BrasileirasPeloMundo.com
Chile Curiosidades Pelo Mundo

Dez curiosas invenções chilenas que você nem conhecia

Dez curiosas invenções chilenas que você nem conhecia.

O que você pensa quando ouve falar do Chile? Vinhos? Cordilheira? Terremoto? Pois fique sabendo que os chilenos também têm grandes contribuições para a ciência e a tecnologia. Invenções que ajudam a melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas em diversas partes do mundo. Talvez você conheça alguma delas e outras você certamente nunca ouviu falar. Selecionei dez invenções chilenas que vão te surpreender seja pela criatividade, pelo uso ou pela engenhosidade desses talentosos inventores!

Atrapanieblas (apanhador de névoa)

A primeira vez que ouvi falar de uma invenção chilena foi quando vi uma reportagem na televisão sobre os apanhadores de névoa, por conta do trabalho do físico da Universidad do Chile, Carlos Espinosa. Ele patenteou um dispositivo que consegue captar água da névoa. O mais legal desse cara é que ele decidiu doar o atrapanieblas para a Universidad Católica do Norte que acabou ampliando e difundindo o projeto com ajuda da Unesco em regiões secas como o deserto de Atacama no Chile e em áreas áridas de países como Israel, Equador, Guatemala, Peru, Nepal, no continente africano e em Tenerife, na Espanha.

Bestia cibernética (Monstro cibertnético)

O nome pode assustar, mas esse monstro na verdade é a salvação para muitas crianças. O responsável por esse invento é um chileno radicado nos Estados Unidos. Jorge Zúñiga é doutor em Fisiologia e Biomecânica Humana na Universidad de Nebraska-Lincoln e profesor do Departamento de Ciências do Exercício e Profissionais da Saúde na Universidade de Creighton. Zuñiga criou uma mão biomecânica para crianças elaborada em impressão 3D de baixo custo. Ao invés de ficar milionário com essa criação, ele decidiu disponibilizar os planos na internet para que qualquer pessoa possa fazer download do seu projeto. Um verdadeiro gênio!

Jorge Zuñiga – Foto: Divulgação Boa Technology Inc

Wilefko

Aqui no Chile é muito comum o uso da língua Mapudungún, o idioma dos Mapuche (povo originário chileno) para nomear lugares, pessoas e coisas. Desse idioma vem a palavra Wilefko que significa “Brilho de Água” e vem a ser o nome escolhido para um sistema que usa a força das ondas para gerar eletricidade. Essa é uma tecnologia limpa, patenteada em 2014 e que não contamina, nem gera dejetos tóxicos ao meio ambiente. Uma grande invenção desenvolvida por uma equipe de profissionais coordenada pelo chileno Eduardo Egaña.

Leia também: custo de vida no Chile

Taote

Outra invenção batizada com um nome em homenagem aos povos originários do Chile é o Taote, um aparelho de ecografia portátil de baixo custo, criado com a missão de levar a medicina especializada até os médicos que trabalham em lugares remotos do país. Taote no idioma rapa nui significa médico e nasceu da ideia do radiologista John MacKinnon que apostou no projeto do engenheiro civil chileno Efe Vader Johnson. A empresa MacKinnon & Asociados junto com um grupo de investigadores da Universidad de Chile lançou o aparelho no mercado depois de cinco anos de pesquisas.

Bomba de racimo

Entre tantas invenções boas, os chilenos também têm coisas ruins para mostrar. Fato! Prova disso é a Bomba de racimo, também conhecida como bomba Clúster. É uma bomba lançada por aviões que, em determinadas alturas, é ativada e se abre soltando munição de vários tipos e de alto poder explosivo. Onde soltam essa bomba, a destruição é certa e faz um tremendo estrago! Seu criador é o químico chileno Carlos Cardoen, que produziu 12 milhões dessas bombas na década de 70 até os anos 90. É uma munição muito usada pelos exércitos mundo afora.

Intensidad Sísmica Instrumental

Só podia ser um chileno o criador desta tecnologia. O engenheiro civil Arturo Arias desenvolveu um parâmetro que serve para determinar o risco sísmico de uma área. A Intensidad Sismica Instrumental ou Intensidad de Arias é usada por engenheiros para determinar os danos provocados por um terremoto em estruturas e edifícios. Essa grande descoberta foi o que permitiu ao Chile estabelecer normas de segurança antissísmicas super eficientes, como se observou nos últimos grandes terremotos.

Vacina contra a Hepatite B

O bioquímico chileno Pablo Valenzuela, diretor da Chiron Corporation, desenvolveu vacinas usando DNA recombinante, em 1986. A vacina é usada para a prevenção de infecção por hepatite B. As vacinas de DNA recombinado consistem em proteínas produzidas por cultivos de leveduras geneticamente modificadas. A hepatite B é uma doença que causa graves danos ao fígado.

Prey (software)

Em inglês, a palavra prey pode ser traduzida como a “presa” de um predador. No Chile, esse é o nome de um serviço web grátis para rastrear notebooks, tablets e celulares desenvolvido pelo chileno Tomás Pollak e sua empresa Fork Ltd. A aplicação ajuda na recuperação dos dispositivos rastreando a localização por meio da recuperação remota de informação. Eu já instalei no meu tablet, mas até hoje não precisei usar! Ainda bem!

Leia também: como tirar de motorista no Chile

Anticoncepcional subcutâneo

Se você conhece alguém que usa esse método contraceptivo, saiba que essa é uma invenção de um cientista norte-americano (Shedon Seagal) junto com o chileno Horacio Croxatto. É um método de contracepção hormonal composto por uma pequena haste colocada sob a pele do braço, oferecendo proteção contraceptiva num período de três a cinco anos. Depois desse período, o médico deve remover o implante. Vários laboratórios produzem esse anticoncepcional.

Ovejero magallánico

Esse cachorrinho é para fechar a lista de invenções chilenas com muita fofura! A história do Ovejero Magallánico começa lá no final do século XIX, quando os criadores de ovelhas chegaram à Patagônia chilena e precisavam da ajuda dos cachorros. Ao longo dos anos, cães de determinadas raças foram importados para essa tarefa. Esse animais acabaram cruzando com outros especificamente com o objetivo de desenvolver uma raça para o pastoreio de ovelhas, que fossem resistentes às condições climáticas da Patagônia. A Comissão de Raças Emergentes do Kennel Club do Chile está reunindo as evidências para atender aos requisitos da Federação Canina Internacional (FCI) e certificar a raça como endêmica do Chile, para que o Ovejero Magallánico seja reconhecido internacionalmente e possa participar de exposições.

Parece que os chilenos são realmente bem criativos! Seja pelo bem da humanidade, ou simplesmente para adaptar-se ao meio, vencendo as barreiras da natureza, as invenções nascidas no Chile ganharam seu lugar de destaque na história.

Related posts

Cinco curiosidades sobre Valência

Thais Maciel Gomes

Brasil e El Salvador um amor embalado pela Bossa Nova

Paula Tavares Vigilato

Três fatos desconhecidos sobre Singapura

Patti Neves

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação