O que nunca te falaram sobre morar no Canadá

20
21313
Advertisement

Você está prestes a realizar o seu sonho. Finalmente chegou no exterior e decidiu que não vai voltar e nem irá olhar para trás. Esse país novo é tudo o que você sempre sonhou, e está disposto a lutar para conseguir tudo o que sempre quis. Certo?

Depois da euforia inicial do primeiro mês, você começa a se questionar: “O que eu estou fazendo aqui?” O processo de adaptação em um país novo não é fácil, sempre irão existir muitos obstáculos, você irá pensar em jogar tudo para o alto e voltar atrás com frequência.

Mas tudo isso vai passar, você vai se acostumar à nova rotina, ao novo bairro e à nova cidade. Vai aprender a amar isso tudo aqui. Ou não. Pode ser que você nasceu para pular carnaval todo mês de fevereiro e tomar açaí na feira todo domingo. Pode ser que odeie a neve, deteste o seu emprego novo e queira matar os seus novos vizinhos. Cada ser humano é único e só você pode dizer se pode fazer/viver algo.

Agora, se você ainda está aí pesquisando, se perguntando e bolando milhares de planos para viver essa vida na gringa, eu vou te contar algumas coisas que nunca te falaram sobre o viver fora, especialmente aqui no Canadá:

Custo de Vida

Morar no Canadá não é barato. Aluguel, telefone, internet, transporte, vida social… tudo custa caro, principalmente se você vive em alguma das grandes cidades como Toronto, Calgary, Montreal ou Vancouver.

O dólar canadense é barato quando comparado ao dólar americano, mas mesmo assim é bem mais caro que o real, ainda mais nessa fase tão crítica da economia brasileira. O mais caro, sem dúvida, é o aluguel. Prepare-se para gastar mais $1.000 por mês para alugar um apartamento bem simples. Adicione $100 de telefone e internet, $100 de transporte público, mais ou menos $500 de alimentação básica (para um casal) e muitos dólares se você quiser manter uma vida social.

Clima

Não é novidade para ninguém que o inverno canadense não é nada ameno. Prepare-se para enfrentar temperaturas baixíssimas, ventos cortantes e muita neve. São quase seis meses de inverno e, com o tempo, aquela paisagem bucólica branca cansa.

Você vai querer sentir calor, ver o sol, ver alguma cor que não seja branco, vai se cansar de ficar em casa e se irritar muito em ter que vestir pelo menos três camadas de roupas para sair de casa. A boa notícia é que a única certeza que temos aqui, é que a primavera vai chegar e a neve irá derreter. E quando isso acontecer, prepare-se para ver a neve se transformar em lama.

Jeitinho brasileiro

Sabe aquele jeitinho que resolve quase tudo no Brasil? Ao chegar no Canadá, pode esquecê-lo. Você não vai resolver nada tentando burlar alguma regra. Aliás, você vai ser contaminado com o jeito correto canadense de fazer as coisas, porque é a única maneira que existe aqui.

Você vai esperar em filas, vai pedir desculpas, vai respeitar o próximo, vai limpar a sua bandeja depois de comer na praça de alimentação do shopping, não vai jogar lixo no chão, vai abrir a porta para idosos e vai ajudar estranhos na rua. É assim que se vive aqui, e você vai se acostumar tanto que será algo natural.

Frieza

Muita gente fala que o canadense é um povo frio e que é muito difícil fazer amizades por aqui. Isso não é totalmente verdade. Os canadenses são reservados e discretos, mas isso não significa que eles sejam frios, é algo cultural. Não espere gente puxando o seu saco e te convidando para ir à casa deles o tempo todo.

E se você não gosta do povo canadense, não se preocupe, você poderá fazer amizades com mexicanos, indianos, americanos, dominicanos, bolivianos, africanos, coreanos, portugueses, alemães, filipinos e até com outros brasileiros. O Canadá é um país multicultural, tenho certeza que não será muito difícil conhecer pessoas que lhe agradem.

Agilidade

Resolvi nomear este tópico assim por falta de um nome melhor, não sei muito bem como descrever… mas aqui tudo é muito rápido. Ninguém insiste e te obriga a fazer nada. Você quer comprar algo, ótimo, compre. Se não quiser, também ótimo, a decisão é sua e ninguém vai encher te incomodar por isso.

As pessoas vão direto ao ponto e pronto. Um bom exemplo disso são os restaurantes, você mal chegou e já te perguntam o que vai beber, e mesmo antes de terminar a sobremesa o garçom já deixa a conta em cima da mesa. Acostume-se porque é assim.

Dinheiro

Se você está acostumado a parcelar aquela bolsa linda da loja de grife do shopping em 24 parcelas no cartão, pode esquecer. No Canadá tudo é comprado à vista. As lojas não parcelam nada, por exemplo, você tem que pagar $1.200 numa TV em dinheiro vivo, então aprenda a controlar os seus gastos e a economizar. O problema é que os cartões de débito (por motivos de segurança) só aceitam transações de $1.000 por dia, e os bancos, às vezes, encrencam com saques muito altos, então aprenda a se planejar.

Mordomias

Sabe a dona Maria que faz faxina na sua casa toda quinta e a dona Joana que passa as suas roupas? Elas serão só uma boa lembrança no seu coração. Prepare-se para fazer tudo. Eu disse tudo! Você vai limpar, lavar, passar, cozinhar, arrumar e ainda vai virar manicure e maquiadora profissional. Outra coisa comum aqui é o DIY – do it yourself, que é o famoso faça você mesmo. Prepare-se para montar os seus móveis, fazer a sua mudança, pintar paredes e até aprender a fazer pequenos consertos de casa.

Emprego

Sabe os subempregos? Por favor, NUNCA diga esta palavra aqui. No Canadá não existe subemprego. Todos os empregos são dignos e bem remunerados. Prepare-se para trabalhar de garçom ou de caixa de supermercado, mas saiba que você será respeitado por qualquer profissão que você venha a ter.

Ah, e se você é chefe, gerente, diretor de qualquer lugar no Brasil, não venha para cá esperando trabalhar logo de cara no mesmo cargo. Infelizmente, você terá que regredir na sua profissão antes de alcançar o cargo que tinha antes.

Bom, se depois de ler tudo isso você ainda tem vontade de se aventurar no exterior, que bom! Fico feliz por você, te desejo toda boa sorte e sucesso do mundo, mas não diga que eu não te avisei.

Leia como procurar emprego em Toronto!

20 Comentários

  1. Gostei do texto! Infelizmente Vancouver é caríssima, se considerar um aluguel de CAD $1,000/mês se estará pensando em um lugar distante de downtown ou mesmo em um quarto se for no centro.
    Fora isso o mercado de trabalho é acirradíssimo e os gastos com educação altíssimos, se estiver pensando nas melhores Universidades/Escolas.
    Talvez se estivesse vindo hoje para cá cogitaria uma outra cidade em que não gastasse gde parte do meu salário com as despesas fixas…rs!
    Os brasileiros de um modo geral chegam aqui deslumbradíssimos com os preços das coisas! Se o carro é barato o mesmo não se pode dizer do seguro do carro (obrigatório), combustível, estacionamento e afins…rs!

    • Olá Fabiana! Obrigada pelo comentário! Adorei os tópicos abordados, realmente abrilhantaram muito o post! O parâmetro que usei para o post foram os que eu tenho morando em Alberta, tenho certeza que os custos em Vancouver são muito mais altos.

  2. Quero morar no Canada , (provincia de Alberta) Como faço ? vai fazer 16 anos que moro na Italia mas nao gosto daqui Nao tenho a cidadania Italiana porque eu nunca vou no Brasil falta de dim dim e tambem nao è que tenho esse interesse em cidadania italiana.Meu filho nasceu aqui e tem dupla cidadania e gostaria muito que ele fosse estudar aì . Por favor me diga como eu tenho que fazer .

    • Olá Francisca,
      É muito difícil dizer o que você tem que fazer para morar no Canadá. O primeiro passo, sem duvidas, é aprender inglês. Aconselho a navegar pelo site do governo canadense cic.gc.ca em que eles explicam todas as possibilidades de imigração para cá.
      Espero ter ajudado. Obrigada pela visita ao site e pelo comentário. Sucesso

  3. Ola elisa, gostei do seu post, muito instrutivo, gostaria de saber qual o custo de vida no Québec, sou formado em química bacharel e licenciatura e não me importo em trabalhar em qualquer emprego no canadá, entre ser professor no brasil e trabalhar como caixa em um supermercado no canadá prefiro o caixa, e a realidade do nosso país.Quais provincias no canadá o custo de vida é menor.

  4. Moro no Brasil e tenho amigos que moram no Canadá, aliás um casal. A mulher desse meu amigo era advogada aqui e quando foi morar no Canadá passou a trabalhar de balconista na Starbucks. O meu amigo tb era advogado, comeu um dobrado para aprender inglês (além de ter estudado francês aqui no Brasil por anos), refazer 02 anos de facul para poder validar seu curso e depois de quase 8 anos no Canadá, agora que estão numa situação melhor e tiveram a oportunidade de comprar uma casa hipotecada, moravam num quarto e sala super apertado e olhem que foram com mais de 200.000 reais para tentar a vida, resumindo, não é fácil essa mudança, também não estou aqui para desestimular ninguém, mas sim para abrir os olhos, foi perfeito o comentário da Fabiana: “se o carro é barato, o seguro, a gasolina e os estacionamentos são caríssimos”, tudo tem seu preço, mas o que vc ganha em qualidade de vida (saúde, segurança e educação) é impagável.

  5. Moro em Toronto a 16 anos e só precisei de 6 meses pra me adaptar e amar esse esse pais e concordo c quase td exceto os 6 meses de inverno, na verdade são 4 meses absolutamente frios o resto é tempo bom pelo menos em Toronto… ah, aqui nos bancos todos esperam na fila e não tem aquelas cadeiras pra vc esperar sentado como no Brasil e nada de caixa prioritário..!!!a 8 anos eu não pego inverno no Canada, saio em dezembro e volto no final de abril, mas ai é outra historia..!!

  6. Olá Elisa, também sou advogada no Brasil e pretendo me mudar para o Canadá, com o quê vc trabalha hoje? Ja pesquisei sobre o assunto, tem algumas opções em nossa área no Canadá mas ouvi muita gente dizendo que não compensa investir, qual a sua opinião? Quais documentos posso usar para comprovar minha experiência profissional, visto que sou autônoma? Muito obrigada, adorei a matéria!

    • Olá Mirelly,
      Eu estou fazendo um college na área de Legal Assistant. Eu não gosto da profissão de advogada então para mim não vale a pena investir, mas depende muito de cada, do quando você gosta. Sobre os documentos eu não tenho a menor ideia.
      Se quiser, da uma olhada no meu blog pessoal elisabrenner.com que lá tem muita coisa sobre o meu curso, talvez te ajude um pouco! Obrigada pelo comentário e pela visita!

  7. Elisa você mora em Calgary?
    Sei que aí é muito frio…
    Provavelmente passe alguns dias, no verão ai.
    Achei ótimo seu post.
    Grande abraço.

  8. Olá, Elisa.
    Adorei seu post, bem realista.

    Mas você pode me tirar um dúvida de teor pessoal? Vi que você é advogada, queria saber qual seu trabalho aí no Canadá? Porque também sou advogada, e as pessoas sempre acabam me desestimulando, falando que meu curso não vai servir em país nenhum. Queria saber um pouco da sua experiência.
    E outra coisa, aí no Canadá, se eu trabalhar como caixa de mercado, garçonete, vendedora de loja, eu consigo me manter mesmo com o custo de vida alto?

    Abraços

  9. Gostei do texto, Elisa.

    Quando se fala em países como o Canadá, costumamos pintar um céu mais azul do que o próprio Deus pintou.
    O país é muito bonito, oferece oportunidades, mas possui muitos dos problemas que estamos acostumados a enfrentar em nosso Brasil, como por exemplo: vendedores de carros desonestos, preconceito, corrupçāo, injustiças, fraudes, interferência demasiada do Estado em assuntos que nāo lhe dizem respeito, etc.
    Vale a pena arriscar, mas nada de complexo de “Alice no país das maravilhas!” Tenha bom senso, mantenha os pés no chāo e boa sorte!

    • Infelizmente essa é a real mesmo Erik Lima, tb em outros países, jeitinho corrupto realmente ñ existe as claras, mas que tem, tem sim, já vi muita coisa aqui na Suíça, os brasileiros que desejam viver uma vida honesta, estar em um país correto, ñ iríam gostar.

      • Certamente que sim. Nenhum país está completamente livre da corrupção e sempre há pessoas que se aproveitam da boa fé de outros. Mas, em países como Suíça e Canadá, essas práticas são claramente exceção e minoria. No Brasil pode-se também pensar que são minoria também, mas em proporção bem diferente. Ou seja, se na Suíça ou Canadá 1% ou menos da população se utiliza de expedientes desonestos ou “quase” desonestos (o jeitinho) para fazer negócios, no Brasil podemos ter 20% ou mais que se utilizam disso. Percebeu? Ambos são minoria, mas a do Brasil é 20 vezes (2.000%) maior. Isso faz uma enorme (na verdade, toda) diferença.

  10. Tudo o que foi dito sobre o Canadá são itens positivos, com exceção do clima, mas, pelo que sei, Vancouver tem um inverno menos rigoroso.

  11. Parabéns Elisa.comentário objetivo, direto ao assunto,amo esse país já estive em Toronto 40 dias e tenho bons amigos lá.quanto ao custo de vida?dá pra suportar com alegria. abs.

  12. Olá Elisa!

    Parabéns pelo texto!!
    Vi que vc, assim como eu, também é advogada.

    Gostaria de saber o que vc sugere para quem tem intenção de imigrar para o Canadá, mas exerve a advocacia no Brasil.
    Eu dei uma pesquisada em como validar o diploma em direito e vi que é caro e demorado.
    Vc conseguiu validar o seu ou vc mudou de atividade profissional?

    Abraço!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui