BrasileirasPeloMundo.com
Malta

10 pontos negativos e 10 pontos positivos de Malta

10 pontos negativos e 10 pontos positivos de Malta.

Lugar perfeito não existe! Existem, sim, lugares bons para você morar, aqueles cujas qualidades são tão notáveis que você consegue conviver com os defeitos sem se importar muito com eles.

Pensando nisso, para já alertar aquelas pessoas que pensam em vir para cá, seja para passar uma temporada ou se mudar de vez, resolvi listar 10 pontos negativos e 10 pontos positivos de Malta.

10 pontos negativos de Malta:

1- Sacos de lixo pelas ruas – O caminhão de lixo passa à noite, pelo menos aqui em Sliema, onde eu moro, mas desde cedo as calçadas já ficam lotadas de sacos de lixos. É horrível porque fede e atrapalha a locomoção. Eu estou sempre com meus dois filhos para lá e para cá, e passar com o carrinho de bebê em uma calçada que já é estreita e ainda fica ocupada com lixo, é uma tarefa bem difícil.

2- Ladeiras e escadas para todos os lados – Em várias partes da ilha, de uma rua para a outra, você só consegue atravessar se subir (ou descer) escadas. O que dificulta muito a locomoção para quem usa carrinho de bebê, para idosos ou cadeirantes. Isso acontece porque Malta é muito irregular, cheia de sobes e desces. Além das escadas, você também dá de cara com as ladeiras mais íngremes que já viu na sua vida, e se você está indo para aquela direção, não tem muito como fugir.

3- Obras para todos os lados – O país está crescendo e, como não tem como crescer para os lados, ele cresce para cima. Então, em todos os cantos você vai encontrar uma obra. O ruim disso é que as casas vivem empoeiradas com o pó de construção e o barulho de obra já começa a partir das 7 horas da manhã.

4- Trânsito – A ilha é pequena mas tem um trânsito horroroso. E não estou falando somente do horário de rush (saída e entrada do trabalho). Basta uma obra no meio do caminho, uma mudança, uma rua fechada ou um acidente, que a ilha praticamente inteira já engarrafa, o que significa que para percorrer poucos quilômetros você pode levar horas. Fora quando um motorista pára para conversar com uma pessoa no meio da rua (super comum), parando o trânsito todo.

5- Serviço público – O problema do serviço público é a falta de informação. Seja para fazer o registro da carteira maltesa, para o visto, para registrar carro, no site a informação vai ser uma e pessoalmente cada funcionário vai te dar uma informação diferente e vai pedir documentos diferentes.

6- Chuva de areia – No verão é muito comum as chuvas virem carregadas de areia do deserto do Saara, ou até mesmo chover somente areia. O resultado disso é que os carros nas ruas, as varandas e tudo o que estiver do lado de fora de casa ficam salpicados de areia.

7- Não tem Consulado – Aqui na ilha há poucos consulados. Por exemplo, se você precisar do Consulado Brasileiro ou Português (além de outros), vai precisar voar até Roma para registrar um nascimento ou requerer um novo passaporte.

Leia também: custo de vida em Malta

8- O mal humor de quem está no trânsito – Motoristas de ônibus e de carros estão sempre mal humorados (por causa do trânsito) e volta e meia você vê um gritando com o outro por aí. Uma amiga casada com um maltês diz até que é regra aqui: quem gritar mais alto no trânsito, ganha!

9- Ruas e calçadas estreitas – Bem difícil de dirigir quando estou de carro e bem difícil de andar quando estou com o carrinho de bebê.

10- Poucas vagas nas ruas – Estacionar o carro não é fácil, principalmente nas áreas mais badaladas.

10 pontos positivos de Malta:

1- Saúde – A saúde pública daqui é a quinta melhor do mundo e o Mater Dei, o hospital público, é um dos hospitais modelos para países desenvolvidos. Já precisei usar os serviços do Mater Dei em duas ocasiões, e sempre fui muito bem atendida e saí muito satisfeita de lá. Mas quero falar de forma mais aprofundada… meu filho mais velho é autista, e depois de quase 1 ano morando em Malta, eu me sinto sem palavras para dizer o quanto estou satisfeita com o tratamento dele!

2- Educação – Por enquanto, só tenho como falar da educação primária. Meu filho (o autista) estuda em uma escola pública da região e nunca vi na vida escola tão maravilhosa. A escola é inclusiva de verdade! Temos reuniões a cada 3 meses com as professoras, psicólogo e diretora para discutir o caso dele, para falar do seu desenvolvimento e tentar adaptar a escola às necessidades dele. Além do ensino ser maravilhoso, o cuidado para com ele é espetacular. Ele, além do psicólogo, de 15 em 15 dias vê uma fonoaudióloga na própria escola, além de ter uma LSA (lLearn Support Assistant) que cuida somente dele. Tudo gratuito (na verdade com o dinheiro dos nossos impostos).

3- Segurança – Não tem preço poder andar nas ruas à noite sem morrer de medo de ser assaltada ou estuprada. Os malteses costumam largar os carros ligados e com a chave dentro para “dar um pulinho ali” e nada acontece. Violência aqui, praticamente só se você se meter com a máfia maltesa.

4- Clima – O verão é muito quente, mas as crianças estão sempre felizes o tempo inteiro porque chove pouco e podem aproveitar muito do lado de fora (nos parques). Mas o melhor de tudo é o inverno! Enquanto a Europa inteira está embaixo de neve, nós estamos “passando frio” com 14-16 graus.

5- Paisagem – Malta é linda, isso é indiscutível. Quem já visitou lugares como Blue Lagoon, as praia de Melieha e Gonden Bay, Popeye Village, além de muitos outros pontos espetaculares, como aqui mesmo onde eu moro (Slime a e St Julians), sabe do que eu estou falando. Malta dá um show de beleza nos países mais bonitos que eu já visitei (e já viajei muito nessa vida).

Leia também: como é morar em Malta

6- Praias – O mar é absurdamente lindo. Parece até que jogaram tinta na água de tão linda e viva que é a cor. A areia é fina e bem clara. As praias daqui não deixam a desejar em nada em relação às praias caribenhas.

7- Culinária – Pela proximidade com a Itália, a culinária tem muita influência italiana: café, pizza, sorvetes maravilhosos e muita coisa da culinária siciliana. Mas você também encontra pratos exclusivamente malteses.

8- O retorno dos impostos que se paga – A saúde pública é maravilhosa, a educação é maravilhosa, a segurança é excelente e as ruas e estradas são bem conservadas, além de não ter pedágios. Ademais não há uma carga tributária excessiva – o “imposto de renda” e o VAT (imposto sobre mercadorias e serviços) são baixos para o padrão europeu.

9- O país respira história – Por causa da localização da ilha, Malta serviu como base naval para fenícios, romanos, mouros, normandos, sicilianos, espanhóis, Cavaleiros da Ordem de São João, além de franceses e britânicos, que governaram a ilha. Mdina, Valletta, Rabat, Gozo e muitas outras cidades respiram história.

10- Excelente para conhecer pessoas de todos os cantos – Malta é multicultural e há muitos estrangeiros de tudo que é canto do mundo. Morar em Malta é conhecer sobre a cultura de diversos lugares, ouvir diversos tipos de línguas em todos os locais.

Related posts

Transporte público em Malta

Isadora Marcante

Brasileirices em Malta – Comidas, cantinhos e serviços

Thaís Cardoso

10 lugares imperdíveis em Malta

Thaís Cardoso

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação