BrasileirasPeloMundo.com
Abu-Dhabi Emirados Árabes Unidos

Abu Dhabi- Chegar e partir

O momento mais temido de todos os tempos chegava a mim, que ali indefesa não podia fazer nada, apenas aceitar, relaxar e me preparar. Parece até filme de terror, mas foi quase isso o momento de dizer adeus a Abu Dhabi, local onde vivi tantos momentos maravilhosos, onde me adaptei tão bem, fui tão feliz, tão bem recebida.

3946
Pé na estrada…Inesquecível esse por do sol. Foto: arquivo pessoal

Além de todo o preparo psicológico, começava ali o processo físico e burocrático que este país entende como ninguém. Para nós  brasileiros, é um velho conhecido, comecei até a desconfiar de onde importamos esta característica.

Mal tinha me recuperado da nossa chegada… Vou voltar um pouco no tempo e contar como foi nosso começo.

Meu marido foi o responsável pela nossa ida, começamos todo o processo ainda fora dos Emirados. Todos os documentos foram traduzidos tanto para árabe quanto para inglês, por via das dúvidas. A entrada é com visto de turista, e estando no país é dada a entrada para o visto de residência.

O primeiro visto a sair é o da pessoa que vai ser empregada, depois no nosso caso, meu marido com o visto em mãos passou a ser o patrocinador do visto do resto da família. Este processo leva cerca de 30/45 dias, vale ressaltar que há várias opções de acelerar o processo, é pago e lícito, basta estar disposto.

Dica: seu visto de turista só vale por 30 dias, há opção de pagar para fazer a extensão, mas muitas famílias optam por sair do país por exemplo, irem até Omã ficam cerca de 4-5 dias para emissão do novo visto de turista e retornam aos Emirados.

Carteira de motorista: a carteira de motorista brasileira não é aceita nos Emirados Árabes, é preciso traduzi-la para árabe e voltar para a escola de trânsito, que fica na área industrial da cidade. Esse processo é o que tem mais discrepâncias; tem gente que faz apenas as aulas práticas, outros só a parte teórica, alguns fazem os dois. O critério? Ninguém sabe explicar, então prepare o ânimo, disposição e siga em frente.

ad dl copy 2
A tão sonhada e esperada carteira de motorista. Foto: arquivo pessoal

Táxi é bem barato, então você não precisa ficar isolado até receber sua nova carteira de motorista. Os taxis estão por toda parte, nos mercados, shoppings, porta das escolas….Os motoristas falam inglês, pagamento na grande maioria apenas em dinheiro. Caso você não se sinta confortável em um taxi sozinha, há os taxis dirigidos apenas por mulheres, eles têm um diferencial de serem rosa no teto. O Uber também funciona no país.

Celular:  antes do visto de permanência, apenas os pré pagos, as duas maiores empresas são a Etisalat e a Du, aliás essas duas também tem tv a cabo, telefone fixo  e internet para sua casa.

Eu só tinha telefone celular com a Etisalat, a minha provedora de internet e tv era a OSN, que tem vários planos, a grande parte dos canais são americanos, britânicos, não é possível ter a Tv Globo internacional a cabo, nos EAU a forma de assistir canais brasileiros é através de um receptor chamado vital tv.

Para comprar um carro você pode comprá-lo à vista ou financiar, para financiar é importante que parte do seu salário seja pago em dihrams no país. Dica 2: peça ao seu banco no Brasil seu extrato, leve seus impostos de renda ou qualquer documentação que possa comprovar que você tem como pagar por essa dívida. De preferência leve traduzido direto para o árabe, caso não consiga pelo menos em inglês e faça a tradução para árabe quando chegar.

Abrir conta em banco é fácil,  melhor ainda se for em bancos internacionais, onde eles se comunicam entre si e facilitam muito a sua vida. Conta aberta, peça um cartão de crédito, dê preferência para aqueles que convertem seus gastos em milhas na companhia aérea local.

No país se paga quase tudo em cartão de crédito, até a mensalidade das escolas, então são muitas milhas acumuladas.

Outra informação importante, a voltagem do país e 220V, se você sair do Brasil para os EAU e quiser levar seus eletrodomésticos não esqueça de levar conversores de voltagem.

Tudo pareceu fácil até aqui, certo? Então, não é difícil mesmo, mas como falei no começo é bem burocrático, muito documento, várias idas ao mesmo lugar porque falta documentos, mas posso garantir : você acostuma.

Para sua melhor adaptação na chegada: Dica 3: há vários grupo de mulheres que se encontram para café, almoço semanalmente. Alguns grupos: Expats Woman in Abu Dhabi, Ladies who lunch, InterNations, Brasileiros em Abu Dhabi e vários outros grupos junte-se a um e você terá a chance de dividir as suas dúvidas.

4056
Exemplo de eventos onde se é possível conhecer outras expatriadas. No meu caso, mães!! Foto: arquivo pessoal

 

Inscreva-se em um curso de árabe, neles só há estrangeiras como você.

4500
Primeira aula de árabe: alfabeto. Para mim; aula de desenho. Foto: arquivo pessoal

Se tem filhos na idade escolar, participe de atividades na escola como voluntariado, é uma grande chance de conhecer melhor a escola e outras mães.

E na hora de ir embora? Você precisa começar a tomar as providências pela menos 45 dias antes. Você só pode sair do país quando tiver todas as suas dívidas sanadas, suas contas canceladas e sempre pegue todos os comprovantes por via das dúvidas.

1808
O triste momento de dizer adeus: sua casa em caixas… Foto: arquivo pessoal

Seu visto só será cancelado quando sua situação estiver totalmente legal: carro vendido, contas no banco fechadas, sem nenhuma conta de água, luz, gás pendente, cartão de crédito pago e cancelado.

Após o cancelamento do seu visto, você tem direito de ficar ainda por 30 dias no país.

Uma dica: não conseguiu levar tudo o que gostaria? Não conseguiu vender? Há uma empresa que pega tudo o que sobrou na sua casa totalmente de graça, eles recolhem tudo, desde um copo a armários, camas e sofás, o nome é: take my junk

E para  quem me acompanhou até aqui, convido você a conhecer comigo um pouco mais a vida em Houston, no Texas, Estados Unidos.

Estarei sempre disponível para esclarecer qualquer dúvida, e a Pollyane e Juliana continuarão cuidando muito bem desse país que roubou meu coração….

Inshalah e see you soon!

Related posts

Abu Dhabi não é Dubai

Pollyane Martins

Tipos de visto para morar em Abu Dhabi

Pollyane Martins

Meu primeiro ano em Dubai

Juliana Perim

31 comentários

pollyanerezende Fevereiro 11, 2016 at 5:25 pm

Ótimo artigo, Renata querida! Além de mto informativo, dá para sentir a sua emoção ao falar de Abu Dhabi, essa cidade que vc gosta tanto! Esperamos que vc volte aqui e possamos nos encontrar para um café! Enquanto isso, ficamos ansiosas pelas suas aventuras em Houston! Beijo grande e boa sorte!

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 12:10 am

Polly linda, obrigada…. toma conta direitinho de Abu Dhabi pra mim… Se Deus quiser nos vemos em Abu Dhabi em breve ou quem sabe em algum outro canto do planeta? Beijos

Resposta
Lilian Azevedo Fevereiro 11, 2016 at 10:04 pm

Muito lindo o post !

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 12:08 am

Obrigada Lilian… foi escrito com o coração e obrigada por acompanhar o BPM. Beijos querida!!!

Resposta
Gustavo Sousa Maio 3, 2016 at 4:21 pm

Renata quero muito ir para Abu Dabhi para trabalhar e estudar, mais ainda não tenho Agência em mente e nem sei como da o pontapé inicial para realização do meu sonho, como devo proceder, quem devo procurar e o que devo tirar de documentação para não ser barrado em nada?

Resposta
Renata Salas Collazo Maio 4, 2016 at 1:00 pm

Gustavo,
Voce deve começar buscando as universidades existentes no pais para verificar se ha o curso que voce deseja.Caso voce seja aprovado para alguma delas, eles irão indicar os passos seguintes. Se a opção for procurar emprego, aconselho que acompanhar o site de empresas locais para verificar a disponibilidade de vagas. As empresas providenciam o visto. O LinkedIn também tem se mostrado uma boa ferramenta, onde voce pode acompanhar as atualizações da empresas, contatar profissionais. Como ja dito em outros comentários e preciso falar inglês ou árabe, e ter expertise em alguma area. Espero ter ajudado. Obrigada por acompanhar o BPM.

Resposta
Regina Oki Fevereiro 12, 2016 at 6:35 am

Todo expatriado precisa ter em mente que a “brincadeira sempre terá hora para acabar”, mas é difícil dizer adeus, especialmente, quando deixamos muitos amigos e levamos muitos bons momentos na memória. O bom é que, nesse processo de perdas e ganhos, aprendemos a ser camaleões e nos adaptamos (rápido ou não) a um novo lugar. Seja muito feliz no seu novo lar! Um grande abraço!

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 2:14 pm

Muito obrigada pelas carinhosas palavras Regina. E mesmo com tantas mudanças parece que o momento para o qual nunca nos preparamos é o momento d dizer adeus. Não só ao lugar, mas as pessoas.Beijos

Resposta
asaspraquetequero Fevereiro 12, 2016 at 2:23 pm

Nossa, muito interessante! Me parece ser um país muito bem organizado, apesar das burocracias que você coloca. Eu acho que eu não conseguiria viver em um país árabe! Ter que aprender esta língua…isso me parece tão surreal. Vc aprendeu? E os filhos na escola, como é isso? É um grande desafio…acho que seu artigo é muito útil para as famílias que estão por passar por isso tudo!

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 3:45 pm

Carla,
Aprender a língua é opcional já que todos falam inglês.A minha adaptação foi bem mais fácil do que eu poderia esperar, ouvimos muitas coisas do mundo árabe, mas pouco se fala da hospitalidade da população. As escolas são excelentes, todas internacionais.Foi um grande desafio para toda a família, mas amamos.Ficamos sempre muito felizes quando podemos ajudar alguém com os nossos relatos. Obrigada pela visita!

Resposta
Melissa Lima Fevereiro 12, 2016 at 2:54 pm

Não consigo pensar nesse dia, no dia de partir.
Não sei se vou, quando vou… Meu marido veio transferido pra cá, era incerta nossa estadia. Mas agora, ele mudou de empresa, está em um que nem planta no Brasil tem.
Vamos viver cada dia né? Vai saber!
Beijos Rê.

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 3:31 pm

Mel, Obrigada pela visita. A gente nunca se acostuma não é mesmo? Viver um dia de cada vez, esse é o segredo. Bjs linda!!!

Resposta
Nini Ferrari Fevereiro 12, 2016 at 2:56 pm

Que legal… deve ter sido uma experiência e tanto… Mas essa burocracia acredito que faça parte da maior parte das mudanças de país… é sempre uma nova adaptação… o importante é que você foi feliz enquanto viveu por lá!

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 12, 2016 at 3:29 pm

Obrigada Nini pela visita. Foi uma grande experiência mesmo. Saudades sempre ficam, mas o importante é guardar esses anos bem vividos e se preparar para as próximas despedidas que eu sei que virão….

Resposta
Liliane Inglez Fevereiro 12, 2016 at 4:24 pm

Que bacana, Renata! Não sabia que vc tinha morado em Abu Dhabi!! Quanto tempo ficou por lá? Adorei saber um pouquinho mais sobre a vida por lá!! Bjs

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 13, 2016 at 5:31 pm

Liliane,
Obrigada pela visita e comentário. Tenho muito história para contar de Abu Dhabi, foram felizes e poucos quase 3 anos… Agora começo uma nova fase, Houston pela segunda vez na nossa vida. Terei muito o que contar também, espero vê-la por aqui!!!
Beijos

Resposta
Juliana Fevereiro 13, 2016 at 6:35 am

Também estou dando tchau a esse pais, rumo a Houston ;). Sim, a mudança apesar de ser uma mudança feliz tem sido exaustiva. Porém, acredito que muitos exageram… É cansativo e butocratico, como seria rm qualquer lugar do mundo quando se tem que encerrar uma vida e fechar uma porta atras de nos. E lógico, quando se tem filhos a bagunça da mundança piscologicamente e fisicamente falando, se torna infinitamente maior. Deixo Dubai frpois de 10 anos, felizes e bem vividos. Sempre disse que quando a cidade nao me oferecesse o que quero pra minha vida eu procuraria outros rumos. E é bem isso, desde que formei minha familia comecei a questionar, e cheguei a decisão que esse não é o lugar que eu quero ver meus filhos crescerem. Nai vejo aqui, os valores que quero pra minha família. Por isso, sou muito feliz pela nova oportunidade em Houston. E feliz que deixo Dubai na hora certa. Boa sorte pra vice tbm, nesse recomeço.
Juliana

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 13, 2016 at 5:28 pm

Juliana,
Obrigada pro acompanhar o BPM e por deixar seu comentário. Então continuaremos a nos encontrar por aqui e dessa vez você nos acompanhando em Houston? Que grande coincidência!!! Se precisar de alguma ajuda, estou aqui. Já estou na minha segunda temporada na cidade!!!
Dei um adeus aos Emirados com muito pesar, pois o país me abraçou como poucos fizeram.E concordo com você talvez não seja o país onde eu quisesse ver minha filha maior. Desejo muito boa sorte para você e sua família em Houston. Abraços

Resposta
Juliana Fevereiro 13, 2016 at 9:07 am

Olá. Vc sabe se podemos levar o carro na mudança ???

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 13, 2016 at 5:15 pm

Juliana,
Obrigada por acompanhar o BPM e deixar seu comentário.
Você gostaria de levar seu carro para Abu Dhabi ou levar de Abu Dhabi?
Para importar para Abu Dhabi, você precisará:
Nota fiscal original do carro, se for novo .
Certificado original da origem do carro, também para carros novos.
Declaração de exportação do país o qual você está exportando o carro.
Certificado de exportação do veículo emitido pela departamento de trânsito do pais de origem do carro.
Certificado de seguro do carro.
O carro precisa também estar dentro das especificações exigidas pelo governo dos Emirados.
Além disso pagar 5% de taxas de aduana (valor do carro + 1% do seguro + custo do transporte).
Para maiores informações recomendo você consultar esse link

Para exportar um carro comprado aqui é necessário checar as regras do país que você irá.
Espero que tenha ajudado, qualquer outra dúvida estamos aqui para ajudá-la.

Resposta
Liliane Fevereiro 13, 2016 at 8:00 pm

Adorei o post, super informativo 🙂 e q sol é esse !
Beijocas
Li

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 14, 2016 at 12:31 am

Li, esse por so sol…. Como eu sinto falta….Beijos

Resposta
Gisele Prosdocimi Fevereiro 14, 2016 at 2:52 am

Oi Renata, que post interessante, pena que você teve que se mudar de um lugar que te recebeu tão bem, mas ir morar em Houston não deve ser nada mal. Então, enjoy. Beijos.

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 14, 2016 at 3:00 pm

Gisele,
a vida é cheia de surpresas, principalmente na vida de expatriados… Houston é uma cidade que eu gosto muito também tenho uma ligação eterna com a cidade onde nasceu minha filha… Malas prontas e mais aventuras estão por vir!!!

Resposta
Nidah Fawzi Fevereiro 14, 2016 at 4:26 am

Bom dia Renata. Sou do grupo Brasileiros em Abu Dabhi e gostei muito da sua matéria. É muito bom ter informações, principalmente quando não conhecemos o lugar. Meu noivo mora em Abu Dabhi e ano que vem mudarei para lá . Sou estudante de Farmácia e vi que você trabalha em um instituto do Câncer. Como é para profissionais de saúde em Abu Dabhi?!

Gostaria muito de ter algumas dicas .

Resposta
Renata Salas Collazo Fevereiro 14, 2016 at 2:59 pm

Nidah,
Obrigada por acompanhar o BPM e por deixar seu comentário. Primeiramente você precisará de um visto para entrar no país.Com o visto em mãos é importante que você chegue com todos os seus documentos traduzidos e juramentados de preferência em inglês e árabe.Quanto mais qualificação você tiver mais fácil será arrumar um emprego, pois o país atrai muitos profissionais e todos muito bem qualificados na área da saúde.Para ter a sua licença de farmacêutica validada nos EAU.Ás vezes o processo é lento e exige experiência anterior, mas não desista. Não esqueça também de levar várias cartas de recomendação. Se você fez estágio durante a graduação é muito importante comprovantes que validem esses anos. Recomendo que você leia esse link que contem informações adicionais. Boa sorte

Resposta
ROBSON Maio 2, 2016 at 12:36 am

Gostaria de saber como faço para conseguir um visto para Abu Dhabi e concorrer a um trabalho lá,
e em media quanto gastaria para ficar alguns dias por lá mais ou menos 30 dias
GRATO ROBSON ARRAIS.

Resposta
ROBSON Maio 2, 2016 at 12:42 am

só falo português e tenho uma vasta esperiência na area industrial como o pais é muito rico em petróleo
será que tenho chance e oportunidades por ai?

mais uma vez obrigado Robson Arrais.

Resposta
Renata Salas Collazo Maio 2, 2016 at 3:57 am

Robson,
Obrigada por acompanhar o blog. Irei responder aos seus dois comentários aqui. Para visitar o país, você pode tirar um visto de turista, se você viajar através da Emirates ou da Etihad é possível tirar o visto pelo site da companhia aérea. Se você voar por outra empresa pode verificar se no hotel que se hospedará se eles se responsabilizam pelo seu visto. Em relação a gastos, esses valores são muito relativos e não me sinto confortável para dizer um número para você, mas o país não é um local barato. Porém alerto que sem falar inglês ou árabe suas chances são bastante remotas. Os profissionais precisam além de qualificação ter a capacidade de se comunicar com seus superiores e colegas de trabalho, ler instruções…. Aconselho você se preparar aprendendo inglês e visitando os sites de empresas locais para verificar a necessidade de trabalhadores com as suas aptidões. Espero ter ajudado.

Resposta
Leticia Maio 16, 2016 at 3:08 pm

Oi Renata, tudo bem? Tenho uma duvidazinha..
Pretendo ir pra Abu Dhabi como comissária da Etihad. Eu posso ser patrocinadora do meu marido ou as leis de lá só permitem o contrário? Não sei como conseguir visto de residência pra ele.

Resposta
Renata Salas Collazo Maio 16, 2016 at 6:23 pm

Ola Leticia,
Obrigada por acompanhar o BPM.
Como comissária da Etihad acredito que voce possa ser a patrocinadora do visto do seu marido sem problemas,(ha varias mulheres patrocinadoras do visto da família= marido+filhos) mas aconselho voce verificar com a Etihad a documentação necessária, pois via empresa e bem mais fácil.Certamente eles tem um departamento jurídico que poderá lhe auxiliar.Boa sorte.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação