BrasileirasPeloMundo.com
Canadá Toronto

Como é morar numa casa no Canadá

Como é morar numa casa no Canadá.

Um dos meus sonhos de menina era morar numa casa. Sempre vivi em apartamento, mas na minha cabeça de criança imaginava todas as possibilidades de morar num lugar com dois andares e brincar no quintal.

Em junho de 2020 finalmente meu sonho de infância virou realidade e nos mudamos para uma “townhouse” em Aurora, uma cidadezinha de 60 mil habitantes que fica a 40 minutos do centro de Toronto.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre morar no Canadá

De cara foi uma mudança e tanto, pois estávamos saindo de um apartamento pequeno, onde já estávamos saturados com a falta de espaço e privacidade.

Mas na prática, fomos vivenciado inúmeras mudanças que podem ser novidade até para quem já estava acostumado a viver em casas no Brasil. Vou enumerar abaixo as curiosidades que mais nos chamaram atenção:

1. Tipos de casas

Primeiramente é preciso identificar os diversos tipos de moradias em casas que existem por aqui. Nós moramos numa “townhouse“, algo como as casas geminadas de vilas que existem no Brasil. Elas são coladas umas às outras, como um condomínio horizontal.

Existem casas geminadas em duas, que dividem apenas uma parede entre si e são chamadas de “semi-detached“. As “detached” são casas que ocupam sozinhas o terreno, sem dividir parede com ninguém.

Costumam ser as mais caras, também pela privacidade. Existem ainda os “bungalows“, que são aquelas que tem apenas o primeiro andar.

2. Porão

É definitivamente algo que não temos o costume no Brasil: “basement” ou porão. Praticamente toda casa tem um, o que difere é o tipo de acesso e se é finalizado ou não. A nossa tem acesso interno, logo antes da sala tem uma porta com uma escada que dá para o porão.

Ele também não é finalizado, o que significa que as paredes e chão não têm revestimento bacana. É, na verdade, um grande salão onde a gente guarda as tralhas que não usamos com frequência, onde fica a esteira e onde também fica a lavanderia.

Existem casas que tem o porão com acesso externo e nesses casos é bem comum o dono da casa alugar apenas o porão para uma outra pessoa. Porões assim são finalizados, com revestimentos, paredes e, muitas vezes, cozinha e banheiro, sendo um verdadeiro apartamento à parte, com toda infraestrutura.

3. Lixo

A gente tava super acostumado a tirar o lixo e levar na lixeira do corredor do prédio. Não víamos para onde ia e, na verdade, acho que nem pensávamos muito. Mas onde moramos o caminhão do lixo passa apenas uma vez por semana para lixo orgânico e reciclável.

O lixo tradicional se reveza a cada 15 dias com lixo de jardim, como folhas, grama etc. Com isso, a gente teve que aprender a separar de forma bem mais organizada o nosso lixo e guardá-lo na garagem em grandes containers até a data da coleta.

Leia também: Dicas para mobiliar a casa no Canadá

Na véspera, a gente coloca o lixo na calçada, para o caminhão recolher no dia seguinte. E tem que estar tudo certinho, não pode ultrapassar as quantidades estabelecidas e nem colocar lixo no lugar errado, senão o caminhão não leva!

Outra coisa curiosa, é que se a gente quiser se desfazer de algo de casa, como um móvel ou eletrodoméstico, basta deixar na calçada também que eles levam.

4. Grama

Se você tem grama na porta de casa ou no quintal, vai acabar tento que apará-la no verão diversas vezes.

Muitas cidades tem uma regulamentação sobre o assunto e não permitem que a grama ultrapasse uma determinada altura. Eu vou te contar uma coisa, aparar grama é uma trabalheira danada, e olha que a nossa é pequena, viu!?

5. Neve

Amo ver a neve caindo no janelão da sala, mas não amo ter que tirar neve da calçada. É que cada casa é responsável por retirar a neve da sua calçada e da sua entrada.

Cada cidade tem a sua regra, mas em média, temos limpar em até 12 horas após a neve cair e estamos sujeitos a multa caso não seja feito. Taí uma outra tarefa que não é fácil e demanda um esforço físico mesmo (a não ser que você tenha uma daquelas máquinas elétricas de limpar neve).

Sem contar que a gente ainda tem que acordar mais cedo para limpar antes de sair para o trabalho…

6. Quintal

A não ser que você more numa casa “detached“, é bem provável que você vá dividir o terreno do quintal com seus vizinhos, tendo apenas uma cerquinha de madeira para separar as áreas.

No nosso caso, com “townhouses“, o quintal é uma grande área na parte de trás dividido por diversas cercas e é meio que inevitável um ver o que acontece no quintal do outro.

Vira e mexe temos visitantes no nosso quintal: são gatos dos vizinhos que andam soltos durante o dia e passeiam um pouco por aqui, para loucura dos meus dois gatos, que assistem tudo pela janela (não gosto da ideia deles soltos por aí).

7. Garagem

Uma das coisas mais engraçadas por aqui é ver as garagens sem carros. É que canadenses tem o costume de usar a garagem para guardar tralhas, bicicletas, equipamentos de ginástica, coisas de oficina, tudo menos carro.

Dá para contar nos dedos quantas pessoas realmente guardam seus carros nas garagens e isso acontece, na maioria das vezes, com quem tem mais de uma vaga, pois assim aproveita parte do espaço para tralhas.

A gente tem apenas uma vaga de garagem coberta (e mais dois espaços do lado de fora). Inicialmente a nossa foi usada para guardar tranqueiras mesmo, mas com a chegada do inverno, vimos o perrengue que era tirar a neve do carro de manhã para sair.

Passamos, então as tranqueiras para o porão e colocamos o carro na garagem. Pelo menos até terminar a temporada de neve.

Queria saber de você: o que mais acha diferente entre as casas daqui e do Brasil?

Related posts

Minhas impressões sobre estudar inglês em Toronto

Grasiela Martins Vicentini

Toronto, uma cidade gay friendly

Tati Berlim

O Canadá celebra 150 anos em 2017

Priscila Carda

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação