Dicas para fazer Mestrado em Portugal

26
5029
Foto: pixabay.com
Advertisement

Dicas para fazer Mestrado em Portugal.

Muitas pessoas querem cursar um mestrado em Portugal, mas antes de se candidatar ao mestrado é importante compreender como funciona o processo de seleção, classificação, documentos necessários, como funciona o sistema educacional em Portugal e as diferenças entre mestrados.

Em Portugal existe a licenciatura ou 1º ciclo que corresponde à nossa graduação, o mestrado ou 2º ciclo que pode ser dividido em mestrado científico ou prático e o 2ª ciclo integrado (Licenciatura com o mestrado) além do doutoramento ou 3º ciclo que nós, brasileiros, chamamos de doutorado.

O ano letivo em Portugal se inicia em setembro e as entregas de trabalhos, prazos para
entrega de relatórios, dissertações ou teses são realizadas com base neste mês.

O mestrado é separado por especialidades dentro de um ramo de pesquisa. Eu, por exemplo, escolhi o ramo das Ciências Jurídicas, especialidade de Propriedade Intelectual. Dentro da minha especialidade, eu curso duas disciplinas obrigatórias (Direito de autor e Direito da propriedade industrial) além de uma disciplina optativa que pode ser escolhida dentre todas as disciplinas ofertadas em qualquer ramo de pesquisa oferecida pela Universidade.

Leia também: Tipos de vistos para morar em Portugal

Tipos de mestrado

Em Portugal há o mestrado científico e o mestrado prático.

O mestrado científico que é o mestrado como conhecemos, consiste na pesquisa e investigação científica com base no rigor intelectual. Tem um período de dois anos (120 créditos) e é concedido ao concluinte com êxito do mestrado ao título de mestre.

O mestrado prático é composto por um curso de especialização, com a duração de um ano letivo (dois semestres) e pela fase de preparação da dissertação de mestrado com a duração de um semestre, dando um total de 90 créditos. No Brasil, esse mestrado é reconhecido como uma especialização.

Funcionamento do mestrado

No primeiro ano de mestrado na Universidade de Lisboa, o mestrando participará de
seminários com a exposição oral de temas escolhidos pelo mestrando dentro de um rol de
temas sugeridos pelo professor doutor regente da cadeira, ou um tema escolhido pelo aluno cuja delimitação esteja dentro de um tema geral, também sugerido pelo regente da cadeira.

Ao final dos seminários, o mestrando terá um período para entregar os relatórios das cadeiras das disciplinas da sua especialização. Esses relatórios são como uma monografia de conclusão de curso na graduação e o número de páginas do relatório dependerá do professor regente da cadeira. Há professores que limitam um número mínimo de páginas, ou seja, o seu relatório não pode ter menos que 40 laudas, por exemplo.

Após o primeiro ano e alcançado êxito nos relatórios das disciplinas da especialidade
escolhida, o mestrando poderá e só então se matricular no segundo ano do mestrado para iniciar a fase de dissertação – e é apenas nesse momento que poderá escolher o seu orientador.

Escolhido o seu orientador é a hora de escrever a sua dissertação de mestrado. Existe a
possibilidade de o mestrando brasileiro escrever a sua dissertação no Brasil, mas isso
dependerá do orientador. Existem orientadores que querem ter uma reunião presencial por
semestre com o orientando, outros não se importam em orientar à distância e há os que só
exigem que o mestrando compareça a uma reunião presencial um mês antes da banca para alinhar detalhes necessários. Tudo isso será ajustado com o orientador escolhido.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Após a entrega da dissertação no mês de setembro, as cópias do trabalho científico serão
entregues a uma banca constituída por três professores da Universidade de Lisboa e do
professor orientador do mestrando que será avaliado.

A prova da banca é marcada pela secretaria acadêmica e o agendamento de data e horários pode demorar até alguns meses. Então, prepare-se que não é logo após a entrega da dissertação que ocorrerá a prova da banca e o momento de você defender a sua dissertação.

Se você está interessado em fazer um mestrado na Universidade de Lisboa deverá realizar toda a candidatura no site do mestrado referente à sua área. O mestrado científico em Direito está com inscrições abertas e a primeira fase de candidaturas vai até 15 de junho. Neste link o leitor poderá verificar os ramos do Direito, as especialidades e disciplinas ofertadas.

Documentos necessários para a candidatura

  • Passaporte;
  • Curriculum Vitae;
  • Certidão de conclusão de curso ou histórico da graduação;
  • Certidão de disciplinas/histórico escolar onde constem todas as disciplinas do(s) curso(s)
    com as respetivas classificações e média final;
  • Certidão ou declaração com média final de curso.

Para saber se você possui a média exigida para se candidatar, divida a sua média global por 100 e depois multiplique o resultado por 20. Exemplo, se a sua nota global na graduação foi 80, você divide por 100 (80 ÷ 100 = 0,8). Agora você multiplica o resultado por 20 (0,8 x 20 = 16).

Leia também: Apostila de Haia, onde e como fazê-la

Uma pessoa que tem média global no Brasil de 80 pontos, terá média 16 em Portugal.
Para se candidatar ao mestrado em Direito e Ciências Jurídicas o candidato deve ter uma média global de no mínimo 14 pontos.

Todos os documentos devem ser apostilados de acordo com a (Apostila da Convenção de Haia). Cada Estado tem valor diferente para apostilar, mas até o ano passado, os cartórios de Minas Gerais tinham o valor mais em conta que não doeram tanto no bolso. A apostila é feita por documento e não por folha!

Para criar uma conta no Portal Fénix e se candidatar ao mestrado acesse este link.
No link acima você também terá acesso a um manual de ajuda ao candidato na hora de criar a conta no portal.

Todo o processo de candidatura, envio de documentos, pagamento de propinas (taxas) de
inscrição e acompanhamento do processo seletivo é feito pelo Portal Fénix. O pagamento das propinas pode ser realizado on-line com cartão de crédito internacional. A carta de aceite, para solicitar o visto de estudante no Consulado de Portugal também será enviado para o candidato através do Portal Fénix.

Se você vai se candidatar ao mestrado em Direito e Ciência Jurídica da Universidade de Lisboa espero você aqui na Cidade Universitária em 2019! Se a sua área não é Direito, entre na página do seu curso e veja quais são as datas para participar do processo seletivo do mestrado ou doutorado aqui.

Boa sorte!

26 Comentários

  1. Oi Rose, tudo bem?
    Recebi a carta de aceitação da FDUL, mas ainda consta no sistema do Portal Fénix “Candidato Apto para Seriação”.
    Acredito que isso ainda não seja o aceite definitivo, pois os próximos passos no sistema são “Candidato Colocado” ou “Candidato Não Colocado”. Estou aguardando apenas isso para começar a providenciar o visto.
    Você saberia confirmar isso?
    Muito obrigado!
    Abs

    • Olá Paulo. Tudo bem!
      Paulo, a Universidade de Lisboa não lhe enviará outra carta de aceitação que não esta. Até hoje não vi ninguém não ser colocado na seriação da ULisboa. Se você já recebeu a carta de aceite (que é esta que você recebeu pelo Fênix), eu sugiro já dar andamento ao processo de pedido de visto pois os consulados irão receber essa carta de aceite (exceto o vice consulado de Curitiba, como informei no texto).
      Até o ano passado não era encaminhado nenhum outro documento confirmando a aceitação do candidato que não esta carta de aceite.
      Espero ter esclarecido a sua dúvida. Obrigada pelo comentário e até breve!

      • Também recebi carta de aceitação e estava aguardando o resultado final como “colocado” para solicitar o visto, já que o texto diz que a candidatura “reúne todos os requisitos exigidos para ser aceite”, ou seja, ainda pendente de aprovação. Sua resposta ao Paulo me deixou ainda mais confiante. No seu caso foi assim também, Rose? Você solicitou o visto antes do resultado final?

        • Diogo,
          Obrigada por ler o texto e pelo comentário.
          A Universidade de Lisboa, até o ano passado, só encaminhava esta carta de aceite. Não há uma carta informando que você foi colocado. No meu caso foi assim também, eu solicitei o pedido de visto com essa carta de aceite. No blog há um texto meu também com informações sobre o pedido de visto e tem uma foto da carta de aceite que eu recebi. Dá uma lidinha nesse texto que acredito que muitas dúvidas suas serão esclarecidas. Abraço, Rose Marie.

  2. Rose,
    O que seria a segunda fase de candidaturas? É também para o ingresso em setembro?
    Quero fazer meu mestrado na U.Lisboa, porém acho setembro de 2018 muito apertado para começar.

  3. Olá Rose, tudo bem?

    Estou na mesma dúvida do Paulo. Busquei contato com a universidade e não consegui. Como posso me certificar se fui aceita? Você saberia me dizer?Tenho receio de comunicar isso em meu trabalho e depois não ter sido aprovada de fato.

    Muito obrigada por sua presteza!

    • Deborah,
      Obrigada por comentar. Quando eu fiz a minha candidatura eu tive as mesmas dúvidas que vocês e também entrei em contato com a Universidade de Lisboa. Até o ano passado a Universidade de Lisboa não encaminhava uma nova carta de aceite. Portanto, é com essa carta de aceite que você recebeu pelo fenix que deverá solicitar o seu pedido de visto. Sobre o pedido de visto já tem publicado um texto aqui no blog sobre os documentos necessários.
      Abraços, Rose Marie.

  4. Rose, no site fala sobre a segunda fase de candidatura, que se inicia em 25/07. Nesta segunda fase, reinicia o prazo para encaminhar os documentos para tentar a vaga do mestrado?

    • Olá Ana Maria,
      A segunda fase não reinicia o prazo para encaminhar os documentos. É uma nova fase independente da primeira e os candidatos preencherão vagas remanescentes da primeira fase.
      Obrigada por ler o texto.
      Rose Marie

  5. Bom dia!

    Sou italo brasileiro, você saberia informar os valores para o mestrado em Portugal para europeus?
    Ademais gostaria de saber o custo de vida.

    Agradeço desde já.

    • Angelo, obrigada por ler o texto e comentar.
      O valor das propinas são os mesmos para os nacionais portugueses se você se candidatar como brasileiro, pois existe um acordo entre Portugal e os países falantes de língua portuguesa para que os nacionais destes países paguem o mesmo valor que os portugueses. Entretanto, até o momento, a única universidade da qual tenho conhecimento que não adota este acordo é a Universidade de Coimbra que tem valores diferenciados para estudantes portugueses, advindos da comunidade europeia e estudantes internacionais.
      Sobre o custo de vida em Lisboa e arredores, dê uma lidinha nesse texto de outra autora aqui do blog.
      https://www.brasileiraspelomundo.com/custo-de-vida-em-lisboa-571071064
      Espero ter ajudado, abraços.

  6. Olá Rose, tudo bem? Me candidatei no mestrado científico (em ciências jurídico-internacionais e jurídico-política). Estou quase morrendo com a espera do resultado hehehe Você sabe se a concorrência para essas especialidades é muito grande? Tenho receio da minha nota não ser suficiente (tenho 17 valores). Li o edital do ano passado e eles não diziam números de vagas. Esse ano eles colocaram número de vagas (300 para todos as especialidades). Você acha que dá pra passar?

    • Olá Amanda, tudo bem?
      Obrigada por ler o artigo e por comentá-lo também.
      Nó último ano houve um bum de estudantes brasileiros na Universidade de Lisboa. Minha turma de propriedade intelectual, por exemplo, é majoritariamente de brasileiros, havendo somente 2 portugueses na turma. Eu, particularmente, não acredito que haja uma concorrência tão grande. Se não houvessem brasileiros interessados nessa minha especialidade, por exemplo, a turma não seria aberta e quando me candidatei o número de vagas era o mesmo. A sua nota geral é muito boa. Os resultados demoram mesmo para sair, ficamos com o coração na mão e a ansiedade na estratosfera. Fique tranquila e vá arrumando as malas! Te espero aqui na ULisboa em setembro!

  7. Oi Amanda, solicitei o visto de residencia para fins de estudo com a carta de aceite. O visto foi aprovado antes do resultado das colocações. E como as passagens estao cada vez mais caras, nao sei se devo aguardar o resultado da faculdade para compra-las. O que acha?

  8. Olá Rose, boa tarde!!
    Eu estou indo para Portugal em dezembro. Chegando aí, vou solicitar o visto por trabalho (minha irmã já mora em Portugal e é proprietária de um negócio), mas já sei que esse processo de liberação de visto é bem demorado. Minhas dúvidas são: Posso realizar um mestrado mesmo estando nesse processo de solicitação de visto por trabalho? Quais os motivos para uma Universidade não aceitar um aluno?
    Desde já, muito obrigada <3

    • Olá Camila,
      Você pode realizar uma candidatura para mestrado sim. Entretanto, deve se organizar com os prazos pois, as candidaturas dos mestrados, geralmente, ocorrem entre maio e julho dependendo da faculdade e universidade que você deseja estudar. Por exemplo, as candidaturas da primeira fase do mestrado em direito da Universidade de Lisboa já encerram e já foram, inclusive, disponibilizados os resultados de colocação. Outra questão que deve se atentar é que as aulas do mestrado são, normalmente, durante o dia e isso pode impactar na questão de sua gestão de tempo e disponibilidade para trabalhar. Porém, se o seu trabalho tiver horários flexíveis não haverá nenhum problema. Eu, por exemplo, só tinha aulas duas vezes na semana, outras pessoas vão três vezes ou até quatro (quando se tem aula de metodologia no primeiro semestre do mestrado).
      Espero ter sanado as suas dúvidas e se ainda permanecer alguma não hesite em questionar, ficarei feliz em esclarecer e ajudar.
      Grande abraço e boa sorte!

  9. Olá Rose! Me candidatei para mestrado e minha prova foi marcada para o dia 11 de setembro!! Estou apavorada, pois não conseguirei fazer o visto a tempo. Além do que, precisarei ir para Lisboa para realizar a prova (que no meu caso é um prova prática), e dependendo das datas de inicio das aulas não tenho nem como voltar para o Brasil. Estou perdida nesse processo. Algum ideia de como devo proceder com minha legalização?
    Grata

    • Olá Natália, tudo bem?
      Olha eu não sei te dizer sobre essa prova. Quando eu me candidatei eu não tive que fazer nenhuma prova prática à não ser que o seu mestrado seja o mestrado prático. No mais, entre neste link http://www.fd.ulisboa.pt/professores/corpo-docente/ veja o email dos seus professores e encaminhe um e-mail informando a sua situação do visto, que você ainda está no Brasil e questione se não há possibilidades de mudar a data da referida prova.
      Os professores estão cientes das dificuldades dos brasileiros para retirar o visto e são muito maleáveis nesse sentido. Eu mesma só cheguei em Portugal em Novembro depois de 1 mês do início das aulas. Encaminhei email para os professores os deixando cientes da minha ausência por motivos do visto. Eles não tem o costume de responder como nós. Portanto, não fique preocupada se por acaso algum não te responder, mas no seu caso peça a mudança da data da prova.
      Lembre-se que você pode vir também como turista fazer a prova e voltar para o Brasil para buscar o seu visto de residência que tem um prazo de 120 dias para ser renovado no SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras).
      Espero que tenha te ajudado.

  10. Oi, Rose, tudo bem?
    Em primeiro lugar, parabéns pelo texto. Muito esclarecedor.

    Tenho muitas dúvidas e agradeço se gentilmente puder minimizá-las…

    – Dá pra estudar e trabalhar fazendo um Mestrado na U. Lisboa? Que tipo de emprego dá pra conseguir e com quanto eu conseguiria me manter?
    – Como é essa entrega de trabalhos? A gente faz como aqui, que entrega muitas vezes antes do processo seletivo?
    – E outra: vc poderia dar sugestões de pesquisas feitas aí na área jurídica? Tenho vontade de saber o que se escreve por ai…

    Enfim, tenho centenas de outras dúvidas, mas não vou tomar mais tempo. Ficarei grato se um dia puderes responder. Abraços.

    • Clayton, tudo bem!
      Obrigada por ler o texto e fico feliz que tenha gostado e esclarecido algumas dúvidas suas.
      O título de residência para estudante permite que você trabalhe desde que o seu horário de estudo não fique prejudicado e você tem que notificar o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) que você está trabalhando. Os trabalhos que a maioria do pessoal tem conseguido é de vendedores em lojas, motorista de Uber, entregador de pizza. Geralmente serviços que não tem relação com o mestrado.
      Sobre se você conseguiria se manter com o valor da renda eu não tenho como lhe dizer, pois vai depender do valor que vc vai receber de ordenado, quais o seu modo de vida e isso vai variar de pessoa para pessoa.
      Como disse no texto, você apresenta os seminários, que são uma espécie de aula que você dá para a sua turma, e no final do semestre que é em setembro você apresenta um trabalho que se assemelha à um artigo científico. Essa entrega é feita na secretaria da faculdade. Somente depois de ser aprovado nas disciplinas é que você poderá escolher o seu orientador e também iniciar a escrita da dissertação.
      Sobre as pesquisas, é complicado te dizer pois normalmente o foco de visão jurídica é um pouco diferente da do Brasil. Inclusive até a forma de escrever os artigos são diferentes, não se pode colocar aquele monte de citações que colocamos, segundo fulano de tal, Beltrano diz que.., você realmente precisa desenvolver o texto e no rodapé colocar as citações e referências da sua pesquisa. Por isso é complicado te dar sugestões, pois até mesmo o professor vai te dar os temas para pesquisar, ou você vai chegar aqui e vai gostar de um tema totalmente diferente que você pensava. Os temas normalmente estão voltados para as mudanças na União Europeia e a grande maioria das áreas estão muito atentas às directivas emanadas do tribunal europeu. Mas o tema da dissertação vc só se preocupa depois de ser aprovado nos trabalhos.
      Espero que eu tenha esclarecido as suas dúvidas e que possa ter te ajudado. Abraços e se tiver mais dúvidas pode perguntar.

  11. Rose, bom dia.
    Parabéns pelo blog e pelo texto.
    Serei sua colega no Mestrado na ULisboa.
    Me tira um dúvida: já estou matriculada mas em que momento escolherei as turmas referentes às disciplinas que escolhi?
    Grata pela atenção.
    Sylvianne

    • Sylvianne,
      Primeiramente obrigada por ter lido o texto. Eu colaboro para o blog mas ele não é meu.
      Que bom que estará aqui na Universidade de Lisboa. Parabéns e seja bem vinda!
      As turmas normalmente serão uma para cada disciplina. No início do semestre será disponibilizado no site do mestrado a lista com as salas onde serão ministradas as aulas e ocorrerão os seminários. Você já escolheu a sua especialidade e portanto sabe que tem 2 disciplinas obrigatórias sobre a sua especialidade e escolheu uma disciplina optativa além da turma referente à metodologia. Serão uma sala para cada disciplina destas e a sala correspondente é informado no site da faculdade de direito no sítio referente ao mestrado. Acompanhe por lá ou se preferir pode mandar uma mensagem para a secretaria pelo facebook perguntando. Espero ter esclarecido a sua dúvida. Abraços e acompanhe o blog nas redes sociais que sempre há muitos textos interessantes sobre a vida em Portugal.

  12. Olá! Adorei as dicas! penso em fazer mestrado em portugal, e gostaria de saber se eles parcelam as propinas ou se devem ser pagar em apenas 1 parcela
    obrigada

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.