BrasileirasPeloMundo.com
Noruega Turismo Pelo Mundo

Turismo na Noruega

Turismo na Noruega.

A Noruega, oficialmente Reino da Noruega, é um país nórdico da Europa setentrional que ocupa a parte ocidental da Península Escandinava, a ilha de Jan Mayen, e o arquipélago ártico de Svalbard. A parte continental do país divide fronteira a leste com a Suécia e ao norte com a Finlândia e a Rússia.

O Reino Unido e as Ilhas Faroe estão a oeste, através do Mar do Norte, a Islândia e a Groenlândia estão a oeste, através do mar da Noruega, e a Dinamarca fica próxima ao extremo sul do país, através do estreito de Skagerrak. A Ilha Bouvet, no Atlântico sul, e a Ilha de Pedro I, no oceano glacial Antártico, são territórios dependentes da Noruega, mas não são considerados parte do Reino.  A extensa linha costeira da Noruega, de frente para o oceano Atlântico Norte e para o mar de Barents, é a casa de seus famosos fiordes.

Para turistas serem atraídos pela Noruega, com as informações acima, acho que só uma palavra talvez chame a atenção de alguns que tenham interesse por Ecoturismo, que são os fiordes, dos quais vamos falar mais a frente. De resto, a Noruega aos poucos vem se tornando um destino turístico. Talvez o fato deste país sempre estar no ranking de maior PIB, ou melhor qualidade de vida do mundo, venha cada vez mais mexendo com a busca pelo novo de turistas curiosos. Mas antes de vir para cá, eu pouco sabia sobre esse destino como turismo, e às vezes tenho até a impressão que os próprios noruegueses ainda não tenham se importado tanto em chamar a atenção neste sentido, pelas seguintes razões:

• Histórico Socialista, portanto direitos iguais, pouquíssimas diferenças sociais e zero ostentação;
• Ter sido um dos países mais pobres da Europa até uns 50 anos atrás;
• Mão de obra para prestação de serviços (restaurante / hotel / etc), muito cara;
• Temperaturas não muito atrativas na maior parte do ano;
• Dias inteiros de claridade no verão e de escuridão no inverno.

O ponto relacionado ao alto custo com mão de obra na prestação de serviço, foi o que mais me fez acreditar que os empresários não estão se importando muito em tratar bem os turistas. Isso porque quando cheguei aqui, as duas primeiras semanas fiquei em hotel. E foi exatamente no período da Páscoa, que aqui dura mais ou menos uma semana. E incrivelmente, até a recepção do hotel fechou por alguns dias durante o feriado, porque afinal, pagar a hora extra de um funcionário, para trabalhar no feriado, é caríssimo. Além desse serviço, outros que ficam fechados são supermercados, alguns museus, e outros pontos turísticos.

De qualquer forma, acredito que o que mais fez com que turistas desbravassem a Noruega foram as suas belezas naturais. Portanto, se o turista vai sair do seu país e vir até aqui para visitar, claro que não faria sentido, além de conhecer os destinos de natureza inóspita, não conhecer sua capital, Oslo. A seguir listarei e darei dicas de diversas atrações turísticas aqui neste reino.

Oslo
Esta é a capital e a maior cidade da Noruega, com mais ou menos 600 mil habitantes. Apesar de parecer uma cidade pequena, devido a sua quantidade de habitantes, a cidade pode ser bem impressionante no que diz respeito a entretenimento.
A minha sugestão para conhecer os pontos turísticos de Oslo é adquirir o “Oslo Pass”. Trata-se de um passe que pode ser para 24 / 48 ou 72 horas, onde o turista terá como benefício o acesso livre a todos os transportes públicos, pelo período do passe (ônibus /trem / bonde / barcos), a museus, atrações, desconto em restaurantes e estacionamentos, além de algumas outras ofertas. O preço varia entre 35 e 70 euros, de acordo com o número de horas que o seu passe valerá. Entre as atrações disponíveis no passe, abaixo seguem as minhas dicas de visitas que você não pode perder:

Munch Museum – O museu possui obras de Edvard Munch, o pintor norueguês de maior expressão mundial que tem com uma das suas obras mais famosas “O Grito”. O legal desse museu é que, além de ver as obras deste pintor, fica bem próximo ao Jardim Botânico da cidade, o que permite fazer dois passeios de uma vez só.
Norwegian Folk Museum – Eu super recomendo esse museu se você tem interesse em saber como os vikings viviam (moradias / roupas / costumes / comida).
Holmenkollen Ski Museum & Tower – Aqui é onde fica torre de salto de esqui mais antiga do mundo, localizada em uma colina de onde você consegue ter uma visão panorâmica da cidade. Além disso, aqui também você pode visitar o museu do ski e o simulador, que simula um salto da torre.
Vigeland Park & Museum – Não há muito o que falar sobre esse parque, só vendo. Mas basicamente um único artista ( Gustav Vigeland) fez sozinho todas as esculturas localizadas ali.

Costa Oeste
A costa oeste da Noruega é muito visitada devido aos fiordes (grande entrada de mar entre altas montanhas rochosas originárias da erosão das montanhas devido ao gelo), muito comuns por aqui. Na visita você poderá ver os próprios fiordes, muitos lagos, cachoeiras e dependendo do tipo de turista que você for, pode se aventurar acampando no pico das montanhas, dentro da mata norueguesa. Se você não for um ecoturista e quer mais “assistir” do que “participar” da natureza, recomendo o site “Norway in a Nutshell”. Neste site você encontra diversos pacotes com opções para conhecer essa região do país. Eu recomendo este passeio no verão, pois acho que é possível aproveitar mais.

Trømso
É considerada uma das melhores cidades do mundo para se ver a Aurora Boreal (no inverno) e o sol da meia noite (no verão). A cidade fica ao norte da Noruega e no inverno pode ter temperaturas bem baixas e muita neve, mas isso varia. Dentro da Noruega, também  é conhecida como a Paris da Escandinávia. De Oslo há vôos diretos para Trømso diariamente, e é a forma de se chegar até lá, já que fica a mais ou menos 2 mil quilômetros de Oslo, então dirigir pode ser cansativo e perigoso (no inverno) e de ônibus, talvez não seja tão agradável. Note que decidir ir pra Trømso no inverno, ou início da primavera não é garantia de ver a Aurora Boreal, porém há diversos aplicativos disponíveis para telefones celulares onde você pode verificar qual o melhor momento e local.

Trømso

Svalbard
Território ártico norueguês, banhado pelo oceano Glacial Ártico a norte, pelo mar de Barents a leste e pelo mar da Noruega e mar da Groenlândia a oeste. Situado a 560 km ao nordeste da costa norueguesa, é o ponto da Terra permanentemente habitado mais próximo do Polo Norte. Apesar de estar sob soberania norueguesa, o arquipélago está sujeito a um regime específico de acesso aos seus recursos naturais pela comunidade internacional.
Portanto, basicamente Pólo Norte! Um destino turístico bem inóspito, onde é possível até ver ursos polares, icebergs, e conhecer o povo Sami, os primeiros nativos que habitaram essa parte do planeta, e descobrir como eles vivem.
Lá só é possível chegar de avião e tem praticamente 3 hotéis. É onde também fica localizado o Silo Global de Sementes de Svalbard, que tem como objetivo salvaguardar a biodiversidade das espécies de cultivos que sirvam como alimento para as populações do mundo e seus países, quando os mesmos acabarem. O repositório preservará cerca 90% das sementes conhecidas existentes no mundo, doadas pelos países produtores.

Related posts

As 7 Maravilhas Naturais do Oregon

Lorena Nascimento

Passeio pela Torre Eiffel e arredores

Fernanda Libardi

Piódão: um passeio encantador no inverno português

Tamyris Almeida

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação