BrasileirasPeloMundo.com
China

Restrição alimentar na China: dicas para celíacos, intolerantes à lactose e à proteína do leite

Restrição alimentar na China: dicas para celíacos, intolerantes à lactose e à proteína do leite

Como minha primeira contribuição para o BPM escolhi um tema corriqueiro em minha vida, a restrição alimentar. Sou celíaca, ou seja, tenho uma doença autoimune que me impossibilita consumir glúten (proteína presente no trigo, centeio, cevada, aveia e malte).

Na China existem algumas barreiras para quem possui restrição alimentar: a linguagem, o desconhecimento dos chineses em relação ao seu problema e ausência de legislação que obrigue constar alérgenos no rótulo.

Mas derrubar estas barreiras é apenas uma questão de adaptação e totalmente possível, apesar das dificuldades serem maiores do que em outros países.

A boa notícia é que você encontra tudo o que estava habituado antes de vir pra China. Tudo o que você possa imaginar (e também aquilo que você nem imagina) você encontra no TaoBao, a maior plataformas de compras da China.

Já nos supermercados chineses, apesar de não encontrar produtos especiais prontos para consumo, estão disponíveis muitas farinhas e massas sem glúten, biscoitos de arroz, leites sem lactose e veganos.

Leia também: Vivendo com colite ulcerativa nos Estados Unidos

Indo às compras no supermercado chinês

Alimentos do dia a dia sem glúten

米 (mǐ): arroz branco
黑米 (hēimǐ): arroz negro
糙米 (cāomǐ): arroz integral
藜麦 (límài): quinoa
土豆 (tǔdòu): batata
甘薯 (gānshǔ): batata doce
玉米 (yùmǐ): milho
牛肉 (niúròu): carne
鱼肉 (yúròu): peixe
鸡肉 (jīròu): frango
猪肉 (zhūròu): porco

Farinhas e massas sem glúten

粘米粉 (zhānmǐ fěn): farinha de arroz
糯米粉 (nuòmǐ fěn): farinha de arroz glutinoso (sticky)
玉米面 (yùmǐ miàn): farinha de milho
玉米淀粉 (yùmǐ diànfěn): amido de milho
木薯淀粉 (mùshǔ diànfěn): polvilho doce
马铃薯淀粉 (mǎlíngshǔ diànfěn): fécula de batata
玉米面条 (yùmǐ miàntiáo): massa de milho
荞麦面条 (qiáomàimiàntiáo): massa de trigo sarraceno
龙口粉丝 (lóngkǒu fěnsī): vermicelli de feijão mung


Leite sem lactose e leites veganos

无乳糖牛奶 (wúrǔtáng niúnǎi): leite sem lactose
豆奶 (dòunǎi): leite de soja
椰汁 (yē zhī): leite de coco

Apesar de ser possível encontrar facilmente leites veganos e farinhas sem glúten, eu sugiro adquirir uma máquina de leite de soja e um liquidificador de alta potência. Algumas farinhas chinesas infelizmente são contaminadas por glúten e nada como um leite vegano fresquinho.

Essas máquinas de leite de soja são incríveis, fazem leite vegano com qualquer grão e ainda fazem sopas, cremes e sucos. Os liquidificadores de alta potência (acima de 1000 W) podem fazer farinhas com qualquer grão e alguns, como o da foto abaixo até cozinham e acabam também fazendo leites veganos, sopas e cremes. São bem fáceis de encontrar em qualquer supermercado.

Interpretando rótulos de alimentos

Além dos alimentos comuns citados acima, ainda é possível comprar produtos relativamente seguros interpretando rótulos, mas sempre existe o risco de contaminação cruzada na fabricação. Eu, particularmente, nunca tive problemas. Às vezes peço ajuda para algum amigo ligar para a fábrica para confirmar.

Primeiramente, encontre a lista de ingredientes:

配料 (pèiliào) ou 成分 (chéngfēn): lista de ingredientes

 

Após, procure os ingredientes no rótulo:

面 (miàn) e 麦 (mài): quase tudo com glúten tem estes ideogramas. Porém observe a palavra inteira, alguns ingredientes sem glúten também os contém.

面粉 (miànfěn): farinha e 淀粉 (diànfěn): amido. Em ambos os casos, pode ser farinha/amido de qualquer cereal. Fica subentendido que é de trigo quando não houver outros ideogramas indicando de qual cereal se trata.

小麦 (xiǎomài): trigo
小麦面 (xiǎomiàn): farinha de trigo
小麦淀粉 (xiǎomàidiànfěn): amido de trigo
面粉 (miànfěn): farinha
淀粉 (diànfěn): amido
酱油(jiàngyóu): shoyu
黑麦 (hēimài): centeio
大麦 (dàmài): cevada
燕麦 (yànmài): aveia
麦芽 (màiyá): malte
面筋(miànjīn): gluten
麸质 (fūzhì): também significa glúten

牛奶 (niúnǎi): leite
生牛乳 (shēng niúrǔ): leite cru

Leia também: Restrições alimentares em Los Angeles

Alimentos contra indicados

Para o celíaco, além do óbvio: trigo, centeio, cevada, aveia, malte (ideogramas já citados na lista anterior), outro cuidado que devemos ter na China são os molhos: shoyu, molho de ostras e molho de pimenta preta, que sempre contém trigo.

Eu uso um “tipo shoyu” sem glúten que só encontro no TaoBao, denominado Coconut Aminos. Nunca achei nada similar em supermercados chineses. Fique atento aos alimentos a seguir.

Alimentos que contém glúten

酱油 (jiàngyóu): shoyu
黑胡椒酱 (hēihújiāojiàng): molho de pimenta preta
蚝油 (háoyóu): molho de ostras
啤酒 (píjiǔ): cerveja
面包 (miànbāo): pão
面条 (miàntiáo): massa
娇智 (jiāozhì): dumplings
包智 (bāozhì): pão recheado

Alimentos que podem conter glúten (consumir com cautela)

汤圆 (tāngyuán): bolinhas de arroz glutinoso. A maioria contém trigo, mas é possível encontrar sem trigo.
煎堆 (jiānduī): bolinhas de arroz glutinoso fritas. Além da possibilidade de conter trigo, podem ter sido fritas em óleo compartilhado.
寿司 (shòusī): sushi. Pode conter shoyu e trigo. Sempre pergunte.

Alimentos que contém leite

牛奶 (niúnǎi): leite
淡奶油 (dànnǎiyóu): creme de leite
起司 (qǐsī) ou 奶酪 (nǎilào): queijo
牛油 (niúyóu): manteiga
酸奶 (suānnǎi): iogurte

Jantando ou almoçando fora

Se você não pode consumir leite e derivados, boa notícia, chineses não usam esses ingredientes para cozinhar. Apenas, não fazem parte da culinária chinesa, somente em restaurantes internacionais.

Para os celíacos, cuidado com o shoyu e outros molhos. Sobre os cereais, somente o trigo é usado na culinária chinesa e seu uso não é rotineiro. Chineses normalmente não engrossam comida com trigo, mas algumas vezes podem usar amido de trigo para empanar carnes e em alguns preparos com milho e arroz.

E frituras são sempre fritas no mesmo óleo, podendo contaminar algo sem glúten com o dumpling frito anteriormente.

Explicando a sua situação ou usando um cartão como o abaixo, é possível comer em restaurantes. Eu prefiro ler o cartão do que mostrar, pois normalmente eles só passam os olhos. O cartão a seguir foi formulado baseado no que eu falo em restaurantes.

Glúten Free Card:

我不能吃: 小麦, 面粉, 淀粉, 啤酒, 酱油, 黑胡椒酱, 蚝油, 面包, 面条。我有过敏这食物。我可能病得很重, 如果我吃这些食物。

我可以吃的食物: 大米、玉米、土豆、蔬菜、水果、鸡蛋、奶酪、牛奶、牛肉、鸡肉、猪肉、鱼、黑胡椒、盐、油、糖、玉米淀粉、马铃薯淀粉。只有如果不与煮熟用: 小麦、面粉、淀粉、面包、酱。

谢谢。

 

Pinyin: Wǒ bùnéng chī: xiǎomài, miànfěn, diànfěn, píjiǔ, jiàngyóu, hēihújiāojiàng, háoyóu, miànbāo, miàntiáo. Wǒ yǒu guòmǐn zhè shíwù. Wǒ kěnéngbìng dé hěnzhòng, rúguǒ wǒ chī zhèxiē shíwù. Wǒ kěyǐ chī de shíwù: dàmǐ, yùmǐ, tǔdòu, shūcài, shuǐguǒ, jīdàn, nǎilào, niúnǎi, niúròu, jīròu, zhūròu, yú, hēi hújiāo, yán, yóu, táng, yùmǐdiànfěn, mǎlíngshǔdiànfěn. Zhǐyǒu rúguǒ bù yǔ zhǔ shú yòng: Xiǎomài, miànfěn, diànfěn, miànbāo, jiàng. Xièxiè.

Tradução: Eu não posso comer: farinha de trigo, farinha, amido, cerveja, shoyu, molho de pimenta preta, molho de ostras, pão e noodles. Eu tenho alergia à essas comidas. Eu posso ficar muito doente se eu comer estas comidas. Eu posso comer: arroz, milho, batatas, vegetais, frutas, ovos, queijo, leite, carne, frango, porco, peixe, pimenta, sal, óleo, açúcar, amido de milho e fécula de batata. Somente se não forem cozidas com: farinha de trigo, farinha, amido, pão e molhos. Obrigada.

Espero sinceramente que meu texto possa ajudar você a viver melhor na China. Qualquer dúvida, poste seu comentário que ajudarei na medida do possível. Também deixo a seguir o QR Code do grupo brasileiro de WeChat de apoio ao celíaco, APLV, DH e IL.

Quem quiser acompanhar também os meus testes bioquímicos com o dispositivo Nima Sensor, que identifica a presença de glúten em alimentos, segue o Instragram que criei especialmente para este fim: @nimanachina

Até mais!

Related posts

China – Especial entrevista com Chefs – Camilla Cademartori

Christine Marote

Direitos da mulher chinesa

Christine Marote

Tem comida brasileira na China?

Fernanda Gueiros

2 comentários

Amanda Fevereiro 26, 2019 at 3:47 pm

Olá! Moro na China também e descobri recentemente que sou celíaca. Procuro todos os tipos de dicas heheh. Gostaria de entrar no grupo do wechat mas o qr expirou! Você poderia me mandar o novo? Muito obrigada

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 26, 2019 at 6:18 pm

Olá Amanda,
A Mariana Tonietto, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação