BrasileirasPeloMundo.com
Polônia Turismo Pelo Mundo

Roteiros no leste europeu

Sempre comento que a Polônia é um país estrategicamente localizado para aqueles que gostam de viagens. Uma das vantagens de morar nesse país é ter a chance de visitar várias cidades e países em poucos dias, especialmente no leste europeu. Um feriado prolongado, alguns poucos Euros no bolso, boa disposição e voilà, mais destinos riscados da sua lista.

Já passou a época em que a lista de roteiros turísticos ignorava o leste europeu. Essa região começou a brilhar tanto quanto as famosas França e Itália, ficando até difícil decidir o que incluir no roteiro. A boa notícia é que há muitas opções acessíveis de transporte entre as principais cidades e conectá-las no seu roteiro não vai ser uma tarefa difícil.

Leia também: Mobilidade e transportes em Cracóvia

Além de viajar, um dos meus hobbies preferidos é criar roteiros de viagem, especialmente pra viagens econômicas. Me diga quanto dias tem e lhe direi o que fazer. Por isso, trago aqui dicas de destinos que você pode visitar diretamente da Polônia,  principalmente de Cracóvia – cidade incrível e ponto central para muitos outros destinos no leste europeu – e gastando pouco!

PRAGA – REPÚBLICA TCHECA

O símbolo do leste europeu, visitar Praga é indispensável para quem vai a Cracóvia ou passear pelo leste europeu.  Cerca de 500km separam a cidade do papa João II à cidade dos castelos e pontes medievais.

  • Ônibus: Com um ônibus direto, você pode chegar em Praga em cerca de 7h, com passagens custando a partir de 17 euros. Se você tiver visitando a linda cidade de Breslávia (Wroclaw), na Polônia, você estará ainda mais perto de Praga – são pouco mais de 4 horas de ônibus que ligam as duas cidades, que lhe renderá um trajeto cheio de paisagens naturais.
  • Trem e ônibus: Outra opção, um pouco mais rápida (6,5h) e por vezes mais barata (a partir de 13 euros), é fazer uma combinação entre trêm e ônibus, através de empresas como Regiojet e LeoExpress.
  • Avião:  Praga recebe voos de várias cidades polonesas. Apesar de ser geralmente sempre mais caro que opções terrestres, a depender da data você pode encontrar passagens baratíssimas com a Ryanair no trecho Cracóvia – Praga (a partir de 15 euros). O voo por Varsóvia ainda não é operado pela companhia low cost, mas há ofertas de outras companhias, a partir de 50 euros.

 

Praga. Imagem de Pexels por Pixabay

 

BRNO – REPÚBLICA TCHECA

Outra opção próxima ao sul da Polônia, é a cidade de Brno, segunda maior da República Tcheca e repleta de atrativos históricos.

  • Trem: Mais próxima do que a capital Praga, por Cracóvia é possível chegar em Brno em pouco mais de 4 horas de trem, com bilhetes custando cerca de 12 euros.
  • Ônibus: Também há várias opções de ônibus por preços similares, com viagens de 5 horas saindo de Cracóvia.

    Brno. Imagem de Leonhard Niederwimmer por Pixabay

BUDAPESTE – HUNGRIA

Outra adorada do leste europeu é a capital húngara que, apesar de não fazer fronteira com a Polônia, não deixa também de ser acessível pela Polônia.

  • Ônibus: Opções de trem são limitadas entre essas cidades e lhe exigiriam vários transbordos. Por isso, a melhor opção é o ônibus. A cidade mais próxima é Cracóvia. Saindo de lá, há vários trecho s e é possível pegar um ônibus de menos de 7 horas pela FlixBus, com valores a partir de 16 euros.
  • Avião: Por Varsóvia, A low cost WizzAir realiza voos quase diários para Budapeste, com preços a partir de 24 euros. Voos diretos saindo de Cracóvia são operados apenas pela companhia LOT, com preços a partir de 70 euros.

    Budapeste. Imagem de charlemagne por Pixabay

Leia também: 5 destinos saindo de Budapeste por até 30 euros

VIENA – AÚSTRIA / BRATISLAVA – ESLOVÁQUIA

Apesar de não ser oficialmente considerada no leste europeu, Viena é um tradicional destino pra quem visita a Polônia.

  • Ônibus: A capital austríaca está conectada com Cracóvia através de uma viagem direta de 6 horas de ônibus, com preços a partir de 16 euros. Saindo de Varsóvia, a duração da viagem aumenta para 10 horas, com viagens a partir de 20 euros.
  • Trem: Trechos por trem entre esses cidades são oferecidos por Cracóvia e Varsóvia pela empresa ÖBB, através de trens noturnos da linha Nightjet, com preços a partir de 30 euros – uma boa opção para quem tem pouco tempo e quer viajar durante a noite, com conforto.
  • Avião: Outra opção é voar entre trechos Varsóvia-Viena com a WizzAir e Cracóvia – Viena com a Ryanair. Numa breve pesquisa e você poderá encontrar datas com passagens por menos de 15 euros!

Por fim, se você deseja conhecer a capital da Eslováquia, Bratislava, a melhor opção é visitar a cidade através a partir de Viena. São trechos frequentes entre as duas cidades, separadas por cerca de 1h, e que vão lhe custar a partir de 5 euros.

LVIV – UCRÂNIA

Ir à Ucrânia pela Polônia é possível! Para conhecer lugares ainda mais incomuns e interessantes, a Ucrânia é acessível pela região leste da Polônia. Além de ser um destino barato, brasileiros não precisam de visto para turistar na Ucrânia e, por isso, uma boa opção é conhecer a cidade de Lviv, cidade próxima a fronteira polonesa. Lviv é uma cidade cheia de história, que já foi, inclusive, parte do império austro-húngaro e que hoje também carrega sua identidade ucraniana. Cracóvia está relativamente perto de Lviv e é possível acessá-la por trem e ônibus.

  • Ônibus: São diferentes empresas que fazem esse trajeto por ônibus. Os preços iniciam a partir de 15 euros para uma viagem que dura, no mínimo, 7 horas por Varsóvia e 4 horas por Cracóvia.
  • Trem: A melhor opção, no entanto, é viajar de trem. Viajar de ônibus é correr o risco de ficar longas horas parado na fronteira imigratória que separa a União Europeia da Ucrânia. Há relatos de gente que esperou meia hora e outros que esperaram 8 horas para a travessia. Assim, a melhor opção é pegar um trem de Cracóvia até a cidade polaca de Przemsyl, uma viagem de pouco menos de 4 horas. Ao chegar em Przemysl, é só pegar o próximo trem para Lviv, com duração de 2 horas. Essa viagem vai lhe custar, no mínimo, 20 Euros viajando de segunda classe e pode ser comprada através das companhias férreas de cada país. Para o primeiro trecho, a polonesa PKP Intercity e para o segundo, a Ukrainian Railways.

 

Lviv. Imagem de Roman Polyanyk por Pixabay

KIEV – UCRÂNIA

Quer conhecer a capital da Ucrânia? Basta uma pesquisa no GoogleFlights e você encontrará voos diários por 12 euros, que te levarão conhecer a movimentada capital Kiev. Por ser muito mais longe, uma opção para quem desejar conhecer a capital ucraniana é através de voos rápidos por Varsóvia ou Cracóvia, que costumam ter esses preços muito acessíveis, com a Ryanair e Wizzair.

RESUMINDO…

Há muitas opções de viagens no leste europeu para quem incluir a Polônia no seu roteiro. Estes são apenas os principais! Poderíamos ainda falar da Alemanha e dos países bálticos. Apesar do país ter dezenas de cidades interessantes para se conhecer, Cracóvia é um ponto central de conexões com outros destinos pela sua localização e, por isso, as opções de trajetos são maiores a partir de lá.

As durações das viagens de podem assustar, de início, quem não gosta de passar longas horas num ônibus ou trem. No entanto, é possível sim ter conforto nessas viagens, especialmente de trem. Além disso, viajar por terra é ter a chance de ver paisagens lindas que as estradas pelo leste europeu oferecem, especialmente no verão quando o sol se põe a noite.

Por mais que aviões sejam mais rápidos, todos os deslocamentos para chegar com antecedência no aeroporto as vezes se prolongam tanto quanto uma viagem de ônibus. De qualquer forma, as companhias low-cost as vezes tem preços imperdíveis nesses trajetos e vale a pena inclui-las nas suas comparações.

Para saber qual a opção de melhor custo benefício, consulte seu trajeto através do site Omio , que oferece um comparativo de preços e trajetos entre ônibus, trem e avião. Por fim, uma outra opção muito usada na Polônia são as caronas compartilhadas, através do Bla Bla Car.

Assim, viajar pelo leste europeu é ter centenas de opções de trajetos, destinos e roteiros e, o mais importante, tudo muito mais barato que outras regiões da Europa!

Related posts

Valparaíso: A Joia do Pacífico

Gislaine Morais

Dez lendas polonesas Parte 1

Gizelli Gliwic

Lugares escondidos nos EUA – Parte 1

Flávya Siqueira

1 comentário

Anna Maio 26, 2019 at 10:02 pm

bom texto!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação