BrasileirasPeloMundo.com
Nova Zelândia

31 curiosidades sobre a Nova Zelândia

31 curiosidades sobre a Nova Zelândia.

Cada cantinho do mundo tem suas particularidades. A Nova Zelândia como última parte do planeta a ser povoada já desperta interesse. Particularmente, já li diversas listas sobre curiosidades do país e todas são sempre bem parecidas. Após vários anos vivendo na NZ, as diferenças vão sendo absorvidas e deixam de estar em evidência no dia a dia.

Há alguns meses, recebi uma amiga que finalmente cumpriu a promessa de vir me visitar. Foi muito bacana poder mostrá-la um pouquinho da minha vida e do país que eu escolhi para viver. A visita foi interessante não só para ela, pois acabou me relembrando algumas coisas que hoje passam despercebidas. Durante a sua visita, ela acabou fazendo uma dessas famosas listas de coisas que achou curiosas durante sua estadia e os muitos passeios que fizemos.

Ao ler a lista dela, decidi dividir essa visão com as pessoas que têm interesse em saber mais sobre o país. Portanto, segue abaixo as curiosidades de uma turista na Nova Zelândia:

  • A água é potável e as pessoas a bebem diretamente da torneira.
  • Onde se vende bebida alcoólica, a água deve obrigatoriamente ser servida de graça. Mas culturalmente se oferece água gratuita em todos os cafés e restaurantes.
  • A maioria das casas e apartamentos possui carpete e é educado tirar os sapatos para entrar na residência de alguém.
  • As casas são feitas de madeira e ficam prontas em menos de 1 mês.

    Caixa da honestidade
    Caixa da honestidade
  • Cavalos usam “roupas” para proteger seus pelos do sol.
  • O sol é muito forte e é necessário usar protetor solar o tempo todo, mesmo no inverno.
  • Tem-se mais animais, vacas e ovelhas do que pessoas no país. Segundo pesquisas, a produção de etano (causada pelos gases de vacas e ovelhas) aumentam o efeito estufa.
  • Após todas as refeições, as pessoas tomam chá ou café.
  • Não se prepara o café de manhã e coloca na garrafa. Bebe-se café instantâneo, de pacote ou feito em uma plunger, uma jarra com um cilindro que empurra os grãos. Na sua maioria, a população toma o café sem açúcar.
  • Toda casa tem lava-louça, ebulidor elétrico para chá e café e torradeira.
  • A tradição do país é comer fish & chips (peixe com batata frita) às sextas-feiras, principalmente na praia.
  • No trabalho, recebe-se por hora. Portanto, tempo é literalmente dinheiro.
  • É comum comemorar a morte, ou seja, a memória da pessoa falecida. A Celebration of life é regada a muita comida, risadas e bebida à vontade. O velório é longo e pode durar até 7 dias.
  • 10% da população do país é formada por chineses.
  • Pode-se escolher o tipo de energia e a concessionária para sua casa. Se quiser, pode-se consumir apenas da concessionária que fornece energia limpa, eólica, por exemplo.
  • As pessoas personalizam placas de carro, que podem conter apenas números, apenas letras ou uma mistura das 2.
  • Tanto as cidades quanto os lugares mais remotos do país são equipados com banheiros públicos, limpos, com papel, sabonete e álcool.
  • Em vários pontos do país se encontra produtos a venda na beira de estradas, sem vendedor. Você pega o que quer, põe o dinheiro na caixinha e pega troco se precisar. Tudo na confiança. São as “honest box”.
  • Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Nova Zelândia

Lendo a lista da minha amiga, veio-me também à cabeça outras coisas que eu ainda considero interessante e bastante diferente com relação à cultura do país, mesmo após tantos anos vivendo por aqui. Decidi, então, fazer a minha própria lista e acrescentar ao texto algumas curiosidades de uma moradora da Nova Zelândia:

  • Neozelandeses comem pão (com muita manteiga) no almoço e jantar; comem apenas 1 carboidrato por refeição.
  • Queenstown é uma das cidades mais conhecidas do país. Todos pensam que é uma cidade grande, mas tem apenas 23 mil habitantes.
  • Os Kiwis, como são conhecidos os neozelandeses, se puderem, preferem trabalhos part-time, na sua maioria. Não por preguiça, mas por estilo de vida.
  • Jovens não gostam de trabalhar em fazendas. Portanto, há demanda de trabalhadores nessa área.
  • Ir para a faculdade não é uma obrigação, sendo mais importante viajar e conhecer o mundo. O que muitas vezes ocasiona falta de mão-de-obra qualificada no mercado.
  • A população idosa é super ativa. Estão sempre se reunindo em bares, em passeios, sendo também atléticos e, em sua maioria, moram em vilas para aposentados, cada um na sua casa.
  • O país é muito inclusivo. Uma pessoa com qualquer necessidade especial consegue se locomover, visitar as atrações turísticas e aproveitar o país.
  • Os esportes mais populares são o rugby e o criquet.
  • Nas notas de $5, consta o primeiro homem que escalou o Monte Everest, chamado Edmund Hillary. Ele era Kiwi, claro.
  • Apesar de ser parlamentarista, o país respeita e é fã da família real inglesa.
  • Por aqui não se tem a mesma quantidade de bichos peçonhentos como na Austrália. Na realidade, não tem nem cobra. Em compensação, as aranhas estão por toda parte e crescem facilmente até no retrovisor do carro.
  • É muito comum dividir casa. A maioria das famílias terão um estudante ou alguém diferente morando em um dos quartos. Como os filhos saem de casa cedo, novas pessoas são companhias e contribuem com a renda da casa.
  • A maioria das pessoas não liga para moda e compram o que está na promoção.
Wind Farm - Fazenda de energia Eólica
Wind Farm – Fazenda de energia eólica

Pensando melhor sobre tudo isso, realmente é notável a diferença cultural e o jeitinho de cada nacionalidade. Por mais inserido que você esteja no país onde vive, o jeito que aprendemos e crescemos será sem parte de nós. Algumas diferenças serão absorvidas enquanto outras serão respeitadas; porém, para sempre culturalmente estranhas. Cada tópico mencionado daria, certamente, outro texto. Quem sabe mais pra frente!

Related posts

Por que escolhi a Nova Zelândia para morar?

Renata Abu Chacra

Sete bons motivos para fazer trabalho voluntário na Nova Zelândia

Gabriela Nunes

Como validar a carteira de motorista na Nova Zelândia

Gabriela Nunes

4 comentários

José Carlos Abril 10, 2016 at 4:18 pm

Muito interessante! Principalmente em saber que as pessoas não frequentam faculdade, os jovens não curtem trampar em fazendas (WWOOF, aí vou eu! kkkkkkkkk’)…

Talvez seja algo positivo pra mim; ou não, já que eu pretendo ser professor de música e de história.

O principal de todos, o que eu mais gostei: “A maioria das pessoas não liga para moda e compram o que está na promoção”. Eu sempre fui assim, bem desapegado com marca, moda etc. Gostei muito disso. Ouvi dizer tbm que as pessoas saem na rua sem calçado, ás vezes até de pijama e ngm se importa.

Abraço, Rosana.

Resposta
Rosana Melo Abril 16, 2016 at 9:49 am

Oi José Carlos que bom que gostou da listinha… Vc tem razão sobre as pessoas andarem descalço. Eu esqueci dessa parte, talvez porque eu sou uma que vou ao supermercado descalço, rsrsr. Bjao e ate breve na NZ.

Resposta
Felipe Abril 18, 2016 at 12:10 am

Muito bom Rosana! Esqueceu de falar do Marmite on toast! hehe

Resposta
Rosana Melo Abril 18, 2016 at 5:19 am

Oi Felipe, acho que vou ter que escrever outro texto, porque faltou um monte de coisas… Marmite com certeza devia constar na lista de curiosidades estranhas da NZ, rsrsr. Bjao

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação