BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Imposto de Renda Morando Fora

O governo alemão também desperdiça dinheiro?

Resolvi escrever sobre esse assunto após assistir a um show gravado do mais famoso comediante alemão Mario Barth. Na frente de um grande público, ele fez uma piada sobre os piores investimentos do governo alemão, que são custeados por todos nós, trabalhadores no país. Era uma piada, mas os alemães não costumam passar a mão na cabeça de seus políticos e são bem críticos também com relação a isso. Esse texto lista alguns dos desperdícios absurdos do dinheiro arrecadado dos impostos na Alemanha.

1) Apesar de todos os cartões dos seguros de saúde terem se transformado em eletrônicos há onze anos, gerando um gasto de 2,2 bilhões de euros, não há ainda muita utilidade digital. (Fonte: Weser Kurier)

2) As cidades de Potsdam e Colônia instalaram lixeiras com energia solar. A ideia era o mecanismo movido à energia solar comprimir o lixo acumulado. Entretanto, além das lixeiras serem muito mais caras, a manutenção também é. No final das contas, o saldo é negativo. (Fonte: Weser Kurier)

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

3) O estado da Baviera construiu um grande tribunal de justiça de alta segurança, parcialmente subterrâneo, por 17 milhões de euros. Entretanto, após o primeiro processo realizado com terroristas, foi informado que o local deveria passar por melhorias. O motivo era a falta de mais banheiros para os réus. (Fonte: Welt)

Leia também: Imposto de Renda na Alemanha

4) Ainda na Baviera, na Autobahn A 99, foi construído um pequeno túnel no valor de 5,5 milhões de euros para pedestres e animais silvestres. A ideia era, na realidade, de manter a segurança dos animais silvestres, principalmente morcegos, ao atravessarem de um lado ao outro da pista. Agora resta saber se os animais usarão a passagem. (Fonte: Süddeutsche Zeitung)

5) A cidade de Hannover criou um tipo de “ambulância” para lobos, caso algum deles apareça em estradas e sofra um acidente. O custo desse pequeno veículo foi de 11 mil euros. (Fonte: Welt)

6) O famoso aeroporto de Berlim, que nunca inaugura, é um dos exemplos. Ele já custou mais de 5 bilhões de euros, e a previsão é de ser ainda mais caro. A minha colega Clarissa já explicou sobre isso nesse texto. Atualmente, a Volkswagen está alugando o estacionamento do aeroporto fechado para deixar os carros a diesel que não estão sendo vendidos no mercado. (Fonte: Berliner Morgenpost)

7) Após sete anos de obras, a Ópera de Berlim foi finalmente inaugurada em 2017. O custo de sua construção foi de 440 milhões de euros a mais, devido à má qualidade das estruturas do prédio e aos problemas no planejamento. (Fonte: B.Z. Berlin Nachrichten)

8) Em Colônia, uma linha de ônibus (127) operou por anos de forma quase fantasma. Ninguém pegava essa conexão, e os ônibus operavam sempre vazios. As operações foram finalmente encerradas, mas o custo dessas viagens fantasmas foi de aproximadamente 733 mil euros. (Fonte: WDR)

Leia também: 10 Motivos para não morar na Alemanha

9) A cidade de Frankfurt decidiu inovar em 2018 com a construção de alguns ambientes verdes (retangulares, com plantas e flores), para que as pessoas pudessem se sentar para cheirar o ar puro e sentir a natureza no meio de seu centro. Os cidadãos ficaram, na verdade, bem chateados, porque Frankfurt tem dívidas, e o custo dessa brincadeira saiu por 420 mil euros. (Fonte: SAT 1)

10) A cidade de Erfurt construiu um aquecimento de gramado no Steigerwaldstadion para ajudar o time da liga de futebol regional Rot-Weiß Erfurt. O sistema nunca foi utilizado e custou 880 mil euros. O estádio tem capacidade para aproximadamente 18 mil visitantes. (Fonte: Thüringer Allgemeine)

É muito comum se ouvir de brasileiros que os impostos têm um retorno na Alemanha. É verdade que aqui se faz muito pela qualidade de vida, mas poderia ser melhor se comparado a outros países. Os exemplos de desperdício de dinheiro público, como esses acima, são muitos. Obras sem planejamento correto acontecem também do lado de cá. Ciclovias caras e mal pensadas; presídio construído em terreno arenoso; placas de trânsito desnecessárias; mirantes no meio do nada. Enquanto isso, muitas escolas precisam de reformas.

O livro Schwarzbuch traz todo ano uma grande lista de desperdícios de dinheiro público, na tentativa de alertar e informar a população.

Nenhum país é perfeito mesmo!

Related posts

Dicas de presentes para a Gastfamilie da Au Pair

Gabrielle Moura

Abitur, o Enem alemão

Monique Abbehusen

O aparato da saúde à disposição da gestante na Alemanha : Parte 2

Bárbara Zimmermann

2 comentários

Oliver Freedom Maio 7, 2019 at 3:37 pm

Sou estudante de Direito (6º período) da UERJ e tenho como objetivo viver fora do país! Como gosto, amo, o Direito Penal, a Alemanha muito me chama atenção, pois além de ser uma das origens do nosso Direito, ainda é na Alemanha que surgem correntes do Direito penal (como Direito Penal do Inimigo), ou ganham força ( Direito Penal Econômico) realmente estou construindo esse sonho. Uma pergunta, na área do Direito há essa porta do Mestrado nas Universidades daí, via intercâmbio,certo? Mas depois de formado, vamos supor, com a inscrição na Rechtsanwaltskamne, poderia trabalhar com Direito só em escritórios? E, em algum Órgão Estatal (Ministério Público, Procuradores estatais, Advogado/Defensor Público, etc), não há essa possibilidade para estrangeiros? Ou, melhor, EXISTEM essas Instituições?

Resposta
Karina Finke Maio 8, 2019 at 7:48 am

Olá Oliver,
Obrigada pela visita! Vi que escreveu também para a minha colega colunista da Alemanha também. Ela contou a história de uma advogada brasileira aqui. Talvez possa te ajudar melhor.
Realmente, não sei como funciona essa questão. Boa sorte!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação