BrasileirasPeloMundo.com
Abu-Dhabi Custo de Vida Pelo Mundo Emirados Árabes Unidos

Custo de vida em Abu Dhabi – Parte I

Inúmeras são as mensagens que recebo a respeito do custo de vida em Abu Dhabi. Já comentei em outro artigo (leia aqui) que o custo de vida é alto (especialmente se comparado ao Brasil), mas as pessoas acham necessário ter alguns “exemplos” do custo de se morar aqui. Como são muitos aspectos a serem abordados, dividiremos esse assunto em dois artigos, sendo o outro publicado no próximo mês, aqui no BPM.

A moeda citada nos artigos é o Dirham, cujo símbolo é AED e, para fins de comparação grosseira, pode ser considerada como tendo o mesmo valor do Real (atualmente, a cotação corresponde a 1 AED = R$ 0,88).

Aluguel

Sem dúvida, essa é a maior despesa que temos aqui. O aluguel é pago, em quase todas as vezes, anualmente. Em resumo: antes de se mudar, você deverá pagar o aluguel referente ao próximo ano, de uma só vez – além da comissão do corretor e do depósito de segurança para a imobiliária. Esse valor costuma ser alto e perguntas do tipo “Mas é esse valor mesmo que está falando no site? Você tem certeza?” não são incomuns. Mas sim, infelizmente tenho certeza.

O aluguel de um apartamento de 2 quartos no centro da cidade é a partir de 60.000 AED, chegando até a 300.000 AED. E claro, quanto maior o apartamento, ou a casa, maior o custo, o que pode passar facilmente da cifra de milhões anualmente. Subir o valor do aluguel, de um ano para o outro, não parece ser regra. No nosso caso, por exemplo, a imobiliária conservou o mesmo valor para o próximo ano. Porém, se o proprietário do imóvel quiser aumentar o valor, não há limite para isso. Sei de situações em que o aumento foi de 40% de um ano para outro (sem aviso prévio), obrigando os inquilinos a se mudarem do apartamento.

Leia também: tipos de visto para morar em Abu Dhabi

Água e energia elétrica

Em relação às despesas como água e energia, é claro que há inúmeras variáveis a serem consideradas. Aqui em casa, pagamos, em média, 300 AED dessas duas despesas ao mês. Somos 1 casal sem filhos. Perguntei às minhas amigas qual valor elas pagam e as contas oscilaram entre 200 a 400 AED,  sendo que o que variava era se havia mais uma pessoa morando na casa, ou se receberam alguma visita nesse período.

Vale fazer uma observação aqui: a conta de energia nas “villas“, o modo como as casas são chamadas aqui, pode passar de mil dirhams mensais. Isso porque, nessas, é necessário incluir o ar condicionado como parte da conta de luz. No meu apartamento, por exemplo, o ar condicionado é central e os chuveiros não são elétricos – o que diminui o valor no final do mês. Portanto, se o seu objetivo é economizar, leve isso em consideração antes de escolher sua moradia.

Gás

Nem todo lugar é assim, mas aqui em casa pagamos a conta de gás a cada 4 meses, uma média de 140 AED. Isso vai depender do seu prédio ou condomínio.

Limpeza

Abu Dhabi é lar de muitos filipinos, indianos e africanos, que vêm para cá em busca de trabalho. Há diversos setores “comandados” por essas nacionalidades e, entre eles, está o serviço de limpeza. O meu prédio disponibiliza uma equipe de limpeza que vem até o nosso apartamento, em horário pré-agendado, para colocar a casa em ordem. As funcionárias (são sempre mulheres, as que visitam os apartamentos) são uniformizadas, identificadas por crachá e já trazem consigo todo o “aparato” necessário para a limpeza, incluindo produtos e aspirador de pó.

07d615e0
Foto: Unsplash

A limpeza não é, para os nossos exigentes padrões brasileiros, “lá essas coisas”, mas já é de grande ajuda. Os valores são: 35 AED por 1h; 65 AED por 2h; e 90 AED por 3h. Caso queira duas faxineiras, ao invés de uma, elas ficarão a metade do tempo. Eu, por exemplo, sempre contrato 2 faxineiras por 1h, pagando 65 AED por visita. Além dessas empresas dos próprios condomínios, há outras especializadas em limpeza, onde também pode-se pagar por hora. O contato é feito através dos sites ou telefones das empresas. A média de preço dessas empresas é um pouco maior, cerca de 40 AED por 1h, mas a pessoa poderá realizar qualquer tarefa dentro de casa, seja preparar refeições ou passar roupas (as do meu prédio não fazem isso). Ao contratarmos um serviço por hora, dessas maneiras que foram expostas, não temos qualquer responsabilidade trabalhista sobre as faxineiras.

Leia também: sistema de saúde em Abu Dhabi

O mesmo não ocorre caso você queira uma “maid”, ou empregada doméstica, trabalhando na sua casa todos os dias da semana. Nesse caso, o contato deverá ser feito com uma empresa que recruta filipinas (raramente são de outra nacionalidade) e o patrão será responsável pelo visto da empregada. A funcionária deverá morar na residência em que trabalha, terá direito a dias e horários de folga, passagens anuais para o país de origem, além de todos os direitos trabalhistas previstos pela legislação local. É muito comum por aqui ver casas com empregadas domésticas, ao contrário da Europa e Estados Unidos, por exemplo. O serviço é barato para os padrões de vida aqui, além de as casas serem enormes e os filhos numerosos. É proibido contratar faxineiras sem serem de empresas ou contratar por algumas horas a empregada doméstica de outra casa. A multa, nesses casos, é de até 50 mil AED. Ter uma empregada doméstica é um custo mensal entre 2 a 4 mil AED, em média, além de oferecer moradia, alimentação, plano de saúde e os custos anuais do visto.

TV, internet e telefonia

Em Abu Dhabi, esses três serviços são oferecidos, exclusivamente, pela empresa Etisalat. Em Dubai, o monopólio é da empresa Du. Os planos para o cliente são feitos de tal forma que somos compelidos a pegar o pacote com os 3 serviços, mesmo que não façamos uso de todos eles.

Aqui em casa pagamos um pacote de 380 AED mensais. Nossa internet é de 20 mb (satisfatória, apenas) e há muitos canais disponíveis na TV, mas confesso que só liguei quando instalaram e nunca mais.

Sobre a telefonia móvel, pode-se escolher entre a Etisalat ou a Du, mas praticamente todas as pessoas que conheço têm Etisalat – o preço é o mesmo, provavelmente os donos também. No plano pré-pago (o que utilizo), o custo da ligação não é alto, mas os dados são. Assino um plano onde pago 3 AED diários para uma velocidade de 150 mb, renovada a cada 24h.

No próximo artigo, falaremos sobre o custo de transportes, alimentação, saúde e muito mais. Acompanhem!

Related posts

Custo de vida em Istambul

Juliana Lima

Custo de vida em Bangkok

Dani Vidal

Como validar a licença médica para trabalhar nos Emirados

Raquel Vitorino

7 comentários

Tereza Outubro 27, 2016 at 5:27 pm

Visitei Abu Dhabi mes passado, e gostei muito da cidade.

Resposta
Pollyane Martins Outubro 27, 2016 at 8:00 pm

Que bom que gostou, Tereza! Espero que possa voltar, então. Obrigada pela visita e pelo comentário.

Resposta
Larissa Outubro 28, 2016 at 10:08 pm

Eu e meu namorado adoramos o artigo! Foi bem esclarecedor!

Resposta
Pollyane Martins Novembro 5, 2016 at 2:12 pm

Que bom que gostaram, Larissa! Volte sempre para acompanhar os artigos de Abu Dhabi no BPM! Beijo grande e obrigada pela visita e pelo comentário.

Resposta
Renata Salas Collazo Outubro 29, 2016 at 12:19 am

Polly,
como sempre muito lúcidos os seus textos. Todo sonho tem seu preço e em Abu Dhabi sabemos bem disso kkkk
Mas a saudade é grande….
Parabéns!!!
Beijos

Resposta
Pollyane Martins Novembro 5, 2016 at 2:11 pm

Oi querida, muito obrigada pelo comentário! Realmente, tudo tem seu preço, mas pelo menos sabemos que qualidade de vida aqui não falta. Beijo grande!

Resposta
Brasileiras pelo Mundo - Abu Dhabi: 10 motivos para pensar duas vezes - Diário de Polly Julho 3, 2017 at 1:24 pm

[…] especialmente quando comparamos com o Brasil. Já temos dois artigos específicos sobre o assunto, aqui e aqui. De acordo com o site Expatistan, que compara custos de vida em cidades pelo mundo, a cidade […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação