BrasileirasPeloMundo.com
Alugar/Comprar Imóvel Pelo Mundo Peru

Dicas para alugar imóveis em Lima

Alugar imóveis em Lima é teoricamente fácil, e existem algumas possibilidades de busca que facilitam encontrar o lugar que melhor se enquadre no que deseja.

Primeiro, é importante conhecer um pouco os bairros (aqui chamados de “províncias”) de Lima, para escolher em qual deles pretende morar. Os bairros mais requisitados são Miraflores, Barranco e San Isidro, são bairros bonitos e seguros, porém, o valor do aluguel é mais caro que em outras localidades, tendo uma média de 3000 soles/mês. São bairros turísticos, então é muito comum encontrar apartamentos e casas já mobiliadas e até para alugar por uma temporada apenas.

Pueblo Libre e Jesus Maria são bairros medianos, são seguros também, porém não são turísticos, algumas localidades podem não ser tão “bonitas” e nem ter muitos restaurantes e cafeterias boas por perto, mas são bons bairros para se viver, nessas regiões o aluguel tem uma média de 1500 soles.

Leia também: Como obter o documento de residência  para morar no Peru 

Cercado de Lima e Breña são bairros mais perigosos, normalmente muitas ruas são fechadas com portões durante a noite por uma questão de segurança, algumas possuem vigias que podem abrir estes portões para que as pessoas passem, e outras somente os moradores têm acesso a esta entrada, é importante ressaltar que existem algumas partes desses bairros que são mais tranquilas, e os aluguéis nessas regiões possuem uma média de 1000 soles.

Para procurar imóveis pela internet existem dois sites conhecidos que são https://urbania.pe  e https://adondevivir.com, neles é possível filtrar por localidade, preços e algumas outras características, como quantidade de quartos, vaga para carros etc.

Outra possibilidade bem utilizada por aqui é procurar pelo Market Place do Facebook e OLX, onde normalmente o contato é feito diretamente com o dono do imóvel.

As imobiliárias possuem bastante opções, mas você precisa pagar uma comissão (uma média de 100 soles por cada mês de consultoria que você desejar) e normalmente a única coisa que eles fazem é entrar em contato com os proprietários do imóvel para marcar uma visita, não fazem contrato e nem nada mais.

Nas ruas, nos postes, nos murais de supermercados e lojas há muitos anúncios de aluguel, na maioria das vezes são de casas para compartilhar, mas existem alguns de imóvel inteiro também.
E olhando pelos prédios e casas, é comum ver placas de aluga-se. Com os telefones em mãos, é só ligar ou enviar uma mensagem ao proprietário para marcar uma visita ao imóvel (no caso de não ter contratado o serviço da imobiliária).

Leia também: Coisas que não gosto em Lima 

Alguns pontos importantes para analisar no dia da visita são:

-A localidade, fuja de lugares muito próximos a avenidas movimentadas, o trânsito aqui é muito complicado e o barulho das buzinas realmente é muito incômodo.
– Veja as condições no exterior do imóvel, existem muitos relatos de incêndio, e alguns prédios e casas possuem muitos fios, um passando pelo outros, muitas vezes em mau estado.
– Principalmente nos bairros não turísticos, muitas casas não são bem “acabadas”, é muito comum ver uma casa ou prédio com fachadas bonitas e bem acabadas, porém, a lateral está só nos tijolinhos, isso não quer dizer que é uma área ruim ou perigosa, percebo que é uma “mania”, talvez por entender que ao lado será construída outra casa, acreditam não ser necessário o acabamento.
– Muitos prédios não possuem elevador, e as lojas de entrega de móveis e eletrodomésticos são autorizadas a subir pelas escadas apenas até o segundo andar (claro que se rolar uma “caixinha” ao entregador, a história muda), então tenha em mente o que está disposto a fazer.
– Pergunte se há algo mais a pagar além do aluguel e o que está incluso nos valores, pois existem imóveis que o preço do aluguel já inclui água, luz e condomínio, e em outros não. Em muitos imóveis, além destes serviços, também se pagam parcelas dos “arbítrios” que são como se fossem parcelas de IPTU.
– Observe a região, se nas proximidades há mercados, padarias e o que você desejar.
– Procure lugares próximos ao seu trabalho ou local de estudo, ou analise as condições de chegada até eles, como já mencionado, o trânsito em Lima é complicado, morar longe desses lugares pode ser bem estressante.
– Se você tem filhos ou possui animais de estimação verifique com o proprietário se é permitido (é meio absurdo, mas muitos proprietários não permitem).
– Analise a quantidade de pessoas que a casa comporta, é comum que o proprietário coloque um limite de pessoas para morar no imóvel, mesmo que pareça que caibam mais pessoas (isso acontece na maioria das vezes em apartamentos pequenos, tipo studio).

Com o local definido, é hora de assinar o contrato, leia tudo muito bem, veja as condições de devolução (se terá que pintar, por exemplo), o tempo do contrato (normalmente, fazem por 1 ano), as condições de pagamento (é comum pedirem 1 mês de pagamento adiantado e 1 mês de garantia).

Os documentos para conseguir um contrato que não seja de temporada variam de acordo com o proprietário, mas provavelmente precisará de comprovante de renda dos últimos 3 meses e cópia do seu “carnet de extranjeria”, poucas pessoas aceitam o passaporte, e infelizmente ainda há discriminação com imigrantes, então, em alguns casos, mesmo que esteja tudo certinho, só por não ser de nacionalidade peruana eles não querem alugar.

Depois de tudo assinado, é só curtir o conforto da nova casa!

Related posts

Dá para comprar casa em Buenos Aires?

Fabi Lima

O grande negócio do aluguel em Aveiro

Gabriela Monteiro

Dicas para alugar imóvel no Japão

Alessandra Ozbir

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação