Dez motivos para morar na Itália

74
11153
Advertisement

Nem sempre é necessário numerar motivos para se fazer uma coisa, bem como encontrar razões para se morar em uma cidade ou país. Porém, parar para pensar o porquê pode ser interessante.

Estou há 4 anos aqui. Morei no Norte (Milão), e agora estou em Roma (centro-sul da Itália), e acho que é tempo suficiente para fazer uma “listinha”.

Portanto, aqui vão pelo menos 10 razões para se morar na Itália, em uma ordem aleatória:

1ª – Culinária italiana

Secondo me, uma fortíssima razão para morar na Itália, sem dúvida, é a culinária!! (Gulosa!!! rs! Escrevi sobre isso no post anterior, “Comer, Comer, Comer”, clique aqui para ler).

Não é só a pizza, as massas  ou os risotos, mas também os ingredientes e tudo o mais (azeite, vinagre, queijos, presuntos, salames, leite, iogurte, os temperos, as hortaliças, verduras e frutas de cada época, huuuuuuummmmm).

E os vinhos!

Ah e claro! Os sorvetes!!!

Ôh Dio! Só gostosuras! E como custa pouco comer bem por aqui! Difícil é manter o peso ideal.

2ª – Baixa desigualdade social.

Salários justos, preços justos, a maioria consegue viver bem com um salário mínimo. E a maioria ganha dentro de uma mesma faixa de salário.

Se consegue comer bem, ter moradia, carro, saúde e educação e ainda viajar nas férias (a crise afetou um pouco isso, mas quem tem um emprego continua vivendo bem).

3º – O clima, mais precisamente, a percepção da passagem de todas as estações do ano (claro, vai depender de onde morar também).

Os tons avermelhados do outono, a diversidade de cores na primavera, o calor do verão, a neve do inverno.

 4º – A geografia do país.

Montanhas, planícies, vales, colinas, rios, lagos e  praias. Se tem de tudo em uma área pequena.

Boa parte da Itália é reserva natural. Além de ser muito valorizado o lazer, como praças e parques.

5ª – Tanta história!

A Itália tem muita história pra contar. Império romano, etruscos, e muito mais. A cada esquina nos deparamos com um pedaço da história. E isso é muito valorizado aqui. A Itália tem muita coisa que é patrimônio da humanidade.

6ª – Acesso à Educação

Toda criança tem direito à escola. E os pais são obrigados a matricular os filhos em idade escolar, com risco a multas e outras penas se não o fizerem (sim é verdade!). Crianças faltar muito sem justificativa também é um problema, os pais podem pagar multa.Toda criança (até 15 anos) tem direito e obrigação de estudar por 8 anos. As escolas são públicas e de qualidade.

 7ª – Saúde pública

Todo cidadão que vive regularmente no país tem direito a um médico de base, gratuito. É o médico de família, aquele que procuramos quando não nos sentimos bem ou temos algum problema. Consultas ilimitadas e sem filas. No caso de precisar de uma consulta com especialista ele faz o encaminhamento e para a consulta deste se paga um ticket, que tem o valor máximo de 36 euros (algumas situações se há isenção, no caso de desemprego e doença crônica por exemplo). A eficiência da saúde italiana pode variar de região pra região. Milão funciona muito melhor do que Roma por exemplo, no tempo de espera para uma consulta com um especialista. Mas numa forma geral funciona bem.

 8ª – Parto normal/natural é prioridade.

Poderia entrar no item saúde, mas decidi colocar uma razão à parte. Ao contrário do Brasil, o parto normal e natural são prioridades. Cesárea só em emergência, em caso de risco para mãe e bebê. E isso é maravilhoso! Sou contra a cesárea e esse “mercado” de médicos que só querem fazer a cirurgia. Não há nada mais natural do que o parto normal, e deve sempre ser priorizado.

Além do que, por aqui, todo o pré natal e exames para as mulheres grávidas são gratuitos, sem tickets, sem taxas.  O governo ainda dá uma ajuda de custo de 800 euros para quem optar ter o filho em casa, para isso, um médico é disponibilizado para a assistência total à mamãe em casa (o que custa em média 2000 euros), e isso está acontecendo cada vez mais. Eu adoraria! A mãe ainda recebe uma bolsa maternidade, no valor de 1500 euros para ajuda com os gastos iniciais com o bebê. E os benefícios não param por aí!

9ª – Segurança!

Temos segurança. Para andar na rua, em casa, falar ao celular ou abrir a carteira em público. Claro, alguns lugar menos, outros mais, mas comparando-se à maioria das cidades brasileiras, se tem muito mais segurança.

10ª – Qualidade de vida!

Que no fim é reflexo da soma de todas as razões,  não é mesmo?  Precisaria citar mais alguma???

As 10 razões para não morar na Itália? Hum…  Talvez fique pra um próximo post!

Arrivederci!

74 Comentários

  1. Acabei de me mudar para Italia e estou adorando,Carla!Incluo na sua lista a valorização do relacionamento interpessoal,como eles prezam a família e a amizade.Mesmo que no inicio,pra nós brasileiros,eles pareçam “frios”.Depois de um tempo “se soltam” e aí acredito que ganhamos um amigo verdadeiro.Outro comentário que faço é que acho bárbaro que a educação e a saúde são universais para todos,legalmente ou não no país,incluindo o pré natal.Un abbraccio 🙂

    • Oi Marina. Os itens que citou não concordo muito. Depende muito de onde vc está também. Família sim, mas em relação à amizade são muito estranhos. Educação e saúde universal para todos tbm não é 100% verdade, vi muitas diferenças daqui de Roma e Milão, no Norte. Quanto mais pobre a região, mais escasso é o acesso à saúde e educação de qualidade. Quem sabe comento isso numa próxima publicação. Obrigada por comentar. Tudo de bom pra vc na Itália. baci

      • Oi,estou em Firenze.Achei a amizade forte considerando o círculo de amigos do meu namorado,que é italiano,mas eu mesma ainda não fiz nenhuma amizade aqui.E quanto a saúde,ouvi de um brasileiro que mora aqui com a família, que sua mulher tem feito mensalmente todo pre natal e sua filha sempre freqüentou a escola.Aguardarei seus próximos textos.Obrigada!

        • ah Entao, aos poucos vai perceber que nem todo lugar é igual. Por isso escrevi numa forma geral sobre estudos e saúde. Como falei sobre a maternidade aqui, sim, todo o pré-natal é feito tranquilamente, algumas regioes de uma forma melhor, outras menos, mas é feito. A presto! Ciao

        • Olá Marina!
          Vi você comentar que mora em Firenze. Está há quanto tempo morando aí?
          Tenho planejado me mudar de mala e cuia para a Itália, e Firenze é uns dos lugares que mais me atraem.
          Será que você poderia me passar seu contato? Gostaria muito de conversar com alguém que já mora nesta belíssima cidade!

          Bacci.

  2. Adorei o texto. Minha filha é casada com italiano e tem duas crianças. Tudo o que vc diz é verdade! Vou todos os anos visitá-los e espero em breve estar morando aí tb.

  3. Carla, gostei muito do texto. Ha muitos anos passei, por razoes profissionais, 2 meses na Italia. Voltei outras vezes a passeio e para mim, de todos os paises que morei, Italia sempre foi o que mais me impactou. Historia, comida, musica, moda, cenario, pessoas lindas, valorizacao da familia, amor pelas criancas, … enfim, nao tenho descendencia alguma, mas meu coracao e’ italiano!. baci xxx

  4. Ciao Carla
    Adorei o texto, realmente na Itália a comida é levado muito a sério.
    Sou casada com um Italiano (mas moro no Brasil) e vejo no dia-a-dia. E ele nem é um dos mais exigentes. Secondo me, é uma coisa cultural, passado de geração a geração.
    Quanto a saúde acho um tema polêmico, ano passado minha sobrinha, de férias com a gente, sofreu um acidente e ficou internada 5 dias passando também por uma cirurgia ortopédica. Fomos muito bem tratados (tinhamos seguro saúde, mas de qq forma brasileiros com o CDMA tem direito a atendimento na Itália), o hospital em Rimini era muito bom e os médicos muito solícitos.
    Só que tem um porém, essa questão do médico de família acho um tanto ruim. Meu marido também acha e hoje aqui no Brasil, (claro com um plano de saúde) descobriu doenças que sequer poderia imagina e que de fato não descobriria na Itália. Essa questão de primeiro você passar por um médico antes de ser encaminhado para um especialista dificulta muito pois nem sempre eles acham que você precisa. E se isso acontecer já passou um bom tempo.
    Acho que nesse sentido as coisas poderiam ser mais fáceis. Claro, não se pode comparar com nosso SUS (apesar que algumas UPA’s tem funcionado direitinho).
    No mais a Itália é um pais encantador! Impossível não amar!

    Bjs
    Dani Bispo

    Comer e Cocar e Só Comecar

    • Oi Dani, obrigada pelo seu comentário. Que bom que gostou! Então, a questão de fazer exames de rotina, controlar a saúde para mim independe de ter um medico de familia na Italia ou um plano de saúde no Brasil. Pois sempre deve partir da pessoa, a consciência em se querer ter a saúde maiormente controlada, tipo por exame de sangue anual. Aqui tudo o que vc pedir pro medico de familia ele vai encaminhar. No Brasil, vc querendo, tendo plano de saúde, vai e passa direto no especialista, é a mesma coisa. O problema é que muita gente espera aparecer um sintoma grave pra fazer exames que deveriam ser de rotina. Baci

  5. Texto muito bom. Eu passei dois meses (nao seguidos) em Firenze em casa de família italiana e acompanhei o dia a dia.Eu AMO Firenze! 😉 Mas tenho uma dúvida (que é geral para a Itália); por quanto tempo posso permanecer no país com visto de turista? Eu pensei em 90 dias mas estes dias li sobre o tratado de shengen.e fiquei confusa. Voce pode esclarecer por favor? Pois pretendo retornar e ficar mais tempo na itália. Grazie

  6. O teu ponto de vista e muito bonito em quanto positivo, mais infelismente nao é bem assim!! A Italia è um pais de velhos com preconceitos e o pior com leis arcaicas. Sobre o parto natural nada e repito nenhuma escolha pessoal pode ser impostada ou obrigada, se uma pessoa decide fazer cesaria tem que ter o direito!! E ja ouvi muitas historias tristes sobre partos e outras,, eu moro aqui a 13 anos amo a Italia mais se eu dovesse operar com certeza nao o faria aqui..!!! Eu conheço muitas Razoes para morar na Italia mais outras e mais para nao morar!! Nao nao acredito que se possa comparar Italia com Brasil, seria como comparar Italia con alemanna!!!

    • Vanil, o post é sobre os 10 bons motivos pra morar. Posso um dia falar sobre os motivos pra não morar. Quanto ao parto não foi falado que é obrigatorio o natural, mas que é prioridade, diferentemente do Brasil. E também não usei comparações com o Brasil, afinal, não dá!

      • Bravo, Carla! É lamentável que muitos não saibam ler ou não entendam o que leem, um problema, aliás, citado em todas as pesquisas internacionais sobre o desempenho dos estudantes brasileiros (que, obviamente, deixam a escola com essas deficiências, carregando-as para toda a vida). Isso sem falar que adoram procurar defeitos nos outros como que para justificar suas próprias mazelas crônicas e patentes. Parabéns pelo post.

  7. que cosa devo dire, Italia Bella Italia! Me piace moltissimo Carla Ferreira adorei o texto, e tenho o mesmo problema de comer comer e comer quando estou ai! e adoro o senso de humor italiano também! tutti birichini baci Bella!

  8. Carla, que legal o seu post! Acho q só quem vive fora do país natal percebe todas essas diferenças, né?! Eu moro em Roma há 4 anos e amo esse lugar! Vim estudar e acabei casando! Rsrs só uma coisa: Vc disse a Ilma que ela precisa ficar 90 Dias fora da Italia para voltar, mas não é mais assim! Agora a lei diz que são 90 dias dentro do ano solare. Minha intenção não é te corrigir nem ser polemica! Passei por esse problema antes do meu casamento e o advogado me informou dessa alteração na lei. Então achei que poderia ser util dividir com vc!
    Baci

    • sou contra a imposição da cesárea, deve ser uma escolha da mulher. Cesárea é uma cirurgia, que envolve muitos riscos. Normal é normal, somos naturalmente prontas pra parir naturalmente, mas a classe médica brasileira fatura mais com a cesárea e impõe a cirurgia em troca de medo e mentiras quanto ao parto normal.

  9. Olá Carla, muito interessante seu post, estou indo em 2016 morar na Itália, este ano estarei terminando meu processo de dupla cidadania, gostaria de entender um pouco da crise econômica, afeta toas as áreas, ou tem alguma que possibilita eu chegar e conseguir algum emprego, pretendo morar em Torino, Milano ou Venezia, obrigado.

    • Olá, então, afeta sim todas as áreas em geral. Está muito difícil mesmo. Conheço gente que veio do Brasil com recursos pra se virar por 1 ano e nesse período não conseguiu nada de concreto e foi embora.. Não está fácil. Recomendo que pesquise antes, venha passar um mês ou dois pra ver como estão as coisas de repente, mas de mala e cuia não é o momento. Boa sorte.

  10. UM SONHO,UMA VIDA..PEÇO A DEUS PRA QUE DE TUDO CERTO E IREI CONHECER A ITALIA COM MINHA FAMILIA…FICO TAO FELIZ DE VER PESSOAS FELIZES E REALIZADAS….E MUITO GRATIFICANTE……….

  11. Olá, muito legal seu post, vivi por 14 anos a Verona, voltei ao Brasil pela crise, aguardo seu post sobre a crise (realidade seja p os estrangeiros q para os italianos).qto ao salário mínimo que se consiga viver dignamente, vc sabe que não è realidade 980,00 euro não se faz nda è a pensao (aposentadoria ) 530,00 euro…Em relação à hospitais, talvez em cidades menores realmente funcione, mas em grandes cidades não..! Mas muito interessante, casa um tem um ponto de vista, e mais anos vc passa aí percebe que nem tdo são rosas, e como dizem :tutto paese è mondo!

    • Obrigada. Cada um tem um ponto de vista de acordo com as experiências que passou, lugares em que viveu, etc. Já escrevi sobre a crise, neste blog e no meu pessoal tambem. Dê uma procuradinha. E, è verdade, “tutto il mondo è paese!”.

  12. Uhhhmmm, olha a Itália é dividida em duas: um Norte rico e cabeça aberta e um Sul pobre e atrasado. Eu moro em Roma e acho a cidade imunda invadida de lixo e coco de cachorro e também que não tem a violência do Brasil ultimamente tao roubando até pirulito de criança.

    Eu amo o Norte da Itália especialmente o Trentino Alto Adige e l’Emilia Romagna, não gosto do sul porque a mentalidade deles é muito fechada.

    Salario e emprego aqui ta péssimo e hospital depende, no Norte ta um pouco melhor, no Sul ta ruim mesmo.

    • eu diria que é dividida em muito mais do que duas… O norte não é tão cabeça aberta assim, depende muito de onde e das origens, pessoas de cidades pequenas não são tão abertos assim. O que muda muito é a educação. A educação o norte é muito melhor, muito mais avançada no sentido de globalizado. Sul é atrasado no sentido de educação.. São mal educados, tipo “jacu do mato” mesmo. Roma sempre teve roubos, principalmente na área turística, toda grande cidade tem esse problema. Mas concordo que aumentou nos últimos tempos. Obrigada por comentar. Ciao

  13. Legal! Gostei do post. Sou nova por aqui. Não conheço a Itália, mas sonho em conhecer o sul italiano, que dizem ser lindo, o que me deixa com ainda mais vontade de conhecer, lógico! Rsrsrs e vc sabe alguma coisa sobre a Indonésia, mais especificamente outras partes que NÃO sejam Bali ou Jacarta? 😀

  14. O pequeno é médio empreendedor, tem facilidades para começar um negócio próprio ? Sendo estrangeiros as dificuldades são muito maiores ?

  15. Olá, peço desculpa pelo meu portugues!! Agora acho bom que um italiano (Trentino A.A.) que mora no Brasil (Curitiba) fale um pouquinho!! 🙂 Morando em Curitiba descobri varios defeitos que a Italia tem e nunca prestei atenção mas, ao mesmo tempo, descobri quantas coisas boas tem por ali e nunca prestei atencao, nunca valorizei porque nasci com tudo isso.
    Como voces falaram os hospitais nao todos sao bons mas…. nunca vi coisas que vi, infelizmente, aqui em Crtb.
    Questão segurança: Milano, Roma, Napoli e todas as grandes cidades sao meio perigosas, na Italia como in qualquer outro pais do mundo, mas ninguém te mata para 50 euro ou nibguem acaba tirando com pistola porque voce nao parou em um assalto e fugiu….
    Como ultima coisa, mas muito importante, é a desigualdade social. Muito muito muito triste. Empregadas que trabalham de cabeça pra baixo, garçons no restaurante que te olham estranho se voce está muito chic e percebem que é estrangeiro; já briguei com algumas pessoas porque falei sobre os garis e de como sao emarginados e ganham nada, mesma coisa dos pedreiros, meu Deus, todo mundo que olha pra mim de cara shockada. Já briguei também para defender a igualdade social e varios amigos/conhecidos que falaram “eu ganho isso porque estudei para ser medico”!!! Cazzo!… se voce estudou medicina è só porque teve sorte, muita sorte, de ter nascido em uma familia que te permitiu isso! Mas se nao mudamos de conceito daqui a 100 anos o Brasil estará no mesmo nivel de padrão/escravo!
    O Brasil tem muitas coisas maravilhosas mas nao valorizada!
    Os bancos que mandam na vida da gente, politicos que nao fazem nada (roubam na Italia também, mas algumas coisas fazem), os bens que custam 2 ou 3 vezes do que no exterior, impostos de importação absurdos que deixam as empresas nacionais sem medo da concorrência que, de fato, nao existe (como preços e como qualidade dos produtos).
    Tem muitas outras coisas pra falar, mas estou cansado e nao quero cansar voces também 🙂 !!
    Il Brasile e l’Italia sono Paesi bellissimi, ognuno con i propri pregi e difetti; dovrebbero scambiarsi le reciproche esperienze per migliorare insieme, diventerebbero Paesi fantastici.
    Un saluto da un cuore trentino a Curitiba!
    Beijos

  16. Jorge – Aposentado
    Brasileiro, casado com ítalo-brasileira, à procura de cidade de médio porte para fins de estudar o idioma e viver por cera de 1 ano com recursos próprios.
    Gostaria de receber de algu´ém com conhecimento de causa uma indicação que nos possibilitasse viver dignamente, sem necessidade de supérfluo, com previsão de gasto mensal em torno de 2.000 Euros.

    Antecipadamente agradeço a “DICA”.

  17. Nossa, Que arquivo maravilhoso Carla ! Deslumbrante sua forma de falar sobre a cultura, culinária, direitos etc.. É maravilhoso ! Já amo a Itália, passei amar mais ! *–*

  18. Pretendo ir passar uma temporada na Itália, vou entrar como turista e pretendo tirar o permesso di soggiorno e morar lá, minha dúvida é: entrando como turista posso solicitar o Permesso? Vale aquele prazo dos 8 dias após a chegada?

  19. Olá! Eu tenho interesse de residir na Itália com minha família, meu pai é idoso aposentado e minha mãe é empresária. Eu sou fisioterapeuta. Saberia me dizer como devo proceder? Somos descendentes de italianos, como posso conseguir cidadania?

    Adorei as dicas. Muito obrigada.

  20. Oi Carla, parabens, todos os seus artigos são realmente muito interessantes. Um esclarecimento pequenino A obrigação de estudar é ate os 16 anos, então são 10 anos obrigatorios desde o primeiro grau da escola primaria, que começa a 6 anos.

  21. Ola jente eu sou um Italiano Casado felizemente com Brasileira, que mora no Brasil faz 3 Anos …e me acredite eu aprendi so de longe que a Italia e um dos Paises mai lindos do mundo…e nao vejo a ora de voltar para la…..comer um sorvete de verdade…comer uma pizza de verdade e nao gastar 40 reais….e eu acho o Brasil muito lindo natureza muito boa…mas o governo nao faz nada para valorizar todo isso….se voçe ganhar um salario minimo na italia se vive com dignidade …aqui nao ….realmente uma familha de 3 pessoas tem que ganhar 4.000 mil reais para viver com dignidade, na italia uma familha de 3 pessoas pode ganhar 1.000.00 euros e pagar o aluguel ainda!!!! essa e a diferença …que crisi o nao na italia se vive sempre melhor….para nao falar dos lugares lindos que tem la….

    • Boa tarde Rosário! Tenho vontade de visitar a Itália, e morar tbm! Tenho esposa e três filhos! Um de 7 anos e gêmeos de 4 anos! Todos homens! O que vc poderia me ajudar de Idea, sobre morar na Itália? Sou do rio de Janeiro, e estou muito desanimado com o rio e Brasil como um todo! Minha profissão aqui é motorista, e tenho um táxi! Como li nos comentários, escola na Itália não seria problemas, pois penso muito na educação dos meus filhos! E aqui no Brasil, esse serviço público, está cada vez mais difícil! Com o táxi aqui no Brasil, penso que poderia me dar uma renda para ajudar, se caso fosse morar fora por exemplo! Desculpe o testo grande… e já te agradeço pela atenção

    • Sou fã da verdadeira pizza (a italiana), com massa de verdade, e não massa do tipo “folha de papel”, tão popular e tão cara no Brasil. Aprecio igualmente os deliciosos sorvetes, assim como o belo idioma, a história, a cultura e as belezas naturais da sua terra. Quanto ao custo de vida, é melhor nem comentar. Afinal, um país em que comida é artigo de luxo não pode ser um bom país em que se possa viver, e no Brasil, comer é luxo, non è vero?

  22. Olá Mariana! Tudo bem? Parabéns pelo blog!
    Me ajude, se puder!…rs
    Moro em São Paulo, tenho 49 anos e uma escola de música há quase 30 anos.
    Sou cidadão italiano e conheci a Itália em 2014.
    Quando estive lá, durante um almoço em uma pequeno restaurante em Orvieto, recebi o inusitado convite de tocar música brasileira no local. Infelizmente, não pude aceitar porque estava de passagem.
    Minha dúvida: penso em morar na Italia após me aposentar aqui no Brasil e gostaria de saber se existem muitas casa/restaurantes com música ao vivo, onde eu poderia mostrar a minha arte aos italianos e turistas.
    O que você acha?
    Obrigado!!

  23. Adorei o post. Tenho 17 anos tenho vontade de morar na Itália, é um sonho que não sei se vai se realizar, mas tomara. E pelo que você falou a Itália é um ótimo lugar de morar.
    bjs…

  24. oi pessoal meu nome romeu .tudo que li sobre ok voceis escreveram e muito interessante ,pois estou tirando meu passaporte italiano vou passar um tempo ai e preciso saber muitas coisas sobre esse lugar ..

  25. Temos um sonho de morar na Itália, eu meu marido e meus dois filhos de 8 e 9 anos…..mas estamos super em dúvida em qual cidade!
    Vc tem dicas para Brasileiros? De primeira viagem?

  26. Adorei a dica! Parabéns!

    Sou descendente de Italiano e vou este ano reconhecer minha cidadania ai na Itália.

    Quero mais informação sobre Gravidez, pois minha esposa está gravida e pretendemos que ela ganhe o bebê ai na Itália.

    Minhas dúvidas são as seguintes:
    1) Ela iniciou o pré-natal aqui no Brasil, porém ela vai para a Itália com 7 meses (com atestado médico pode) e não sabemos como proceder com o pré-natal ai.

    2) Como é feito para conseguir deste benefício que o governo dá de 1500 euros? Ainda se encontra em vigor esta lei?

    3) Você citou que “O governo ainda dá uma ajuda de custo de 800 euros para quem optar ter o filho em casa, para isso, um médico é disponibilizado para a assistência total à mamãe em casa (o que custa em média 2000 euros)”. Esses 2000 euros, quem paga sou eu ou o governo? Não ficou muito claro.

    Dede já agradeço.

    • Olá. A Carla parou de colaborar com o blogue. Por favor procure textos das outras colunistas no país e deixe num deles a sua dúvida para ser respondida. Outra alternativa é procurar os órgãos oficiais italianos para obter as informações necessárias. Boa sorte.
      Edição BPM

  27. Olá, adorei todos comentários relatados aqui,pois sou bisneto de Italiano e pretendo entrar com o processo se cidadania Italiana, gostaria de algumas dicas para entrar com este processo de cidadania Italiana
    obrigado

    Edilson Landi

  28. fernanda meu nome. morei na italia e uma vez fiquei doente la e fui no hospital me atenderem muito rapido e fiquei impressionada com o atendimento profissional e com a organização e limpeza eu parecia estar em um hospital que estivesse pagando. morar na italia tem vantagens mas tantas desvantagens .a cultura muito adversa eles nao tem muito coração sao frios e muito egoistas,tive a oportunidade de ir em funeral na igreja achei tudo muito ritual o cerimonial e ate bonito nao vi ninguem chorando e nem mesmo falando. pensei que frieza ……..

  29. Olá!!! Sou brasileira e moro nos States desde 2000. Meu namorado é americano, mas mora na Itália. Eu estou indo visitá-lo o mês que vem. E se eu gostar irei ficar por lá mesmo!!! Já que eu não falo italiano, eu gostaria de saber se existe uma comunidade brasileira ou até mesmo um lugar que eu pudesse trabalhar falando em português. Por ex uma churrascaria brasileira ou algo assim. Ah… Ele mora em Bellagio. Muito obrigad!!! Bjssssss

  30. Olá Sarla Guanais,
    Bom dia (aqui no Brasil são 8:44h).
    Gostaria de saber se é possível e qual melhor lugar para duas pessoas casadas e aposentadas(idade (eu 67 e esposa com 57), morarem num lugar tranquilo, passearem na Itália?
    Vc tem ideia de custo mensal em Euros?
    Qual seria o melhor lugar?
    Agradeço desde já sua atenção e carinho dispensados.
    Atenciosamente.
    João Ubirajara
    ET: Sou neto de Italiano, será que se torna mais fácil minha legalização?
    Um forte abraço e fique com Deus.

  31. adorei toda a matéria gostaria de saber como faço pra entrar em contato com alguem para procurar documentos dos parentes em Lucca?

  32. Adorei a matéria tenho uma duvida. Moro nos Estados Unidos e tenho 2 filhos americanos. Meu marido cidadão italiano, está a caminho da Itália para já ir se instalando para quando nos chegarmos. Queria embacar dos Estados Unidos para Itália, posso fazer isso sem problema? E da italia procurar uma maneira de me legalizar?! Não sou legal no Estados Unidos, sou casada a 5 anos. Queremos ir por que cansamos de sustentar advogados aqui nos Estados Unidos e ainda sim não temos documentos. Moro aqui 20 anos e moro em qualquer lugar menos no Brasil. E ja que meu marido é cidadao queremos ir pra um lugar onde podemos ter o mínimo de dignidade e ser legais, pois america esta virando uma ilusao.
    Obrigado!

  33. Oi Carla. Gostei bastante da publicação. Queria tentar minha vida na Itália. Começar do zero sabe rsrs… Tem alguma dica para isso?

    • Olá João,
      A Carla Guanais parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Itália que talvez possam te ajudar indicando algumas publicações.
      Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
      Obrigada,
      Edição BPM

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.