BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para viajar sozinha Ilhas Maldivas

O que não fazer nas Ilhas Maldivas

A minha nova casa é mesmo de tirar o fôlego. É tudo isso que vemos nas redes sociais e mais alguma coisa. Água cristalina, palmeiras maravilhosas e resorts, que mais parecem um sonho, são alguns dos cenários mais vistos por aqui. No entanto, como tudo na vida, há certas regras a serem seguidas mesmo que pareçam um absurdo para nós. Calma, não é tão ruim assim. Só vou dar algumas dicas pra você não levar nenhuma surpresa desagradável e dizer que ninguém lhe avisou.

Não se esqueça do protetor solar e do sapato apropriado ao nadar

Aqui faz muito sol. Por mais que você esteja pálida e querendo aquele bronze, é muito melhor usar e abusar de proteção do que estragar suas férias com insolação. Inclusive, na hora de fazer snorkel ou surf, muita gente não sente nada dentro d’água, mas depois se arrepende.

Quase toda semana vejo alguém que se machucou nos corais. Os corais das Maldivas pregam muitas surpresas nos banhistas e surfistas desavisados. Na verdade, entre surfistas e mergulhadores é normal acontecer. Se você não se ferir em um coral é como se não fosse um real amante do mar. Mas pra você turista, é melhor orar que esteja perto de alguém que conheça primeiros socorros. Então, por favor, atenção redobrada quando estiver na água e sempre que possível calce botinhas apropriadas para nadar. Eu sei, sapato é quase desnecessário por aqui, mas nesse caso, botinhas para proteger os pés podem evitar dramas.

Leia também: Fazer mergulho nas Ilhas Maldivas

Demonstrar afeto em público não é bem vindo

Isso mesmo que você leu. Andar de mãos dadas, beijos e abraços exigem muita moderação. O ideal é guardar todo o carinho do mundo quando estiver no seu quarto de hotel, a não ser que a sua estadia seja em um resort. Mas numa ilha local, tratando-se de um país muçulmano, não esperemos que eles se habituem aos nossos costumes.

Não ande de biquíni em locais públicos

Mais uma vez, desfilar de biquíni no seu resort é permitido. Mas em outros lugares, como na rua ou em certas praias é proibido, para os homens também circular sem camisa não é legal.

Sempre pergunte antes ou faça uma pesquisa para saber os lugares para mostrar seu novo maiô, e não se atreva a fazer topless.

Eu, particularmente, sempre que vou à capital visto minhas calças e uso uma blusa tapando os ombros, porque me sinto muito incomodada com os olhares. A primeira vez que fui a Malé, tinha um vestido um pouco acima dos  joelhos e me senti como um pedaço de carne prestes a ser devorado. Tem gente que não liga porque já mora aqui há muito tempo e já se acostumou, mas eu me sinto desconfortável, e graças ao universo, esse tipo de coisa não acontece na mesma intensidade nas ilhas locais e nos resorts. Ufa!

Turismo consciente

Foto: Acervo pessoal

É muito importante ter consciência do impacto da sua estadia em qualquer lugar. Algumas ilhas já estão desaparecendo. É triste ver recifes inteiros destruídos e ilhas artificiais sendo criadas (movendo areia do fundo do mar e mudando a estrutura de ilhas) para satisfazer o mercado do turismo. Reduza o consumo de plástico aqui ou em qualquer outra parte do mundo. Eu aconselho levar sempre com você uma garrafa térmica de água e evitar sacolas plásticas quando for ao mercado. Acho muito bacana quando vejo alguns restaurantes locais banindo os canudos e garrafas de plástico. Infelizmente o desenvolvimento sustentável ainda não se aplica nas Maldivas. E não se esqueça: nada de tentar levar para casa o que é do mar.

Leia também: O luxo e o lixo nas Ilhas Maldivas

Não fume e não coma na frente de fiéis no Ramadã

Ramadã é o nono mês do calendário Islã, no qual a maioria dos muçulmanos pratica o jejum desde o acordar até o pôr do sol. Durante o mês sagrado, fiéis saudáveis privam-se de comida, bebida (exceto água), sexo e até de fofoca. O melhor mesmo é evitar suas férias durante esse período. O Ramadã em 2019 será celebrado do dia 5 de maio até 4 de junho.

Não traga bebida alcoólica

Vale para as bebidas que você compra no duty free também. É sempre bom lembrar que tentar trazer ou sair daqui com bebida alcoólica não é uma boa ideia. Na verdade, se você procura por folia 24 horas por dia, está procurando no lugar errado. Há outros países asiáticos como o vizinho Sri Lanka e a Tailândia, onde a bebida é muito barata e mais disponível.

Ah, e se é fã de bacon, vai sentir saudades. Resorts de luxo incluem carne de porco nos banquetes, mas a tolerância é zero na vida real.

Tenha em mente que qualquer texto religioso diferente, como a Bíblia, não é aceito.

De qualquer forma, vale muito a pena planejar bem e vir curtir esse pedaço do paraíso. É de uma paz divina.

Respeite todas as coisas naturais e até a próxima.

Related posts

Quer ter um ano sabático?

Marina Mazzoni

Repensando o turismo e a exploração animal

Ísis Ramos

Turismo econômico nas Ilhas Maldivas

Marcela Ito

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação