BrasileirasPeloMundo.com
Índia Transporte Público Pelo Mundo

Sistema de transporte na Índia

Sistema de transporte na Índia.

Na Índia o sistema de transporte público está entre os mais utilizados no mundo. A rede ferroviária indiana é a segunda mais longa e a mais usada no mundo.

Bicicletas

O ciclismo é responsável por 50 a 80% das viagens para os trabalhadores do setor informal nas áreas urbanas.  O uso de bicicleta está se tornando muito popular nas cidades metropolitanas da Índia. Hoje, as autoridades de desenvolvimento do governo em toda a Índia encorajam a instalação e o uso de ciclovias separadas ao longo das vias para combater a poluição e aliviar o congestionamento do tráfego.

Rickshaw puxados pelo homem

Os rickshaw puxados pelo homem ainda estão disponíveis em várias cidades e aldeias do país. Muitos governos locais propuseram a proibição desses rickshaw, descrevendo-os como “inumanos”. Mas, continua sendo um meio de transporte muito popular na Índia.

Leia também: Curiosidades sobre a cultura indiana

Ciclo-rickshaw

Os ciclo-rickshaw foram introduzidos na Índia na década de 1940. Eles são maiores que um triciclo, onde duas pessoas sentam em um assento elevado na parte de trás e uma pessoa pedala na frente. No final dos anos 2000, eles foram banidos em várias cidades por causar congestionamento de tráfego.  Os ambientalistas têm apoiado os ciclo-rickshaw como meio de transporte não poluente.

Carro de boi e carruagens de cavalos

Carros de bois têm sido tradicionalmente utilizados para o transporte, especialmente na Índia rural. São usados ​​em cidades menores e são referidos como Tanga ou buggies. São usadas para fins turísticos, mas carruagens de cavalos são raramente encontradas nas cidades da Índia. Nos últimos anos, as cidades proibiram os veículos lentos nas vias principais. Os ônibus são um importante meio de transporte público na Índia. Devido a esse significado social, o transporte de ônibus urbano é geralmente operado pelo governo.

Sistema de transporte na Índia

Táxis

A maioria dos táxis de Calcutá e Mumbai são carros Premier Padmini ou Embaixador Hindustão. Em outras cidades existem carros modernos, com serviços de táxi baseados em aplicativos como Uber, bem como serviços de táxi baseados em aplicativos indianos locais como Ola. Os táxis, agora, incluem Sedans,  SUVs  e até mesmo táxis de moto.  Dependendo da cidade os táxis podem ser  alugados a partir de pontos de táxi. Em cidades como Bangalore, Chennai, Hyderabad e Ahmedabad, os táxis precisam ser contratados por telefone, enquanto em cidades como Calcutá e Mumbai, os táxis podem ser chamados na rua.

Autorickshaw ou Tuk Tuk

Uma autorikshaw de CNG, um automóvel  que é um veículo de três rodas para aluguel que não tem portas e é geralmente caracterizado por uma pequena cabine para o motorista na frente e um assento para os passageiros na parte traseira. Geralmente é pintado na cor amarela, verde ou preta e tem um dossel preto, amarelo ou verde no topo. A cor do autorickshaw também é determinada pelo combustível que é alimentado. Por exemplo, Mumbai, Pune e Delhi têm automóveis verdes ou pretos indicando o uso GNV, enquanto os autos de Kolkata, Bangalore, Hyderabad têm carros verdes indicando o uso de GLP. Em Mumbai e em outras cidades metropolitanas, têm tarifas regulamentadas. Uma lei recente proíbe os motoristas de autorickshaw de cobrar mais do que a tarifa especificada, ou de cobrar a tarifa noturna antes da meia-noite, e também proíbe o motorista de se recusar a ir para um determinado local. Bombaim e Calcutá são, também, as únicas duas cidades que proíbem a entrada de autorickshaw em certa parte da cidade, nesses casos o sul de Mumbai e certas partes do centro de Kolkata.

Leia também: qual o idioma oficial na Índia?

E-rickshaw

O E-rickshaw elétrico é o novo meio de transporte popular na Índia, devido à baixa execução e custo inicial, outros benefícios econômicos e ambientais, esses veículos estão se tornando populares na Índia. E-rickshaw são feitos em fibra de vidro ou corpo de metal, alimentado por um motor elétrico com velocidade de 25 km/h.

Transporte ferroviário

Darjeeling Himalayan Railway em Bengala Ocidental é um patrimônio da humanidade, uma das poucas linhas ferroviárias operadas por locomotivas a vapor na Índia Serviços Ferroviários, operado pela estatal Indian Railways. Os trens Rajdhani introduzidos em 1969 fornecem conectividade entre a capital nacional, Delhi e as capitais dos Estados. Por outro lado, o Shatabdi Express fornece conectividade entre centros de turismo, peregrinação ou negócios. Os trens Shatabdi Express percorrem curtas e médias distâncias e não têm camas, enquanto os Rajdhani Express percorrem longas distâncias e têm acomodações para dormir.

O Duronto Express (sem qualquer parada comercial entre a origem e o destino, mas com algumas paradas técnicas para mudança de tripulação e entrada de alimentos) e Garib Raths Express oferecem viagens de trem com ar-condicionado. E possui trens de luxo que atendem a vários circuitos turísticos. Como o Palace on Wheels serve o circuito de Rajasthan e o Golden Chariot serve os circuitos de Karnataka e Goa. Há dois Patrimônios Mundiais da UNESCO, o Chhatrapati Shivaji Maharaj Terminus e o Mountain Railways da Índia que consiste em três linhas ferroviárias separadas localizadas em diferentes partes da Índia: a Ferrovia do Himalaia de Darjeeling, em Himalaia Menor, na Bengala Ocidental; a Ferrovia da Montanha Nilgiri, nas colinas Nilgiri, em Tamil Nadu; e na Ferrovia Kalka-Shimla, no Estado de Himachal Pradesh.

Related posts

Mobilidade e transportes em Cracóvia

Juliana Cavalher

Licença maternidade e controle de natalidade na Índia

Camila Pimenta

Transporte público em Sofia

Monique Borges

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação