Diferenças entre escola pública e particular nos Estados Unidos

56
28680
Advertisement

Diferenças entre escola pública e particular nos Estados Unidos.

Para famílias que estão de mudança ou pensam em mudar para os Estados Unidos sempre vem a mesma questão: como são as escolas? A escola pública é realmente boa? Vale a pena pagar por uma escola particular?

Muitas famílias, quando vêm transferidas pela empresa, não têm essa preocupação, pois em grande parte dos “pacotes”de expatriação o pagamento da escola está incluído. Mas nem só de expatriados vive o país.

Muitas famílias vêm para tentar o sonho americano, outras,depois de um grande período de expatriação, recebem o convite da empresa para ser funcionário local e a escola vira um grande ponto de interrogação.

Para entender um pouco melhor o sistema de ensino:

Nos Estados Unidos, as escolas públicas são distritais, ou seja, cada distrito ou bairro tem a sua escola pública correspondente, então seu filho irá estudar onde você escolher para morar.

escola
Escola pública fundamental (Elementary) da região de Spring Branch. Foto: arquivo pessoal

Geralmente as famílias escolhem primeiro a escola e depois começam a busca pela casa, isso porque há zonas escolares melhores que outras. Mas moradia é assunto para um outro post.

Para saber se a escola do seu bairro é satisfatória, há alguns links que podem ser checados:  school diggerHISD , entre outros. Muitas vezes o próprio site para busca de casa informa a avaliação da escola do bairro.

Dentre as escolas públicas, há as escolas que fazem parte do programa Magnet, onde estudantes de qualquer parte de Houston podem estudar, essas escolas têm programas especiais e são consideradas de excelência. São bastante procuradas, há sorteio de vagas ou provas quando há mais alunos que vagas.

Diferentemente das escolas no Brasil, que vão da alfabetização ao Ensino Médio, aqui as escolas são divididas em: lower school ou elementary school (Ensino Fundamental I), Middle School (Ensino Fundamental II) e High School (Ensino Médio).

Um bairro, dependendo da extensão, pode ter mais de uma de cada. Geralmente nos subúrbios as escolas públicas são melhores que as do centro da cidade. E por quê? Pelo simples fato de nas áreas de subúrbios haver mais espaço para as construções, as casas são maiores, pagam mais impostos, que vão para as escolas. Na verdade, todo americano ou não, que paga pela casa própria, vê o imposto arrecadado indo para a escola do seu bairro. Em bairros onde escolas públicas são consideradas excelentes, dependendo do valor do imóvel (de  U$350 mil a  U$500 mil), você pode pagar algo em torno de U$1000 a U$2800 /ano em taxas para a escola. Só para ilustrar valores. Vale lembrar que estou citando números no Texas.

Leia também: vistos para morar nos EUA

O transporte escolar, aqueles famosos ônibus amarelos, são oferecidos gratuitamente para qualquer estudante que more distante da escola em aproximadamente 2 quilômetros (distâncias diferem de região para região).

113
Escola particular The Village School. Foto: arquivo pessoal

Então por que escolher as escolas particulares?

Listarei as razões pelas quais algumas famílias optam pelas escolas particulares:

Primeiro: poder escolher onde morar, independente da qualidade do ensino no bairro.

Segundo: por algum interesse em especial, como algumas das categorias em que essas escolas se dividem: escolas religiosas,  internacionais,  bilíngues e  montessorianas, dentre outras.

Terceiro: pelo número de estudantes, muitas escolas particulares do kindergarten ao high school têm o mesmo número de alunos que apenas o elementary de uma pública.

Quarto: pela qualidade do ensino, muitas famílias acreditam que a escola particular exige mais dos estudantes que as públicas, a razão para essa crença é pelo fato de que as escolas públicas pouco reprovam os alunos que não atendem os critérios para o ano cursado, porque perdem alguns benefícios e avaliações positivas do município pelos alunos reprovados.

Os valores para as escolas particulares podem variar de U$ 8 mil a U$ 25 mil/ano.

Leia também: crianças multiculturais

Obviamente as escolas particulares são bem mais elitizadas que as escolas públicas, você consegue “controlar” mais o ambiente em que o seu filho está inserido e muitas famílias têm essa preocupação e optam por pagar por uma escola.

Muitos pais se sentem mais confortáveis com o acesso à escola particular, a disponibilidade de professores e direção para conversar, trocar ideias e cobrar resultados.

Posso garantir como mãe: a escolha é muito difícil, mas não há um certo e um errado, cada família tem a sua dinâmica, disponibilidade financeira…. Afinal o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?

Duas diferença entre as escolas:

  • a escola particular exige legalidade da condição imigratória, já na escola pública toda e qualquer criança pode e deve estudar independente da sua situação ou da dos pais.
  • A escola pública não tem uniforme e as escolas particulares exigem o uniforme.

Alguns pontos em comum entre as duas:

  • quando o aluno é aceito na escola, não sendo fluente em inglês o ESL program (English as second language, Inglês como segunda língua) é oferecido gratuitamente.
  • a escola é integral, geralmente de 7:45/8:00 da manhã às 2:45/ 3:00 da tarde
  • o almoço não está incluído: pode ser levado de casa, comprado na cafeteria/cantina da escola (para estudantes da rede pública, é possível solicitar desconto no valor do almoço mediante comprovação de baixa renda.) Valores variam de U$ 3.75 a 5.75 dólares por dia.

As pessoas me perguntam como é o ensino americano: fraco? O brasileiro é melhor? O que eu posso responder: são sistemas totalmente diferentes, desde a abordagem até a própria metodologia.

Estudantes das escolas americanas têm todo o ensino voltado a prepará-los melhor para as universidades e para o mercado de trabalho americano. Alunos brasileiros, tanto de escolas públicas como de particulares, ficam com uma defasagem quando voltam ao ensino brasileiro. É importante que, antes de deixar os Estados Unidos, toda documentação escolar estrangeira seja levada a uma Embaixada ou Consulado brasileiro para ser validada.

E você, qual escola escolheria? O texto te ajudou? Precisa de mais informações? Ficarei feliz em ajudar.

Espero vocês mês que vem com mais informações da terra dos cowboys.

See you soon!

56 Comentários

  1. Olá Renata, tenho uma dúvida e aproveitei seu texto para perguntar. Lá vai… Sempre vejo textos e vídeos sobre a educação nos EUA, uma vez li que algumas escolas aceitam as crianças com 4 anos para um período de 3 h por dia, procede? Como chama esse programa? Paga-se alguma coisa?
    Agradeço desde já.

    • Ola Alessandra,
      Obrigada por acompanhar o blog e deixar seu comentário.
      Voce esta certa Alessandra a escola publica aqui tem um programa especial para crianças menores de 5 anos, que e quando propriamente inicia-se o jardim de infância. Esse programa chama-se ECS( Early Childhood School) porem ele não e para todos. Existem alguns critérios para matricular-se nele. Gratuito.
      1- Proficiencia baixa na lingua inglesa
      2-Filhos de militares
      3-Aguma ” desvantagem” educacional como por exemplo dificuldade ou atraso na fala.
      Porem ha uma oferta absurda de creches com preços acessíveis onde também e possível flexibilidade no horário.
      Abracos

      • Pode ser qualquer criança a entrar no preschool a partir dos 3 anos, acontece que as vagas sao bem concorridas e não tem em todas as escolas. Não é gratuito não, mas paga se um valor bem pequeno entre 220 a 250 dolares.
        Normalmente a escola tem 2 horarios de 2 hrs onde os pais escolhem qual querem.
        Isso acima na publica!
        Particular é o mesmo horario da escola normal… eu pago 600 dolares mensal.

  2. Tenho uma pergunta. Se escolher uma escola particular, posso ficar isento do pagamento do imposto municipal que seria dirigido à escola publica do distrito, ou posso abater integralmente o valor pago à escola particular no imposto de renda (no Brasil, há um limite para o abatimento do valor pago a educação, limite esse bem inferior à média da mensalidade das escolas particulares)? Grato pelo apoio.

    • Ola Francisco,
      Obrigada por acompanhar o blog e comentar.
      Infelizmente mesmo decidindo pela escola privada não e possível descontar o imposto referente ao distrito escolar. So assim eles conseguem manter uma boa arrecadação para região e manter a escola com recursos necessários.
      Também nao e possível descontar integralmente o valor pago com educação no imposto de renda, pelo menos não ate a educação superior como ” college”, universidade ou pos graduação. Eles argumentam que a escolha pela escola particular e opcional ja que o ensino publico e para todos e de qualidade.

      • Olá, Bush, quis mudar essa lei, ou seja, não pagar os impostos para quem optasse pela escola particular. Nunca passou no congresso. Então aqui estamos, pagando escolas particulares e no meu caso quase 7.000 de impostos escolares ao ano. 🙁

  3. Renata, coloca como arquivo nos nossos files, gostei muito do texto e vai ajudar muitas mamães que estão chegando ! Obrigada por compartilhar
    Patricia Dutra-BMH

  4. Interessante texto e otimo ponto de partida, mas vale ressaltar que alguns dados sao especificos para a area de Houston. Os valores das escolas particulares podem variar muito por tipo de escola e area do pais. Por exemplo as escolas catolicas sao subsidiadas para members da paroquia e podem ter valores bem razoaveis (a partir de $5000 por ano). Na area em que morava em DC uma boa escola particular pode custar de $30.000 a quase $35.000 e na area de NY podem chegar a quase $40.000. Outro ponto importante e que nao existe nenhuma metodologa para comparar a qualidade de ensino entre diferentes estados, que pode variar muito (nao ha maneira de se saber por exemplo como uma escola de Houston se compara com uma escola da area de Washingon DC), assim como nao ha como comparar a qualidade de ensino de uma escola particular com uma publica. Entao a decisao realmente e bem dificil e depene de sua avaliacao pessoal.

    • Obrigada por comentar Daniela e por acompanhar o blog.
      Exatamente pontuei o texto inteiro falando que essa e uma realidade de quem vive no Texas, especificamente em Houston.
      Em relacao a qualidade da educação ha algumas formas de comparação. Todas as escolas são avaliadas anualmente e e possível ver a classificação delas. Dentro do mesmo perfil ha um ranking e assim e possível se avaliar de um estado para o outro. A grande maioria das escolas no pais seguem o Viriginia Standard. Varias escolas americanas no exterior também o seguem. E mais uma ferramenta na hora da escolha.
      Abracos

  5. Olá Renata! Há uma diferença na qualidade de ensino entre as escolas públicas e particulares dos EUA, como no Brasil? E as razões para os pais optarem por escolas particulares são diferentes do Brasil?

    • Elias,
      obrigada pro acompanhar o blog e deixar seu comentário. A diferença entra a escola pública e privada aqui nos EUA não é como no Brasil. Aqui há regiões onde as escolas públicas são extremamente concorridas pela alta qualidade. AS razões da opção pela escola privada varia de família para família, algumas delas como citei no texto: escolas internacionais, com alguma segunda língua, opção religiosa e obviamente o ensino.Infelizmente as boas escolas públicas no Brasil andam enfrentando dificuldades e os pais ficam praticamente sem opção, o que não acontece por aqui.

  6. Olá Renata! Obrigada por escrever este texto! Está muito legal!

    Eu pretendo ir estudar na Texas A&M durante um ano em doutorado sanduíche. Meu marido e meu filho de dois anos vão comigo. Você saberia dar uma ideia de valor de creches para crianças nessa idade no College Station ou em Bryan?

    Obrigada pela ajuda!

    • Olá Tálita,
      Obrigada por acompanhar o blog. Em relação as creches irá depender se será horário integral ou meio período. Uma base para período integral gira em torno de 820 dólares ao mês. Pelo que eu sei College Station tem bastante opção e muita variação de preço de uma creche para outra. O Texas é bem conhecido por ter as melhores escolas do método montessoriano em todo o país. Espero ter ajudado. Boa sorte

  7. Olá, parabéns pelo blog e pela matéria! ! Sou professora infantil no Brasil. E é triste a situação das escolas públicas aqui. Quem pode pagar coloca os filhos nas escolas particulares. Principalmente os políticos. Vergonhoso. Isso mostra que eles acham a escola pública ruim e que não investem na educação. Mas isso tbm não quer dizer que não existam boas escolas públicas aqui. Escolas boas e ruins existem em todos os lugares. Inclusive nos EUA.

    • Ola Mirian,
      Obrigada por acompanhar o BPM. Voce tem toda a razão,escolas boas e ruins não são exclusividade do Brasil. Porem o que me deixa bastante satisfeita aqui e a opção que a família tem, as escolas publicas de uma forma geral são de excelente qualidade e a escola privada não e uma necessidade, mas sim uma escolha. Conheço ótimas escolas publicas o Brasil. O que realmente e surpreendente e como os nossos professores não são valorizados, isso me entristece demais.

  8. Olá , adorei seu Texto. Parabéns pela iniciativa . Gostaria de fazer uma pergunta . Tenho 2 filhos um de 10 anos e um de 3 anos q fará 4 em janeiro 2017. Vou tentar o visto F1(já tenho o de turista válido , acabei de retornar de lá de férias )
    Meu filho de 10anos não fala inglês (apesar de estudar numa escola PARTICULAR aqui no RJ ONDE PAGO R$ 1,400,00 por mês !!!!
    O fato dele não falar inglês impediria de ingressar em uma escola pública ? Gostaria muito q ele tivesse está experiência fora do Brasil . Já agradeço sua atenção . 😉

    • Ola Daniele,
      Obrigada por acompanhar o blog.
      Todas as escolas aqui, privadas ou públicas oferecem o que chamamos de ESL ( English as Second Language- Inglês como segunda língua), ou seja seu filho poderá sem problemas ingressar na escola.
      Boa sorte.

  9. Oi Renata,
    Gostaria de entender melhor essas pontuações das escolas distritais.
    Na Europa, mais especificamente na Alemanha, uma nota 8/9, diferente do Brasil, é uma nota baixa!
    Acontece isso também nos estado unidos? Estou pesquisando na região de Novi,estado de Michigan.
    Agradeço muito pelo seu texto, foi muito esclarecedor.

    • Ola Marilia,
      Aqui o sistema de notas pode variar bastante de um estado para o outro. Ate o High School que seria o equivalente ao antigo 2 grau ou atual ensino medio as notas sao apenas para ser ou nao aprovado para o proximo ano e dependendo da escola pode ser nota 7,6 ou ate mesmo 5.
      No
      High School e que o aluno precisa se dedicar integralmente para ter uma boa nota para quando for concorrer as vagas na universidade.A avaliacao e bem rigorosa e posso dizer o seguinte: se voce tirou uma nota 8 em uma escolas prestigiada e conhecida pela qualidade de ensino pode ser equivalente a um 10 de uma escola considerada deficiente. Por isso o cuidado de muitos pais em escolher um distrito escolar de excelente qualidade, para que a performance dos filhos seja realmente bem avaliada e como para entrar na Universidade do mesmo estado e bem mais facil do que em outros estados todos buscam essas regioes onde tradicionalmente o ensino e mais exigente, pois na hora da avaliacao da comissao da universidade esses criterios sao considerados. Espero ter ajudado, mas qualquer outroa duvida entre em contato. Obrigada por acompanhar o BPM.

  10. Oi Renata,
    Você já teve que voltar ao Brasil depois de um período nos EUA?
    Se sim, como foi a adaptação dos seus filhos nesta volta?
    O que exatamente quis dizer com esta frase “Alunos brasileiros, tanto de escolas públicas como de particulares, ficam com uma defasagem quando voltam ao ensino brasileiro.”? Em relação ao português ou às matérias outras (excluindo a matemática)?
    Grata

    • Oi Lilian,
      Nao retornei ao Brasil, e mesmo morando em outros paises minha filha sempre estudou em escolas americanas com perfil internacional, mas digo a defasagem de forma geral. O sistema de ensino brasileiro e americano e bem diferente. Por exemplo temos no Brasil a cultura voltada para o antigo vestibular, ENEM e nos EUA, nao ha uma prova para se candidatar as universidades, todo o seu historico escolar durante o Segundo grau conta para a sua aprovacao ou nao. Aqui se voce quiser seguir a area de Ciencias, durante aa vida escolar, a partir do ensino fundamental 2 voce pode comecar a direcionar, ou seja todos os alunos passam pelas materias basicas, mas sao bem basicas mesmo e quem se interessar, nas materias eletivas vai escolhendo por exemplo :laboratorio, bilogia 2, materias mais avancadas e especificas… se no caso a pessoa gosta da area de artes, todos fazem a material basica, mas quem quiser fazer como profissao, fara mais aulas em pintura, desenho, musica e tudo relacionado e na hora da avaliacao da banca examinadora das Universidades tudo sera levado em consideracao. No Brasil por sua vez, alem da defasagem da lingua portuguesa, algumas materias tambem tem uma certa diferenca,como: quimica, fisica, historia geral, geografia que o aluno aqui so precisa fazer a mais basica de cada. De forma alguma acho que um ensino e melhor ou pior que o outro, porem dependendo de onde serao os planos de cursar a Universidade uma metodologia pode favorecer a entrada para a vida universitaria. Qualquer duvida ficarei feliz em responder e espero ter ajudado um pouquinho. Obrigada por acompanhar o BPM.

      • Obrigada, Renata ! No momento não vislumbro meus filhos estudando aqui nos EUA. Temos vivido uma experiência. Se for em outro país, sou mais simpática ao Canadá ou Alemanha, até pelo custo. Eles estão em escola A+ e observo que a leitura, interpretação e matemática é bem forte. No Elementary eles focam nisto. Acho coerente. Procuro manter o português vivo em casa. Vamos ver pra onde a vida nos leva. Boa semana.

  11. Olá renata, você sabe quanto custa pra se fazer um mestrado ou doutorado sanduiche em odontologia? sou especialista em Ortodontia e ortopedia maxilo facial e radiologia radiologia. e para revalidar o diploma para poder exercer aí? obrigado

    • Claudemir,
      O doutorado você não paga nada, recebe bolsa o tempo todo. O mestrado é pago e pode variar de 25-60 mil dólares por ano, dependendo da Universidade, do curso escolhido. Qualquer opção sanduíche é paga parte por quem envia e parte por quem recebe, por isso muitos profissionais são obrigador a voltar para o Brasil terminando os estudos porque precisam “pagar de volta”o dinheiro investido. Para revalidar o diploma é so seguir os passos que dei no texto validação de diploma. . Odontologia é um pouco mais complicado, é necessário voltar a Universidade, pois aqui é considerado um doutorado, enquanto que no Brasil eé apenas um bacharelado. Obrigada por acompanhar o blog. Boa sorte!

  12. Boa tarde! Tenho muita vontade de fazer intercambio nos EUA, é dificil para adolescentes conseguirem o visto para (morar/estudar) ? E em relação so custo de vida, é alto? Desde já agradeço

    • Maria,
      o intercambio precisa ser feito atraves de agencias especializadas no Brasil, nesses escritorios eles tem todas as informacoes necessarias,emitem visto e toda a documentacao necessaria. OS EUA tem uma variacao absurda de custo de vida. A vida em NY e totalmente diferente de uma cidade pequena no Kansas. Obrigada por acompanhar o BPM

  13. olá, eu estou pesquisando muito sobre o fazer um intercambio para os estados unidos,no caso, eu gostaria de fazer o high school. Meu para disse pra eu pesquisando e depois apresentar o que eu achei, eu já sei quase tudo, mas tenho 2 perguntas:
    quanto custa o ensino medio ?
    precisa ter algum certificado para fazer o high school ?
    obs- eu vou sozinho, sem ninguem da minha familia

  14. Olá boa tarde, gostei muito deste seu texto assim como os outros referentes a Houston. Estou a pensar ir fazer um doutoramento em Houston, mas o facto de ter três filhas /13,10 e 5) está a deixar-me com muitas dúvidas, alguams das quais o seu post me esclareceu! no entanto, e relativamente à educação fiquei com uma dúvida, uma das minhas filhas quer ser bailarina. Aqui em Portugal nós temos o conservatório nacioanal de dança na qual eles ingressam aos 10 anos e saindo aos 18 anos bailarinas. Aí em Houston existem escolas deste tipo?
    obrigada

    • Inês,
      Obrigada pelo comentário. Aqui em Houston, temos sim um programa similar, você pode encontrar maiores informações nesse link
      Houston é uma cidade muito agradável para se viver e ver os filhos crescerem.
      Se você precisar estou a disposição.
      Boa sorte,
      Renata

  15. Bom dia Renata,
    Obrigado por todas informações prestadas. Foram de muita valia.
    O Blog é fantástico.
    Meu filho de 14 anos mostrou interesse de fazer o High School nos EUA e estamos nos organizando para isso.
    A escola que escolhemos é a The Village em Houston, como vi que foi a que vc usou para ilustrar o post; gostaria de saber se conhece e o que acha?

    • Olá Wagner,
      Primeiramente obrigada por acompanhar o blog.
      Sou bastante suspeita para falar da The Village, pois minha filha estuda lá e sou encantada com a escola.Estou totalmente satisfeita com a metodologia e postura deles, além das parcerias excelentes com o MIT e Julliard School. Eles tem a opção de “boarding school”, que seria o nosso colégio interno, muitos alunos do High School ficam nesse regime.Espero que seu filho goste da escola. Houston é uma cidade muito tranquila para se viver. Qualquer outra dúvida estou a disposição. Boa sorte.

  16. Olá Renata amei o blog! Tenho um filho autista e vamos morar na Carolina do Norte em aqui no Brasil ele estuda em uma escola normal e tem uma terapeuta ao lado, será q aí vão querer q ele estude em escola especial ? Eu não gostaria. Ele tem 9 anos e NAO é um caso severo. Obrigada

    • Olá Ana,
      Obrigada por acompanhar o BPM e deixar seu comentário. Não posso afirmar em relação a Carolina do Norte, mas aqui no Texas, em Houston particularmente, conheço várias escolas que as crianças com diferentes espectros de autismo frequentam e são escolas “normais”. Inclusive tem um grupo de mães aqui, que trocam informações através de grupos no whatsapp. Se você se interessar posso passar o contato para você. Mesmo sendo no Texas talvez elas tenham um pouco mais de informação que possa ser benéfica para você. Boa sorte

  17. Olá Renata!
    Gostaria de tirar uma dúvida, meu marido está procurando um mestrado para fazer, temos duas filhas com 10 e 8 anos! você saberia me dizer se elas tem algum direito de estudar em escola pública enquanto ele estuda?
    Aguardo.

    • Ola Nathalia,
      Obrigada por acompanhar o BPM. Toda criança nos Estados Unidos tem direito a educação, no entanto o que vem acontecendo em alguns estados onde a imigração ilegal é muito grande , as escolas para tentar conter o aumento de estudantes sem planejamento, estão dificultando a matrículas para crianças com visto de turista. Seu marido tendo um visto para estudar certamente vocês serão contemplados com os de dependentes na mesma categoria, o que não traria nenhuma dificuldade para a matrícula na escola.Boa sorte

  18. Ola, Renata!
    Acabamos de chegar do Brasil. Iremos ficar por volta de dois anos pois meu marido vai estudar!
    tenho três filhos (3, 5 e 7 anos). estamos na dúvida se podemos colocá-los em escolas públicas. Sabemos que devemos pagar uma porcentagem por não sermos cidadãos americanos uma vez que os EUA fornece educação gratuita para os mesmos. E fomos informados de que as crianças deveriam somente ir para as públicas pois não possuem visto de estudante, apenas de acompanhantes. Você conseguiria esclarecer isso? Estamos bem perdidos quanto a isso.

    • Fernanda,
      Com exceção do seu filho de 3 anos que está fora da idade escolar, os seus filhos mais velhos podem sim estudar em uma escola pública e nada é cobrado por isso. Você precisa apenas procurar o distrito escolar do seu bairro, com a documentação das crianças (talvez boletins, mas com certeza a carteira de vacinação atualizada). Várias escolas particulares podem emitir visto de estudante caso seja sua vontade que eles estudem em uma escola privada.Espero ter ajudado, qualquer outroa dúvida estamos por aqui. Obrigada por acompanahr o BPM.

  19. Olá, boa tarde, tenho uma dúvida.
    Sei que disse que em escolas públicas são aceitas crianças com visto de turista…em outra ocasião li que isso faz com que a imigração entre em ação. E agora? isso é de fato um risco? Obrigada

    • Olá Bárbara,
      Alguns estados não matriculam crianças com visto de turista, é preciso verificar a disponibilidade de cada distrito em estados que ainda o fazem. Não tenho conhecimento como a imigração está atuando, porém vale lembrar que morar ilegalmente nos Estados Unidos é crime, podendo levar o imigrante a ser preso e responder a processo criminal, além de deportação e proibição de entrada no país por mais de dez anos.Obrigada por acompanhar o BPM.

  20. Olá Renata, tenho uma sobrinha casada com um americano, já tem filhos e cidadania, reside em uma pequena cidade em SC. Minha filha de 15 anos pretende ficar um ano com eles cursando o High School, numa escola pública. tem idéia por onde começamos? O visto a ser tirado é o F1? Andei lendo que a escola publica só é gratuita para os americanos e que eu teria que pagar. Muito obrigada!

  21. Ola Renata!
    Gostei muito do texto!
    Queria saber quanto mais ou menos quanto é o preço de escolas particulares em Miami, moro em Porto Alegre-RS e pretendo morar depois do 9°ano com meus pais em Miami, por isso estou pesquisando de site para site preços de escolas particulares em Miami mais nao encontro…
    Sera que voce que mora em EUA save mais ou menos uma particular naquela area?? E por favor mande onde se localiza, e o nome.
    Abraços

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.