BrasileirasPeloMundo.com
Carnaval Pelo MundoGrécia

Curtindo o Carnaval na Grécia

Curtindo o Carnaval na Grécia.

Inicialmente ao ver o tema desse post, você deve ter imaginado: Amanda, o Carnaval já passou, acho que você veio com um assunto um pouco atrasado. Correto? Acontece que enquanto você estiver lendo esta publicação, provavelmente estaremos nos preparativos finais ou o curtindo na avenida; pois este é mais um ano em que acontecerá em época divergente a do Brasil. E se você, que até já se idealizou passando férias nas ilhas Gregas, mas ainda não pensou em ficar na Grécia durante esta festividade, desejo que sinta-se motivado a conhecer como é essa animação no estilo grego.

Pois afinal, quando falamos em Carnaval (Karnavali em grego), muitos utilizam como referência os badalados blocos do Rio, a multidão curtindo em Salvador ou até mesmo o requintado e tradicional de Veneza, mas raramente mencionariam a Grécia como destinação; porém saiba que é em Pátras que ocorre um dos maiores da Europa e que a agitação toma conta de todo o país, com foliões bastante empolgados seja nos pequenos vilarejos ou até nas grandes cidades, do modo habitual deles.

E desde 2012, tenho a oportunidade de viver essa experiência. Algo que inicialmente chamou a minha atenção foi a possibilidade sobre os eventos acontecerem em datas diferentes da comemoração brasileira. Pois aqui a religião predominante é a Ortodoxa e nem sempre a Páscoa Ortodoxa coincide com o período da Católica, o que favorece e permite com que eu acompanhe os agitos gregos e brasileiros, juntos ou separados. E por falar nisso, é incrível o desejo que eles manifestam em conhecer o Carnaval do Brasil, quando menciono que sou brasileira, a euforia surge automaticamente e com toda razão, pois é tão enfatizado pela mídia daqui que é compreensível todo o entusiasmo deles.

Quanto aos preparativos ocorrem durante cerca de três semanas antes do primeiro domingo da Quaresma. E nesse tempo há vários eventos, como por exemplo: apresentações teatrais, formações de times para jogos educativos, muitas dinâmicas, competições divertidas, dentre elas: a caça ao tesouro, em que interditam praça e/ou algumas ruas centrais e através de dicas, grupos saem em busca do objeto escondido, bailes de máscaras, festas particulares, enfim sucessivos acontecimentos tradicionais até que chegue o “grande dia”, ou seja no domingo quando os blocos e carros alegóricos desfilam.

Como existem manifestações em toda a Grécia, Atenas, também promove algumas festividades, porém o maior evento é sediado em Pátras, no Peloponeso, considerada a “capital do Carnaval grego”, atraindo milhares de foliões e expectadores.  Em Creta, festejamos com blocos na rua, durante a tarde de sábado em Heraklion e no domingo todos seguem para a cidade do Rethymno, que promove um dos mais renomados do país e o principal de Creta, reunindo uma multidão de toda a ilha. E claro que sempre marcamos presença, pois é uma brincadeira tão saudável e segura, envolvendo um público de todas as idades, desde crianças, adolescentes, adultos e até bebês curtindo no colo dos pais – parte que eu acho uma diversão super familiar que é impossível ficar de fora.

Carnaval na Grecia

Por acontecer durante o inverno, com temperaturas oscilando entre 5°C e 20°C, conforme a localidade, as fantasias não são tão extravagantes e ousadas em termos de decotes e tamanhos. Temáticas e criativas, abordam desde personagens dos livros e filmes infantis, como: a Branca de Neve, Popeye, ídolos, tipo o Charlie Chaplin, questões da atualidade, em suma, uma mescla de estilo e diversidade.

xperiamini 097

DS C03653

Blocos do Carnaval do Rethymno

E é importante ressaltar que a animação exclusiva se concentra no domingo, pois a segunda-feira após o Carnaval é o primeiro dia da Quaresma para a Igreja Ortodoxa, marcada com atividades tranquilas e encontros de amigos e familiares para refeições e atividades ao ar livre, inclusive para soltarem pipas (papagaios).

Então, ficou imaginando o quanto deve ser diferente e especial comemorar no modo grego e em meio ao frio? Posso garantir que já estou ansiosa para curtir mais este ano e curiosa para ver as cores e criatividades das fantasias em plena avenida. Abraços e até a próxima!

Related posts

Como são os gregos no cotidiano

Amanda Fontenele

Carnaval na Finlândia

Thais Cristine

Quatro danças peruanas que você tem que conhecer

Janayna Guerra

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação