, um senhor me disse: “Eu adoro vim aqui, pois você sempre tem um sorriso no rosto, acho que isso é da sua cultura, pois todo brasileiro que conheço é assim”. Numa conversa informal com uma Au pair brasileira obtive a informação que sua família holandesa contrata apenas Au pair brasileiras pelo o fato de serem carinhosas, atenciosas e alegres. Em suma, a alegria do nosso povo apesar de todos os nossos problemas sociais, ganha destaque na visão do nativo holandês.

Jesuela – Costa Rica

Os costarricenses têm uma grande paixão por futebol igual aos brasileiros, quando descobrem que somos brasileiros eles concluem que você joga futebol e joga bem! Ficam um pouco decepcionados quando percebem que o camarada não é bom de bola e é brasileiro! Brasileiro = bom jogador #sqn. Todo brasileiro ama carnaval e sabe sambar, aqui é muito comum as pessoas saberem dançar então eles acham muito incomum que em um país tão alegre como o Brasil que nem todos saibam sambar, o que seria o ritmo brasileiro por essência e se assustam ainda mais quando descobrem que há brasileiros que não dançam nenhum outro ritmo. Para os que estudam o português todo brasileiro é uma gramática (o revés também vale). Todo brasileiro conhece a cidade do Rio de Janeiro.

Simone – México

O Brasil é um povo com diversidade racial, e um povo “hermano”, de maneira geral educados, inteligentes, receptivos, tranquilos,  gente de bom coração e de mente aberta! Na parte do trabalho somos considerados talentosos, diretos, arrogantes, presunçosos, bons competidores comerciais, e muito práticos. Com 17 votos, disparado na frente os mexicanos nos vem como um povo alegre e feliz. Talvez isso explique a associação com a festa, que teve 14 pontos! Englobando corpo, beleza, e sensualidade marcamos 13 pontos, independente do gênero, se era masculino ou feminino!

Aimée – Bulgária

Os búlgaros vêem o Brasil como um país melhor que a Bulgária para viver, eles tem uma visão bem fantasiada de como é o nosso país,  eles acham que tem  verão o ano inteiro, carnaval, e mulheres bonitas. O futebol também é sempre citado, tudo bem clichê. Eles ficam sempre bem aterrorizados quando alguma notícia sobre violência aparece na TV, já que para eles, a Bulgária que é um país perigoso (comparado com outros países da união européia).

Thaís – Dubai

Em Dubai pude sentir que o carinho do emirate pela cultura brasileira é enorme. Os restaurantes de brasileiros vivem cheios, a curiosidade pela música e arte é evidente. Já vi aula de capoeira em mais de duas academias e Abu Dhabi é a capital árabe do Jiu jitsu. Conheci um emirate cujo o sonho da vida era assistir a uma copa do mundo no Brasil, sonho esse que ele realizou, amou e quer voltar. O futebol quebra barreiras e une culturas. Ronaldinho fenômeno faz palestra para as crianças aqui de tempos em tempos, ele tem uma escolinha de futebol com seu nome que é uma das mais procuradas. Dizer que é brasileiro abre sorrisos e portas, somos muito queridos por aqui.   

Jéssica – Peru

Aqui no Peru, as pessoas amam o Brasil, todos que me conhecem dizem que gostariam muito de fazer uma viagem para lá. Os meninos aqui sempre falam do futebol de Ronaldinho e as meninas querem aprender o nosso samba. Tambèm falam muito da alegra que transmitimos e pensam que no Brasil tudo è festa. 

Marcela – Espanha

Uma descrição muito presente entre os espanhóis sobre nosso país é Ritmo. Somos apreciados por nossa alegria de viver e nossa diversão, além de nossa amabilidade e hospitalidade. O Brasil representa cor, luz e riqueza natural. Há uma semelhança com o povo espanhol e com os mediterrâneos em geral. Porém, também nos veem como um país de corrupção descontrolada, insegurança e pobreza.

Farah – Itália

Os italianos adoram o Brasil! Os que foram querem voltar e os que ainda não tiveram a chance sonham em conhecer. Não tem quem não te abra aquele sorriso quando você conta que é brasileira. Eles são encantados pela nossa cultura e comida. O nosso espirito acolhedor é igualmente apreciado. As praias brasileiras chamam a atenção pelo tamanho e a região que mais conhecem é o Nordeste. Mas, também curtem o Pantanal, a Amazônia, o Rio de Janeiro (região de Angra) e São Paulo. São poucos os que sabem de Minas ou mesmo do sul do país. E junto ao sorriso eles nos perguntam sobre: o clima (se realmente não tem inverno, rss); a violência; as favelas; a corrupção do governo; e se falamos “brasileiro”, enquanto acreditam mesmo é que hablamos español. Quando explicamos que a nossa língua é o português eles consecutivamente respondem que o espanhol é mais parecido com o italiano e por isso mais fácil de entender do que o português.

Gabriela – Arábia Saudita

Aqui na Arábia Saudita posso dividir em duas as visões sobre o Brasil. Fora o erro comum de acharem que falamos espanhol, temos as respostas típicas de homens e mulheres. Homens – quando falamos sobre o Brasil, o primeiro comentário que surge é sobre futebol. Nomes de jogadores pipocam. Eventualmente algum comentário sobre as praias e carnaval. Mulheres – Os ritmos latinos são bem conhecidos pelas mulheres por aqui, então quando falo que sou brasileira logo querem me dizer que sabem dançar salsa e esperam que eu seja uma dançarina nata. Infelizmente sempre tenho que corrigir os dois erros: o primeiro que não sei dançar (no fundo eu sei sim, mas não gosto de ter que ficar mostrando como se dança) e o segundo é que salsa tá bem longe do que a galera ouve e dança no Brasil. 

Juliana – Turquia

Turcos amam Brasil e pensam em brasileiros como alegres e calorosos, pensam que todos os brasileiros tem corpo atlético, já que “todos jogam futebol e sambam” o ano todo, e claro, mulheres tem bunda grande, sempre. Também acham que brasileiro é obrigatoriamente moreno ou negro, estranham brasileiros de pele clara. A maioria dos turcos diz que nossas praias são lindas demais e adorariam conhecê-las, não fosse a distância ou o perigo de violência como assalto e afins, que eles vem em jornais, e se assustam. Brasil em turco é Brezilya, então pensa a tortura que é explicar que a capital não é Rio de Janeiro ou São Paulo…

Related posts

Os desafios do novo idioma

Carolina Romeiro

10 hábitos vietnamitas

Natalie Lima

Curiosidades sobre o Canadá

Elisa Rabello

3 comentários

Juliana Abril 27, 2018 at 11:06 am

Poxa, faltou um coreano falando sobre nós.
Eles adoram os brasileiros

Resposta
Julia Junho 16, 2018 at 5:47 pm

No eu que acho que você é k Popper , eu posso tá falando bobagem mais eu tenho uma desconfiança

Resposta
André Gustavo Pompiani Junho 5, 2019 at 3:58 am

Nesses tempos de internet, parece que está tudo superdimensionado e exagerado. O Brasil tem suas mazelas, mas QUAL PAÍS NÃO TEM???

O Brasil é um país imenso com diversas microrrealidades. Assim, há lugares bons e ruins.

Eu tenho um amigo sueco que morou em 15 países, visitou mais de 40 e criou raízes no Rio de Janeiro e não troca o Brasil por nada. Poderia estar morando em qualquer país da União Europeia, mas encontrou aqui a qualidade de vida, ao contrário da nossa primeira amiga da Escócia. Aliás, já li relatos de pessoas que dizem que o Reino Unido não é mais “o lugar” para se viver em razão do seu clima horrível, alto custo de vida e a criminalidade que tem aumentado.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação