BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para passar o inverno Estônia

Dicas de como enfrentar o inverno na Estônia

neve na estônia

Dicas de como enfrentar o inverno da Estônia.

A primeira coisa que eu ouvi quando disse que iria morar na Estônia foi: “é bem frio lá, né?” Realmente, o frio e a neve assustam um pouco, e o inverno na Estônia pode ser desafiador. E por isso é bom se preparar e se informar sobre a melhor maneira de passar essa época do ano que também é cheia de belezas.

Eu desembarquei em Tallinn no fim de fevereiro, final do inverno, e peguei algumas semanas com neve e clima bem frio (para mim). Meu máximo por aqui foi de -15º C.

Agora, a experiência será mais intensa, e por isso separei algumas dicas de como enfrentar o inverno na Estônia. Confira!

O inverno na Estônia

A estação acontece nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, e neve pode começar já no início ou pelo meio do último mês do ano. Nessa época, a luz do sol se resume a cerca de seis horas por dia, ou seja, prepare-se para bastante escuridão.

Em relação a temperatura, quem mora por aqui há anos conta que antigamente a mínima chegava a -25º C/ -30º C, mas nos últimos anos tem variado entre -15º C a -20º C.

Leia também: Tradições de outono na Estônia 

Dicas de como se preparar para a estação

Roupas apropriadas

Não adianta tentar viver com frio e neve se você não tiver as roupas corretas. Nesse caso, não é questão de quantidade, mas sim de qualidade. Isso no sentido de roupas que sejam à prova de vento, de água e térmicas, por exemplo.

Esse tipo de cuidado com seu vestuário é que vai deixar seu dia a dia confortável e bem menos gelados. Roupas certas para a estação são essenciais!

Aqueça as extremidades

Com as temperaturas baixas, os vasos sanguíneos se contraem e o sangue circula mais lentamente, afetando mais as extremidades do corpo. Por isso, sempre proteja a cabeça, pés, mãos e também o pescoço.

Neve na Estôna. Foto: Arquivo Gabrielle Figueiredo

Estimular a circulação do corpo com exercícios simples de movimento também ajuda nessas horas.

Hidratação em dobro

O inverno chega e a sensação de sede diminui, mas isso não significa que não precisamos nos hidratar, mesmo que o corpo transpire menos. Fique atento ao seu consumo de água durante o inverno!

Outro tipo importante de hidratação é a da pele. Cada pessoa reage de uma forma, mas normalmente a pele fica bastante ressacada. Além da ligação com o consumo de água, usar cremes e óleos para hidratação são sempre recomendados.

Cuidado com as estalactites de gelo

Eu nunca tinha ouvido a palavra estalactites antes de chegar por aqui, mas é algo que quem mora já mora por aqui faz questão de alertar. Estalactite é uma formação rochosa sedimentar que origina em teto de uma gruta ou caverna, crescendo para baixo, em direção ao chão.

Com as baixas temperaturas no inverno, podemos nos deparar com as ‘estalactites de gelo’. Em inglês, icicle é a palavra que descreve uma ponta de gelo formada quando a água pingando ou caindo de um objeto/local congela.

E por que isso é importante? Porque é possível encontrar as ‘estalactites de gelo’ no teto de casas, por exemplo, e essa “estrutura” pode simplesmente cair enquanto você estiver passando por ali. Por isso, olhe para cima e fique atento!

Leia também: Fatos e curiosidades sobre a Estônia

Como andar no gelo

Andar no gelo pode ser bem desafiador, muitas vezes a calçada está bastante escorregadia e é preciso ter cuidado na hora de se locomover. A recomendação é andar que nem um pinguim para evitar quedas. Parece engraçado, mas quando inclinamos o torno para frente o centro de gravidade é colocado na perna frontal.

Quando andamos normalmente, o peso do corpo é dividido de maneira quase igual, o que aumenta o risco de perder o equilíbrio e cair em superfícies escorregadias. Clique aqui para ver a imagem ilustrativa.

Depressão de inverno

O Transtorno Afetivo Sazonal (TAS), também conhecido como depressão sazonal ou depressão de inverno, tende a ser comum no outono e inverno no hemisfério norte.

Entre as causas, estão o nível baixo de serotonina, devido à pouca exposição da luz solar, e também maior produção de melatonina, que aumenta com os dias mais escuros.

A TAS pode diminuir sua energia e motivação, alterar seus hábitos de sono, causar mudança de humor, entre outros sintomas. Confira aqui alguns artigos já escritos na plataforma sobre o tema:

Como a exposição solar é responsável por praticamente toda a vitamina D do nosso organismo, nessa época do ano eu ingiro cápsulas de vitamina D para suprir essa deficiência. Eu percebo que isso me ajuda bastante a passar melhor pelo período de inverno e do pouco contato com o sol.  Você pode ler sobre essa relação aqui.

Importante: consulte seu médico para saber sobre seus níveis de vitaminas e possíveis reposições.

Espero que essas dicas possam ajudar quem está chegando ou já morando na Estônia! Até a próxima.

Related posts

A sociedade digital criada pela Estônia

Ana Carolina Poli

Confira as opções de aquecedores no Chile

Isabela Vargas

10 motivos para se apaixonar pelo Natal na Estônia

Ana Carolina Poli

1 comentário

Carlos ferreira almeida Novembro 15, 2019 at 11:35 pm

DESDE JA DIGO QUE ESTOU MUITO FELIZ COM O ARTIGO OBRIGADO MESMO.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação