As comunas escolhidas por brasileiros em Santiago

0
319
Cerro Santa Lucía - Foto: Camila Gonzalez Herrera (Banco de Imagens Sernatur)
Advertisement

As comunas escolhidas por brasileiros em Santiago.

No meu primeiro texto para o BPM, falei sobre As melhores comunas para se morar em Santiago. Destaquei as quatro primeiras colocadas no ranking realizado anualmente pela Pontifícia Universidade Católica do Chile junto com a Câmara Chilena da Construção. O texto gerou uma certa comoção porque apareciam somente bairros do setor oriente, ou seja, os mais caros da cidade. Por isso, resolvi escrever sobre as comunas escolhidas pelos brasileiros para morar em Santiago.

O critério usado, mais uma vez, foi o ranking. Além disso, pesquisei nos comentários que apareceram num post do grupo de Brasileiros no Chile numa rede social. Ali, vários compatriotas explicavam as razões pelas quais escolheram as comunas onde vivem.

Portanto, se a sua comuna não aparece aqui, deixe seu comentário. Sempre existe a possibilidade de escrever mais um artigo sobre esse assunto. Afinal, não param de chegar imigrantes em Santiago e todo mundo quer saber onde morar.

San Miguel, a grande surpresa

A comuna de San Miguel tem cerca de 107 mil habitantes e é uma das comunas escolhidas pelos brasileiros para morar. Sua posição em 5º. lugar no ranking das melhores regiões para morar junto com Providencia, Las Condes e Vitacura, surpreendeu muita gente. Menos a brasileira Vanessa Marchant que conhece o bairro há muitos anos, pois sua avó é uma antiga moradora.

Durante as férias, Vanessa e a família hospedavam-se na casa da avó e, por isso, sempre gostou do bairro. Além da memória afetiva, Vanessa escolheu San Miguel por conta do preço mais em conta do aluguel. “A gente mora num apartamento com dois quartos, banheiro, estacionamento, bodega (depósito) e pagamos $ 300 mil (pesos chilenos)”, afirma.

O segundo ponto positivo destacado por Vanessa é a localização na frente do metrô. Por conta disso, leva somente 15 minutos para chegar ao Centro. O terceiro ponto é a boa oferta de comércio, já que tem tudo por perto: mercado, feira, praça, farmácia, para citar alguns.

Vanessa recomenda San Miguel para quem vai morar em Santiago. “A gente não tem que só ficar ouvindo a opinião dos outros e, para quem está pensando em vir morar aqui, tem que fazer uma pesquisa sobre as comunas”, aconselha. “De onde começa até onde termina San Miguel, que são mais ou menos quatro estações (de metrô), eu moraria em qualquer uma”, sentencia.

Vida de bairro em Ñuñoa

Ñuñoa aparece no ranking em 7º. lugar e está entre as comunas escolhidas pelos brasileiros para morar. A goiana Aline Lima escolheu Ñuñoa por vários motivos. O primeiro é a segurança, uma das melhores da região metropolitana, na avaliação dela. “Sempre tem patrulhamento, existe um bip de bairro que você aperta, caso aconteça algo”, explica.

O segundo é a questão da mobilidade, já que há bastante segurança para transitar a pé. Além das novas linhas de metrô que ainda vão inaugurar, o bairro conta com muitas linhas. “Onde moro, em Ñuble, tem duas linhas que fazem intersecção com praticamente toda a região metropolitana”, aponta.

O terceiro ponto é a grande presença de verde, com muitas árvores e parques. Ela observa que cada quadra tem pelo menos um parquinho. Além disso, destaca o comércio de bairro que é muito bom, com feira, mercadinhos, fruteiras e os grandes mercados a, no máximo, 2km de distância.

Para quem se preocupa com as questões ambientais como Aline (ela é proprietária de uma empresa que prepara comidas saudáveis para crianças), a coleta seletiva de lixo é um item fundamental. Em Ñuñoa, o serviço é muito eficiente: “São três vezes por semana com coleta seletiva de recicláveis e três vezes por semana de lixo orgânico normal que funciona bem”, afirma.

O lazer também é importante para Aline, que tem um bebê de um ano e precisa de atividades ao ar livre. “Tem bastante lazer na rua e gratuito na municipalidade que está sempre na página e estou sempre olhando”, afirma.

Ñuñoa – Foto: Emilia de la Fuente (Banco de Imagens Sernatur)

Santiago, pertinho de tudo

A comuna de Santiago aparece em 8º. lugar no ranking e é uma das comunas escolhidas pelos brasileiros para morar. A carioca Ceres Bhavaní adora não ter que usar o transporte público para chegar ao trabalho. “Eu morei em Ñuñoa e demorava uma hora para chegar no centro da cidade de ônibus”, relembra.

Chegar sem estresse ao trabalho foi a principal motivação que a fez procurar apartamento no Centro, mas não foi só isso. “Para mim uma das melhores coisas de morar no Centro é ir andando para La Vega, um dos melhores lugares para comprar frutas e verduras”, afirma.

Leia também: Dicas para fazer compras em Santiago no Chile

Ela destaca a proximidade a lugares como o barrio Lastarria e o Parque Forestal. “O centro tem um parque verde, amplo e bonito que está do lado de um bairro excelente, com restaurantes e boa infraestrutura”, avalia.

Outro aspecto importante para Ceres são os serviços médicos para quem depende da saúde pública, como ela, que está grávida no momento. “Estou sendo muito bem atendida no meu bairro, tenho uma excelente matrona, o atendimento no horário é muito melhor do que no Brasil, não tem nem comparação”, defende.

Ceres explica que morar no Centro tem suas desvantagens. “Se você sair na rua sábado à tarde para comprar qualquer coisa, vai se estressar”, afirma. Por isso, nessa hora é indispensável ter jogo de cintura para saber em que horário sair. Principalmente, por conta da segurança, para evitar os batedores de carteira que agem rapidinho!

Maipú, entre as 25 melhores

No Índice de Calidad de Vida Urbana (ICVU) 2018, Maipú aparece em 25º. lugar. A brasileira Karina Joly optou por Maipú porque tinha cachorro e, na zona central, muitos edifícios não aceitam animais. Além disso, as casas que viu, em Providencia, eram caríssimas. “Bairros como La Florida e Maipú têm casas mais em conta para famílias grandes, ou com animais”, esclarece.

Outra vantagem é a facilidade de locomoção de ônibus, colectivos, táxis e metrô. Karina tem filhas pequenas e, por isso, valoriza estar relativamente perto do centro, com todas as opções de lazer que oferece, ao mesmo tempo em que está afastada da poluição e loucura da metrópole. Ela adora os eventos da Municipalidade e é frequentadora da biblioteca.

Na área da saúde, destaca o Hospital del Carmen pela ótima infraestrutura e atendimento, além dos consultórios médicos por todo o bairro. “Não tenho convênio médico. Sempre utilizei saúde pública e fui bem atendida”, afirma.

Outra vantagem é o abastecimento de água independente que faz com que nunca falte água como em outras comunas. Maipú tem shoppings, hipermercados e tudo o que é necessário sem ter que sair da comuna.

A segurança do bairro é boa, apesar do aumento no número de usuários de drogas. A falta de educação de alguns moradores que jogam lixo nas ruas também a incomoda.

Nenhuma comuna é perfeita, mas com essas dicas sobre as comunas escolhidas pelos brasileiros para morar, fica mais fácil escolher a sua!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.