BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo Inglaterra Quanto custa

É realmente caro morar em Londres?

É realmente caro morar em Londres?

Morar em Londres (Inglaterra) é o sonho de muitas pessoas que querem tentar uma vida no exterior, porém o custo de vida é relativamente alto, mas você consegue ter uma qualidade de vida melhor. E na minha opinião, custo de vida também significa qualidade de vida e isso é muito pessoal.

Vou falar do custo de vida em Londres por categorias e selecionei as que acho principais: moradia, despesas gerais/contas, transporte, alimentação e entretenimento.

De uma maneira geral, vamos partir do ponto que o salário mensal de um trabalhador aqui gira por volta de £1500. Claro que isso é variável. Por exemplo, se você trabalhar em um bom restaurante, de finais de semana, pode fazer boa gorjeta que engordará teu salário. Se você trabalha num café tipo Starbucks, seu salário pode chegar em torno de £1000. Ou se você trabalhar num escritório ou escolar pode girar em torno de £1200. Não vou mencionar aqui cargos de gerência, diretoria ou até mesmo ir mais a fundo nesse assunto de emprego. Não é essa a intenção. O que pretendo é usar a média salarial de um trabalhador comum para te dar uma ideia do custo de vida em Londres.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Inglaterra

Moradia

Primeiramente, isso vai depender de qual zona (1 – 9) você vai morar, sendo que zona 1 é o coração de Londres, é a London Eye, o Big Ben e é a zona mais cara, claro! A zona 9 já está no extremo da periferia, aluguel é bem mais barato; mas isso refletirá no custo de transporte que também é calculado por zonas, caso você trabalhe no centro de Londres. Você pode alugar um quarto dentro de uma casa e compartilhar os espaços comuns tipo banheiro e cozinha; pode alugar a famosa ‘kitchenete’ de quarto e cozinha, apenas, ou pode alugar um apartamento de um quarto, dois quartos e por aí vai. O aluguel, como já disse, vai refletir na zona que você vai morar. Um quarto na zona 1, onde geralmente as contas estão incluídas, custa por volta de £180 por semana. Uma casa/apartamento de dois quartos na mesma zona custará mais de £2000. Já um apartamento de dois quartos na zona 3, no norte de Londres, custa por volta de £1500 ou até um pouco menos. Um quarto na mesma zona custa a partir de £100. Minha primeira casa aqui em Londres (norte) foi um studio flat de quarto e cozinha na zona 3 e pagávamos, na época, £760 sem contas. Era um studio dentro de uma casa que acomodava mais 1 studio no térreo e um apartamento de dois quartos no andar superior. Prática muito comum, aqui, dividir uma casa em 2 ou três apartamentos independentes. Já uma casa/apartamento de dois quartos na zona 4, por exemplo, pode sair por volta de £1300. Alguns sites muito usados para alugar casa são o Right Move, Zoopla, Spareroom, Find Properly e Gumtree.

Despesas Gerais/Contas

Aqui vamos falar das despesas ligadas à moradia. Quando se aluga um quarto, de maneira geral, as contas estão incluídas. A partir do momento que você aluga um studio ou uma casa que não vai dividir com outras pessoas, as contas virão separadas. Mas quais são estas contas?

Eletricidade e gás – muitas casas aqui em Londres usam gás para aquecimento interno e da água. O gás é caro, então nos meses frios você gastará mais, certeza! Essa conta pode variar de £30 a £100/mês, dependendo do seu uso.

Água – geralmente o custo é anual (e o aumento também!) mas você pode pagar mensalmente. Alguns condomínios/casas têm esse custo incluso, mas não é regra geral. O custo pode ser a partir de £20. Atualmente eu pago £25 por mês, num apartamento de 1 dormitório na zona 4.

Council Tax – o famoso IPTU. Também poder ser pago anualmente, mas geralmente é pago por mês. A taxa varia de acordo com a zona que você mora e na banda que cobre aquela área (A, B, C, etc.) e o valor da propriedade. Por exemplo, na zona 4, um apartamento de 1 quarto, eu pago por volta de £1300.

TV License – nada mais é que você pagar uma autorização para assistir televisão e isso inclui assistir TV pelo computador. Qualquer pessoa que quiser assistir TV é obrigatório pagar por volta de £12 mensais pra rainha.

Internet – pode não parecer essencial, mas te digo, meu amigo, Internet é essencial. Você vai pesquisar emprego, casas e muito mais coisas. Muita gente não tem telefone fixo em casa e usa apenas o celular. Fora que Internet, aqui em Londres, é boa e barata. Pode variar de £15 à £80 mensais, dependendo se você pega um plano que inclui celular ou se vai usar seu telefone e comprar apenas o plano.

Transporte

Transporte aqui é caro. Mas em compensação você tem acesso a todos os cantos de Londres, praticamente. E se não tem metrô ou trem até aonde você vai, certeza que terá um ônibus. Até barco tem! O TFL, site do transporte público, é excelente. Através dele você calcula seu trajeto, quanto tempo leva para ir de A a B, as opções de transporte, os horários que o ônibus vai passar, por exemplo, se a estação X ou Y tem elevador ou escada rolante, e por aí vai. Entre no site e procure o valor do transporte para metrô e ônibus. Se você comprar o Oyster semanal/mensal para metrô, por exemplo, o ônibus está incluso. Porém, se você comprar o passe semanal/mensal para ônibus, o metrô não está incluso. A melhor maneira de economizar com transporte em Londres é usando o Oyster card, aceito em todos os meios de transporte (metrô/ônibus/trem/barco).

Leia também: Como é o transporte público em Londres

Alimentação

Mais uma vez, vai depender do estilo de vida que você quer levar. Os mercados, de uma maneira geral, acho que são muito parecidos em todos ou quase todos os países. Você encontra os populares, mais baratos, mas também encontra os mais sofisticados. Para economizar, muitas pessoas consomem as marcas do mercado, que geralmente são os produtos mais baratos.

Os mercados populares mais comuns, aqui, são Asda, Morrison, Tesco e Sainsburys. Já os mais sofisticados são Marks & Spencer e Waitrose. Não que não sejam acessíveis, muito pelo contrário, mas se você está economizando ou com a grana curta, é melhor deixar esse gasto extra para outra oportunidade.

Eu vario entre os populares e os sofisticados, mas sou mais assídua no Tesco e Asda.

Semanalmente eu gasto por volta de £60, às vezes um pouco mais. Também fazemos compras eventuais durante a semana, por exemplo, uma fruta que acabou, uma pizza, uma comida pronta, etc. Ah, só pra constar, nós não consumimos carne vermelha; e frango, muito de vez em quando. Então, certamente isso influencia a conta do mercado.

Sugiro a você entrar no site dos mercados e fazer uma estimativa de quanto você gastaria na sua compra semanal/mensal.

Entretenimento

Mesmo em tempos difíceis é sempre bom e importante o lazer, né não?! Pois bem, Londres oferece muitas, mas muitas atrações gratuitas como museus, exposições, arte nas ruas e teatro a custo simbólico (£5), por exemplo. Se sobrar um dinheirinho, uma pint custa de £3 a £5; assistir a um musical gira em torno de £25 ou um cinema sai por volta de £12. Estas são só algumas ideias porque Londres tem muita coisa pra se fazer, atende a todos os gostos, de verdade. Tem mercados de rua, bares e cafés mega charmosos, milhares de restaurantes e por aí vai. Dica de sites para pesquisar passeios são o Time Out, Viator e Free Tour by Foot.

Mas lembre-se, estes valores são uma ideia do custo de vida aqui em Londres. Tem que se levar em consideração que as pessoas são diferentes, têm expectativas diferentes, assim como a tolerância diante das dificuldades também é muito pessoal.

Quando se muda de país tua vida muda consideravelmente. É vantagem ter a mente aberta e saber que tudo é passageiro, que você começa praticamente do zero, mas pode facilmente chegar aonde sonhou. Basta paciência, persistência e resiliência.

Related posts

Artista Luã Dorneles

Ann Moeller

Carnaval de Londres

Simone Pereira

Cursos em Londres

Johana Quintana

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação