BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Vistos & Cidadanias Pelo Mundo

Ter cidadania alemã facilita a vida na Alemanha?

Ter cidadania alemã facilita a vida na Alemanha?

Esta pergunta é feita por muitos conhecidos meus, principalmente por aqueles que já têm a cidadania alemã e o interesse em viver na Alemanha. A resposta é Sim e Não, dependendo do ponto de vista, o que explicarei a seguir no texto.

Primeiramente, gostaria de esclarecer de forma breve como é possível obter a dupla cidadania alemã. Um brasileiro não perde sua cidadania brasileira ao adquirir a alemã. Mas se um alemão tentar adquirir uma outra cidadania, perderá a alemã (se for um país fora da União Europeia e Suíça). Isso é um motivo de muita controversa atualmente no país, que ainda abordarei nas próximas linhas.

1) Princípio da descendência: Se for filho de pais alemães (ou apenas de mãe alemã ou de pai alemão), a criança é automaticamente alemã. É possível para a criança neste caso ter mais de uma cidadania (alemã e brasileira, por exemplo), durante a vida inteira.

2) Princípio do local de nascimento: uma criança nascida na Alemanha, mas filha de pais estrangeiros, adquire a cidadania alemã automaticamente, se os pais viverem no país de forma legal (com visto) por mais de 8 anos. Neste caso, se a criança tiver mais de uma cidadania, ao completar 18 anos de vida, terá que se decidir com qual continuará.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

3) Através de casamento: tem que estar casada(o) com um(a) alemão(a) por pelo menos dois anos e vivendo na Alemanha por pelo menos 3 anos. Adquirir o nível B1 da língua alemã e o curso de integração. Passar na prova de cidadania. Se o cônjuge não nasceu alemão, mas adquiriu a cidadania alemã, também conta para este caso, mas a cidadania deve ter sido tirada por ele há mais de dois anos.

Leia também: como alugar um imóvel na Alemanha

4) Vivendo no país: nesse caso, a pessoa deve viver legalmente há pelo menos oito anos na Alemanha e conseguir se sustentar (ou sustentar a família) através do trabalho, sem ajuda social. Também precisa de bom conhecimento de alemão. Atenção que o tempo mínimo de moradia no país necessária pode diminuir em alguns casos. Se a pessoa fez o curso de integração, o tempo mínimo é de sete anos vivendo na Alemanha. Se fala alemão de forma muito boa (fluente ou quase isso) ou se trabalha em alguma organização participativa na comunidade, o tempo mínimo é de seis anos. Não pode ter antecedentes criminais.

5) Cidadania perdida por motivos políticos, ódio e perseguição religiosa: Aqueles que perderam sua cidadania alemã no período de 30.01.1933 e 08.01.1945 pelos motivos citados neste item, têm o direito de conseguí-la de volta. Isso vale para seus descendentes também.

De qualquer maneira, o ideal é que procure o consulado alemão na sua região para verificar se você se enquadra em qualquer um desses itens.

Agora respondendo a pergunta tema deste texto, temos que analisar dois pontos de vista. Para termos burocráticos, como documentação, permissão para viver no país ou aptidão para votar, a dupla cidadania alemã realmente faz diferença. Você pode viajar, por exemplo, pelos países europeus apenas com a carteira de identidade alemã, não precisa de visto para viver aqui e pode votar no seu partido político de preferência durante as eleições. O passaporte alemão é também considerado o mais poderoso do mundo, porque dá direito a entrar em muitos países sem visto.

Se for analisar questões práticas como arrumar um emprego, conseguir estudar em uma universidade, alugar um apartamento ou se integrar com as pessoas, bem, é necessário lhe avisar que sempre seremos vistos como imigrantes. Por mais que você fale bem a língua e tenha identidade alemã, você sempre será brasileiro. Na hora de arrumar um emprego, é bem possível que algumas empresas dêem preferência (mesmo que não declarada) aos nativos. Fora os diplomas estrangeiros que devem ser reconhecidos na Alemanha, dependendo da área. O mesmo vale na escolha de apartamento, que normalmente tem filas de interessados. Os perfis são analisados e muitos proprietários preferem alugar para os nativos. É a verdade nua e crua, e quem vive há mais tempo no país, sabe bem disso. Já na questão universitária, a barreira talvez seja o diploma da língua alemã necessário para ingressar. O interessado tem que pesquisar nas páginas das universidades o que é aceito.

Leia também: como obter o cartão azul/blue card para morar na Alemanha

Talvez dependa da sorte de esbarrar com o local e pessoas certas, que sejam mais abertos. O mesmo vale para os empregos, que dependem da área de profissão. Alguns aceitam mais facilmente estrangeiros do que outros.

Com a cidadania alemã, é possível obter com mais facilidade uma ajuda social por aqui, mas tenha em mente que há um certo preconceito da sociedade. Muitos trabalhadores se queixam daqueles que recebem ajuda financeira. As pessoas que a recebem, reclamam que não é o suficiente. É uma bola de neve. Até filhos de desempregados que vivem de assistência social podem vir a sofrer preconceito nas escolas. Viver de ajuda social causa também uma certa dificuldade em conseguir novo emprego ou alugar um novo apartamento. O governo alemão tenta de tudo para integrar essas pessoas à vida social, mas nem sempre é fácil.

E acabamos voltando no assunto da permissão da dupla cidadania. Os nativos alemães não podem ter outra nacionalidade, porque se a tirarem, perdem automaticamente a alemã (se não for da União Europeia e Suíça). Aliás, isso vale para quem é brasileiro, por exemplo, e tira a alemã. Depois de adquirir a alemã, não pode vir a ter mais nenhuma outra. Se quiser uma terceira americana, apenas para exemplificar, perderia a alemã. Muitos são contra a dupla cidadania porque sabem que eles não podem ter e acham de certa maneira injusto. Também se escuta por aí de nativos que aqueles que têm dupla nacionalidade alemã são “alemães de passaporte” apenas.

Ter dupla cidadania significa ter os direitos de ambos os países, mas também os deveres. O que acontece é que muitos tentam evitar a parte dos deveres, querendo só os direitos. Lembre-se também que quando for visitar um terceiro país, o passaporte que apresentar na imigração será do país que responderá por você em caso de problemas no local. Se for aos Estados Unidos e escolher mostrar o passaporte alemão em vez do brasileiro, será o consulado alemão contatado em caso de emergência. Então deve-se obter em mente a situação das relações internacionais de terceiros países com aqueles dois de suas cidadanias. Foi o que me explicaram quando tirei a minha.

Resumindo, ter a cidadania alemã ajuda em coisas burocráticas, mas não faz diferença no dia a dia. As chances de um imigrante sem cidadania alemã são praticamente as mesmas do imigrante com dupla cidadania. Acho (opinião pessoal) que as oportunidades são até maiores se a pessoa falar fluentemente a língua alemã, não dependendo da nacionalidade. E qual é a sua opinião sobre o tema? Deixe-a nos comentários.

Related posts

Dicas para quem pretende morar na Alemanha

Allane Milliane

Segurança na Alemanha

Monique Abbehusen

Refugiados em Munique

Allane Milliane

16 comentários

Jux Junho 11, 2018 at 7:07 pm

Karina,
Uma pequena correção. Pessoas alemãs podem adquirir uma outra nacionalidade DESDE QUE seja de um país membro da União Européia ou da Suíça.

Grundsätzlich gilt, dass bei Annahme einer ausländischen Staatsangehörigkeit die deutsche verloren geht (§§ 17 Abs. 1 Nr. 2, 25 Abs. 1 S. 1 StAG). Entsprechend muss ein Ausländer, der die deutsche Staatsangehörigkeit annimmt, regelmäßig die bisherige Staatsangehörigkeit aufgeben (§ 10 Abs. 1 Nr. 4). Eine Ausnahme besteht, wenn ein Deutscher die Staatsangehörigkeit eines anderen Mitgliedstaates der Europäischen Union oder der Schweiz annimmt (§ 25 Abs. 1 Satz 2 StAG) oder wenn bei der Einbürgerung eines Ausländers Gründe für eine Hinnahme von Mehrstaatigkeit gemäß § 12 StAG vorliegen.

http://www.bva.bund.de/SharedDocs/Kurzmeldungen/DE/BVA/Staatsangehörigkeit/DoppelteStaatsbuergerschaft.html

Resposta
Karina Finke Junho 12, 2018 at 5:15 am

Jux, obrigada pela visita e informação! Fiquei muito surpresa! Olhei no site do Bundesverwaltungsamt.
Acredito que a maioria nem deva saber disso, porque é um tema sempre polêmico. Já acrescentei a informação no texto.
Muito obrigada por me ajudar nessa retificação. 🙂

Resposta
Vivian Junho 11, 2018 at 9:49 pm

Texto ótimo e esclarecedor, Karina, parabéns!

Resposta
Karina Finke Junho 12, 2018 at 5:12 am

Vivi, muito obrigada!! 🙂

Resposta
franco Junho 20, 2018 at 4:29 pm

Você se formou na Alemanha em RI? ou validou o diploma para trabalhar ai?

Resposta
Karina Finke Junho 21, 2018 at 6:26 am

Olá Franco, obrigada pela visita! Eu não precisei. Tem áreas que não são regulamentadas. Em RI, é bom traduzir todos os diplomas ao enviar o currículo. Fica a cargo da empresa aceitar você ou não.

Resposta
Keila kill Setembro 9, 2018 at 11:17 pm

É possível e mais rápido eu emitir a cidadania diretamente na Alemanha? Pois no Brasil demora entre 2 a 3 anos.

Resposta
Karina Finke Setembro 10, 2018 at 5:56 am

Olá Keila,
Uma vez que você tenha o direito e apresente todos os documentos necessários, o pedido vai para uma corte local, que decide se aprova ou não o pedido.
Depende da cidade e do tanto que eles têm pendente. Quando tirei em 2014 na Alemanha, demorou uns três meses para receber uma carta confirmando. Tive que fazer um juramento no dia.
Entretanto, não sei se é possível você tirar uma cidadania não sendo residente. Acho que precisaria ser através do consulado mais perto de você mesmo.

Resposta
Erik Klinke Outubro 23, 2018 at 8:37 pm

Olá
Recementente consegui a minha cidadania alemã, recebi a informação do consulado que automaticamente minhas filhas (02) apesar de ser considerado pai alemão já recebem tbm o título de cidadãs… apenas sendo necessário até os 18 anos tirarem suas certidões de nascimento de lá… esse info de que por parte de mãe a cidadania é automática e por parte de pai precisa da comprovação acredito que não se faz mais necessária.. peço que me corrijam se eu estiver errado .. mas foi a informação que recebi do consulado em SP.
Muito legal sua matéria! Parabéns!

Resposta
Karina Finke Outubro 29, 2018 at 10:36 am

Olá, Erick!
Obrigada pela visita e por seu comentário! Você tem toda a razão. Verifiquei novamente e a lei já foi alterada. Eu tinha uma informação (bem) antiga. Aproveitei para atualizar o texto. Agradeço muito pela visita, já que pude consertar o erro.

Resposta
Thaissa Mayer Outubro 30, 2018 at 1:47 pm

Olá Karina,

Atualmente eu moro em UK e tenho passaporte Alemão. Tenho uma amiga que mora na Alemanha e me falou sobre a ajuda que o governo da, como casa, alimentação e curso de alemão. Gostaria saber mais sobre essa ajuda e como eu faria para consegui-lo?
Obrigada!

Resposta
Karina Finke Novembro 5, 2018 at 7:01 am

Thaissa,
Eu escrevi recentemente sobre a vida com ajuda social na Alemanha. Leia o texto nesse link https://www.brasileiraspelomundo.com/hartz-iv-viver-de-ajuda-social-na-alemanha-470896177
Acredito que isso possa lhe ajudar.

Resposta
Cláudia Langeani Novembro 28, 2018 at 10:05 am

Olá Karina, tenho a cidadania por parte de mãe e estou tirando a renaturalizacão para meus filhos. A minha filha consegue fazer faculdade gratuita lá? Precisa saber falar correntemente?

Resposta
Karina Finke Dezembro 3, 2018 at 7:44 am

Olá, Cláudia!
Qualquer pessoa pode estudar na Alemanha, mas para isso, tem que enviar a documentação necessária para a universidade de interesse. Isso não depende da cidadania.
O que a cidadania facilita é que ela não precisa de visto para viver aqui. Mas terá que ser aprovada na faculdade, dependendo do histórico escolar.
A exigência é de bom alemão. Quando o estudante fez o ensino médio fora, precisa dessa comprovação de alemão.
Sobre a gratuidade, as faculdades têm uma taxa simbólica por semestre. Uma que conheço cobra uns 600 euros por semestre.

Resposta
Vânia Cerceau Noetzel Fevereiro 26, 2019 at 11:40 am

Olá Karina
Atualmente meu ex marido vive na Alemanha tenho duas filhas que tem dupla cidadania são menores de idade , ele consegue renovar passaporte lá ? Que documentos preciso mandar? Elas ficam com ele nas férias isso ajuda?
Obrigada pela atenção muito legal sua iniciativa!

Resposta
Karina Finke Março 20, 2019 at 8:35 am

Olá Vânia!
Não entendi muito bem a sua dúvida. Se elas têm cidadania alemã, para renovar o passaporte alemão, é só você solicitar no consulado alemão mais perto de você no Brasil. O passaporte costuma durar 10 anos. Não sei se a validade é essa para passaporte de crianças. Assim, elas podem viajar para ver o pai sem problemas. Como são brasileiras também, elas têm que viajar com ambos os passaportes. Ao entrar na Alemanha, elas apresentam o alemão. Ao entrar no Brasil, apresentam o brasileiro. Os documentos necessários estão indicados na página da internet do consulado alemão mais próximo de você.
É possível renovar o passaporte alemão na Alemanha, é só o pai ir com elas na prefeitura. Mas demora um pouco para ficar pronto e isso pode ser um problema se elas ficam apenas durante as férias.
Melhor fazer tudo mesmo no Brasil, se elas têm residência fixa aí.
Qualquer outra dúvida, pode me deixar mais uma mensagem. Desculpa pela demora em responder. Um abraço

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação