BrasileirasPeloMundo.com
República Tcheca

As bibliotecas de Praga

As bibliotecas de Praga.
A República Tcheca, terra de Franz Kafka e Milan Kundera, é um destino excelente para quem gosta de história, cultura, música, natureza, vinhos (como eu já escrevi aqui) e… leitura. Já escrevemos aqui no BPM anteriormente sobre o quanto os tchecos são leitores assíduos e passam boa parte do tempo lendo, seja no metrô, no ônibus, no tram. Os tchecos estão sempre lendo, em qualquer lugar e a qualquer hora quando há a oportunidade.
A cultura do ler é, felizmente, muito presente neste país. O número de bibliotecas que existem na República Tcheca é realmente bem alto, chegando a haver uma biblioteca para cada 1.971 pessoas, um número bem elevado até mesmo dentro dos países da União Europeia. Em Praga, há diversas bibliotecas – algumas que já se transformaram em pontos mais turísticos (por conta do estilo arquitetônico, localização, história do local…) e, outras (a maioria delas), são bibliotecas normais onde muitas pessoas vão diariamente estudar, ler, usar os serviços oferecidos e é claro, o mais importante de tudo: pegar alguns livros emprestados para manter o sagrado hábito.
Por isso, o texto de hoje traz uma lista de 4 bibliotecas em Praga, que podem ser visitadas por qualquer pessoa que esteja a passeio pela cidade. Uma delas é turística e as outras são bibliotecas ainda em funcionamento normal ao público. Vale a pena a visita, pelo menos em uma delas, para conhecer um pouco mais deste costume tão comum entre os tchecos e tão importante na vida de todo mundo: a leitura.
 1.Strahovský klášter (Biblioteca do Monastério de Strahov) 

A biblioteca do Monastério de Strahov é impressionante e vale muito a visita de quem esteja a passeio por Praga, é um lugar bem turístico e já não funciona mais como uma biblioteca normal há bastante tempo. Apesar disso, é um local que possui uma arquitetura impressionante e bem histórica. São duas salas conectadas por corredores: a Sala de Teologia e a Sala de Filosofia. Por ser um lugar turístico, é preciso comprar ingresso pra entrar, mas não é necessário fazer uma reserva com antecedência. O preço da entrada é de aproximadamente 100 coroas tchecas (aproximadamente 15 reais), se compra na hora da visita e é preciso pagar uma taxa adicional para tirar fotos dentro. A biblioteca está aberta para visitação todos os dias de 9h – 17h (com intervalo das 12h-13h).

A Sala de Filosofia da Biblioteca do Monastério de Strahov. (Foto: arquivo pessoal)

 

A Sala de Teologia da Biblioteca do Monastério de Strahov. (Foto: arquivo pessoal)

2. Městská knihovna v Praze

Essa é a Biblioteca Municipal de Praga e fica localizada no centro histórico da cidade. É um local bastante frequentado pelos tchecos e a maioria dos livros estão em tcheco, o que dificulta um pouco para quem não entende o idioma, mas vale a pena a visita mesmo assim. Na entrada há uma obra de arte que pode ser visitada gratuitamente por qualquer pessoa e a maioria dos frequentadores estão lá, justamente, para vê-la. O nome é “Idiom”, de Matej Kren, um túnel “infinito” de livros. Para chegar, a estação de metrô mais próxima é Staroměstská (linha verde – A).

“Por dentro” do túnel de livros, a obra de arte “Idiom”, de Matej Kren na Biblioteca Municipal de Praga. (Foto: arquivo pessoal)

3. Národní technická knihovna

A Biblioteca Técnica Nacional de Praga é a maior biblioteca de livros técnicos da República Tcheca e está localizada em Praga 6, perto do campus universitário de engenharia e tecnologia. O prédio da biblioteca é super moderno e muito bonito, está sempre cheio de estudantes e está localizado em uma parte bem tranquila da cidade. Para quem tiver interesse em conhecer, é possível entrar gratuitamente com um ticket de visita temporário, válido apenas para o dia da visita. A estação de metrô mais perto é Dejvická (linha verde – A) e o ticket pode ser recolhido nas máquinas que se localizam dentro da biblioteca.

4. “Mini biblioteca” em Dejvická

Esta última biblioteca é bem diferente de tudo o que eu já tinha visto antes quando se fala em bibliotecas: na verdade, é um armário de vidro que fica no meio da rua e funciona como uma biblioteca para os moradores do bairro. Qualquer pessoa pode pegar os livros dali (que sempre está aberto, sem nenhum tipo de cadeado ou vigilância) e depois é só devolver, sem precisar registrar nada. Também é possível deixar livros de qualquer tipo e idioma para doação no local.  Para chegar, a estação de metrô mais próxima é Dejvická (linha verde – A).

Para quem busca uma atração alternativa em Praga, visitar alguma biblioteca pode ser uma boa opção. De fácil acesso e quase sempre com entrada gratuita, é uma boa oportunidade para conhecer mais este lado da cultura tcheca e ficar inspirado por ela.

Related posts

ETIAS – A nova autorização para entrar na Europa

Mel Barbieri

Dez motivos para morar em Praga

Isadora Costa

A tradicional Zabijačka na República Tcheca

Isadora Costa

1 comentário

Deivis Chiodini Outubro 11, 2016 at 10:11 am

Isadora bom dia,

Tenho lido seus posts e resolvi fazer contato. Eu e minha namorada planejamos ir para a República Tcheca em 2 anos. Somos estudantes de Direito (estaremos formados até la), mas sei que isso não ajudará muito na procura de um emprego por ai. Nosso inglês é fluente e até la teremos aprendido o Tcheco ao menos de maneira básica.
Lhe pergunto: Como é a questão de emprego para alguém como nós? E para alguém que sai daqui só com o ensino médio?
Falo em em emprego no geral, desde trabalhos mais simples até uns com boa colocação.

Obrigado e parabéns pelos ótimos artigos.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação