BrasileirasPeloMundo.com
Estônia

Hábitos que adquiri depois de três anos fora do Brasil

Em dezembro comemoro três anos morando fora do Brasil. Foram anos intensos e cheios de novidades, e por isso parei para refletir sobre alguns hábitos que adquiri nesse período morando na Europa.

Eu acredito que para morar fora do Brasil é preciso, pelo menos, se permitir conhecer novas culturas. A partir daí elas podem ir influenciando (ou não) no seu dia a dia, mesmo que aos poucos.

Para mim, dois anos e dois meses em Dublin, na Irlanda, e 10 meses em Tallinn, na Estônia, fizeram com que eu mudasse alguns hábitos e até criasse alguns novos. Acredito que a atmosfera ao nosso redor e também as nossas referências são de grande importância na vida que estamos construindo no exterior.

Hábitos que adquiri depois de três anos fora do Brasil

Garrafa da água sempre perto

Parece um hábito bobo, mas desde que me mudei eu comecei a ter garrafas de água por todo canto: ao lado da cama, na mesa do escritório, entre outros locais.

É estranho pensar que, devido ao clima, eu não tinha esse costume no Brasil, mas foi por aqui que realmente comecei a ter esse cuidado. Talvez seja uma forma de me forçar a tomar água mesmo no inverno quando não tenho tanta sede, ou talvez tenha sido influenciada pelos meus colegas que já tinham esse costume. Não sei, mas sei que aconteceu. Mais alguém nesse time?

Velas e mais velas

Foto por Arnold Leung via Unsplash

Esse hábito tenho certeza que aconteceu por dois fatores: clima e preço. No Brasil, eu até tinha vontade de ter velas, mas eu achava que não combinava com o clima quente da minha cidade, não era algo que fazia muito sentido pra mim.

Além disso, sempre achei que os preços dessas velas cheirosas para ambientes eram muito caros. Já por aqui o valor é bem acessível, tanto que dá para ir testando várias e encontrar sua preferida. Meu cheiro da vida é canela!

Leia também: Fatos e curiosidades sobre a Estônia

Checar a previsão do tempo

Não se engane ao achar que se tem sol isso significa que está quente, e no começo achei isso bem difícil de se acostumar. Portanto, ao contrário do Brasil, eu sempre preciso checar a previsão do tempo quando acordo e antes de sair de casa. Além disso, algo muito importante é a sensação térmica, porque, no fim, é o que conta.

Descobri o brunch

Sempre vi nos filmes, mas não fazia ideia na vida real o que significava um brunch. Para quem não conhece, o brunch combina o café da manhã com o almoço, e muitos estabelecimentos têm menus especiais para isso. Hoje em dia, gosto muito de ir conhecer um novo local e me deliciar com essa refeição.

Transporte público

Esse novo hábito vai até parecer um pouco estranho, porém vamos lá. Minha cidade é relativamente pequena, então tudo era muito perto, além disso, a qualidade/preço do transporte público não era das melhores. A combinação desses fatores fazia com que eu raramente utilizasse o ônibus para me locomover.

Tanto em Dublin como em Tallinn minha realidade é outra. O transporte funciona e por isso utilizo diariamente. Em Tallinn, inclusive, o transporte público é gratuito para residentes. <3

Leia também: 7 coisas que sinto falta do Brasil morando na Irlanda

Mundo dos cartões

No Brasil, eu nunca fui muito fã de cartões de crédito/débito, eu utilizava a opção do boleto quando necessário. Sempre andei com dinheiro e nunca tive um cartão para usar no dia a dia ou em compras online.

Quando me mudei fiz meu primeiro cartão de débito para receber o salário e usar diariamente. Confesso que é bem mais fácil e inclui esse hábito rapidinho na minha vida. Hoje, dificilmente tenho dinheiro na carteira.

Esses foram alguns dos hábitos que adquiri, mas e para você? Algo mudou na sua vida depois da saída do Brasil? Deixe nos comentários!

Related posts

Tradições de outono e Halloween na Estônia

Ana Carolina Poli

Aprendendo o idioma da Estônia

Ana Carolina Poli

5 motivos para não morar na Estônia

Ana Carolina Poli

1 comentário

Shirley Dezembro 4, 2019 at 4:52 pm

Oi, bom texto! Coincidentemente, também vivi em Dublin (quase 4 anos) e agora estou na Alemanha há quase 1 ano. Daqui a 2 anos, me mudarei para Tallin. Além disso, também sou da área de Comunicação. 😊
Quanto aos hábitos, destes citados por você, já os tinha do Brasil mesmo, sempre tenho uma garrafa de água comigo, o uso do cartão de débito etc. Talvez o Brunch foi um dos que eu adquiri na minha vida. Boa sorte!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação