BrasileirasPeloMundo.com
Dubai Emirados Árabes Unidos

Como os brasileiros são vistos em Dubai?

Como os brasileiros são vistos em Dubai.

Aqui em Dubai uma das perguntas mais comuns é “de onde você é?”. Isso porque o país é composto por mais de 90% de população estrangeira, de todos os cantos do mundo.

Eu, particularmente, sempre fico curiosa tentando descobrir qual o idioma alguém está falando na rua… Tentando imaginar qual a origem daquela pessoa.

Quando estamos em grupo, num restaurante, sempre perguntam qual  língua estamos falando e então dizemos que somos brasileiros. A resposta é sempre a mesma: Um imenso sorriso e, com empolgação, soltam um “ahhh, Brazil!”. E isso é muito bom.

Algumas vezes as pessoas arriscam algum comentário, pra mostrar que conhecem um pouquinho do Brasil. Os mais comuns são: Ronaldinho, Neymar… Como de praxe, sempre alguma coisa a ver com futebol. Na época do rompimento da barragem de Brumadinho um taxista falou que tinha visto a notícia no jornal. Triste que as notícias boas como os avanços em pesquisas feitos por cientistas brasileiros não alcancem a mídia mundial. Mas isso é papo pra outro artigo.

Acredito que, pela distância, nós acabamos por ser meio que uma incógnita.

Leia também:  O Brasil visto de fora

Já me perguntaram se o Brasil fica na Europa ou nos Estados Unidos… Por aqui temos que explicar sempre que brasileiro não fala espanhol, nem escuta música latina tipo salsa.

Nos tradicionais souks (mercado árabe), os vendedores perguntam de onde somos e começam a falar em português (!). Ah, os árabes! Quanta técnica de marketing… Alguns até arriscam um samba!

Questões como a violência, corrupção, tráfico de drogas são pontos que não são tão conhecidos assim. E que bom pra nós! Quando listamos isso como o motivo que nos fez mudar de país, as pessoas se chocam. Elas não acreditam que o Rio de Janeiro seja tão violento como a gente descreve. E como eu gostaria que, de fato, não fosse.

Leia também:  Onde morar em Dubai

Eu e meu marido sempre falamos como um negócio de essência brasileira teria sucesso em Dubai. As pessoas amam a brasilidade! Aqui tem algumas churrascarias brasileiras e elas são muito frequentadas por árabes. Eles adoram o nosso churrasco – embora não tenha aquele gostinho defumado…

Para não ter uma visão tão isolada, só minha e do meu marido, resolvi abrir essa questão: Como somos vistos, enquanto brasileiros? Conversei com algumas brasileiras que moram em Dubai e elas me disseram que também tem experiências positivas.

Conversei com a Alice Seelig, que foi comissária no Brasil por 14 anos e hoje trabalha como guia turística em Dubai e Abu Dhabi. Ela se mudou para Dubai em 2014 com seu marido e filha – na época, com 5 anos. Como na maioria dos casos, uma preocupação era com a adaptação da filha, mas não tiveram nenhum grande problema. Por terem chegado em julho (um dos meses mais quentes), o calor foi um problema mas logo logo a temperatura foi amenizando e – honestamente – é aí que a gente começa a criar uma afeição pela cidade.

Achei muito bacana esse relato da Alice: “Quando a gente ouve, do Brasil, a gente tem a ideia que muçulmano era uma coisa meio intocável, como se tivesse que ter medo, ou pé atrás. E, conforme fui fazendo amigos – hoje temos muitos amigos árabes e alguns locais (emiratis), vi que o mais importante é manter o respeito entre as culturas. A minha filha tem colegas de classe de países que eu nem sabia que existiam, e isso pra mim é o mais importante: saber respeitar a cultura, o que o outro acredita, aprender novos costumes. O fato de terem muitos expatriados aqui nos Emirados torna o país muito amigável a diferentes culturas.”

Também conversei com a Julia Conti, que trabalhou por 2 anos em Dubai como modelo. Ela acredita que esta foi uma das melhores experiências de sua vida, por poder conhecer um lugar totalmente diferente do Brasil, com uma cultura quase oposta. Ela relatou que no começo foi um choque, mas acabou se apaixonando pela cultura e pelas pessoas. Ser brasileira não a trouxe dificuldade nenhuma diante ao trabalho. Também já falava inglês, o que facilitou a adaptação, pois todos por aqui falam inglês. Finalizou dizendo que se sente muito grata por ter tido a oportunidade de conhecer o mundo fora do Brasil!

Um colega do meu marido, indiano, disse que nós somos divertidos, que acreditamos em trabalho duro e diversão merecida (work hard and party harder). Ele acredita que pra gente tudo é futebol, churrasco, festas e bebidas. Somos pessoas que aproveitam o máximo que a vida tem pra oferecer, apesar de problemas como corrupção, violência no Brasil – ele disse. Finalizou dizendo que, para estrangeiros, o Brasil se resume ao Rio de Janeiro, São Paulo e à Amazônia.

Conversei também com uma ex-funcionária pública no Brasil, que se mudou para Dubai como comissária, há 8 anos, e preferiu ter sua colaboração feita de forma anônima. Ela e seu marido tiveram o primeiro filho no Brasil, pois há época a companhia aérea ainda não oferecia plano de saúde. Já no segundo bebê, em 2018, a situação mudou e ela pôde ter seu filho em Dubai – o que relatou ter sido bem melhor em termos  de infraestrutura hospitalar.

Tenho que concordar com a nossa amiga anônima, quando diz que o regime de trabalho em Dubai é bem escuso. Empregadores de trabalhos mais “braçais”, como construção civil ou até garçom, tem o costume de reter o passaporte de seus funcionários. Taxistas, por exemplo, não têm folga – é comum ouvir histórias de motoristas que dormem ao volante.

Ela finaliza dizendo que o choque de cultura, como uma coisa positiva, é muito forte. Aqui temos segurança, qualidade nas estradas, infraestrutura como um todo – coisa que, infelizmente, não vemos em grande parte do Brasil. Disse que, por ser brasileira, nunca sentiu discriminação. Mas, sim, por ser mulher. As leis aqui, baseadas no islã, são muito severas. Em tudo, temos que ter o aval do marido – eu, por exemplo, tive que levar meu marido na autoescola comigo quando fui tirar a carteira de motorista.

Reconheço que temos, sim, muitos problemas na nossa nação. Mas acredito que somos muito abençoados por termos nascido numa terra tão maravilhosa. Somos um povo amigo, hospitaleiro, rico em cultura e com uma comidinha que ó, só a gente sabe fazer! Temos que encher a boca pra falar que somos brasileiros.

Aonde quer que vá, o brasileiro é (quase) sempre bem recebido! Reconheço que por conta de algumas “manias feias” alguns de nós têm manchado a nossa reputação por aí. Mas não vai ser isso que vai desbotar o nosso verde e amarelo.

Perdoe o meu patriotismo, mas eu acredito que o Brasil é o melhor lugar do mundo!

Somos brasileiros. Somos orgulhosos por sermos brasileiros. E temos que continuar assim.

Related posts

Sendo cristã em um país muçulmano

Pollyane Martins

Gravidez e parto em Dubai

Juliana Bordião

Meu primeiro ano em Dubai

Juliana Perim

1 comentário

Claudia Novembro 20, 2019 at 10:08 am

Nossa amei os relatos, eu gostaria muito de um dia conhecer Dubai, deve ser lindo, mas amei ainda mais saber que por la ainda tenham uma boa imagem dos brasileiros, amo o Brasil não sei se conseguiria morar em outro país apesar de todos os problemas que tem por aqui, é nosso lar. Amei o blog um grande abraço!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação